História Amnésia - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beyoncé, Jay-Z
Personagens Beyoncé, Jay-Z
Tags Beyoncé Jay -z
Exibições 39
Palavras 2.299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


sem revisão.

Capítulo 10 - 10


Pov. Jasmim(Blue) 

Já tinha dois dias que eu estou sem ir pra aula de dança. Por algum motivo minha mãe quer me manter distante de tudo, ela parece que é uma outra pessoa eu não à reconheço mais. Todos os dias ela me leva e me busca da escola, como se eu fosse uma criança. Ela não me deixa conversar com as pessoas é numa me deixa sair. 

Mas ela todos os dias saí de casa, e está cada vez mais estranha. Ela está sempre nervosa e desconfiada de tudo. Hoje ela me disse que daqui alguns dias nós iremos se mudar por que aqui está muito perigoso, só não sei que perigo e esse. Eu não quero ter que me mudar de novo é além do mais eu gostei do estúdio de balé eu quero continuar dançando lá. 

Sabe de uma coisa eu não vou desistir tão fácil assim. Fui até seu quarto e entrei sem bater, ela estava se arrumando iria saí de novo. 

-Mãe precisamos conversar. Eu não quero ficar trancada aqui o dia todo, estou me sentido uma prisioneira. 

-Tá!/Ela disse irritada. /Toma aqui vá pro shopping comprar alguma coisa é depois direto pra casa. 

-Eu não quero ir ao shopping mãe. Quero voltar pras aulas de balé. /Ela mudou sua expressão na hora, veio na minha direção é me surpreendeu quando me deu um outro tapa forte no rosto. Eu comecei a chorar. Essa não parece em nada com a minha mãe eu não entendo por que ela está assim. Toquei meu rosto estava ardendo muito. 

-Já falei que eu não quero você lá, não foi? 

-Mais mãe eu não entendo, você sabe que o balé é meu sonho. 

-Não me interessa seus sonhos eu sou sua mãe, você têm que me respeitar. E eu tenho meus motivos. 

-Que motivos você poderia ter? 

-Isso é problema meu. Agora vá pro seu quarto, que essa conversa já está me irritando. 

Fui pro meu quarto possessa de raiva, quando foi que minha mãe que nunca me dizia não e jamais havia levantado a mão pra mim virou essa bruxa. Mas se ela pensa que vou deixar isso assim, ela está muito enganada. 

Esperei pacientemente até que ela saísse é fui pro seu quarto, procurei e encontrei minhas chaves de casa que ela havia tomado de mim, depois da nossa briga. 

Voltei pro meu quarto e arrumei minha bolsa com minhas sapatilhas, e o meu collant. Me olhei no espelho e me assustei ao ver minha bochecha direita vermelha e com marcas de dedo. 

Passei maquiagem pra esconder aquilo, mas não adiantou muito, ainda dava pra notar. Estava um vermelho bem escuro quase roxo. 

Mais decidir ir mesmo assim, não será isso que vai me fazer parar. Peguei minha bolsa é saí. 

Pov. Beyoncé 

Olhei para o relógio será que Jasmim iria aparecer hoje? Ela perdeu dois dias de aula eu estou realmente preocupada. Eu tentei entrar em contato com ela, mas minhas chamadas iria direto pra caixa postal. Quando eu estava prestes a começar a aula, Jasmim entrou. Todos os olhares se voltaram para ela é eu sabia que isso à fez se sentir desconfortável. Seu rosto estava vermelho e levemente inchado do lado direito. Eu franzi minhas sobrancelhas em confusão. Oque será que aconteceu com ela? E porque eu estava tão preocupada? 

-OK. O que é que todos estão olhando? Quero todos os olhos em mim. /Eu disse pros alunos. Tentando fazê-los parar de olhar pra Jasmim. Ela se sentou no canto excluindo-se do resto da equipe de novo. Olhamos uma para outra por um segundo. 

-Eu quero que vocês se alonguem por dez minutos e, em seguida podemos começar a aprendera nova coreografia para à competição do mês que vêm. 

Todos pareciam está se alongando. Jasmim ainda estava sozinha e parecia um pouco triste. Eu andei até ela. 

-Vamos lá comece à se esticar ./Eu disse pra ela. Ela respirou fundo e colocou as pernas em uma posição borboleta, estendendo seus braços para o lado e para o outro. Eu fiz o mesmo. 

-O que está acontecendo com você? /Perguntei. Ela revirou os olhos pra mim. 

-Nada. /Ela respondeu um pouco irritada. 

Quando eu estava prestes a dizer algo, Jasmim olhou por cima do meu ombro. Eu estava de frente pra ela então eu não sabia o que ela estava olhando. Quando me virei, Diana estava olhando para ela. Isso fez Jasmim ficar irritada. 

-Que porra você está olhando? /Jasmim disse pra ela com raiva. 

-Ei! /Eu disse em choque. /Jasmim se acalma. 

-Não, eu não vou me acalmar se ela não parar de olhar pra mim. 

