História Amigas ou Inimigas? - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Once Upon a Time, Rebecca Mader
Personagens Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla, Rebecca Mader
Tags Amizade, Colifer, Sofia Morrison, Victória O'donoghue
Exibições 83
Palavras 1.438
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sei gente, vocês querem minha cabeça por passar tanto tempo sem postar, me desculpem mesmo, eu estava sem tempo, estava me matando de estudar e estava meio sem inspiração para escrever, mas está ai, espero que gostem.
BOA LEITURA

Capítulo 31 - Lembraças


Fanfic / Fanfiction Amigas ou Inimigas? - Capítulo 31 - Lembraças

Quando o médico adentrou na sala todos se levantaram esperando uma reação do mesmo

-Todos aqui são conhecidos de Isabela Hernandes?

-Sim- todos responderam

-Pôs bem, a cirurgia de Isabela teve muitas complicações graves, ela teve dois ataques cardíacos e um princípio de hemorragia interna. Como a cirurgia foi perto do coração a cirurgia não o correu muito bem, por causa dos ataques e das complicações a qualquer momento os pontos internos na cirurgia pode abrir e ocorrer uma hemorragia, então até que o coração se estabilize e os pontos internos na cirurgia cicatrizarem Isabela corre risco de vida. E por causa de algumas complicações respiratórias ela precisa de ajuda de aparelhos para respirar

Quando o médico terminou de falar Paloma e James, assim como os amigos de Isabela desabaram, depois de longas horas de tortura sem notícias, tendo esperanças de que Isabela ia sair bem da sala de cirurgia, mas suas esperanças foram perdidas

-Doutor, nós podemos vê-la? Somos os pais- disse Paloma quase implorando para o médico

-Claro, me acompanhe

Os dois foram levados pelo médio até o quarto onde Isabela está internada. Em quanto Victória junto com os amigos estava sendo consolada pela família, a garota estava nos braços do pai, enterrava seu rosto no peito do pai, na tentativa fracassada de que não a visem chorar.

-Filha, filha olha para mim- disse fazendo com que a menina olhasse para ele- filha, precisamos ir para casa

-Não, não quero ir....- disse entre soluços

-Você precisa comer alguma coisa, precisa tomar um banho, depois você volta, filha você precisa descasar um pouco- falou olhando nos olhos da filha

-Tudo bem

-Vem cá- ele a puxou, colocou um braço em volta de seu pescoço e chamou sua esposa e enteada para irem também

Os quatro foram até o carro, Colin sempre abraçando de lado a filha e segurando a mão da esposa. Quando chegaram no estacionamento entraram rapidamente no carro e seguiram para casa, o caminho foi um total silêncio, só se escutava o barulho da chuva batendo no capo do carro. Quando chegaram em casa Victória foi direto para o banho, Sofia não fez diferente, foi correndo para seu quarto, Colin e Jennifer se sentaram no sofá

-Ela está péssima- comentou Jennifer

-Sim, a única vez a que a vi assim foi quando a mãe dela...

-Eu sei- o interrompeu

O silêncio reinou por alguns minutos, mas logo Colin o quebra sorrindo

-Parece que você e Victória se acertaram- disse sorrindo

-Parece que sim, ela me pediu desculpas, mas sabe, quando ela me pediu desculpas foi como se eu tivesse me visto ali

-Você não sabe quanto eu fico feliz por isso

-Eu sei, meu amor, eu também, parece que nem é verdade. Mas você também tem que descansar

-Não, não precisa...

-É claro que precisa, você está cansado, e precisa recompor as forças ainda mais agora que a Victória está precisando de você

-É você tem razão

-Deixa eu fazer uma massagem em você

Ele se virou de costas, e ela começou a massagear suas costas, de modo que relaxasse todos os seus músculos. Depois de algum tempo Colin foi tomar um banho, quando saiu e desceu novamente encontrou sua filha na cozinha, estava comendo um pode de sorvete

-Isso não é comida- disse a assustando 

-É sim

-Não é não, pode passar esse pote de sorvete pra cá- disse tirando o pote da mão da filha- vou fazer uma comida de verdade para você

-Tá bem- disse se dando por vencida e se sentando na cadeira

Enquanto Colin preparava algo para Victória comer, a mesma se manteve calada o tempo todo. Após alguns minutos Colin coloca um prato de sopa na frente de Vic

-Sopa?- disse fazendo uma careta

-Anda vai fazer bem pra você, precisa se alimentar bem- ele falou e Vic cedeu, sabia que precisava se alimentar

Enquanto comia Colin ficava observando sua filha, seus olhos inchados e tanto chorar, sua pele pálida, aquela estava muito longe de ser a sua filha marrenta mas ao mesmo tempo engraçada e extrovertida

