História Amizade Colorida - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Temachan_

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Areia de Ferro (Satetsu), Asuma Sarutobi, Chomaru Akimichi, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Chouza Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Itama Senju, Izumi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kagami Uchiha, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Matsuri, Mei, Menma Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Mitsuki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Pein, Personagens Originais, Ranmaru, Rikudou Sennin, Rock Lee, Sai, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Samui, Sarada Uchiha, Sari, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shion, Shizune, Shukaku, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Toroi (Genin), Touka Senju, Tsunade Senju, Udon, Utakata, Yagura, Yahiko, Yakumo Kurama, Yamashiro Aoba, Yamato, Yondaime Kazekage, Yugito Nii, Yuukimaru, Zabuza Momochi, Zetsu, Zouri
Tags Amizade, Festa, Gaaino, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Shikatema
Visualizações 254
Palavras 1.637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente! Passando para agradecer os favoritos, os comentários e os elogios. Tô super feliz! VOCÊS SÃO FODAS!!! E, por isso, eu fiz o que fiz nesse cap. Desculpe se estiver muito forçado ou exagerado, então se acharem isso, me desculpo adiantadamente!

Ah, perdoem os erros ortográficos e aproveitem o cap! ^ͺ^

Capítulo 5 - O que REALMENTE aconteceu no banheiro


Povs Temari:

Aí meu Kami. Aí meu Kami! AÍ, MEU KAMI- SAMA!!!! Eu não acredito no que aconteceu! EU NÃO ACREDITO NO QUE EU FIZ!!! Desci as escadas correndo, totalmente nervosa com ele e comigo mesma! Saí da casa do Gaara as pressas, e parei perto da cerca de casa, nos fundos. Respirando fundo, tentei analizar tudo o que aconteceu e raciosionar:

~Flashiback Onn~

_ Que namorada?_ Shikamaru perguntou, confuso. Meu Deus, eu não acredito que ele vai mentir tão descaradamente!

_ Aff, Shikamaru!!! Pra cima de mim, jura?! Eu vi ela hoje de manhã, saindo da sua casa._ disse, e ele ficou mais confuso ainda. Isso me fez transbordar de raiva! _ A loira, alta, magra, linda, a modelo fitness bonitinha. De olhos azulados e pele perfeita!

_ Haaa, você tá falando da Ino?_ ele perguntou, dando uma risada.

_ Se essa tal Ino for a sua namorada, sim, eu tô falando da Ino!_ respondi, irritada, e ele deu outra risada.

_ O quê é tão engraçado, seu idiota?!_ falei, agora com muita raiva. Eu tenho cara de palhaça pra esse filho da puta?!

_ O engraçado, dona ciúmes, é que a Ino e eu não estamos namorando. E nem nunca vamos estar! Ela é uma irmã mais nova pra mim, fomos criados juntos desde pequenos._ ele falou, e não parecia mentir. Aí, merda!

_ M-mas, eu vi ela saindo da sua casa... e você beijou ela..._ tentei parecer certa, mas ele apenas sorriu.

_ Ela foi lá em casa pegar o meu pen-drive emprestado, pra usar umas músicas que eu tenho baixado para uma tal festa do pijama. Eu até falei pra ela convidar você e a Tenten pra fazer amizades, e tal. E, quanto ao beijo que eu dei nela, que foi na bochecha, foi só um "tchau"._ ele falou, como se fosse super natural. Droga, eu odeio estar errada. Me encolhi contra a parede, envergonhada por ter deduzido algo assim tão rapidamente.

_ Aí, que mico...! Mals, eu fui precipitada...._ sussurei, dando um sermão em mim mesma. Deixei as minhas costas escorregarem e eu sentei ali, procurando um buraco pra enfiar a cara.

_ De boas, as pessoas vivem pensando que eu a Ino namoramos, mas não é nada demais..._ olhei pra ele, que estava ali, escorado na parede, acima de mim. Estava com a expressão divertida, e levemente pensativa.

_ Ah, eu acho que entendo. Como eu e o Kankuro somos muito diferentes, e sempre ficamos grudados, todos achavam que eu era namorada dele. Mas, tipo, ele era só um irmão mais velho super-protetor. Acho que é por isso que eu nunca namorei..._ fui falando, tentando desviar do assunto.

