História Amizade e Rockn Roll - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Escolar, Lesbicas, Romance, Shoujo-ai, Yuri
Exibições 46
Palavras 1.870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Visual Novel, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiieee Peoples <3

Minhas provas acabaram. Isso significa que eu volteeeiii aeeeeee.
Quero agradecer aos favoritos e aos comentários. Adoro quando vcs enterajam cmg ^^

Agora sem mais delongas vamos para o próximo cap.

Boa leitura e ignorem os erros *-*

Capítulo 4 - Beijo?


Pov’s Heather On

 

- Heather eu... eu tenho que te contar uma coisa – Aly tinha me mandado uma mensagem me pedindo para ir até sua casa e aqui estamos, no quarto dela, uma de frente para a outra.

- Você sabe que pode me contar qualquer coisa – Me aproximo dela e seguro suas mãos para lhe incentivar a falar o que quer que seja que ela quer me contar. Ela olha nos meus olhos e sorri.

- É que eu não sei... como te contar isso – Suspira – Então eu prefiro te mostrar – Diz olhando para o chão enquanto alisava o seu braço esquerdo.

- Me mostrar o que? – Pergunto confusa e um pouco, muito, curiosa.

- Primeiro você tem que fechar os olhos.

- Mas por quê? – Pergunto confusa.

- S-só fecha os olhos – Me pedi um pouco nervosa. Com um pouco de receio vou os fechando devagar.

Um silêncio se instala no quarto, escuto Alice respirar fundo como se estivesse buscando coragem para fazer alguma coisa. Meus olhos estão fechados, mas eu consigo sentir o seu olhar sobre mim e isso está me deixando um pouco sem jeito.

Eu estava muito nervosa e ansiosa pelo o que poderia acontecer, milhões de hipóteses estavam se passando pela minha cabeça. Estava tão distraída imaginando o que ela iria fazer que nem percebi quando ela se aproximou de mim, só percebi que estávamos próximas quando eu senti sua respiração bater contra o meu rosto. Na mesma hora meu coração disparou, ele estava batendo tão rápido e forte que era capaz de alguém conseguir escutá-lo do lado de fora do quarto.

Escuto Aly falar alguma coisa, mas a nossa a proximidade estava tirando toda a minha concentração e eu não consegui entender o que ela disse. Eu só conseguia pensar no quanto seria bom olha-la e beija-la nesse momento e como se ela pudesse ler os meus pensamentos ela cola seus lábios nos meus, esse contato fez com que uma corrente elétrica passasse pela minha espinha dorsal arrepiando todos os pelos do meu corpo. Ainda não acreditando no que estava acontecendo decido abrir os meus olhos e tenho a visão mais linda do universo, Aly está de olhos fechados e com o seu rosto todo corado. Eu não estava acreditando que eu finalmente estava beijando a menina por quem sou apaixonada, sentir esses lábios macios na minha boca é a melhor sensação do mundo, seus toques são tão suaves, seu gosto é tão doce e viciante que nunca mais quero parar de beijá-la.

- ... Heather – Escuto uma voz bem distante me chamar. Parecia aquelas vozes da consciência – Heather – Ela me chama novamente, mas desça vez ela está bem próxima – Heather – Espera eu conheço essa voz – Heather – Mãe? O que ela faz aqui? ... O que? Espera só um pouco!? – HEATHER ...

E como em um passe de mágica tudo fica escuro. Abro meus olhos, mas acabo fechando-os novamente por causa da claridade.

- Heather levanta já está na hora – Vou abrindo os olhos de novo, mas dessa vez os abro devagar para ir me acostumando com a claridade.

Assim que abro totalmente meus olhos vejo o rosto da minha mãe me encarando com uma expressão divertida no rosto.

O QUE? EU NÃO ACREDITO NISSO. EU ESTAVA SONHANDO O TEMPO TODO?

Pego o travesseiro e aperto ele contra o meu rosto e solto um grito de frustração. Não acredito que aquilo foi um sonho, parecia tão real.

- Finalmente você acordou. Achei que tinha morrido.

