História Amnesia - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope/hopemin, Namjin, Yoonmin, Yoonminseok, Yoonseok
Exibições 104
Palavras 2.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Este é o ultimo de hoje Aliens. Amanhã posto mais um.

Capítulo 15 - Just Sleep


Jimin se despediu de sua irmã e de Sungjae, saiu do carro com certa dificuldade ao carregar um enorme urso de pelúcia, o qual ganhou com muito custo. Viu o carro dar a partida e sumir virando a esquina. Entrou no prédio agradecendo por ali estar quente e aconchegante, ao entrar no elevador finalmente pode tirar sua máscara e boné. Havia sido um dia completamente satisfatório e divertido, se sentia mais próximo de sua irmã, e isto o deixava extremamente feliz.

Entrou no elevador mal podendo esperar para chegar à cobertura, entrar no apartamento e ir para os braços quentes de Hoseok. Enquanto o cubículo subia, Jimin pensava em como havia sido o dia de Hoseok, deveria ter sido empolgante assim como o seu.

As portas de ferro se abriram para que Jimin saísse. Caminhou pelo corredor, e ao chegar à porta do apartamento ouviu uma música alta. Pensou que fosse apenas seu hyung ouvindo alguma música, mas assim que abriu a porta se deparou com Hoseok e Taehyung dançando e cantando uma das músicas de garotas do Jung na televisão. Choco tinha as patinhas em cima dos olhos como se estivesse com vergonha alheia. Fechou a porta arrastando o grande urso consigo e enquanto isso: 

– WE ARE, WE WE ARE, WE ARE... – Gritava os dois marmanjos enquanto a música já se encerrava, dançando a parte da pélvis para frente e para trás como se fossem do próprio grupo. 

– YAAA EU AMO A HYERIN. – Disse Taehyung arrastado. 

– EU AMO A VOZ DA SOLJI. – Respondeu Hoseok, olhando para o Kim enquanto ria. – O que iremos ouvir agora Tae? – Perguntou o Jung  com a voz completamente embolada. 

– EU QUERO OUVIR AS GIRLS DA GERAÇÃO. – Gritou completamente entregue a bebida, e ainda assim bebendo mais um gole de seu soju. 

– AISH! MAS JÁ OUVIMOS ELAS CINCO VEZES. VAMOS OUVIR STELLAR, OU MELHOR TWICE. – Respondeu no mesmo tom de Taehyung, os ouvidos de Jimin já doíam de ouvi-los gritar como se fosse o tom de voz mais normal do mundo, e o que sempre usavam. 

– HYUNG VAMOS OUVIR T-ARA. 

– TUDO BEM T-ARA . – Hoseok concordou e estava pronto para colocar Sugar Free, quando Jimin se fez presente pigarreando. O Jung o olhou com os olhos arregalados e depois sorriu largo. – AMOR VOCÊ CHEGOU. – Disse indo até o Park entregando o controle para o Kim, quase tropeçando nos próprios pés. – ESTAVA COM SAUDADES. – Escandaloso como sempre. 

– Por favor não precisa gritar estou te ouvindo perfeitamente hyung. – Pediu vendo a face do mais velho se desconcertar. 

– Tudo bem. – Concordou achando estranho ouvir seu tom voz baixo. 

– Venha festejar com a gente Jimin. – Chamou Taehyung enquanto sorria largo. 

– Gostaria Taehyung, mas estou cansando. Preciso dormir. – Respondeu o Kim que fizera uma careta desgostosa. 

– Aish deixe de ser chato vamos dançar um pouco. – Disse repetindo a coreógrafa de Up&Down.  Jimin apenas sorriu de lado, recusando com a cabeça. 

– Então eu vou dormir com você Jiminnie. – Disse Hoseok pronto para se dirigir ao quarto com o mais novo. O Park viu o Kim revirar os olhos bufando, reparando que a festinha havia acabado. 

– Acho que vou embora, não vou ficar aqui para atrapalhar vocês dois. – Taehyung já pegava com certa dificuldade sua carteira procurando em meio a bagunça suas chaves. 

– Onde pensa que vai Taehyung? – Questionou Jimin encarando-o com a face preocupada.

O Kim podia o irritar na maioria da vezes, mas Jimin era sensato. Sabia que era o único ali que conseguia se manter de pé com facilidade, sem ver tudo dobrado, e enrolar a língua. Não iria deixar Taehyung sair daquele apartamento no estado em que se encontrava, ainda mais se ele fosse dirigir. 

