História Amigos-Felicidade-Amo- NÃO! PARA AI!SEM AMOR! - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias South Park
Personagens Kyle Broflovski, Stan Marsh
Tags Stanxkyle, Style, Yaoi
Exibições 163
Palavras 2.980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


HELOOOOOU DEMOREI NEH? JA DIGO ADIANTADO Q VCS VAO AMAR ESTE CAP, OU ODIAR , SEMPRTEM ISSO, MAS ENTON DEPOIS Q TERMINAREM EU QUERO Q VCS Q LEEM FANFIC DEEM PELO MENOS UMA CHECADA NUM VIDIU QUE A "Rafah17_Senpai" FEZ <3 FICO SIMPLESMENTE PFT ((vo deixar nos coment quem quiser ver)) e ah Rafah-senpai ((tu viro minha senpai msm~)) Se tu nn gostar eu retiro mas eu acho q mais pessoas deveriam ver essa maravilhosidade q tu fez <3

Nota: para qm le com msk coloca uma msk bem gay e melosa ^^

Capítulo 15 - Eu realmente fiz isso?e por que? Por que é tão bom?


Fanfic / Fanfiction Amigos-Felicidade-Amo- NÃO! PARA AI!SEM AMOR! - Capítulo 15 - Eu realmente fiz isso?e por que? Por que é tão bom?

 
                    ~Kyle's pov on~

   Eu acordei sentindo nada de diferente, me virei para um lado, e logo todas as memórias de ontem voltaram a tona, minha cabeça começou a girar, eu tentei me levantar mas logo me senti minha força se esvaindo, me senti quente e muito fraco, mas depois de um tempo consegui me levantar, e ao levantar senti uma tontura forte mas então a ignorei,  fui cambaleando até o armário e peguei uma muda de roupas e me troquei preguiçosamente, saí do meu quarto e tussi, me sentindo fraco, mas ignorei novamente, e desci as escadas, com muito cuidado para não cair , ao chegar no térreo , minha mãe olhou para mim e quando foi perguntar algo como "você está bem?" Eu só tossi gritei "tchau" e saí correndo para fora, ao dar dois passos para fora me senti tonto e quase caí, porém me apoiei na parede e não caí, tossi novamente e me senti mais fraco mas continuei andando, me sentia quente e fiquei mais ofegante mas andei até o ponto de ônibus, onde todos já estavam reunidos, inclusive o Stan, fiquei tonto e enjôado .Stan me olhou com um sorriso que me deixou um pouco bravo,e comecei a encarar o nada na minha frente, o ignorando totalmente por algum motivo

   Stan-bom dia Kyle ^^ -eu tussi em resposta

   Stan-Kyle tudo bem?-ele disse agora indo para perto de mim e eu me distanciei, Cartman estava falando um monte de bosta, nada de novo e o Kenny estava só estava observando, de relance

   Eu-ótimo Stan, estou perfeitamente -tussi novamente - bem...-revirei meu rosto

   Stan-não sei por que, mas não me convenci.....-ele andou até mim e parou ao meu lado me encarando esperando que eu respondesse algo, eu continuei a olhar para frente, eu não consigo olhar na cara dele, só.....não....sempre que eu olho eu me lembro daquela cena....estou me sentindo enjoado denovo

   Eu-eu estou bem Stan, ótimo, maravilhoso!-acho que suei frio e irônico demais

   Stan- o que eu fiz?

   Eu-NADA.-ele olhou para Kenny, que desviou o rosto

   Stan-Kyle por que você está bravo comigo?.... 

   Eu-eu não estou bravo- eu disse colocando um ênfase no "não" , olha não é como se eu estivesse putasso com ele ou algo assim mas, eu estava tonto, com dor de cabeça e me sentia muito fraco, e com vontade de vomitar por causa do Stan, sabe agora sempre que eu olho para ele, sinto nojo e raiva, sempre que eu o olho, lembro daquela cena....

   Stan-Kyle eu te conheço, eu sei que você está bravo!