- Maaaãee, eu não acredito que você me acordou na melhor parte do meu sonho – Falei com uma voz bem triste.

- Ooooh me desculpe por isso, da próxima vez coloca uma plaquinha avisando – Fala com deboche e eu reviro os olhos – Se você fizer isso de novo eu te bato – Arregalo os olhos.

- Desculpa.

- Assim está melhor. Aliás, seu sonho estava bom mesmo, eim – A olho confusa. Como assim? – Você estava até beijando o travesseiro, fiquei até com medo de atrapalhar o namoro – Disse gargalhando e na hora eu corei.

- MÃE!!!

- Estou só brincando – Disse levantando os braços em sinal de rendição – Agora vai se arrumar, porque seu pai que vai te levar hoje – Assenti e ela saiu do meu quarto.

- Essa Dona Isabela vou falar – Falo para mim mesma e começo a rir da cena de agora a pouco.

Me levanto e pego meu celular para ver as horas. Ainda são 6:55 tenho tempo de sobra, entro no banheiro, ligo o chuveiro para ir esquentando a água, tiro minhas roupas, faço um coque mal feito e entro no box. Aaaa essa água é tão relaxante, enquanto eu tomo banho imagens do meu sonho me vem à cabeça e eu solto um suspiro me encostando na parede do banheiro.

Esse amor não correspondido está me matando, tenho que tirar Alice da minha cabeça senão eu vou acabar ficando louca com essa história.

Termino de fazer minha higiene e saio do banheiro. Vou para o meu closet me trocar, coloco uma blusa de banda de rock branca, um short jeans e nos pés o meu inseparável all star. Saio do closet e vou até a minha penteadeira, faço uma maquiagem realçando bem os meus olhos azuis e depois passo a mão no cabelo, jogando ele de lado. Olho-me no espelho e sorrio para o resultado. Eu estou linda. Convencida? Bem, só um pouquinho. Mas fazer o que? Quando a genética é boa temos que aproveitar hahaha. Pego minha mochila e desço as escadas para tomar café.

Chegando na cozinha vejo meus pais sentados na mesa conversando, vou até eles e dou um beijo em cada um logo vou me juntando a eles.

- Parece que essa noite foi boa – Alexander, meu pai, diz sorrindo.

- Por quê? – Pergunto sem entender.

- Você está com uma cara ótima e seu mau-humor matinal não está presente.

- É por causa do sonho que ela teve – Minha mãe fala e começa a rir logo em seguida.

- Mãe!

- Sonho? Que sonho? – Pergunta meu pai curioso.

- Sonho nenhum, né mãe? – Pergunto e ela levanta os braços em rendição.

- Tá bom então – Meu pai diz e começamos a comer entre conversas e risadas.

 

[...]

 

- Vamos Heather, senão chegaremos atrasados – Meu pai diz se despedindo da minha mãe e depois caminha até a porta da sala.

- Vamos – Peguei minha bolsa e caminhei até a minha mãe – Tchau mãe – Dei um beijo em seu rosto.

- Tchau filha. Boa aula – Me deu outro beijo.

- Obrigada.

Saí de casa e meu pai já estava com o carro ligado me esperando, entrei no mesmo e meu pai acelerou indo em direção à escola. O caminho todo foi regado de muitas risadas, conversas e cantorias. Eu amo passar um tempo junto com o meu velho.

Chegando na escola me despedi dele e fui procurar os meus amigos. Eles estavam todos sentados debaixo de uma árvore, nós sempre nos reunimos ali antes das aulas começar.

- Oiii gente – Cumprimento eles.

- Oie Ruiva – Louis.

- Oii Cat – Letícia.

- Oie Heather – Harry.

- OIEEE ANÊMICA – Karla, tinha que ser essa louca. Ela e seus apelidos carinhosos.

