História Amigos Virtuais - Capítulo 24


Escrita por: ~ e ~Popporn

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaaino, Naruhina, Naruto, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Exibições 82
Palavras 2.931
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oi genteeee
tudo bom?
bom ta ai
e boa leitura
AAAH E LEIAM AS NOTAS FINAIS <3

Capítulo 24 - Eu morri pela pessoa que amo


Fanfic / Fanfiction Amigos Virtuais - Capítulo 24 - Eu morri pela pessoa que amo

" Eu confiei em ti...

E ao mesmo tempo vi meu mundo desabar

Eu estava vendo, mas não queria acreditar...

Como pode fazer esta atrocidade comigo?

Eu confiava em você"

 

 

**SAKURA ON**

 

Fui abrindo os olhos lentamente e percebi que oque havia ocorrido era real, mais do que real, não estava acreditando que Sasori havia feito algo tão cruel comigo, nunca imaginaria que ele faria isto comigo, logo ele... Alguém que eu tanto confiava.

 


(Come up to meet you, tell you I'm sorry
You don't know how lovely you are
I had to find you, tell you I need you
Tell you I set you apart)

 

 

Estava em um lugar com pouca iluminação, que fedia e estava cheio de ratos.

 


(Tell me your secrets and ask me your questions
Oh, let's go back to the start
Running in circles, coming up tails
Heads on a science apart)

 

Olhei para uma mesa que habitava aquele vazio local, em cima da mesma haviam facas, cordas, chicotes, velas, canivetes, e tesouras. Comecei a examinar o local, não tinha janelas, a parede de pedra parecia ter sido feita a mão, digo, que encaixaram pedra por pedra na mesma. Só havia uma porta de madeira fosca

 


(Nobody said it was easy
It's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be this hard
Oh, take me back to the start)

 

 

Estava de pé com as mão presas a cima de minha cabeça, tentei me solta, porém, foi em vão, nada ocorreu só ouvi os barulhos de correntes se mexendo

 



(I was just guessing at numbers and figures
Pulling the puzzles apart
Questions of science, science and progress
Do not speak as loud as my heart)

 

 

Escutei um "click" e a porta se abriu, olhei para a mesma e de lá apareceu um homem com uma blusa preta e na cabeça utilizava a touca da mesma, fazendo com que o seu rosto foce escondido pela sombra da touca, ouvi ele soltar um riso anasalado e então fiquei o encarando

 


(Tell me you love me, come back and haunt me
Oh, and I rush to the start
Running in circles, chasing our tails
Coming back as we are)

 

 

-Enfim, você acordou

Saky: É você Sasori? Se não for, onde ele está?

-Você não está com medo?

Saky: Medo? Do que?

-De morrer

Saky: É triste o fato, mas em algum dia todos nós morreremos, inclusive você e tomara que a sua hora chegue logo, mas enfim você não respondeu a minha pergunta

 



(Nobody said it was easy
Oh, it's such a shame for us to part
Nobody said it was easy
No one ever said it would be so hard
I'm going back to the start)

 

 

A verdade era que eu estava morrendo de medo, mas não queria demonstrar, não podia.... Não para aquele homem. Não agora

 

O homem apertou um botão de um controle que segurava. Senti um choque percorrer por todo o meu corpo, não era um choque que machucava, mas também não era um choque que me deixaria acordada.

 

-Quem faz as perguntas sou eu

Saky: Seu babaca...

 

Não havia nem terminado de falar e já havia levado outro choque. E enfim, desmaiei

 

 

**SASUKE ON**

 

Vi Temari, Tenten e Hinata correndo com Ino nos braços

 



(Written in these walls are the stories
That I can't explain
I leave my heart open
But it stays right here empty for days)

 

 

Mas o que havia acontecido? Onde estava Sakura? Por que não estava junto?

