História Amigo de aluguel ( Interativa) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Jacob Black
Tags Amisade Colorida, Amor, Andrea, Aulas De Sexualidade, Jacob Black, Sedução, Sexo
Exibições 267
Palavras 4.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


bom pesso desculpa minha net deu uma caidinha mais ja melhorou kkkkk bom este cape é um enceramento só vou voutala a escrever ela da qui uma semana desculpem mais pretendo escrever as outras abem kkkkkkk boa leitura

Capítulo 21 - Clima de fogo.....


Fanfic / Fanfiction Amigo de aluguel ( Interativa) - Capítulo 21 - Clima de fogo.....

 ANERIORMENTE...

_ Jack... Mostra-me como você faz... Como ele faz com ela!_ digo e retiro minha mão devagar, deixando só a dele.

_ Quer que eu masturbe você Bebe... _ eu afirmo sem dizer nada ele mexe os dedos separando os lábios de minha vagina, um de seus dedos desliza em meu centro escorregadio, ele suspira mordisca o lóbulo de minha orelha,  eu gemo.

_ Ta tão molhada... Vai ser torturante fazer isso... Mais pro carralho com todo o resto... Quero que goze em meus dedos faz pra mim faz! _eu abro mais as pernas ele meche os dedos.

_ Gosta do que vê Bebe... Olha como ele mergulha os dedos nela... É assim! _ ele diz em sussurros no meu ouvido, e um de seus dedos escorrega por minha entrada, eu fecho os olhos e gemo deitando acabaça  em seu ombro, a outra mão de Jack agarra meu seio. Por cima da camisa  eu ofego sua mão  vem ate minha garganta e me faz olha-lo virando minha cabeça.

_ Você é minha... _ ele diz e me toma os lábios em um beijo que me fez estremecer e gozar em seus dedos.

AGORA...

 

  MANSÃO CULLEN, 09h30min DA NOITE.

Aviam muitos na sala, mais a mesma estava em um silêncio sepulcral, cada um a li tinha o mesmo pensamento mais nem um a coragem de dizer as palavras. se igualava  uma sala repleta de estatuas gregas, belas obras de arte que se remetiam a deuses fenomenais, Edward Cullen tinha tantas coisas e sentimentos que queria esclarecer mais não era capas de polos em palavras  ele via todas as mentes ali menos a da filha e a de Bella mais a mesma ainda assim podia permitir que a visse, mais resumindo cada uma das mentes ali “ANDREA”esse era o pensamento que os deslocava.

Sua filha estava irritadiça já que Jacob era o responsável por ela e parecia nutrir sentimentos complexos pela menina que estava a se tornar uma loba mais sua preocupação não era esta e sim a do humano que vinha se encontrando com sua filha ele sabia que Jacob relevava pois achava importante que Renesmee tivesse todos os sentimentos e as vivencias humanas mais o que Jacob não sabia era que Renesmee tinha vivido muitas experiência humanas com o garoto Edward já avia chamado a atenção da filha mais a mesma sempre tinha uma boa resposta para contrapô-lo  Edward sabia que Se Jacob soubesse um desastre aconteceria um do tipo o humano virar ração, ele não avia dito a neguem  da casa nem mesmo a Bella pois não queria aborrecê-los.

_ Ok... Acho que todos aqui têm a mesma pergunta não é sobre a menina... Vocês acham que ela é um perigo?_Disse Jazper, em uma postura reta e cordial, uma postura usada pelos militares de sua época, tida como descanso, o corpo ereto e mãos para trás, o peito largo inflado, como uma bela e estonteante obra prima, o Vampiro era elegante e complexo com seu sentimentos e controle sobre eles,  assim como sobre os dos outros.

_Creio que sim... Ela causa uma espécie de descontrole nos demais Lobos... Tenho por mim que se um acidente ocorrer... em um local publico pode haver uma catástrofe em proporções astronômica! _  diz Carlisle, pronunciando as palavras que todos pensavam, Edward finalmente move-se quebrando a cadencia de estatuas que estavam imóveis, vai ate o piano senta-se e levanta a tanta, mais não toca as teclas só as observa.