   Eu-e se eu estiver? Tanto faz-eu disse olhando ele cara a cara pela primeira vez e meio baixo mas alto o suficiente para ele escutar, e ele ficou boquiaberto, e eu logo me virei e continuei a observar o nada na minha frente , ele voltou para o lugar dele e ficou com uma cara pensativa, e eu estava apenas tentando ficar de pé, então nem pensei nele por aquele momento
  
    Ninguém disse uma palavra depois desse momento, até mesmo Cartman fico calado, graças a Deus, ou sei lá, Stan me encarava, mas era estranho porque olhava para a frente, depois para mim, e aí olhava para o céu, então para mim, eu resolvi não me importar, e me concentrar a ficar em pé e consciente, tussi novamente e me senti mais fraco

   Cartman-porra judeu para de tussi e morre logo caralho -revirei meus olhos  , e tentei tussir mais ainda só para incomodar Cartman

   Cartman-Vai se fuder judeu de merda se quer passar Aides judaicas para alguém passa para o Stan cacete

   Eu-aides judaicas?

   Cartman-Aides judaicas se transmitem assim sabia não? Aides judaicas são as piores pode ter certeza

   Eu-ah esquece , estou sem vontade de falar agora-e com este comentário o lugar voltou a ficar silêncioso, até o ônibus chegar

    Entramos todos , eu entrei por último me apoiando nas paredes tentando mater-me orientado,mas afinal sentei em qualquer assento, eu só não estava bem o sufíciente para escolher o lugar para sentar, olhei para o lado e vi que Stan ia se sentar do meu logo e já comecei a me desesperar, eu não quero ver ele, realmente não , mas graças a Osíris,Rá,Buda,Zeus,Poseidon, Hades e todos os outros deuses, o Kenny se sentou ao meu lado cortando Stan, que ficou obviamente bravo ou frustrado, e se sentou no banco ao lado, tipo eu e Kenny estavamos sentados nos bancos da direta e o Stan nos da esquerda, no mais próximo do assento do Kenny, e ficou me encarando

   Kenny-Kyle você tomou o banho quente que eu te disse? Tomou algum tipo de remédio? Você não ta bem né? Quer voltar? -ele me encheu de pergunta assim que eu realmente não estava com disposição de responder, mas me senti na obrigação de falar

   Eu-eu....to bem...-qualquer força que eu tinha no momento foi disperdiçada nessas palavras

   Kenny-porra super convenceu agora...-ele disse com um tom de irônia bem perceptível na voz 

   Eu-.....eu não posso ....faltar...-eu jogava palavras para fora de tempos em tempos mas essas palavras muitas vezes soavam fracas e baixas

   Kenny - e por que? 

   Eu-e-eu faltei.......uma vez.....e saí na ...na metade da aula ontem

   Kenny-mas cara tu ta tipo assim, morrendo

   Eu-eu estou bem.....só...só com febre e ....tosse.....talvez.....

   Kenny-argh....ok....mas se piorar me avisa ok? Eu te ajudo hoje, quando chegarmos na escola vou te dar um remédio e- 

   Stan- então o Kyle realmente tá doente?-eu me assustei muito, pensei que ele não estava escutando, mas esse filha da puta estava me esperando adimitir

   Eu-n-não é....da sua conta..

   Kenny-........eu vou ficar quetinho mesmo....

   Stan-Kyle por que está sendo tão frio comigo?-ele perguntou fazendo uma carinha preocupada

   Eu-.....não to bravo.....

   Kenny-ele está sim-eu olhei para ele com raiva, eu não quero que esse puto fale que eu estiu bravo com o Stan! Dei um leve soquinho no braço dele, Stan soltou um suspiro e voltou a me encarar, e eu voltei a olhar para a janela, sabe, eu não estou bravo só....estou estranho, estou incerto, sabe ver aquela cena realmente me quebrou, não estou pronto para ver Stan denovo....mas eu tenho né....e um suspiro escapou de meus lábios