_ VOCÊ NUNCA NAMOROU NINGUÉM??!!_ ele disse, completamente chocado. E lá vamos nós...

_ Aff, sim, eu nunca namorei ninguém. Anda, pode me zuar..._ disse, já me preparando mentalmente para a zuansão.

_ Hey, tranquilo! Pelo menos você não teve uma linha de namoros dessastrosos como eu!_ ele deu uma risada e sentou do meu lado, se acomodando.

_ Mentira?! Você, Shikamaru Nara, o cara que tem a maior cara de galã de novela, tem uma linha de namoros-catástrofe?!_ dei uma risada, e ele me olhou de modo brincalhão.

_ Vou levar tudo isso como um elogio, tá? Pelo menos eu tive uma vida social!_ ele disse, com uma gargalhada. Levei aos mãos ao coração, fingindo uma dor.

_ Xeque!_ ri._ Bom, agora eu estou curiosa pra saber sobre os seus relacionamentos. Quem sabe eu não me sinta melhor?

_ Hum... tá bom. Por onde eu começo...?_ ele pigarreou. _ Bom, no meio do nono ano, apareceu uma garota. Tayuya, uma ruiva bem legal e inteligente. Ah, e ela era bonita, também. Não demorou muito para a gente se aproximar, e em menos de dois meses já estávamos bem amigos. Em uma festa no final do ano para os formandos que iam para o primeiro colegial, a gente até se beijou e tudo mais. Uma semana depois começamos a namorar, e foi até um lance legal..._ ele parou, como se dessidise se contava ou não. Pra falar a verdade, aquilo não parecia nem um pouco dessastroso pra mim, mas o encorajei a continuar. _ Mas, por algum motivo, ela simplismente sumio do mapa junto com toda a família. Eu mandei mensagens e até liguei, mas fui ignorado completamente. Mas nem por isso eu desisti, e continuei a ligar e mandar mensagens todos os dias. Até que, um dia, ela me ligou pedindo pra mim parar de ser incistente e desistir dela, que ela nem ao menos estava enteresada e que foi tudo por causa de uma aposta com a Karin. Nossa, eu fiquei bem pra baixo naquele dia. Eu obedeci, parei de ligar e até apaguei o número do celular. Até que... eu superei depois de umas duas semanas, então acho que não era pra ser. E, assim termina o meu mais recente namoro, que foi a dois anos atrás._ ela parou, e olhou pra mim.

_ Nossa... mas que garota idiota! Desculpa, eu não sabia disso, sinto muito!_ disse, boquiaberta.

_ Tudo bem. Acabei aprendendo que ruivas são problemáticas._ dei uma risada, mas eu acabei notando um clima desconfortável.

_ Hum... e você relamente superou tudo isso?_ perguntei, subtamente me aproximando e ficando a menos de dois sentímetros de distância.

_ De boa, isso é passado._ ele olhou pra mim, e também se aproximou, e quando eu vi ele estava do meu lado, ombro no ombro. Meus olhos encontraram os dele, daquela cor castanha brilhante. Ele pegou na minha bochecha e ficou fazendo um leve carinho. Meu coração dava acrobasias no ar, bulando de nervoso.

_ Jura?_ disse, colocando a minha mão no seu ombro, em um ato involuntário.

_ Sim, eu juro..._ ele aproximou nossos rostos. _ Descobri que tenho um fraco por loiras._ concluíu, e antes que eu pudesse perguntar o que isso significava, ele selou nossos lábios com um beijo calmo e tranquilo, cheio de sentimentos. Sentimentos que eu correspondia, sem a menor dúvida. Ela pediu passagem, e é óbvio que eu sedi. Enquanto ele passava a mão pelos meus cabelos, eu abraçava seu pescoço. E, foi um beijo maravilhoso, até que a MALDITA falta de ar nos separou. Ofegante, olhei para Shikamaru, que sorria de um modo estranho, como se tivesse entendido alguma coisa no beijo. "M-mas... QUE PORRA ACABOU DE ACONTECER?!! DESDE QUANDO EU SOU TÃO... FÁCIL?!! ELE DEVE ESTAR ZOMBANDO DE MIM INTERNAMENTE, QUE DROGA!! MAS QUE RAIVA, I-ISSO ME DEIXOU MUITO PUTA!! QUEM ESSE IDIOTA PENSA QUE É PARA ME BEIJAR ASSIM, SEM MAIS NEM MENOS?!!! ISSO NÃO FICA ASSIM!!" meu orgulho gritou, e eu infelizmente reaji. Enquanto ele levantava, eu me preparava para dar um golpe.

