História Amarrado ao Amor, Preso aos Amigos - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor
Tags Stony
Exibições 69
Palavras 925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Lembra que eu disse que era péssima com títulos? Então, só queria lembra-los que é verdade.
Espero que gostem do que vão ler! :)
*Mel

Capítulo 15 - Eu Vou Fazer Sarar!



Pov Tony

 

Acordei sem conseguir me mexer, a dor tomava conta do meu corpo, mesmo que não fosse tão forte, ela estava em toda parte. Doía até para abrir os olhos. Pude ver Steve, estava sentado em uma cadeira bem ao meu lado. Ele segurava um caderno, parecia estar desenhando. Sua concentração era admirável.


-O que você está fazendo? – Falei com a voz rouca e falha.
-Tony? – Ele disse franzindo o cenho. – Que bom que acordou! Eu já estava ficando preocupado. – Ele disse, um tanto entusiasmado.
-Sim. Mas o que você está fazendo no caderno? – Falei tentando sentar na cama, mas falhei.
-É só um desenho, nada demais. – Ele disse fitando o caderno.
-Me mostre, por favor. Eu quero ver. – Falei fazendo beicinho.
-Ah está bem! – Ele falou enquanto me entregava o caderno.

Ele tinha me desenhado enquanto eu dormia. Era um belo desenho, os traços perfeitos. Cada detalhe estava amostra, até mesmo meu cansaço era visível, os machucados e as marcar que ficaram em meu rosto também estavam lá. Em umas linhas abaixo do desenho tinha uma frase.

“Nobody said it was easy, no one ever said it wuold be this hard.”


- O que está escrito aqui, Steve? – Falei, virando o caderno para ele.
-Ah, isso é uma frase da música do Coldplay. Ninguém disse que era fácil, ninguém jamais disse que seria tão difícil. É isso que está escrito ai, Tony! -  Ele disse enquanto me fitava.
-E você acha que essa frase se encaixa a minha situação? – Eu disse, arqueando uma das sobrancelhas.
-Sim, eu acho.

Eu dei um sorriso meio de lado, sem mostrar os dentes. Acredito que isso tenha soado como um convite para um abraço, por foi isso que ele fez, se deitou ao meu lado e me abraçou.


-Eu te amo tanto Tony! Eu sinto muito por tudo que aconteceu. – Ele falou tão baixo que se estivéssemos um pouco mais distantes eu não escutaria.
- Steve, isso não é culpa sua, não tem como ser sua culpa! – Falei, me esforçando para poder olha-lo.
- E-eu, eu queria ter te protegido Tony, mas eu não consegui, eu não fui forte o bastante. – Ele falou com os olhos marejados. – D-desculpe por...
-Chega! Você me protegeu Steve, se não fosse por você eu nem estaria aqui! Você foi mais que o bastante, acredite nisso! – Falei passando a mão em seu rosto e me aproximando para um beijo.

O rosto de Steve estava molhado devido a suas lagrimas. Era o que eu precisava, sentir Steve, seus lábios sempre deixando a desejar, mas eu não podia fazer muita coisa.

Steve estava passando sua mão pelas minhas costas, estava tentando tirar minha blusa.


-Ai. – Murmurei.
-Desculpe, tinha me esquecido. Eu vou devagar, pode deixar. – Ele disse em meu ouvido, retirando minha blusa de forma cuidadosa.

Ele ficou olhando meu abdômen por um bom tempo, não sei se estava admirado ou assustado, mas logo começou a beija-lo com cautela.


-O que você está fazendo? – Falei deixando escapar uma risada.
-Você nunca ouviu dizer que o beijo faz sarar mais rápido? – Ele disse, arrancando de mim mais uma risada.
-Já, já ouvi sim. 
-Que bom. – Ele disse, beijando algum canto do meu corpo. – Eu vou fazer suas feriadas sararem rapidinho. – Ele disse, com um sorriso malicioso no rosto.
-Isso seria fofo, se não soasse tão safado!

Ele continuou com os beijos, descendo devagar, até chegar ao cós da minha calça. Ele foi abrindo os botões, e tirou minha calça devagar. Ele começou a massagear meu membro por cima da cueca e me beijou. Seus beijos eram selvagens, mas nada exagerado. Seus lábios foram descendo até meu pescoço, deixando outras marcas por lá. Marcar que dessa vez lembravam amor.


-Eu te amo Tony! – Ele falava. – Eu te amo tanto, e um dia, todos irão saber disso!
-Eu também te amo! Não preciso que todos saibam, eu sei, você sabe, isso é o que importa para mim, é o suficiente!  

Seus lábios foram descendo, passando por meu abdômen e chegando, finalmente, em minha cueca. Steve tirou a única peça de roupa que sobrava. Steve abocanhou meu membro, subindo e descendo devagar, acelerando seu movimento com a boca aos poucos. Ele me fazia se contorcer de prazer, o que levava ondas de dor por todo meu corpo, misturando os gemidos de prazer com o de dor, que ecoavam pelo quarto.


-D-desculpe Steve, e-eu, eu não consigo. É que está doendo demais, eu queria muito, mas n...
-Tudo bem, meu amor. Eu entendo. –Ele disse, se deitando ao meu lado.
-Eu te amo Steve Rogers! – Falei, olhando em seus olhos.
-Eu que te amo Anthony Stark. – Ele disse acariciando meu rosto. – Vamos apenas ficar aqui, está bem? Apenar ficar aqui curtindo um ao outro.
-Está ótimo! Não tem nada que eu goste mais do que ficar com você. As coisas vão melhorar para nós, Steve. Tudo vai se resolver, e nós vamos ser felizes, eu te prometo! – Falei com os olhos marejados.
-Ah Tony, eu já sou feliz. Acredite! Sou feliz pelo simples fato de te ter ao me lado! –Ele falou com um de seus belos sorrisos amostra, o que fez com que eu sorrisse também.
-Eu não sei como agradecer por te ter aqui, por ter você cuidando de mim, espero um dia ser digno de todo esse amor. –Falei, segurando seu rosto para poder beija-lo.

Nós ficamos ali, aproveitando os carinhos, os olhares, os beijos. Ficamos apenas curtindo a presença um do outro, curtindo o amor que um sentia pelo outro, até que, finalmente conseguimos dormir. 


Notas Finais


GENTE FOI ISSO
Desculpa por ter ficado um pouco curto, mas espero que tenham gostado mesmo assim.
Beijão e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...