História Amnesia - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 3
Palavras 1.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpa pela demora, fiquei sem internet...
Vou começar a postar os capítulos de vez em quando, boa leitura❤

Capítulo 2 - Party, alcohol and accident


Fanfic / Fanfiction Amnesia - Capítulo 2 - Party, alcohol and accident

 

   19:30, POV Narradora:


   A menina esperava Katie sentada no sofá e olhando torto para a janela esperando ver uma moto preta.

A mãe de Daisy estava preocupada com a filha como sempre, temia algo de ruim a acontecer com ela.

   – Daisy, tem certeza de que quer ir na festa? – A mãe pergunta.

   – Se  quiser que eu fique com você eu...

   – Não! Não me importo que minha filha vá se divertir, só tenho medo de que se machuque!

   – Não se preocupe mamãe, a Katie vai cuidar de mim! – Daisy a abraça forte e sendo correspondida.

   –Eu sei!

Logo se ouviu buzinas na frente da casa, a garota de cabelos castanho correu até a porta mas logo volta para sua mãe e lhe beija a bochecha.

   Daisy vê que a morena está levantada com a jaqueta cinza claro que disse que a emprestaria. E como esperado Shenna vestia a mesma camisa preta escrita "Rock in Roll" em vermelho, um moletom preto,uma calça jeans azul escuro rasgada no joelho e botas pretas.Daisy vestia a mesma camisa preta de Shenna, uma calça jeans azul clara e all star preto.

   – Uau... – Katie deixou escapar um suspiro ao ver a menina – Você...está linda.

   – Hehe...obrigada! – agradeceu sem jeito – Você está muito radical!

   – Valeu! – Katie fez um joinha – É melhor subir ou vamos perder os shows!

Daisy então subiu na moto, Katie foi em uma velocidade normal, nem tão rápido e nem tão devagar.

   Katie conversava com Daisy de vez em quando, mas prestava atenção na estrada. De repente, Katie avistou um carro prata que estava andando no meio da estrada em alta velocidade e ainda em sigue e sague.

   – Katie... Aquele carro... 

Daisy iria avisar a morena, mas do nada o carro veio rapidamente na direção da moto. Katie tentou desviar mas não deu tempo...o motorista avia batido com o carro na moto e jogou as duas garotas para longe, e o carro perdeu o controle e  em seguida bateu em um poste, que apagou a luz.

Daisy não se feriu muito, teve apenas alguns arranhões principalmente no rosto.Ela se sentou sentindo - se ruim e com tonturas, por um momento ela avia se esquecido o que aconteceu, mas quando se lembra em um piscar de olhos a primeira coisa que fez foi correr para a amiga.

   Katie estava caída no chão inconsciente, sua cabeça sangrava e seu lábio inferior tinha um corte. Em meio aos tropeços Daisy correu e se ajoelhou ao lado da morena assustada.

   – Katie, fala comigo! – Daisy quase gritou, e não recebeu respostas.

   O carro nem estava mais ali, o motorista consegue escapar e nem se ofereceu para ajudar. Daisy sacudia e gritava implorando para que Katie estivesse bem.

   – Katie! Por favor, ME DÊ UM SINAL!! 

A garota então começa a chorar desesperadamente, a rua estava deserta e não avia nenhuma alma naquele local.Ela coloca a cabeça de Katie  em seu peito a segurando.Daisy pega seu celular que estava em seu bolso e liga para Kenay.

   – Daisy, é você? – ele atende.

   – Kenay, eu preciso de ajuda... – disse soluçando.

   – O que aconteceu? Por quê não vieram ainda? – disse preocupado.

   – Um carro... Aconteceu um acidente aqui, um carro bateu na gente e Katie está desmaiada e sangrando!

     – Calma, já estou indo aí!

Daisy deu o endereço e em pouco tempo Kenay aparece com seu carro e viu a menina chorando segurando a morena ainda desmaiada. Ele pegou Katie no colo e a levou para o banco de trás e depois a outra entrou.

   – Vai ficar tudo bem Daisy! – o azulado tenta acalma - lá.

   – Eu espero que sim...


POV Katie:


   Abro meus olhos e uma forte luz aparece na minha frente, e logo consigo ver duas figuras me observando.Minha vista foi melhorando cada vez mais e vi que eram um médico e uma enfermeira.

   – Ela está acordando. – diz a moça – Tomara que esteja bem...

   – Katie, pode me ouvir? – o médico me pergunta.

    – Q - quem são vocês...? – coloco meu braço na frente de meus olhos por causa da luz forte.

   – Sou Lucas e esta é Elena.Você acabou sofrendo um acidente de moto junto de sua amiga Daisy.

   Então tentei me recordar de tudo o que aconteceu, do acidente em só me lembro de um carro ter batido de frente a mim, mas não lembro de nenhuma garota estar comigo... Daisy...

   – Se recorda de algo? – a enfermeira pergunta para mim.

De repente a porta se abre e vejo outra enfermeira lá.

   – Desculpe atrapalhar, mas tem uma garota querendo ver a paciente.