_ Acho que não devemos nos meter e assunto dos Lobos... A tribo não pediu nossa ajuda! _ diz Rosalie, a loira exuberante também  sai de seu refugio diante de janela, e vai ao sofá ao lado de um dos  homens  mais extraordinários  e fortes já visto senta-se ao seu lado e é puxada para seus braços grandes e fortes ele deposita um beijo em sua cabeça.

_ Minha ursinha ta certa mais... Acho que devemos falar com Jack e fazer algo... Não digo nos intrometer... Mais já pensou isso acontecendo na Escola... Iria ser uma chacina... E acho que os lobos assim como ela seriam um problema também... Se perderem o controle... Já vi que a garota não tem ideia do que pode fazer... Mais ela os tem nas mãos acho que todos aqui também viram isso não? _ ouve um silencio e uma pausa os pensamentos ficaram gritantes todos concordavam, mais ninguém dizia nada.

_ Emmett  esta certo... Eles podem vigia-la mais não estão tão fora do problema... Acho ate que podem ser uma parte significativa dele... Acho que devíamos nos aproximar dela e vigiar os lobos também... Não sabemos o que ocorre tudo que sei é que a transformação dela não é igual a qualquer outra... nem mesmo a de Leah!_ diz Jazper, se viu um montante de cabeças movimentando-se em afirmação, Jazper sabia que se algo o corresse com a garota, os lobos não se controlariam, eles de algum modo estavam impelidos a protegê-la, mais o que o intrigava era que só avia começado este frenesi de sentimentos em atos de proteção de um mês pra Cá, e antes disso nada nem ninguém nem sabia da existência da menina.

_ Acho que ela pode não ser uma loba comum... Ela pode ser como Nessie... Uma hibrida se for como penso teremos problemas com os Vultures... Se souberem...  Já existe Noel Renesmee... Mais se ela for... O que eles pensaram se souberem que amais uma e que ela tem influências sobre lobos um de seus inimigos! _pela primeira vez Edward se pronunciou, fazendo com que todos se calassem e o olhasse. ele toca uma das teclas com uma leveza esplendida, e fecha os olhos inclinasse e fecha a tampa do piano, vira-se os olhando.

_ Seria impossível um híbrido de que... Não a como lobos não se misturam! _ diz Esme com uma expressão complexa de horror, um híbrido, mais um. Os vulture não os perdoariam eles achariam que era uma conspiração para o reino deles, para destrona-los de seu império,  e quem pagaria, eles sempre, eles.

_ Se for verdade os volturi achariam que estamos conspirando com uma nova raça... Criada para destruí-los! _ diz Carlisle refletindo vários pensamentos da sala, como um canhão de exclamações horrorizadas pela constatação, todos se alarmaram.

_ Não é assim... Eu sei o que ocorre... A me perdoem... Boa noite a todos... Família!..._ todos se detém e olham pra porta alguns comprimentos  com acenos de cabeça e jasper anda com um pleno sorriso no rosto seu companheiro de guerra e seu irmão de alma apesar de acreditar que não tenha uma alma mais assim o vê James Lancaster todos ali o consideravam como tal mesmo não gostando de sua escolha como parceira.

_ Ola soldado... Que bons ventos o trazem?_ diz Jasper cordial indo abrasar seu amigo em um meio  abraço duro, característico de homens os dois se cumprimentam.

_ Bom... Não vamos falar nisso agora... Mais não pude deixar de ouvi-los acho que sei o que acontece com a garota... Bom eu deduzo _ Edward se levanta e diz com uma voz tranquila, que não espelhava sua aparência e nem seu humor pensou Jasper.

_ Diga então... E nos brinde com seu achado... Pois estamos quebrando a cabeça há algum tempo!_  James sorri, Jasper olha feio ao irmão, e faz um Gesto para que James entre e se sente. O mesmo, o faz mais se mantendo de pé assim como Jasper em uma postura de descanso militar.

