História Amigo Secreto adaptada - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Gina Weasley, Harry Potter
Tags Danbonnie
Exibições 70
Palavras 1.355
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Capitulo Final


-" "Eu tiraria essa blusa se fosse você, porque a coisa vai ficar quente."

Ele abaixou as calças o suficiente apenas para liberar o pau duro e as bolas. Depois sacou uma camisinha do bolso de trás e avançou ameaçadoramente na direção dela. Arrancando a blusa por cima da cabeça, ela apertou o passo e quase correu a distância restante até o quarto. Dan foi logo atrás. Ela estava quase no pé da cama quando enfim se livrou do sutiã. Logo em seguida, ele estava em cima dela, com seu corpo esguio a encobrindo. Ela sentiu os pelos do peito dele em seus mamilos e respirou fundo, abrindo a boca para receber uma língua ávida.

Um grunhido grave reverberou pelo corpo de Dan, e ele deu um puxão nas calças dela.

-"Tira." Ela se debatia desesperadamente, mexendo as pernas.

- "Estou tentando."

- "Tenta com mais vontade." Abrindo um sorriso, ela se despiu e logo sentiu a mão dele no meio de suas pernas, acariciando seu sexo e massageando o clitóris. O sorriso desapareceu de seu rosto em um instante — ela começou a gemer e se arquear na direção dele.

- "Você sentiu minha falta?" , ele murmurou, mordendo a orelha dela.

- "Senti... Humm... demais." Dois dedos a penetraram, deixando-a ainda mais molhada.

-"Abre as pernas." Dan montou sobre ela, arreganhando ainda mais suas coxas com os quadris antes de possuí-la com uma estocada profunda, de tirar o fôlego. Depois a segurou pelos cabelos e começou a meter com força.

-"Dan!" Bonnie se contorceu sob seu corpo, tentando se mover, mas imobilizada pelos cabelos e pelo pau dele. Dan apoiou todo o seu peso em um dos cotovelos e usou a mão livre para erguer a perna dela e apoiar sobre seu quadril, para poder entrar ainda mais fundo. Ela ficou só observando, ofegante, sentindo cada nervo de seu corpo se retesar. A cintura dos jeans dele roçava na parte interior de suas coxas, um lembrete constante da urgência e do desespero de Dan para tê-la.

- "O assunto entre nós não é só sexo" , ele insistiu, ofegante.

-"Eu sei." Ela pôs as mãos sobre as costas suadas dele.

-"Não é só um casinho temporário."

-"E-eu..." Ela sentia o pau dele deslizando dentro de seu corpo.

-"Eu sei." Afundando o rosto no pescoço dela, ele falou no ouvido dela:

-"Eu te amo". Ela se derreteu de vez, e se deixou invadir por um orgasmo que a fez gritar com força o nome dele, e Dan a encheu de amor. E esperança. Daniel puxou o rosto dela para junto de seu ombro suado e falou:

-"Conversa comigo, Bo. Me diz o que está pensando, para a gente poder se acertar". Ela encolheu os ombros, desanimada.

-"Não sei nem por onde começar."

- "Começa pelo seu ex-marido" , ele sugeriu. -"Me conta sobre ele."

- "Rafa é um cara legal. É bonito e charmoso, e um bom pai. Só não conseguiu manter o compromisso comigo. Acho que ele até queria, mas não conseguiu."

- "Querida, eu não sou como ele. Posso até ter esperado a vida toda por alguém como você, mas isso não significa que não sei assumir um compromisso."

-"Ele arruma uma namorada nova a cada mês" , ela continuou. -"Ryan tem um bloquinho onde o pai anota o nome delas, para ele não se confundir. Isso já aconteceu, e foi uma tremenda confusão." Ela começou a passar a mão no quadril dele. -"Eu não posso fazer isso com o meu filho, Dan." Ele a acariciou com o rosto.

- "Não é isso que estou pedindo. Só estou pedindo para você me deixar entrar na sua vida, e de forma permanente. Só quero poder te amar, e estar ao seu lado. Você não vai se arrepender." Quando viu o brilho nos olhos azuis, de Dan, o coração dela amoleceu.

-"Eu estou com medo. E não só pelo meu filho. Por mim também."