   Uma menina de cabelos castanho saiu de trás dela, seu rosto estava vermelho e tinha alguns curativos. Será que ela é essa Daisy?

   – Katie...! 

   Não entendi o porquê, mas do nada ela correu até mim e se joga me abraçando e chorando. Fiquei muito constrangida por não saber quem raios é ela e ... Por ela ser bonitinha...

   – Está tudo bem?!Sente dor?!ME RESPONDE!! 

Ela chacoalhou meus ombros e eu só a observei. A garota parecia me conhecer, mas eu não consigo lembrar dela de jeito algum por mais que tente.

Acho que ela percebeu que eu não me sentia confortável e que estava confusa, e por isso me soltou rapidamente me olhando sério.

   – Doutor, ela está bem?

   – Bom, não tenho certeza mas parece que ela não sabe quem você é.

   Ele estava certo...eu nem sabia o porquê estava lá como vou sabem quem essa garota é!!??

   – ...Katie... Tá tudo bem? – ela me olha e desencosta da minha cama.

   – .. Eu... Não consigo me lembrar.Quem é você...?

Ela quase caiu, deu um passo para trás assustada como se fosse algo muito grave. Será mesmo que ela me conhece, ou ela só me viu caída e me acudiu sem saber quem sou?

   

   POV Narradora:

 

   Kenay esperava sua amiga sair daquele quarto com alguma notícia boa, como só podia entrar uma pessoa ele deixou ela ir. Escorado na parede observou e notou várias pessoas machucadas ou que estavam com leves lesões, o rapaz odiava ir para o hospital pois sempre via pessoas sofrendo e se sentia mal e quase desmaiava muitas vezes. Ele ouviu a porta se abrir e percebeu Daisy chorando e correndo em sua direção para abraçá - lo.

    – Daisy...ela está bem??

   – Fisicamente sim...mas... – tentou segurar os soluços – Ela não se lembra de mim e nem do que aconteceu! O doutor está fazendo exames e tem quase certeza de que...

Antes que ela terminasse deparou com uma mulher ruiva com jaqueta de couro e calça jeans preta, que era tia de Shenna e quase gritando.

   – Onde está minha sobrinha!? – ela se desespera – Ela está bem??!!

   – Sim Ritta... – chamou a pelo nome – Quer dizer...ainda não sabemos totalmente, mas na física ela está bem!

   Segundos antes Kenay tinha conseguido o número da tia dela e a alertou sobre o acidente, Ritta era a tia de Katie e a única pessoa da família dela sendo que os pais aviam morrido.

   – Quando eu descobrir quem foi o filho da...

   – Não se preocupe! – Kenay a impediu de terminar, pois era um hospital – A polícia já está a procura!

   – Espero que sim! – Ritta abaixa a cabeça – Nem sei como agradecê - los por ajudar minha sobrinha!

   – Nós só fizemos o que precisava! – Kenay diz.

Eles observam Daisy que estava muito quieta e a vêem olhando para a porta onde estava sua amiga.

   O rapaz coloca sua mão no ombro dela e sorri como se dissesse que iria ficar bem, a enfermeira sai do quarto junto do médico que estava sério e parecia dizer algo não muito bom.

   – Gostaríamos de dar boas notícias... – pausou ele.

   – Mas Katie perdeu a memória e não irá se recuperar rapidamente, ela não se lembra do que aconteceu e muito menos da maioria dos conhecido ; mas ainda se lembra um pouco de sua tia e por sorte de quem ela é.

   – Mas ainda tem chances dela se recuperar, só que como a enfermeira disse não irá ser uma mudança repentina será um pouco difícil para realizar o processo. Esta noite ela terá de ficar aqui, e amanhã receberá alta.

   Todos se espantaram com as palavras, Ritta começa a chorar e Daisy paralisou, Kenay estava horrorizado mas não demonstrava muito isso já que estava lutando para não passar mal.

   – Alguém terá que ficar com ela esta noite, quem se oferece?

   – Eu fico com ela esta noite. – a tia dela diz.

   Logo depois daquilo Daisy foi embora com Kenay já que ela não tinha como ir para casa. Ele a deixou na frente de sua casa e abriu o vidro da janela.

   – Ei, não fica assim! – ele acaricia o rosto dela que estava do lado de fora do lado da janela.

   – É que... Eu não queria que isso acontecesse, eu não sabia que...

   – A culpa não foi sua, e você sabe disso. – limpa uma lágrima dela – Amanhã ela já receberá alta e você pode passar um tempo com Katie.

   – Mas acho que ela não irá se reacostumar comigo, ela não gostou de me ver lá no hospital!

   – É só timidez, sabe? É igual ao primeiro dia que vocês se viram.

Ela sorri e vai até a porta, ele acena para ela e buzina e parte.

Ela entra e vê sua mãe dormindo no sofá e vai até o quarto dela para pegar um cobertor, dá um beijo nela e desliga a TV e sobe para o seu quarto em silêncio pensando como seria começar tudo de novo com Katie.

 



Notas Finais


Ficou curto? Sim .Ficou nada a ver? Claro. Ficou tudo uma droga? Acho que sim...
Espero que tenham gostado, bjs❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...