_A alguns anos... Eu topei com uma tribo... Ele tinha suas leis como a da aqui... Mais não eram complacentes com nossa raça... Se é que me entendem...  Eu tinha que me defender e não podia deixar nem um para não haver retaliação ou perseguição... Diferente dos daqui eles eram bem fracos e inexperientes os da nossa espécie... Mais o intrigante é que avia uma criança Lá... Ela tinha o cheiro idêntico a de Andrea a menina que vai se tornar loba... Por ser uma criança eu a deixei aos cuidados dos anciões que Lá Jaziam... Eles não representavam risco então os deixei também... Mais fora o cheiro nada mais era igual nem a aparência nem cor de pele cabelos ou qual quer outra coisa! _ diz ele todos ficam sem dizer nada por um tempo mais um se pronúncia.

_ Ta mais isso não quer dizer nada... Ela é uma Quileute não é?_ diz Emmett que se levanta com as mãos na cintura, sua expressão era desinquieta nada contratado com seu habitual.

_ Ai é que eu entro... com o que descobri... A criança era uma espécie de pura da raça tão pura que seu sangue exercer certo controle não só pelos da tribo... Mais por todo macho que avia tanto humano quanto vampiro ou lobo... Acho ate que muitas outras espécie seriam como posso dizer... Dominadas pelo extintos de protegê-la assim como eu fui... Como vi o que estava acontecendo resolvi ir mais afundo e descobri que a menina era filha de um alfa... E em toda sua linhagem os homens nem um deixou de ser alfa... E ela era a única mulher que avia ou seja o que a influência de um alfa faria em uma menina que tem tanto poder no sangue... Bom não sei...  Por isso eu a vigiei por anos afio...  Ela não se tornou um transformo como os outros... Mais tinha a força que veio aos poucos tinha uma habilidade sobre humana para correr e escalar montanhas... Ou arvores gigantescas tinha um olfato apuradíssimo... mais por mais que tudo isso estivesse ali ainda assim era uma reles humana ela também tinha dois dons mais ... Um a matou!_ de repente todos os sentimentos na sala se tornavam alterado, sob uma constante fúria e inquietude.

_ E quais eram... Quais eram estes dons? _ diz Esme  já vendo os ânimos alterados.

_ Ela possuía uma espécie de cio... Um ciclo onde punha todos os Homens loucos... E assim como os lobos seu envelhecimento parou ou ficou extraordinariamente mais lento resumindo acho que a Andrea é como Aixa!..._ Edward se aproximou tentando se controlar, não entendia por que estava se sentindo assim e por que todos nasala menos as mulheres estavam alterados.

_ O que a matou... Diga o que a matou?_ diz Edward refletindo apronta de todos na sala.

_ Como disse ela era humana apesar de tudo... Os homens a mataram no seu terceiro ciclo de cio... Como eu chamo... Ela ficava muito vulnerável nesta época... E os homens brigavam constantemente se matavam... A prendiam a mantendo em cárcere eu tentei tira-la mais ela não só alterava o humor... Como também fortalecia os de alguma forma mais só os lobos adquirem mais força em seu ciclo... Ela morreu em uma briga de dois lobos... Para ver quem ficaria com ela!_ diz ele todos o olham com espanto.

_ Mais como saberemos? _ diz Emmett se sentando novamente.

_ Investigue sua linhagem... Descubram os alfas de sua família... E saberemos!_ ouve uma, fugas revirada de olhares na sala.

_ Isso não bate... O único alfa que tem uma linhagem assídua na matilha é Jacob Black... Mais a mulheres em sua família uma extensa linhagem de mulheres e nem todos foram alfa... eu sei disso assim como todos aqui... Ninguém sabe quem é o pai da menina... Não a uma segunda linha de alfas na matilha... Não que saibamos e se ela for Uma Black...  Me pergunto o mesmo que todos aqui devam estar se perguntando...  Por que não aconteceu com Rebeca e Rachel as irmãs de Jacob!?_ James finalmente se senta com uma elegância que não cabia a seu modo de vestimenta, estilo motoqueiro.

