História Ameaça (Interativa) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 34
Palavras 800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Pecados.


Emma Queen e Natasha Lee.

 

Os cabelos vermelhos e alongados eram o símbolo da determinação daquela garota. E agora, ao entrar naquele bar de esquina os cidadãos ficaram em guarda — os atuais pecados eram piores que os antigos. Aquela ruiva então... todos tinham certeza que Emma algum dia planejaria acabar com o reino inteiro.

Era nitidamente uma boa guerreira, se tirasse a sua petulância, claro! A capitã dos pecados capitais, agora espremia seus olhos cor de chocolate, tinha vontade de massacrar todos a sua volta... por que estavam olhando tanto para ela? A julgando tanto?

Ela dificilmente destruía algum lugar, seus companheiros que bagunçavam tudo... segundo ela. — Parem de me olhar! — o pecado da ira gritou com todos presentes, tirando a espada segurada nas costas, Emma ameaçou arrancar a cabeça de um senhor que estava rindo.

— Emma-chan, não faça isso! — comentou o pecado da ganancia, vinha atrás da capitã a garota de cabelos albinos e olhos azuis acolhedores. Seria impossível não cumprir um pedido daquela dama. — É cruel!

A Lee sorriu doce e puxou a amiga pelo o braço. Ninguém conseguia imaginar que ela seria um dos pecados... porém, era evidente que ela seria uma das mais fortes, mesmo que a albina fingisse uma certa modéstia.

Ahh, se todos soubessem que era apenas uma grande mascara. Será que alguém fora Ban a aceitaria da maneira a qual Natasha realmente era? Não, sem sombra de dúvidas. Quem veria algo diferente da dama que dá comida a crianças?

 

Melo Draco e Lílian.

 

A loira baixinha — na realidade, uma criança — ficava com vergonha enquanto o companheiro estava brigando com um moleque qualquer que tinha derrubado suco de laranja em sua roupa... ela deixava os olhos de cor púrpura focados em qualquer lugar fora o companheiro... poderia intervir contra a criança, porém estava com muita preguiça para isso.

Não é por que ela era o pecado da preguiça, que necessariamente tinha preguiça de tudo. Porém, hoje estava o cumulo do sono.

O companheiro alto de cabelos negros e olhos da mesma tonalidade, deu tapinhas na própria roupa após discutir com a criança. — Céus, como crianças são irritantes! — Draco proferiu não percebendo a garota ao seu lado. — Ohh, desculpe Lílian!

— Melo-san! — falou com a vozinha fina, apertando o bichinho de pelúcia no corpo.

O pecado da inveja passou a frente, iria pedir um novo suco. Ele realmente não tinha acordado em seu melhor dia... como sempre.

 

Asrael Milaki e Hanna Misaki.

 

Os dois pecados conversavam animadamente sobre a nova arma comprada pelos dois. Discutiam de forma até mesmo racional sobre suas habilidades — enquanto os dois tentavam ao máximo não acabar se enfrentando por pura diversão como na última vez, na qual, eles destruíram uma vila inteira.

— Prefiro espadas. São mais maleáveis, Hanna-chan! — Asrael comentou para com a amiga que caminhava ao seu lado.

— Hum... posso levar sua opinião em conta. — a garota murmurou contra gosto. — Se você me emprestar a sua nova, claro! Preciso testa-la para saber se é boa. — continuou, estava de certa forma tentando arrumar um jeito de pegar a espada pra si.

Os dois pecados mais contrários, e que sempre entravam em conflito se davam melhor que muitos outros... inconveniente, não? O pecado da gula com o do orgulho. Isto sendo que, Misaki tentava sempre passar a perna em Asrael o manipulando com o seu orgulho.

Mesmo assim, os dois conseguiam ser muito amigos. A rivalidade explicita dos dois os fazia fazer eles serem amigos. Hanna era o oposto de tudo em Asrael. Enquanto o Milaki mantinha os cabelos cinzas longos e olhos verdes, fora o porte físico de dar inveja a qualquer um.

Já Hanna tinha um porte magrelo e não era tão alta, tinha os cabelos curtos que nem passavam de seu queixo, negros e os olhos de tonalidades diferentes, um amarelo e o outro vermelho.

— Hum, quando encontramos a capitã irei te emprestar. — falou fazendo exatamente o que a Misaki queria.

 

Kuroha.

 

O moreno de olhos amarelos estava sentado na beira de um precipício. Quem o vesse teria certeza de que o garoto estava pronto para se suicidar, porém não, ele não pretendia se matar. Não causaria nada afinal, as cobras que compõe o seu corpo se regenerariam, e ele continuaria vivo. Graças a Merlin, nem suicídio poderia cometer.

Ou melhor, graças a Harlequin, e o seu ódio pela fada que teve um filho junto a um vampiro. Se ele não tivesse pedido para Merlin que lhe amaldiçoasse, ele não estaria assim. O pior, era que sua mãe na época teve a decisão de escolher que seu irmão gêmeo não fosse amaldiçoado. Ela implorou somente por um dos filhos, e agora, Kuroha estava sendo o pecado da luxuria.

E sem sombra de dúvidas, se vingaria por tudo que já lhe fizeram. Não importa a quem, nem como. Apenas faria. 


Notas Finais


Oi, oi! Como vão? Sim, esse é o primeiro capitulo.
Ficou bom? Mereço comentários? Favoritos?
Beijos <3


Minha ficha: https://spiritfanfics.com/perfil/kwron/jornal/o-pecado-da-preguica-do-urso-lilian-7134546
Kuroha e Hanna Misaki são personagens da Any-chan.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...