 

Fui atrás das garotas e quando cheguei na enfermaria os nossos outros amigos já estavam lá dentro

 


(She told me in the morning
She don't feel the same about us in her bones
It seems to me that when I die
These words will be written on my stone)

 

 

Sasuke: O que aconteceu? Ino você está bem?

Ino: Sim, mas a Sakura não o Sasori levou ela, não sei para onde, porém levou, vai atrás dela Sasuke ela pode ter se machucado

Temari: Como assim Ino? Bateu a cabeça muito forte?

Ino: Eu vi, e outra ela ficou para falar com ele enquanto a gente vinha para cá 

Sasori há pegou? Aquele garoto está querendo adiar a sua morte ou é só impressão minha?

 


(And I'll be gone gone tonight
The ground beneath my feet is open wide
The way that I've been holdin' on too tight
With nothing in between)

 

 

Senti o meu sangue ferver e sai da enfermaria com os outros meninos atrás de mim. Fui até a diretoria, iria ver se era mesmo verdade, teria que ter provas para incrimina-lo. Não podia simplesmente chegar o acusando, apesar de querer muito fazer isso

 

Quando cheguei a diretoria adentrei a mesma sem pedir permissão e me arrependi. A diretora Tsunade estava se pegando com um dos professores o Jiraya, e seriamente que visão do inferno

 

 


(The story of my life, I take her home
I drive all night to keep her warm and time
Is frozen (the story of, the story of)
The story of my life I give her hope
I spend her love
Until she's broke inside
The story of my life (the story of, the story of))

 

 

Tsunade: Não sabe bater não garoto?!

Sasuke: Preciso ver as câmeras 

Tsunade: Para que? Ei como você sabe as senhas?!

Sasuke: Levaram a Sakura

Tsunade: Levaram? Quem? Para onde?

Sasuke: é isso que estou tentando descobri, mas a senhora não fecha o biquinho e não deixa com que eu me concentre 

 


(Written on these walls
Are the colors that I can't change
Leave my heart open
But it stays right here in its cage)
 

 

 

                                                   X                                                             X                                                      X

 


(I know that in the morning now
I see us in the light upon a hill
Althought I am broken
My heart is untamed, still)

 

 

Quando terminei de checar as câmeras tive certeza de que Ino estava certa sobre o que havia visto. Sasori havia a levado realmente, mas para onde? E por que o mesmo faria isso, Sakura confiava tanto naquele babaca

 



(And I'll be gone gone tonight
The fire beneath my feet is burning bright
The way that I've been holdin' on so tight
With nothing in between)

 

 

 

Mas que droga, por que fico fingindo estra calmo quando não estou? Eu quero matar aquele filho da puta! Se ele machucar Sakura eu acabo com a raça dele, e então ele vai ser levado... Só que para o inferno

 

 


(The story of my life I, take her home
I drive all night to keep her warm and time
Is frozen (the story of, the story of)
The story of my life I give her hope
I spend her love
Until she's broke inside
The story of my life (the story of, the story of))

 

 

 

----- 3 DIAS DEPOIS-----

 

**SAKURA ON**

 

Após 3 longos dias, se é que já não haviam se passado mais de três dias, eu estava mais do que exausta. Meu rosto estava inchado e com certeza haviam marcas roxas por todo ele e claro que o meu corpo não devia estar diferente, meus braço, pernas e barriga estavam com cortes, alguns fundo e outros rasos, já não estavam doendo tanto como antes, o homem de capuz felizmente não havia tido a idéia de tirar a minha roupa, somente cortou a minha blusa até a costela

 

 


(And I've been waiting for this time to come around
But baby running after you
Is like chasing the clouds)

 

 

Eu não estava mais aguentando ficar em pé e também não dava para me ajoelhar, sempre que tentava meus joelhos não alcançavam o chão, estava com fome, muita fome e também, estava com muita cede, mais que diabos! Por que isto teve de acontecer comigo?