_ Ai é que ta... Não sabemos... Mais se de algum modo  ela for como Aixa... Todos estaremos bem ferrados... E como não temos escolha ou outra hipótese... Teremos que vigia-la de muito perto... Mais principalmente as mulheres por que se ela for... Todo nos perderemos o controle temos que chamar o Black e avisa-lo no que estase metendo... E que ela pode ser sua Irma por... Desculpe Nessie mais... Se continuar assim a vera um pecado por ai... Um delicioso e renegado incesto... Ai... Ai nunca disse mais adoro os pecados!_ Renesmee sai vagarosamente da sala sem chamar a atenção, e retirando suas chaves do bolso e seu celular. Vai a garagem entra em seu Poche. E digita uma mensagem rapidamente.

Princesa: preciso de você onde esta?
Di: Ocupado Princesa... Quem sabe de noite!
Princesa: Não agora... Ou eu abro o bico, já sabe!
Di: Você é quem sabe minha linda você e quem mais sairá perdendo kkkk
Princesa: TI ODEIO SEU IDIOTA...
Di:Mentirosa me ama que eu sei... Adoro você nervosinha sabia!
Princesa: Vai à merda Diego...
Di: vem logo vou dar o que você quer no lugar de sempre 20 minutos!
Princesa: 5 minutos!
Di: kkkkkkkk adoro ver como você sempre  acha que comanda algo...  Tão ingênua...  Vai logo pra Lá to te esperando!

CASA DE; LIDIA LEWIS
LIDY, 10h40min...

_Quando vai ser... _diz Lidy, estava tão relaxada, depois de uma tarde toda de sexo com seu melhor amigo.

_Amanha às 7h... Vem só desta vez...  Qual é... Eles curtem você isso é paranoia sua! _ diz Seth, tentando convencer a menina a sair e participar das reuniões do conselho, das festas na praia e tudo mais,  Lidia tinha medo da reação dos demais, ela sabia que muitos ali não aceitavam  que ela também fosse uma loba que  poluísse mais habilidade do que eles, ela rolou na cama e repousou sua mão sobre o peito largo, deslizou os dedos por suas curvas e uma lembrança de seu passado veio a tona.

Lembrança On...

_ De novo... _ dizia seu pai a empurrando para cima do homem, ela era pequena e frágil mais seu treinamento rígido, a moldou em algo letal, com 10 anos ja lutava com homens adultos, e neste momento estava diante de Lucios ele era grande 1,80 de puro músculo, ele era peludo assim como todos os homens ali,  ela era a única que trinava com eles.

_ Vamos garotinha me  mostre do que é capaz ... Ou vai correr pra mamãe... Pera i não a mamãe kkkkkkk!_ disse Lucios rindo, Lidia levantou o olhar furiosa, deu um grito de guerra ao qual saiu de sua garganta como um miado, dado seu tamanho. em um golpe suave ela deu dois mortais e lançou suas pequenas pernas no pescoço grosso de seu adversário, utilizando seu peso contra ele, girou e o lançou ao chão. Ainda por cima de Lucios ela disse.

_ Nunca mais pronuncie o nome ou insinue nada de minha mãe... Ou não será a superfície da terá que vera e sim seu interior  macaco!_ diz com firmeza ditando o apelido que ela mesma deu a todos por serem tão peludos, Lucios riu e abraçou a pequena e diz.

_ Homens de verdade  tem que ter pelos muitos minha princesinha... Só assim os reconhecemos! _ diz o homem fazendo cosegas em sua barriga.

Lembrança Off...