- Oie Heath – Aly. Nem preciso comentar o quanto ela está linda, né? Cada dia que passa ela fica mais linda. Que vontade de agarr... Heather se controla. Lembre-se você disse que ia tirar ela da cabeça. Sim, e é exatamente isso que eu vou fazer. Nós somos amigas e ela namora, ele é um babaca, mas é namorado dela, então acorda. Viu, o que eu disse? Já estou ficando louca. Estou falando comigo mesma.

- Gente, aproveitando que estamos todos aqui – Louis fala me tirando de meus pensamentos – A Heather e eu estamos pensando em dar uma festa lá no barracão, que tal?

- SSSSIIIIIIIMMMM – Gritaram animados com ideia.

- Ótima ideia – Letícia.

- Então vamos dividir as tarefas – Falei e eles assentiram – Louis e eu ficamos responsáveis pelos convidados, já que temos nossos contatinhos – Sorri maliciosa e bati um high five com Louis.

- Tá, eu e as meninas cuidaremos da decoração, da música e da comida – Aly falou e eu concordei.

- E o Harry fica responsável de comprar as bebidas – Falei e ele concordou.

Ficamos conversando mais algumas coisas sobre a festa, todos estavam bem animados. Combinamos de fazer a festa sexta à noite. Estava conversando com a Aly quando vejo a Lara com seu grupinho. Ela estava olhando para cá, mas quando ela viu que eu a estava olhando ela logo desviou o olhar.

- Heath.... Heath.... ouu Heather, estou falando com você – Aly Estala os dedos na frente dos meus olhos – O que você tanto olha? – Ela perguntou olhando na direção que eu estava olhando e quando ela viu quem estava no grupinho ela logo mudou a feição. Não entendi muito o porquê dessa mudança de humor, mas resolvi ignorar. Às vezes a Aly é impossível de se compreender.

- Vou ali e já volto – Ela nada respondeu, só ficou me acompanhando com o olhar enquanto eu caminhava em direção aonde Lara estava.

Chegando lá todas as suas amigas me olharam e Lara sem entender o que elas tanto olhavam se virou. Assim que ela me viu ela deu um largo sorriso. Seu sorriso era muito bonito, sorri para ela também e escutei algumas de suas amigas suspirarem.

- Oie Lah.

- O-oie Heather – Ela fica tão fofa tímida.

- Eu estava pensando, eu e meus amigos vamos dar uma festa e eu... eu pensei por que não chamar a Lara? – Falei e a vi sorrir – Então você topa? Aaa e pode levar suas amigas – Disse e escutei as meninas comemorarem.

- Claro, por que não? Que dia vai ser?

- Sexta- feira agora, eu te envio o endereço depois.

- Tá bom. Me passa seu número. Você já tem o meu.

- Claro – Peguei o celular dela, digitei meu número e salvei como Heath <3. Devolvi o celular e um lindo sorriso surgiu em seu rosto assim que ela viu o meu nome de contato.

- Obrigada Heath.

- De nada – Pisquei pra ela e ela corou. Ficamos conversando mais um pouco até o sinal Tocar indicando o início das aulas – Agora eu vou indo, nos vemos depois – Falei e beijei o canto de sua boca. Assim que me afastei a vi corar mais ainda.

- A-até.

Voltei para onde o meu grupo estava e eles começaram a gritar um AEEEEEEEEE bem alto.

- Essa é a minha garota – Louis falou e bateu um high five comigo.

- Não perdoa ninguém mesmo, eim branquela – Karla disse rindo.

- Aaaa me deixem. Vamos pra sala, não quero perder outra aula.

E assim fomos pra sala, com todos me zoando por causa que eu convidei a Lara para festa, na verdade quase todos. A Aly estava quieta, não falava uma palavra, por que ela ficou assim? Ela estava tão alegre mais cedo.

- Aly? – Chamei e ela me olhou – Tudo bem?

- An? ... Ah sim, tudo – A olhei desconfiada – Sério Heath, não é nada – Falou me abraçando de lado.

- Tudo bem então – Passei a mão pela sua cintura e fomos até a sala de aula.


Notas Finais


Que sonho foi esse? Hahaha

Espero que tenham gostado tanto quanto eu kkkk

Até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...