-Esta nervosinha assim porque? Ta fim de deixar o outro lado marcado? /Diana disse provocando Jasmim e se referindo ao seu rosto marcado. 

-Tenta. /Jasmim respondeu. As duas começaram a discuti, eu estava dizendo-lhes para parar, mas era como se algo estivesse bloqueando a minha voz, elas me ignorava completamente. 

-Porque está tão irritadinha patricinha, o papai não te deu dinheiro hoje foi? /Diana falou à provocando ainda mais. 

Antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, Jasmim disparou pra cima da Diana. Eu imediatamente separei o que estava prestes a ser uma briga. 

-Cinquenta flexões agora! Vocês duas! /Eu gritei para elas. Eu balancei a cabeça pelo fato de que isto estava realmente acontecendo. Eu não tenho tempo pra isso. Eu planejada ensinar algo importante hoje. 

-Mas...

Eu apontei para o chão sinalizando para que elas começassem a fazer o que eu lhes disse para fazer. 

-Eu disse agora! /Eu falei pra elas. 

Enquanto elas estavam fazendo a sua punição, eu fui para os outros alunos é começamos a aprender a rotina sem elas. No entanto eu mal conseguia me concentrar. Eu estava realmente preocupada com Jasmim. 

Elas provavelmente já estavam na 20° flexão, quando ouvi alguém chorar. Foi Jasmim, ela se levantou e correu pro banheiro. 

Eu chamei minha assistente Ashley para ensinar o resto da rotina,  porque obviamente eu não poderia mais fazer. Eu deixei Diana terminando suas flexões enquanto eu fui atrás da Jasmim. Eu entrei no banheiro é escutei seu choro de dentro da cabine. 

Meu coração doía. Eu me sinto mal agora, por mandá-la fazer as flexões .

-Jasmim, abre a porta. 

-Eu quero ficar sozinha. /Ela disse. 

-Jasmim eu não posso te deixar sozinha, é não saber o que está acontecendo com você, eu realmente me preocupo com você. Conversa comigo, você pode confiar em mim. /Eu disse com sinceridade. Eu ouvi o desbloqueio da porta, ela saiu seus olhos estavam vermelhos e um pouco inchado. 

Nós nos sentamos no sofá e ela descansou sua cabeça no meu ombro. Eu coloquei minha mão na sua cabeça tocando de leve seus cabelos, enquanto com a outra eu fazia carinho nas suas costas. Eu queria confortá-la. Ela começou à me explicar tudo. 

-Eu nem sei por onde começar. /Ela sussurrou. 

-Que tal você me dizer o que aconteceu com o seu rosto? /Ela suspirou hesitando me dizer. 

-Foi minha mãe, ela me bateu. Ela não quer que eu continue dançando mais. Ela descobriu que eu menti pra ela, não sei como. 

Tentei falar, mas as palavras não se formavam na minha boca. Eu queria perguntar tantas coisas. Eu nunca vi sua mãe mais ela me parece bastante estranha. Não há motivo pra que ela não deixar que a filha dance, está bem claro que isso é o sonho de Jasmim. 

-Porque ela não quer que você dance? /Perguntei em confusão. 

-Eu não sei. Eu perguntei mas ela nunca me dá uma boa explicação. Ela está estranha agindo completamente diferente eu não entendo. 

Desde que ela descobriu que eu estou dançando aqui, ela têm agido feito louca, ela me deixa trancada em casa, têm medo que eu saía ,me impedi de ter uma vida social, têm medo que às pessoas se aproximem de mim. Ela não era assim quando morávamos em Los Angeles, ela até está querendo mudar pra lá de novo, mas eu não quero eu gostei do seu estúdio quero continuar aqui. 

Pensamentos loucos começaram a correr pela minha cabeça, mas eu parei eles. O que eu estava pensando jamais iria acontecer. 

-Jasmim eu sinto muito. Eu.. 

-Eu estou com medo dela Beyoncé. /Jasmim começou à chorar novamente é eu rapidamente limpei as lágrimas de seu rosto. 

-Eu estou me sentindo tão sozinha. /Ela disse. 

-Mas agora eu estou aqui. /Jasmim tirou a cabeça do meu ombro é me olhou nos olhos. Eu já havia notado isso mas agora vendo de tão perto era ainda mais evidente, Jasmim se parecia muito comigo e, ela era uma copia fiel minha de quando eu tinha sua idade. 

-Beyoncé eu preciso da sua ajuda. /Ela disse me tirando dos meus pensamentos. 

-Como posso te ajudar? 

-Têm que ir lá em casa é convencer minha mãe, à me deixar ficar por favor. 

Eu não poderia negar seu pedido, eu realmente quero que ela fique, por algum motivo quando estou perto dela, de alguma maneira ela preenche o vazio causado pela ausência da Blue. 

-Eu vou te ajudar. /Eu disse. Ela abriu um sorrisinho e me abraçou logo em seguida. 

..........

Fomos pra casa de Jasmim, quando chegamos notamos que sua mãe ainda não havia voltado ainda. Jasmim foi até seu quarto pra ligar pra sua mãe.