- "Eu sei. Eu também estou com medo." Ele a beijou na boca. -"Estou com medo de que você não queira nada comigo porque não confia em mim." As três noites que passou sem ele haviam sido difíceis. Ela sentiu falta de seu toque, de fazer amor com ele, de se sentir amada e querida. E também da maneira como ele a fazia rir, e de como ficava quando estava a seu lado.

-"Eu quero poder confiar em você" , ela sussurrou.

-"E pode confiar! Escuta só uma coisa, Bo." Ele se apoiou sobre um dos cotovelos e olhou bem para ela.

-"Só porque você tem um filho não significa que a sua vida acabou." "Mas significa que as minhas vontades não vêm mais em primeiro lugar

-. Eu não posso..." Ela fechou os olhos. -"Você não entende. Não foi nada fácil para o Ryan. Eu fiquei arrasada quando me separei. E eu nem amava mais o Meno quando acabou."

- "Mas você me ama." Dan segurou o rosto dela com as mãos. -"Um pouco. Pelo menos o suficiente para ficar com medo. E eu fico feliz com isso, porque sou louco por você." A expressão no rosto dele mostrava que suas palavras eram sinceras, que ele estava se abrindo totalmente.

-"E-eu não sei o que dizer."

- "É só dizer que vai me dar uma chance. Você está acostumada a levar sua vida do seu jeito, e isso vai continuar acontecendo. Eu só quero ser alguém com quem você possa contar. Alguém para abraçar você quando estiver cansada, e para fazer amor com você quando não estiver. Quero ser a pessoa que você vai encontrar todos os dias quando chegar em casa."

-"Nada de dormir aqui, pelo menos por enquanto" , ela avisou, sentindo que precisava pôr um freio nas ilusões românticas dele.

-"Nós podemos esticar a hora do almoço." -"E eu não vou poder ficar com você todas as noites. Não dá para ser mãe e namorada o tempo todo. Ryan só vai para a casa do pai a cada quinze dias, e em alguns feriados."

-"Eu sei que a sua prioridade é o seu filho. E aceito numa boa. Na verdade, isso me faz te amar ainda mais." As lágrimas de Bonnie não paravam de cair, e o nó na garganta dificultava sua fala.

"O Ryan pode não gostar de você logo de cara." Dan a puxou mais para perto.

-"Eu sei disso também." Bonnie franziu a testa.

- "Você já namorou alguma mulher que tinha filhos?"

-"Não. Mas o meu amigo Chris se casou com uma mulher que tinha uma situação parecida com a sua. Eu conversei com ela, a Denise, para tentar entender o seu ponto de vista."

- "Ah, é?" O fato de Dan conversar com os amigos a respeito de seus sentimentos por ela a fez chorar ainda mais. Ela o abraçou com força, transmitindo silenciosamente toda a sua gratidão.

-"Eu queria saber o que esperar. E não teria vindo até aqui se não soubesse o que estava fazendo. Não seria justo com nenhum de nós dois."

-"Então você sabe que não vai ser fácil."

- "Eu não estou querendo que seja fácil, meu amor. Só estou pedindo uma chance para fazer você feliz." Ela não sabia mais se ria ou chorava, então fez as duas coisas.

- "Você é o cara perfeito pra mim." Beijando-o no rosto, ela o rolou de costas e montou sobre ele.

-"Nós passamos o ano todo tão perto, e eu não consegui ver isso." "Eu te amo, minha Bo." O sorriso dele fez seu coração se acelerar. Com uma mecha de cabelo caída sobre o rosto, ele parecia mais novo, e mais vulnerável. Deitado sobre sua colcha com motivos natalinos, era o presente mais perfeito que ela poderia querer. Ela o beijou na boca.

- "Você fez todos os meus desejos se tornarem realidade.

-" "Na verdade..." Ele sorriu. - "Nós esquecemos de um."

- "Ah, foi?" Quando entendeu do que ele estava falando, ela abriu um sorriso malicioso.

- "Pois é, foi mesmo." Lambendo os lábios, Bonnie foi descendo pelo corpo dele. Dan fechou os olhos e soltou um suspiro de satisfação. "Feliz Natal para mim."

*****Fim...


Notas Finais


Gran finale...amores....ai nossa que feliz estou...já com saudade é claro..Obrigado a todos que leram..comentaram... um bjooo enorme..até a próxima adaptação do nosso casal Cute....<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...