– Para casa, para onde mais eu iria? – Respondeu com um sorriso de deboche no rosto. 

– Pelo amor de Deus Taehyung você mal consegue ficar de pé, como vai para casa? Fique aqui e durma um pouco, e de ma-

– Não adianta Jiminie, não vou ficar aqui. – A passos largos ele saiu pela porta com Jimin atrás gritando palavras de ordem para que parasse. Aproveitou que o elevador não tinha ido embora, e o adentrou apertando o andar do térreo. E antes que Jimin pudesse chegar para retira-lo do elevador, as portas se fecharam, fazendo o Park socar aquele pedaço de aço. 

Jimin voltou para dentro bufando, sabia que não adiantaria ir atrás de Taehyung, ele era cabeça dura de mais não voltaria consigo. Só esperava que nada de ruim acontecesse com ele. Viu Hoseok sentado no sofá quase se entregando ao sono, enquanto alguma música alta aleatória tocava. Desligou a TV  e olhou em volta, suspirou, teria que dar um jeito nessa bagunça amanhã bem cedo. Se bem que para dois marmanjos eles faziam bagunça como dois adolescentes. 

Olhou para Hoseok que quase babava no estofado do sofá. Foi até o Jung o cutucando para que acordasse da melhor forma possível. O mesmo abriu os olhos sonolento, e olhando para Jimin a procura de uma resposta.  

– Vamos você precisa de um banho. –  Hoseok apenas assentiu, se levantando com o auxílio de Jimin. A passos lentos e cuidadosos foram parar no quarto do Jung. Jimin o sentou em sua cama, e vendo a condição na qual se encontrava seu hyung, viu que seria preciso ajuda-lo com tudo. E para facilitar seu trabalho, viu que este apenas usava uma camisa sem mangas verde e uma calça preta de moletom. – Colabore comigo Huh? – Pediu vendo o mais velho manear a cabeça em sinal de positivo. Com seus dedos delicados, segurou na barra da camisa de Hoseok a puxando para cima. Não estava constrangido com o que fazia, sabia que seu hyung precisava de ajuda, estava alcoolizado de mais. E por mais que a noite dele estivesse sendo ótima e divertida, não gostou nada de ver ele e Taehyung abraçados dançando Up&Down, como se fossem os irmãos mais chegados do mundo, e tecnicamente eram, mas Jimin não ligava muito para este fato. Apenas se sentiu incomodado.

Retirou a camisa verde de Hoseok sem muita dificuldade. E pediu para que o mais velho tirasse as calças, e quando o fez se sentou novamente na cama, com preguiça de mais para se levantar.

– Aish, alguns segundos atrás ele estava todo elétrico com Taehyung, ai eu chego e ele fica todo mole. – Murmurou para si mesmo, enquanto tentava o colocar de pé, e empurra-lo para o banho. – Pronto um banho você consegue tomar sozinho não é? – Perguntou rezando para que a resposta fosse sim, e ficou tão aliviado ao ver Hoseok manear a cabeça positivamente. Estava prestes a fechar a porta do banheiro, quando ouviu a voz manhosa de Hoseok o chamar. – O que foi?

– Você não vai sair de novo não né? – Disse o mais velho fazendo um bico, que aos olhos de Jimin foi extremamente fofo. Resistiu muito ao impulso de ir ate ele e lhe apertar as bochechas, achava que Hoseok estava tão indefeso que apenas queria colocar-lhe na cama e lhe mimar ate que caísse no sono.

– Não hyung, eu apenas vou tomar um banho também. – Sorriu vendo o outro deixar o bico maior.

– Tome banho comigo. – Jimin paralisou no mesmo momento, pois aquilo não foi uma pergunta na qual ele poderia responder facilmente, estava mais para um desejo, tal que deixou o Park sem fala ou reação. Enquanto o mais velho havia dito aquilo sem maldade alguma, apenas queria sentir o corpo pequeno de seu dongsaeng mais próximo sem outros fins.

– Ora vamos, pare de brincadeiras e tome logo o banho. – Respondeu-lhe rindo e fechando a porta antes que Hoseok tivesse tempo de contestar, pois resolvera levar aquilo como brincadeira, e queria sair logo dali precisava esconder o quanto suas bochechas haviam ficado ruborizadas.

Assim como havia dito, fora para o “seu” quarto tomar um banho e relaxar pelo dia que teve. Rapidamente já se encontrava debaixo do chuveiro, deixando a água cair e massagear seu corpo delicadamente. Queria demorar o quanto que fosse possível em seu banho, mas sabia que se demorasse demais Hoseok poderia fazer algo errado. E a preocupação com seu hyung, era maior do que a vontade de ficar no banho.