   
             ~Stan's pov on~

   O Kyle está estranho hoje, mais do que o normal, ele está me ignorando....denovo....mais ou menos, sabe ele está muito bravo comigo....será que eu fiz algo para ele ficar bravo? Tipo não que eu me lembre.....O Kenny parece saber...Talvez eu pergunte para ele depois, sabe odeio perguntar para ele mas eu tenho que .... Continuei a encarar o Kyle eu sei lá ele está tão.....diferente, não é que está diferente mas tão....lindo.....Deixei um suspiro escapar, talvez eu tenha chamado atenção do Kyle porém ele simplesmente voltou a olhar para o nada da janela, desviei meu olhar para o Kenny que parecia com raiva e pensante, mas voltei a olhar para o Kyle, consegui reparar que ele tremia as vezes, ele deve estar mal mesmo, eu ao contrário do Kenny não vou deixar o meu Kyle- o ....Kyle doente! Fiquei o olhando até que o ônibus finalemente chegasse em seu destino, ao sair levantei me uns dois segundos após Kyle, eu estou muito focado nele hoje , eu deveria pensar em outra coisa....Ele foi andando para sala de aula na frente conversando com o Kenny ,por que ele?! Sabe, não é como se eu estivesse com cíumes ou qualquer coisa assim.....e ah por que estou discutindo comigo mesmo?! A que ponto eu cheguei? Virei meu rosto e comecei a prestar atenção na neve que estava a cair lentamente , não me importei verdadeiramente, então fui direto a sala de aula, sentei-me na mesma carteira de sempre e esperei o resto, olhei para Wendy que estava realmente melhor, digo não só na aprarencia mas no ....'espírito' .... Mas ela não estava 100%, suspirei e comecei a encarar o nada a minha frente, quando Kyle entrou tive um pouco mais de coragem e fui o chamar , e pela minha surpresa ele respondeu

   Kyle-o que foi Stan?-ele disse com certa frieza

   Eu-o que foi que eu fiz? Por que está bravo? -Kyle tussiu antes de responder

   Kyle -eu não to bravo porra!-senti que ele queria dizer isso com mais força do que foi dito, porém sua voz estava fraca

   Eu-eu vou te levar na enfermaria

   Kyle-não quero nada vindo de você-aquele comentário me deixou branco, ok, eu devo ter feito algo MUITO errado , será que ele.....ah caralho! E-eu jesus

   Eu-Hey K-Kenny!-quando eu o chamei a atenção Mr.Garrinsson chegou, DE MUITO mal humor, sei que quando está assim, é horrível até de respirar na sala, então manti-me quieto e sentei-me no meu lugar, por enquanto tenho que manter a curiosidade

    A aula continuou lentamente, Mr.Garrinson estava bravo, tipo, para caralho, manti meus olhos em Kyle, queria ter certeza que estava bem, bom , na medida do possível, claro, mas na hora do intervalo que eu o levo para a enfermaria, Ele estava quieto, mais que o comum, parecia que ia desmaiar ali na aula,olhei para Kenny que continuava bravo, sério, será que eu falei algo para ele? Minha conciência adquiriu peso , por algum motivo, mas apenas ignorei, levei minha mão até o lápis e logo comecei a escreve coisas aleatórias no canto do meu caderno que até então estava com algumas nota sobre a aula, isso depois de um tempo não me intreteu e comecei a observar Kyle, ok, ele estava muito mal, então de repente vi ele meio que "escorregando" a mão que ele estava utilizando para segurar seu rosto e ele foi caindo e caiu na sua mesa, como se ele tivesse dormido, parecia que o professor não havia notado então eu inclinei-me para frente e cutuquei Kyle de leve que se mecheu calmamente, cutuquei ele denovo que por si já abrira os olhos

   Eu-Kyle a aula ainda não acabou, aguente só mais um pouco-ele fechou a cara e se virou para frente com certa raiva ou coisa assim, suspirei e voltei minha atenção, pelo menos, metade dela para a aula, mas depois de 5 minutos continuei a manter meu foco no Kyle, eu estava com medo que sei lá, ele desmaisse na aula ou coisa assim....E assim a aula continuou até o sinal anunciar finlmente o intervalo

   Eu me direcionei a Kyle que estava mechendo em algo na mochila dele , resolvi falar com o Kenny primeiramente para perguntar por que o Kyle está bravo comigo, pois obviamente o Kyle não irá contar, ou nem ao menos dar sinal, vi Kenny indo para o corredor e o segui

   Eu-Hey! Kenny!