 

 


(The story of my life, I take her home
I drive all night to keep her warm and time
Is frozen)

 

 

 

**FLASH BACK ON**

 

 

O homem de capuz começou a me fazer perguntas estranhas e a cada resposta errada ou quais eu não saberia responder ele passava uma faca diferente em uma parte diferente de meu corpo, tais como, braços pernas, costas, barriga e até mesmo o meu rosto, que ele havia passado somente uma vez em minha bochecha, eu não estava sentindo tanta dor com os cortes do braço, mas isso muda quando falo das outras partes do corpo

 

 


(The story of my life
I give her hope (give her hope)
I spend her love
Until she's broke inside (until she's broke inside))

 

 

 

Ele parou de fazer perguntas  então passou a faca em minha bochecha, só que desta vez do lado direito da mesma, e assim foi alternando entre os instrumentos fazendo cortes em minhas pernas, braços e barriga, que no mesmo momento começaram a sangrar

 

Me lembrei de tudo que  vivi com Sasuke e com os meus amigos. Lágrimas começaram a escorrer de meus olhos, fazendo com que eu sinta uma leve queimação na parte de bochecha. Não queria morrer, não agora e nem naquele local, queria passar mais tempo com Sasuke e com os outros, só... Queria me despedir adequadamente. Não queria que ninguém chorasse ou se preocupasse, eu realmente podia ter sido feliz? Como isso foi acontecer? E por que isso foi acontecer? Eu realmente merecia isso? O que eu fiz para merecer? Eu nunca mexia com ninguém, ficava na minha e sempre quando mexiam comigo eu abaixava a cabeça eu saia de perto, então por que? Por que? O que fiz de errado?

 

As lágrimas não cessavam  e o sangue que escorria dos cortes também não, apesar de ser pouco o sangue saindo dos mesmos, hora e outra soltava um gemido de dor, mas não acontecia nada de bom, o homem só me torturava mais e mais

 

Senti um leve formigamento na cabeça e então meus olhos se fecharam... Já estava cansada

 

Quando abri os olhos novamente me veio um bolo na garganta e comecei a chorar, não queria que aquilo fosse verdade, queria que fosse apenas um sonho, queria estar dentro daquele quarto rosa com a Ino batendo a porta de seu enorme guarda-roupa 

 

O homem percebeu que eu havia acordado então sorriu

 

-Que bom que acordou -disse apertando a droga daquele botão e em seguida senti um choque forte me atingir 

 

Tudo o que eu conseguia fazer era chorar e pensar em meus amigos. Eles fazem falta. Muita falta

 

Saky: Me mata logo

-Mais ai perde toda a graça

Saky: Vai perder toda a graça quando eu cortar o seu pescoço

 

Ele segurou meus cabelos puxando minha cabeça para trás, grudou o seu corpo no meu e começou a beijar o meu pescoço

 

Saky: Que nojo! Me solta seu demônio

-A, você já viu ele?

Saky: Já, ele está aqui na minha frente

 

O homem me deu um tapa na face, que começou a formigar no mesmo instante, ele me deu mais um choque fazendo com que eu jogasse a cabeça e corpo para frente tentando tocar o chão, porém sem sucesso

 

Senti meus braços arderem muito, muito mesmo. Vi um liquido escorrer pelos mesmos, aquilo estava ardendo muito, e então percebi. O falha da puta havia jogado álcool em mim

**FLASH BACK OFF**

 

 

**SASUKE ON**

 

 


(Seoreoun mameul moti gyeo
Jammotdeuldeon eodun bameul ddo gyeon digo
Naejeol manggwan sanggwan eopsi
Musimhagedo achim eunnal kkaeune)
 

 

 

Já haviam se passado 3 dias e a polícia já estava atrás de Sakura, assim como eu e os nossos outros amigos, eu não iria deixar de procura-lá, é a MINHA namorada

 


(Sangcheoneun saenggakboda sseurigo
Apeumeun saenggakboda gipeoga
Neol wonmanghadeon sumanheun bami naegenjiokgata)
 

 

Temari: Mais que porra, onde ela se meteu?