Vestiu uma roupa confortável , e se encaminhou para o quarto de Hoseok novamente. Se deparando com o Jung sentado na cama apenas de cueca tentando secar os cabelos com uma toalha. Mas Jimin não ligou para o fato de ele estar seminu , apenas caminhou ate ele, tomando de suas mãos a toalha passando a secar os cabelos do mais velho com delicadeza.

Hoseok apenas aproveitava do carinho, como se estivesse carente. E de certo modo estava carente de Jimin, ou era apenas a bebida. Ele não se importava, apenas abraçou a cintura de seu pequeno encostando a cabeça na barriga do mesmo. Sentindo os carinhos em sua cabeça que estava o ninando cada vez mais.

O sono chegava cada vez mais forte para Hoseok, e sim ele estava se entregando a ele. Porem tinha em mente que não podia dormir enquanto não sentir os lábios de Jimin nos seus. Então sem que o menor percebesse Hoseok se deitava puxando Jimin consigo. O Park de primeira se assustou queria muito sair daquela posição, onde se encontrava em cima de Hoseok, mas este o segurava pela cintura impedindo que Jimin saísse dali.

Se olhavam procurando por respostas, Jimin pelo menos. Hoseok não hesitou em subir as mãos pelo corpo de Jimin ate parar nas laterais de seu rosto, trouxe o mais novo para mais perto e o beijou. Jimin se sentia um pouco constrangido, mas tudo o que vinha de seu hyung era difícil de se resistir. E o Park adorava não resistir a Hoseok.

Suas línguas dançavam juntas, deixando as coisas ainda melhores, as mãos de Jimin agora estavam nos cabelos de Hoseok , deixando de se apoiar no colchão unindo ainda mais seus corpos. O beijo fora quebrado pela falta de ar, Hoseok não perdeu tempo e beijou o pescoço de seu pequeno, em seguida lhe dando um chupão no local. Sentiu Jimiin ficar com a respiração pesada e sorriu. Ele podia estar bêbado mas ainda raciocinava, apenas iria marcar Jimin, não passaria daquilo.

O Park já recuperado, tomou os lábios de Hoseok para si novamente e deixou que ele invertesse as coisas ficando por cima. Jung queria muito controlar suas mãos, e ser racional. Ele sabia que não podia passar dali, pois percebera que Jimin já se animava a continuar com aquilo e seguir em frente, mas tinha outros planos. Quebrou o beijo dando uma mordida no lábio inferior do menor. Por reflexo Jimin ergueu a cabeça procurando pelos lábios do mais velho, que apenas sorriu, e desta vez, beijou-lhe a testa. O Que resultou em Jimin o lançar um olhar confuso, fazendo Hoseok soltar uma risada nasal.

– Vamos apenas dormir, ok? – Perguntou já se ajeitando ao lado de Jimin, o abraçando como ele geralmente fazia consigo. Park não conseguia formular uma palavra, se sentia muito envergonhado e se escondeu no corpo do mais velho, fechando brevemente os olhos.

Ao sentir suas pálpebras serem fechadas, as imagens vieram como flashes em sua mente, imagens de Hoseok por cima de si enquanto o beijava e acariciava seus cabelos, um sussurro era-se audível “Jiminie, eu amo você” era dito a todo momento na cabeça de Jimin. Via Hoseok sorrindo e segurando sua mão, enquanto trocavam caricias, era algo como cenas de afeto e carinho em um filme antigo. As imagens foram tão rápidas que o Park mal conseguia raciocinar, de repente não sentia mais vontade de dormir, estava acordado estático e elétrico de mais. Olhou para Hoseok, este já se perdia em meio ao sono, calmamente se levantou, e em fim de pé correu para seu quarto. O diário, Jimin precisava o ler, se aquilo foram mínimas lembranças, ele queria mais, muito mais...


Notas Finais


Antes que me perguntem, sim eu sou a loca dos girl groups. Amodoro tanto que minha utt feminina é a minha bear, linda rainha, dona da minha vida Seulgi <3
Não me matem tá...
É agora que a fic realmente "começa", é agora que o Jimin começa a se lembrar de tudo, vocês vão matar as duvidas, ou me matar de raiva, depende, non sei. Mas a coisa ta ficando seria, e as cartas vão ser postas a mesa. E já aviso que não vai mais ser um mar de rosas...
Bjs da Is >_<.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...