   Kenny-ah oi Stan-ele disse voltando-se para mim , cheguei mais perto dele, pois do lugar onde estava acho que ele não conseguiria me escutar

   Eu-eu queria te pergunta-

   Kenny-é sobre o Kyle né?

   Eu-como adivinhou?

   Kenny-eu tenho um 6º sentido para essas coisas... Mas enfim ...tu quer saber por que ele ta putasso né?

   Eu-sim...

   Kenny-é por que você o inteligentão resolveu transar com a ex-namorada na escola

   Eu-p-pera o que?!

   Kenny-nem começa com isso migo por que eu sei que tu fez isso, o Kyle também, e não ache que fui eu que o falei, ele viu

   Eu-ai ....meu deus

   Kenny-Deus,Buda,Zeus,Posseidon,Nico Di Angelo, apesar que o Nico é um semi-deus...

   Eu-caralho o que eu faço?!

   Kenny-ah queria ressaltar a parte que ele disse que quer parar de amar você, deve ser por isso que ele está te ignorando....

    Eu-ah... Entendi eu- eu vou lá com ele hã....te devo essa...

   Kenny-deve mesmo, agora vai attás do Kyle!

   Eu-ok!-eu saí correndo, primeiro fui na sala de aula, e ele não estva lá, como ele estava meio fraco acho que não deve estar muito longe...fui andando para fora e comecei a procurar o Kyle, depois de um tempo procurando eu o encontrei, ele estava apoiado numa parede ofegante, reuni minha coragem e fui até ele, e ele se contentou em olhar para outro lugar, suspirei

   Eu-Kyle eu tenho muito a te explicar... Olha primeiramenre

   Kyle-você não tem o que me explicar, essa é s-sua vida...-ele tussiu, fiquei mais e mais preocupado, então peguei a mão dele e fui o puxando para a enfermaria

   Kyle- o que está fazendo? M-Me larga não é da sua conta!-ele estava tentando livrar sua mão mas de forma muito fraca, mas eu apenas continuei o puxando

   Eu-Kyle independentemente se você está puto comigo ou não eu não vou deixar você por ai morrendo na escola!!-ele ficou quieto , provavelmente sem argumentos, adoro que eu sempre deixo o Kyle sem palavras..


    Depois de um tempo andando, eu estava andando devagarmente para o Kyle conseguir me acompanhar , ao chegar lá eu pedi para que ele se deitasse , eu queria medir a temperatura dele só para tentar entender a situação dele, depois de um tempo , peguei o termometro, pensando nisso, cade a enfermeira daqui? ......que bosta, acho que sei lá....não sei o que uma enfermeira faz, deve ter tirado férias ou coisa assim, levei o termometro até kyle 

   Eu-Kyle abre a boquinha~ -ele virou a cara 

   Eu-Kyle vou contar até três ou eu vou te obrigar!-ele só me olhou mas logo desviou os olhos

   Eu-um......-acho que ele se assustou por eu realmente ter falado sério....mas ele tussiu em resposta

   Eu-dois.......-comecei a chegar com o termômetro mais perto da boca delicada de Kyle

   Kyle-e-eu nã- -na hora que ele falou o "ã" eu achei aberto o suficiente e coloquei o termômetro na boca dele que o surpreendeu, e eu dei um riso baixo em resposta, esperei o termômetro apitar

   Eu-ok, agora...38,06 ?!?! CARALHO- eu não tive outra reação além de pegar o Kyle no colo

   Kyle-S-Stan?! M-me desce!!-eu vi que ele tentava gritar mas estava sem forças para isso

   Eu-KYLE VOCÊ ESTÁ COM UMA FEBRE ALTISSIMA! NEM POR UM CARALHO QUE TE DEIXO NA ESCOLA!-saí andando da enfermaria com cuidado com o Kyle que se mexia na medida do possível

   Kyle-S-Stan m-me solta agora! E-Eu não quero ajuda! Eu e-estou bem!-eu já estava saindo das porta da frente da escola

   Eu-diz isso a pessoa com 38,06 de febre....-ele estava quente e meio ofegante, e ainda sim vermelho e fofo, ele então depois de um tempo apenas de algum tempo se deu por vencido e se reencostou no meu peito respirando ofegantemente

   Eu-como caralhos tu foi para a escola? Tipo pqp ....