Fiquei ali na sala sentada no sofá esperando quando de repente algo me chamou à atenção. 

Havia uma mesinha com fotografias, eu adorava ver fotos, então me levantei é me aproximei da mesa. 

Assim que cheguei perto me assustei com o que vi. Peguei um porta retrato em minha mão é meu Deus era ela... era minha Blue, aquele bebê era minha filha. Meus olhos logo se encheram de lágrimas é meu coração começou à bater mais rápido. Como isso é possível? Amenos que... 

-Jasmim! /Eu gritei à chamando. /Jasmim!!!

-Já estou indo.... O que foi? 

-Essa criança aqui nessa foto é...  Você ?/Eu estava tremendo. Lhe mostrei a foto. 

-Sim sou eu. Dá pra ver que sou eu, acho que não mudei tanto assim. 

Pov. Jasmim

Beyoncé logo começou a chorar, ela olhava o porta retrato é me olhava logo em seguida. Ela repetia à mesma coisa o tempo todo, eu li seus lábios pois estava difícil de entender o que ela falava por causa do choro. 

“Eu não acredito, meu Deus, não pode ser, minha Blue.”

-Beyoncé você está bem? 

-Jasmim qual o nome da sua mãe? 

-Rachel porque? 

- Rachel... Me mostre uma foto dela. 

-Tá bom mas porque? 

Ela não me respondeu continuou segurando minha foto é a colocou perto do seu peito. Isso era muito estranho, mas não disse nada voltei pro meu quarto e peguei uma foto da minha mãe que eu deixava na minha gaveta. 

-Essa daqui serve? /Perguntei lhe entregando à foto. 

Assim que eu mostrei à foto pra ela, Beyoncé começou à chorar ainda mais. Suas mãos estavam tremendo, eu perguntei o que estava acontecendo mas ela não conseguia dizer nada. Sua boca se mexia mais nenhuma palavra saia dela. Ela me olhou é, me abraçou bem apertado que quase fiquei sem ar. 

-Minha Blue. /Ela disse com a voz embargada e ainda me abraçando. 

-Do que me chamou? /Ela não me respondeu, continuou me abraçando é repetindo esse nome. À afastei de mim é olhei nos seus olhos. 

-Beyoncé por favor me diz porque você está assim? O que diabos está acontecendo? /Antes que ela respondesse escutei o barulho da porta é minha mãe entrou. Quando minha mãe nós viu ela imediatamente ficou estática e arregalou os olhos. As duas se olhavam, é senti uma tenção no ar. 

-Vocês se conhecem? /Beyoncé se levantou do sofá é sem dizer nada ela deu um tapa na cara da minha mãe. O tapa foi tão forte que ela caiu. Ela tocou no seu rosto, mas Beyoncé começou a distribuir cada vez mais tapas na minha mãe. Minha mãe também acertou a Beyoncé é logo aquilo virou uma briga sinistra. /Eu estava em choque nunca imaginei que veria minha mãe brigando, ainda mais com a Beyoncé .

-Meu Deus vocês duas parem... O que deu em vocês? 

-Você estragou minha vida, vadia!!! /Beyoncé disse batendo na minha mãe é á levando ao chão de novo. /Eu corri até minha mãe pra ajuda-la e pra evitar mais brigas. 

-Mãe você está bem? /Beyoncé me puxou pelo braço me afastando dela. 

-Não fique perto dela ela disse. /Eu estava assustada é confusa ao mesmo tempo. 

Minha mão tentou se levantar mais ela estava muito machucada então eu corri pra ajuda-la. 

-Mãezinha você está muito machucada eu vou te levar pra um hospital. /Eu falei passando a mão pelo seu rosto. Me virei pra Beyoncé. 

-Olha só o que você fez com a minha mãe. Por favor vai em bora. /Eu disse apontando pra porta. 

-Ela não é quem você pensa Jasmim. Essa mulher ro..../Minha mãe interrompeu ela. 

-Não se atreva à continuar Beyoncé. /Minha mãe levantou do sofá é foi pra cima da Beyoncé e as duas começaram a brigar de novo. Eu comecei a chorar pedindo que elas parecem mas era em vão. 

Minha mãe conseguiu ir até uma mesinha é pegou um objeto pontudo e acertou o braço da Beyoncé. 

-Ai. Sua vadia! /Beyoncé gritou. Minha mãe iria acerta-la de novo, mais a Beyoncé conseguiu desviar e empurrou minha mãe, que bateu bem forte sua cabeça na ponta da mesinha é acabou desmaiando. O sangue começou a escorrer de sua cabeça. Eu fiquei em desespero é corri até ela. 

-Mãe! Mãezinha fala comigo. /Eu à chamava mais nada acontecia. Senti Beyoncé se aproximando de mim, nesse momento eu nem quero vê-la. Isso tudo é culpa dela. 

-Jasmim me deixa t.. 

-Saí não me toca, foi você que fez isso. E tudo culpa sua!!! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Comentem. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...