 

Avistei Sasori de longe e corri até o mesmo, segurando em sua blusa e o encostando na parede com tudo

 

Sasuke: Onde está a Sakura seu filho da puta?

Sasori: Oi pra você também

Sasuke: Enfia o "oi" no seu cú, caralho

Sasori: Que isso Sasuke, vamos ser amigos

Sasuke: Depois que eu te matar a gente pode até pensar! Fala onde ele está seu merdinha

 

Sasori soltou uma gargalhada e eu dei um soco em sua face o fazendo bater a cabeça na parede e vendo o seu nariz sangrar. Ele levantou e pulou em cima de mim, começamos  a rolar de um lado para o outro nos batendo, socos e tapas, foi essa a minha tarde

 

 



(Nae gyeote isseojwo naege meomulleojwo
Ne soneul jabeun nal nohchi jimarajwo
Ireohke niga hangeoreum meoreojimyeon
Naega hangeoreum deo gamyeon dwe janha)

 

 

**SAKURA ON**

 

Os minutos naquele lugar pareciam horas ou até mesmo dias, eu não quero mais ficar aqui

 

Kizashi: Olá minha filha -Sorriu- Podem solta-la e vão para bem longe da casa -Disse mostrando uma arma

 

Após todos sairem Kizashi se sentou em uma cadeira que habitava o local e ficou me observando sentada no chão, ouvi a porta ser aberta e lá estava a minha "Mãe", ela me olhou com os olhos tristes e somente encostou a porta e se sentou ao lado de Kizashi

 


(Haruedo sucheonbeonssik
Ni moseubeul dwe nwe igo saenggakhaesseo
Naege haetdeon mojin maldeul
Geussaneulhan nunbic chagaun pyojeongdeul)

 

 

Saky: Está feliz com o que está acontecendo senhora Haruno?

Kizashi: O seu papo é comigo garo...

 

Minha "Mãe" bateu na cabeça de Kizashi com algo o fazendo desmaiar, ela me ajudou e me levantar, e me deu a chave do carro

 

Mebuki: Corra Sakura, corra, por favor saia daqui

Saky: Por que está me ajudando?

Ela me deu um beijo na testa e me levou até o carro

Mebuki: Eu tenho que fazer a coisa certa pelo menos uma vez em minha deplorável vida

 

 

                                          X                                                X                                              X

 

 

Não sou a melhor pessoa para se dirigir um carro, mas por Deus eu consegui

 

Parei em um posto de gasolina e vasculhei todo aquele carro, e felizmente achei o meu celular dentro do porta luvas! Graças aos céus

 

**LIGAÇÃO ON**

Sasuke: Alô? Sakura? É você? Me responda pelo amor de Deus

Saky: Oi.. Sou eu Sasuke, vem me buscar por favor

Sasuke: Claro que vou, me diga onde está

Saky: Em um posto de gasolina, no centro

Sasuke: Sakura, amor, seja mais especifica, existem diversos postos no centro

Saky: Na rua Cruzeiro, vem logo por favor, eu estou com muita dor

**LIGAÇÃO OFF**

 

Após 10 minutos eu vi o Sasuke saindo de seu carro e vi também varias viaturas chegarem no local, o que assustou os funcionários que trabalhavam no posto. Eu abri aporta do carro e me joguei para fora do mesmo, sim eu literalmente joguei, estava tão cansada que nem sei como consegui abrir a porta. Antes que eu caísse no chão frio, Sasuke me segurou e se sentou no chão me abraçando

 


(Neoncham yeppeun saram ieotjanha
Neoncham yeppeun saram ieotjanha
Jebal naege ireoji marajwo neon nal jal aljanha)

 

 

Sasuke: Meu Deus Sakura, você está bem?

Saky: Não, estou com dor

Sasuke: Me desculpe -Disse parando de me apertar nos seus braços

Saky: Não tud...