_ Nossa, isso foi..._ o enterrompi com um soco na boca.

_ S-SE TARADO!! QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA IR ME BEIJANDO ASSIM, SEU... PERVERTIDO!!_ gritei, dando outro soco no queixo dele. O moreno cambaleou e se agarrou a parede do banheiro.

_ SUA DOENTE, SE ACHOU TÃO RUIM ASSIM, POR QUE NÃO PAROU DE ME AGARRAR?!!_ ele ficou nervoso, e se aproximou de mim. Porra, eu nem pensei nisso.
_ E-eu não parei porque... e-eu... bem, é que..._ gaguejei, tentando pensar em alguma coisa.

_ Admita, você gostou e até ficou desapontada que eu percebi!_ ele disse, autoritário. Argh, odeio quando ele está certo! Iria tentar cavar um buraco pra me enfiar, quando eu ouvi uma voz familiar.
Era o Gaara. Cara, eu nunca amei tanto o meu irmão mais novo.

_ GAARA?!!!! ANDA, ABRE AQUI ESSA CARALHA, EU QUERO SAIR!!! ANDA, OU EU VOU TE ESTRUPAR COM UM BRITADEIRA!!!!_ gritei, me afastando bruscamente do moreno, que tinha a boca sangrando. Ouvi o famliar chute na porta, juntamente com o trinco da mesma sendo aberto.

~Flashiback Off~

Corri feito uma doente mental, e agora eu estou aqui, me arrependendo por ter acabado com a boca com hálito de menta do Boy Magya que me deu o meu primeiro beijo.

_ Muito bom, Temari! Burra, burra, burra, burra!_ briguei comigo mesma, me sentando escorada na cerca. Estava me levantando para entrar, quando vejo uma morena chocolate correndo em minha direção.

_ TEMARI!! Ah, graças a Deus que eu te achei!_ ele correu e me deu um abraço, o que me causou um conforto instantaneo.

_ Você não sabe o quanto eu tô feliz em te ver..._ sorri entre o abraço, até que ela me soltou.

_ Nossa, puta loira, isso é muito lindo, e eu também te amo pacas, mas... _ ela sorriu divertida, e olhou para os lados, cautelosa. _ O que aconteceu naquele banheiro?! O Shikamaru saíu com a boca jorando sangue! Me conta tudo, sem esquecer de nenhum detalhe!_ sorri fraco para aquela pergunta. Eu até tentei contar á ela, mas tudo o que eu mais queria naquele momento era tomar um banho bem quente e ir deitar. Notando o meu cansaço, o sorriso da Pucca murchou.

_ Ou você pode me contar amanhã de manhã. Temos aula, e já passou da meia noite. Anda, vamos entrar em casa e dormir._ ela sorriu, me abraçando e indo comigo em direção a nossa casa. Enquanto ela fazia uma pipoca rápida, eu corri para o chuveiro e deixei a água relaxar o meu corpo.
Assim que saí do chuveiro fui direto para a minha cama, sem nem ao menos comer. Virando de um lado para o outro na cama, eu tentei buscar algum sono, o que eu não consegui por um bom tempo. Em meio a insônia, eu consegui pensar em uma resposta para a pergunta que ele me fez: "SUA DOENTE, SE ACHOU TÃO RUIM ASSIM, POR QUE NÃO PAROU DE ME AGARRAR?!!"

"Porque eu gosto muito você..."  sim, essa seria a minha resposta, porque era a verdade. E, com esse pensamento, eu finalmente dormi.


Notas Finais


Pronto, aí está o que aconteceu no banheiro, hehehehehehe (eͺe)

Bjs, lindudos e lindudas! ^ͺ^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...