Sabia que era uma tremenda mentira, pra ela não existia um homem mais macho que Seth, e ele tinha o peito liso como se ainda fosse um menino, ela amava isso. Inclina-se e passa à língua no meio de seu tórax, ele suspira ela desliza a mão para baixo encontrando seu pau rijo, duro extremamente duro, ele sorri e se move em sua mão. Ela se Poe de lado o olhando como se fosse uma mesa repleta de doces, ela se inclina e o envolve em sua  boca, ele geme e em um movimento agarra seu quadril e a puxa, fazendo a sentar se sobre seu tórax com seu traseiro empinado e virado para o rosto dele.

_ Quer mesmo que eu vá... Então me convença... Me faça dizer sim varias vezes! _ ele sorri e diz com um tom muito safado e canalha.

_ Comprazer delicia... Agora cala a boca e me chupa! _ diz ele ela sorri e o abocanha, ele faz o mesmo sem parar a lambendo como se fosse um manjar.

_ Rebola delicia... Rebola na minha boca! _ele diz e ela obedece, explodindo em um orgasmo frenético, ele a suga com força, ele geme ela o coloca inteiro na boca engasgando um pouco ele empurra mais um pouco os quadris, e goza na boca dela praguejando.

_O céus... _ ele a vira e a deita na cama de modo que fica por cima dela sem qualquer reticência ele a penetra duro de pressa e  com força.

_ Você vai comigo... Desta vês não to pedindo to mandando... Você e minha só minha! _ diz ele possessivo.

_ Como quiser... Sempre que quiser... Ah... Isso... Mais forte... A sim... _com um suspiro suas bocas se encontram. Lidy podia jurar que escutou Seth dizer um “eu te amo” mais não soube dizer se era mesmo isso, ou se sua ilusão de telo pra sempre que a enganava...

HOSPITAL CENTRAL DE FORCKS
 

Em um quarto de hospital, em um sono profundo Lili sonhava com sua nova obseção Leah Clewarlter, que ali estava na beira da cama a olhado enquanto tentava adivinhar e desejava de todo o coração ser o motivo de seus sonhos, sabia incessantemente que enfrentariam muito preconceito, seus próprios destinos. Não poderia ser mãe como sonhara mais seria feliz se Lili fosse feliz.

_ oi... Por que não me acordou?_ diz Lili abrindo os olhos “era tão bom acordar com ela por porto” pensou Lili Leah estava linda calça Jeans e bay-luc, como sempre perfeita, Lili se perguntou como seria tocar sua pele.

_ A não... Não mesmo você estava tão li... Tava tão bem não quis estragar seu sonho! _ diz Leah, Lili corra.

_ Já arrumou suas coisas... Jack disse que havia vir te pegar hoje resolvi fazer companhia ate ele vir tem problema _ Lili nega freneticamente.

_ Ah não... Não tem... É ate melhor odeio ficar só !_ diz Lili sorrindo “E sem você me sinto terrivelmente só” mais um pensamento corta em sua cabeça a deixando muito confusa.

_ Lili vai haver uma reunião na praia amanha queria que você viesse acho que Jack convidou sua sobrinha também  vem  vai ser divertido _ Lili olhou a tudo menos leah

_ No sei... eu... eu... não me dou bem com pessoas sabe me sinto sufocada _ Leah pega sua mão e a acaricia com o polegar.

_ Prometo não lhe deixar nem um minuto... e se ficar muito cheiro podemos ir caminhar na praia tenho certeza que vai fazer uma noite linda _ Lili sorri afirma com a cabeça.

_ Ok... Mais... Mais não me deixa ta _ diz Lili como se pedisse não só por sair mais para toda vida leah sentiu seu pedido sendo assim para toda a vida mais mesmo se não fosse sua resposta era para toda a vida.

_ Nunca juro... _diz Leah . As duas engatam a conversar sobre tudo e se conhecer melhor.

CASA DOS GEMEOS NAKAYAMA
10h59min.

_ Onde você foi... _ diz Rose odiava quando seu gêmeo Mika saia sem ela e muito mais quando ele dava um de misterioso e não dizia o que avia feito odiava ter que adivinhar sabia que não avia ido caçar, pois ainda estavam bem alimentados sabia que não avia ido ao banheiro senão haveria falado mais ele avia sumido por uma hora e este sumiço a dava ódio odiava perder o controle das coisas principalmente de seu irmão.

