História Amiga Morte - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Automultilaçao, Demonios, Morte, Suícidio
Visualizações 5
Palavras 652
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa Leitura <#

Capítulo 1 - 01


Fanfic / Fanfiction Amiga Morte - Capítulo 1 - 01


 Ótimo,temos uma aluna nova.O diretor acabou de sair da sala e agora com cara de tonga ela está olhando a sala junto a professora para procurar um lugar para se sentar.Affif,elas olharam para a mesa atrás de mim,a professora apontou para ela e agora o trouxa está vindo em minha direção.O que? Ela sorriu ao passar por mim.Ela até que é bonita,da pro gasto,gostei do sorisso,e dos olhos castanhos,estranho...parecem até vermelhos,tipo fogo,um fogo laranja escuro,muito escuro.Eu vou é ficar quieto no meu canto.
 Passei o resto das aulas na minha,nem sai da sala no intervalo.Ela saiu.Por que estou me importando se ela saiu ou não da sala?Ela que se foda.Seu nome é Ana,pelo que o diretor falou,tem uns 16 anos e venho com ótimas notas do outro colégio,blá,blá,blá.POR QUE EU ESTOU ME PREOCUPANDO COM ISSO??
 Na saída,esperei toda a cambada sair da sala antes de mim,para simplesmente não ser atropelado.Quando todos sairam,eu e levantei e coloquei a mochila nas costa,não sei bem o por que,mas olhei para trás,e vi Ana se levantando també.Ignorei e sai.Minto,não ignorei tanto pois fiquei cuidando das pontas do seu all star preto no chão atrás de mim.Fiquei cuidando das pontas dos pés até na hora de subir no ônibus,único momento em que nos separamos.Me sentei na frente como sempre,ela foi parar lá no fundão,onde ninguém nunca sentou,todos olharam de canto para trás,ela possivelmente notou,mas ignorou com seus fones e o celular.Virei para frente e fiquei na minha olhando para a janela até chegar em meu ponto.Cheguei.
 quando desci,ouvi atrás de mim um som de pulo,como se alguém a mais tivesse pulado das escadas do ônibus.Olhei para o chão de canto de olho novamente e vi as pontas do all star preto,mas elas estavam mais rápidas e vieram parar ao meu lado,se transformando em all stars inteiros.Olhei para seu rosto.Ela sem rodeios começou:
 -Você tem toda a matéria que irá cair nas provas?Acho que cheguei um pouco tarde de mais.
 -Tenho sim...-não sei bem por que falei com ela,e ainda tão calmo e prestativo,por algum motivo ela me tranmetiu paz - se quiser posso te passar,tem whatsapp?
 -Tenho sim.
 -Me passe seu número - tiro o celular do bolço da calça - eu te mando as fotos do que irá cair quando chegar em casa 
 -Ok...- ela também pega o celular e parece procurar o número - ainda não decorei,meu pai e eu mudamos de número quando chegamos aqui 
 - Sem problemas - mas que diabos está acontecendo comigo?
 -Aqui,achei - ela diz com certa felicidade - 9 9876 5423 
 -Ok - anoto  número e o salvo.
 Quando vi,já estava na frente de minha casa e ela já estava se despedindo.Acenei de volta vendo ela atravessar a rua e ir parar na casa a frente da minha.Estranho...não vi nenhum caminhão u mudança chegando de qualquer outra forma no final de semana,nem antes...
 Quando ela bateu a porta eu sai do transe e entrei em minha casa.Passei pela cozinha,disse oi para minha mãe que estava ponhando a mesa do almoço e fui pra meu quarto.
 Que porra é essa?Nunca no ensino médio eu falei com alguém tão educadamente,muito menos auxiliar em algo.
 Troco de roupa e logo ouço minha mãe me chamando para almoçar,desço até a cozinha.
 -E o pai? - pergunto me servindo 
 -Saiu hoje de madrugada,para as tais viagens dele.
 -Mãe,se a senhora acha que ele está te traindo,como a senhora vive me falando,se separa dele,vamos viver nos dois,eu cuido da senhora,posso muito bem procurar um emprego.
 -Não se preocupe filho - ela sorri - vamos comer que a gente ganha mais.
 Concordo com a cabeça e termino de me servir,me sento e assim que ela se serve começamos a comer.
 
 Seco a louça e guardo,subo para meu quarto,começo a fazer algumas atividades da escola.
 Durante a tarde eu dormi.Dormir é um belo exercício,você não vê nada,não se preocupa com nada,a não ser quando se tem pesadelos.
 


Notas Finais


Obrigada por ler <#


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...