   Kyle-eu vaí umas 5 vezes no caminho....ou foram 4? Eu não sei...cof cof

   Eu-calma já estamos chegando....

   Kyle-na sua casa?...... -só no momento que eu percebi que eu estava indo para minha casa

   Eu-......é a mais perto!

   Kyle-S-Stan eu não quero....sério tudo bem..e-eu não quero sua ajuda.....

   Eu-Kyle, eu não ligo, tipo sério, pode se matar nos meu braços mas eu não vou te soltar.

   Kyle-m-mas

   Eu-mais nada , vamos logo 

   Kyle-o-ok......-ele se reencostou melhor no meu peito e fechou os olhos, acho que foi muita ação para ele , coitadinho 

   Eu-kyle....?-eu queria só saber se ele estava dormindo, logo escutei a respiração dele tranquila, sim , ele está dormindo...

    Fui entrando em casa tranquilamente, tenho certeza que não tem ninguém em casa mesmo, a minha irmã mais velha saiu de casa, graças a deus, minha mãe e meu pai foram trabalhar então não tem problemas, entrei e tranquei a porta logo após entrar, subi para meu quarto e deitei o Kyle na minha cama, eu o cobri com o cobertor e fui pegar um pano molhado para colocar na testa dele, peguei um paninho no meu banheiro e o molhei, após o dobrei para tira um pouco da água até o deixar apenas úmido, voltei para o quarto e me voltei para Kyle que estava dormindo calmamente e de maneira fofa , a beleza dele me impnotizou um pouco, eu fiquei o observando uns minutos, até perceber que estava o olhando demais então me aproximei dele colocando a toalha em sua testa, então ele sorriu fracamente, por um primeiro momento eu havia pensado que ele tinha acordado, mas não , só estava sorrindo fofamente dormindo, então dei um fraco sorriso e fui para a cozinha para ver se tinha algum remédio e para minha sorte, e do Kyle claro, de fato havia , então peguei o remédio e um copinho de vidro com água , então subi, ao chegar na porta a abri com cuidado para não acordar o Kyle, coloquei o remédio na minha escrivaninha e me sentei no chão me apoiando na cama, fiquei observado Kyle dormir, ele estava tão fofo e tranquilo.....a respiração calma dele ....comecei a me sentir estranho, um estranho bom, por algum motivo eu não conseguia parar de sorrir, os seus lábios delicados e levemente avermelhados dele estavam entre abertos, me pus a olhar os seus lábios que eram simplesmente perfeitos, me inclinei para frente ficando mais perto do rosto do Kyle, eu..eu não sei o que estou fazendo, mas sei que quero muito, levei um dedo meu para os lábios do Kyle e encostei neles gentilmente, eram macios, logo eu os retirei de lá, algo em mim não está funcionando, talvez meu cérebro tenha derretido, não tenho certeza, mas sei que eu estava consciente, cheguei mais perto, meu rosto estava a um centímetro ao rosto calmo do Kyle , então algo em mim disse "faz logo isso" e eu obedeci, acabei com a pequena distancia que faltava, sabe, eu me arrependo de várias coisas que eu já fiz na vida e pode ter certeza que isso não é uma dessas coisas... Os lábios dele são macios e delicados, de um sabor indescritível e viciante,então eu rapidamente me separei , antes que  eu me viciasse naqueles lábios  e fizesse alguma outra coisa, ....coloquei meus dedos nos meus lábios,eu estava totalmente chocado, por que eu fiz isso? Por que estou me sentindo assim? Por que estou me sentindo tão bem? Por que essa foi a melhor sensação que tive na minha vida? ....

            Eu realmente fiz isso?e por que? Por que é tão bom?

    


Notas Finais


Nn direi nada ~
Apenas feel the thing~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...