-Porque você pediu desculpas para a Jennifer? - ele falou tentando distrai-la para tentar esquecer por pelo menos um tempo o que sentira

-Acho que percebi que talvez estivesse errada, e acho que é o que Isa queria

-Meu deus Vic você está bem? Não está delirando?- disse brincando colocando a mão na testa da filha-  você não sabe o quanto eu fico feliz com isso

-Eu sei

Logo que Victória acabou e foram se arrumar para irem pro hospital, Colin queria que a filha descansasse mas não teve acordo. Alguns minutos depois Victória desce já pronta para sair, vestia uma blusa de manga comprida soltinha preta com estrelas brancas, uma causa jeans preta meio rasgada nos joelhos e um pouco das coxas, um gorro preto e um tênis também preto com o desenho de uma caveira na lateral. Victória também levava uma mochila que dentro continha roupas, um cobertor, ipod, etc...

-Você está bem?- perguntou Colin se aproximando da filha

-Sim, só preciso ir pro hospital-  disse meio nervosa

-Tudo bem, não se preocupe- disse ando um beijo no todo da sua cabeça e a abraçando

Em alguns minutos depois Jennifer, Sofia, Colin e Victória estavam no hospital, foram até a sala de espera onde haviam apenas alguns parentes, já que os amigos de Vic tinham ido para casa descansar um pouco, Victória cumprimentou os ali presentes e se sentou em um das cadeiras vagas, Coli sentou-se ao seu lado. Quando Victória viu James e Paloma adentrando na sala de espera foi correndo até eles

-Tio James, tia Paloma como ela esta?

-Está na medida do possível bem, estável- disse James

-Eu posso...

-Claro, ela está dormindo mas pode ir vê-la

-Obrigada

A garota seguiu até o quarto onde Isabela estava internada, a mesma adentrou no quarto e viu sua amiga com alguns curativos, com um aparelho que a ajuda respirar. Victória se sentou na poltrona ao lado da cama da amiga.

-Oi, como você está? Que idiota sei que não vai me responder porque está dormindo- lagrimas escorriam pelo seu rosto- mas queria que soubesse que eu estou aqui, para o que você precisar

Ficou algum tempo calada enquanto as lagrimas desciam, varias lembranças vinham em sua mente

-Lembra quando nós desafiaram a sair na rua você vestida de unicórnio e eu de panda- deu um risinho ao lembrar- todos ficava olhando pra gente como se fossemos loucas, e quando fomos até a Subway, a atendente quase não atende a gente, e o pessoal só ria da mesa

Vic ficou mais alguns minutos em silencio, mas logo voltou a falar

-Lembra quando a gente se conheceu? Viramos amigas na mesma hora, não parávamos um minuto só, sempre correndo ou pulando, e ainda não acredito que a minha mãe me vestida com roupa cor-de-rosa- ria baixinho em quanto contava- lembra daquela vez que convidaram a gente pra grafitar? Foi loucura, pensávamos que o pessoal tinha autorização pra grafitar, só que não tinham, uma velha muito chata ligou pra polícia, acho que naquele dia eu corri mais rápido que o Flash, mas até que o nosso grafite ficou maneiro- as lagrimas de Victória ainda desciam porém com menos frequência- lembram quando nós nos descemos aquela decida sentadas no skate?- deu um risinho- a gente ficou toda quebrada, literalmente, fiquei uma semana com aquele maldito gesso do meu braço coçando, mas foi até engraçado

Vic ficou alguns minutos calada, mas logo voltou a falar

-Lembro da vez em que invadimos a propriedade de Jena Morgan pra fazer uma pegadinha, mas foi nós que fomos pegas, e mais uma vez quase fomos presas, mas a melhor parte foi quando nosso plano deu certo, a idiota da Jena caiu direitinho- deu um sorrisinho ao lembrar- e da vez que fugimos de casa para ir pra praia? Nossos pais ficaram loucos, chamaram até a polícia, lembra? Foi naquele dia que descobrimos aquela praia que quase ninguém vai, se tornou o nosso lugar. E lembra da vez em que roubamos dinheiro do meu pai e gastamos com várias coisas no supermercado, quer dizer só doce, lembro que fizemos competição de quem comia mais, passamos muito mal depois- suas lagrimas voltaram com mais intensidade- sinceramente não sei porque estou lembrando todas as nossas loucuras, mas me sinto bem ao lembrar delas, espero que você também fique...

-Srta. O’donoghue, o tempo acabou- disse uma enfermeira entrando no quarto

-Claro- disse limpando as lágrimas bruscamente com a costa da mão- fique bem- disse dando um beijo na testa da amiga

Victória saiu e foi em direção a sala de espera 


Notas Finais


gente foi isso, espero que tenham gostado, o próximo sai segunda no máximo terça-feira, prometo. cometem os que acharam, até o próximo
Bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...