_ Não interessa... Não devo satisfação a você... Se quer saber o que fiz vai ter que ficar frustrada maninha... Hoje eu to feliz e você não vai estragar nada! _ diz ele sentando-se no sofá escorrega, deitando-se e fechando os olhos com um sorriso vitorioso, odiava ser controlado passou por muitas e muitas mesmo. Primeiro eram seus pais que os controlavam feito ratos de laboratório literalmente, já que queria saber as fontes de seus dons. Depois que eles conseguiram fugir e morar sozinhos, sua Irma. Por mais que a ama-se avia se cansado de ser controlado, e queria muito sentir pelo menos uma vez o controle em suas mãos, só queria ficar quieto e pensar, pensar nela...

Rosetty sentia raiva tinha por ci que o irmão estava escondendo algo importante algo como uma atração por uma humana mais se ele não queria dizer não ela descobriria por si só e daria um jeito no pequeno inconveniente já avia feito antes não lhe custava fazer de novo não é ?...
 

CASA DE; HARUKA OOTSUKA E ADRIA...

A menina estava com uma caneca de chocolate quente nas mão em pé na varanda da casa, esperava ansiosa o seu criador amigo e seu amor platônico Adrian estava a poucos segundos de chegar pensava ela mais o que não sabia era que ele já avia chegado e estava a cerca de um quilometro a observando escondido ele a admirava tudo nela era perfeito apesar de Adrian nutrir uma paixão avassaladora por Haru nunca dissera ou demonstrará, pois tinha medo de que ela descobrisse seu segredo mais avia ficado tanto tempo longe queria poder senti-la em seus braços sentir seu cheiro e nada no mundo o afastaria dali não mesmo.

Ele se materializou atrás dela, e a abraçou a imobilizado, ela não reagiu já o avia reconhecido, ele sorriu beijando seu pescoço.

_ Podia ser um estuprador..._ diz ele sorrindo sarcástico.

_É podia não é seria bom se fosse... Eu adoraria que você fosse _ diz ela rindo ele bagunça seu cabelo da uma mordida em sua nuca aspira seu cheiro.

_ Sim eu sei que você adoraria mais... Não sou que pena não _ diz ele rindo de sua cara que queria dizer um grande e incessante idiota.

_ Vai à merda velhote... _ diz ela saindo pra dentro, deixando a porta aberta. Ele a segue a pega pelo braço e a prende na parede, acaricia seu lábio e diz.

_Odeio quando me chama assim... Uma hora vou cuidar dessa boca como se deve e nem sua garganta vai escapar _ diz ele ela sorri e diz.

_Em vez de ameaçar cumpre... Velhote..._Adrian sorri abaixa os lábios e beija o canto de sua boca. A deixa na porta e entra a residência olhando tudo. Ela frustrada e espantada ele nunca agia assim muito menos ela mais tava gostando do que ouve ali e torceu para que não acabasse assim.

 Jacob Black Narrando...
Casa De; Andrea Rosa Clarck.

 

Algo dentro de mim rosnava “MINHA” incessantemente era selvagem era eu sim era eu em meu mais puro e carnal extinto selvagem me reconhecia em cada cédula, eu a estava tocando, e a masturbando sim eu estava. era insano mais era maravilhoso ela estava úmida linda minha, esta palavra se repetia em minha mente “minha”  sem parar eu mexia meus dedos ela estava de costas pra mim, suas pernas estavam abertas e minha mão dentro de sua cozinha.

_Jack...  Lobo... Céus não... Pare!..._ ela estremece, eu me cinto dolorido é algo doentio. Já que eu nunca me aliviava, e tinha quase certeza que não teria meu alivio de novo, acho que eu estava prestes a sofrer a pior crise de saco roxo do mundo. Deus esta menina estava me pondo doido...