Nós ouvimos uma gritaria e vimos um carro entrar com tudo no posto, os policias seguram as suas armas apontadas para o carro e de lá saiu Kizashi com uma arma apontado para a cabeça de minha mãe, que estava com as mão amarradas por cordas e com uma fita em sua boca

 

Ele andou até a frente do carro e me chamou

 



(Oh girl
Geuddae gabyeopge han mari
Jinjja gabyeopge mandeureo, uri sail
Iksukham iranke mueotboda museounjul molla
Ni sokmamdo molla, gyeolgug huhoe gadeukhan neowaui ibyeolkkaji)





 

Kizashi: Venha aqui Sakura ou eu estouro os miolos dela 

Sasuke: Qual é o seu problema? Que tipo de pai você é?

 

Kizashi apontou a arma para Sasuke, soltou a trava e colocou o dedo no gatilho

 


(Nali galsurog keojyeoga, ni binjarin
Oh shit,areumdapdeon
Uri kkocbate mureul jwobwado, da
Chueokdeulman mangaehanchae
Geuriumui hyangman ppumeo nawa
Neol dasi bolsuitdamyeon na,
Nae modeun geor boyeojugopa
Neol kkwag ana ttwigoitneun nae mam
Kkog da neoege jeonhagopa na
For real for real
I jinsimi nipume angilttaekkaj)

 

 

Kizashi: O meu problema é ela! Eu... Eu sou o tipo de pai que mata os namorados da filha

 

Dito isso ele disparou a arma, eu vi aquela bala ir em câmera lenta para Sasuke, eu vi a pessoa que amo quase levar um tiro!

 

Eu corri e me joguei na frente de Sasuke, não sei de onde tinha tirado tamanha força, mas tirei e fiz o que fiz

 

Logo senti uma dor tremenda e ouvi Sasuke gritar e o vi começar a chorar. Coloquei minha mão em seu rosto e ele olhou para mim

 


(Geunyang nal anajwo nareul jom anajwo
Amu mal malgoseo naege dallyeowajwo
Werobgo buranhagiman hanmameuro
Ireohke neol gidari go itjanha)
 

 

Saky: Não chore meu amor. Outras viram em meu lugar! Então, você poderá ser feliz para sempre

Sasuke: O que? O que você está falando

Saky: Eu acho que você e Karin fazem um belo casal...

 


(Nan neoreul saranghae nan neoreul saranghae
Gin chimmok sokeseo sori nae wechilge
Eoriseokgo nayakhagiman han nae maeumeul..)

 

A vida é baseada em escolhas, na qual não podemos nos arrepender, e eu fiz uma escolha que nunca, nunca mesmo me arrependeria. Eu morri pela pessoa que amo

 

Naquele instante meus olhos pesaram, estava lutando para que eles não se fechassem, mas foi impossível, tudo ficou preto, eu já não ouvia mais a voz e o choro de Sasuke e não sentia mais dor alguma, já não sentia mais o abraço de Sasuke.

 

E foi neste dia 30 de Novembro de 2016, que eu Sakura Haruno morri. Fui morta por meu pai, meu próprio pai, que apesar de me maltratar eu amava.

 

 

 

" Não existe partida para aqueles que nunca vão sair de nossos corações"


Notas Finais


bom gente chegamos ao fim da fanfic
vou deixar os links das musicas
não vou falar muito aqui porque pretendo fazer um cap de agradecimentos!!
bom era isso <3 seus lindos(as)

LINKS:

primeira musica: https://www.youtube.com/watch?v=RB-RcX5DS5A

segunda musica: https://www.youtube.com/watch?v=W-TE_Ys4iwM

terceira musica: https://www.youtube.com/watch?v=ddfIJgQzPDw

TRADUCÃO:

primeira musica: https://www.vagalume.com.br/coldplay/the-scientist-traducao.html

segunda musica: https://www.letras.mus.br/one-direction/story-of-my-life/

não vou deixar o da terceira pq no video tem a tradução


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...