Sinto meus dedos escorregarem com mais facilidade, e um ofego seguido de um gemido deliciosamente erótico saindo se seu lábio, eu beijo seu pescoço e faço a virar o roto prendendo sua garganta em minha mão era não pequeno seu pescoço que com uma mão eu o envolvi perfeitamente, beijo seus lábios chupando o inferior e sorrio.

_ Olha só... Meu bebe gozou _ digo vendo a corar deliciosamente, ela desvia o olhar mais eu não a Souto ainda mecho meu dedo nela.

_ Jack!..._ ela exclama meu nome, retiro meus dedos dela e estendo minha mão úmida em nossa frente, mostrando para ela.

_ Acho que tenho que limpar isso não é!_ digo sorrindo mostrando o quanto estava melada, ela puxa sua camisa para limpar eu afasto a mão, e ela me olha estranho.

_ isso não se limpa assim minha linda... Seria desperdiçar uma iguaria... E eu nunca faria isso! _ levo minha mão a meus lábios e os chupo, ela me olha e faz cara de nojo, mais eu contraponho seu nojo com uma cara de satisfação, ela então pergunta.

_ Que gosto tem ?_ eu sorrio lambendo meu dedo indicador, ela é uma curiosa incessante, amo isso nela.

_ É uma delicia... É um pouco salgado... Mais é delicioso seu gosto me lembra de Romeu e Julieta... O doce sabe não é... Queijo e goiabada... é delicioso... Quer um pouco se quiser eu divido? _ ela concorda eu levo minha mão a sua calsinha de novo, e mergulho meu dedo ela suspira, eu o levo a boca e o chupo, mais antes de engolir a puxo pela garganta e a beijo, ela é tomada pelo sabor assim como eu e se vira meu pau duro chama sua atenção, ela para o beijo.

_ Você esta... excitado?..._ diz ela espantada.

_ Só um louco não ficaria excitado com você... _ ela fica olhando fixa em meu pau. Céus era extremamente erótica sua curiosidade, ela me olha e com os lábios entre abertos diz.

_ Poço toca-lo?..._ eu estava nostálgico mais extremamente louco para aquele momento.

_Pode quer aprender mais uma coisa hoje _ Ela afirma meu deu sou um maldito pervertido to seduzindo uma menina inocente que não saca nada das coisas com uma desculpa sim por que isso tudo parece tão deliciosamente errado mais que Deus me perdoe não posso parar.

_ quer aprender a me masturbar Bebe... Quer aprender a me dar prazer_ ela afirma Deus ela não facilita “diga não, por favor, diga não para que eu pare” .

_ Quero... Quero dar o mesmo que me deu... como faço _ diz ela já me agarrando em suas nuas mãos por cima das calças.

_ Calma... Vamos com Calma...  _ eu há afastei um pouco   desabotoei e desci as calças aprazendo de volta para cima de mim, de modo que ficasse visível meu pau, ela olha espantada.

_É tão grande... são todos diferentes... O pouco que vi do Diego não era assim... era pequeno... E mais fino o seu da uns dois do dele! _ eu dou risada serio, ser comparado a outro homem é broxante, mais do jeito ingênuo que ela diz, só me fez rir e excitar mais, então quer dizer que o Fraldinha é pequenino.

_ Não Bebe nem um é igual a outro... Assim como vocês mulheres não diferentes! _ Ela olha novamente meu pau e o pega com as duas mão suas mão eram quentes e pequenas uma delicia.

_ O que faço agora?_ eu seguro suas mãos, e indico o movimento ela sege, eu estava delirando ela fazia eu me sentir dentro dela, de algum modo era louco, mais era verdade eu estava tão duro que não suportei, e gozei em suas mãos, o que me surpreendeu, foi quando ela abaixou e colocou a cabeça de meu pau na boca, e tirou todo meu gozo  o sugado fazendo com que eu disparasse em viários jatos, eu estava morrendo de tanto gozar Céus era meu fim, esta menina era meu fim.

Continua...  

 


Notas Finais


bom é isso espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...