História Amnesia - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Chanbaek, Hope, Hoseok, Jikook, Jimim, Jin, Jungkook, Markson, Min Yoongi, Namjin, Namjoon, Suga, Taehyung, Vhope
Exibições 344
Palavras 704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Tenerife Sea


Fanfic / Fanfiction Amnesia - Capítulo 16 - Tenerife Sea

Narradora P.O.V

   Hoseok estava no quarto de Namjoon, tentando fazer as coreografias certas de Just Dance. Taehyung estava em seu quarto, estudando para sua prova. Era como se não estivesse em casa.

  -Aish! Meu Deus! Preciso de água-Hoseok disse ofengante, enquanto saía do cômodo e ia em direção à cozinha.

   Bebeu um copo inteiro e o lavou, colocando de volta na prateleira. Ao virar-se, acabou trombando com Taehyung, que estava concentrado em seu livro. Fez-se um estrondo, pois o livros caiu no chão e Hope caiu por cima de Tae.

  -Hyung, me desculpe. Eu n-não te vi. E-estava concentrado e...-Tae começou a murmurar, um pouco corado. Desde aquela noite, o clima tinha ficado mais pesado. 

   Tae estava mais confuso que nunca esteve na vida. Hope esperava pacientemente pela decisão do mais novo.

  -Está O.K, TaeTae.-O moreno sorriu, ainda em cima dele. 

   Estavam tão perto. Podiam ouvir os corações um do outro batendo, seus narizes se roçavam. As respirações já estavam descompassadas.

   O de cabelo rosa chegou um pouco mais para frente, colando seus lábios aos de Hope.

  Aprofundou o beijo, passando as mãos pelo pescoço do mais velho, o aproximando de si. Hobi enrolou as pernas de Tae por sua cintura e o levantou e apoiou-o na mesa de jantar, fazendo um baque. 

   Passou uma perna por cada lado da cintura de Tae, e as mãos foram diretamente para seu pescoço, puxando alguns cabelinhos ali. V levou suas mãos até a blusa de Hobi, a levantando e arranhando seu abdômen definido.

   O moreno também retirou a blusa de V, descendo seus beijos para sua barriga com alguns gominhos, que ele descobrira que amava morder. Deixou cada centímetro cúbico vermelho, e sabia que estaria roxo no dia seguinte.

   Eles teriam ido muito mais além se a luz não tivesse se apagado,assustando Tae.

  -Hoseokie...A luz...Apagou-Ele disse, tentando parar de beijar o mais velho

  -Assim é melhor-Hope riu e fez Tae corar-Brincadeira. Foi seu irmão?-Perguntou, tentando enxergar o de cabelo rosa no escuro.

  -Tae? Hoseok?-Eles ouviram a voz de Namjoon, provando que não tinha sido ele

  -Estamos aqui, Hyung!-Gritou o mais novo, que depois viu um feixe de luz, identificando como a lanterna do celular do loiro.

  -Por que vocês estão sem camisa? E por que o Tae tá sentado na mesa?-Perguntou, franzindo o cenho. 

  -Hm...O Tae...Estava...-Hope tentou explicar, mas foi interrompido por uma risada de Namjoon

  -Não precisa explicar. Eu sei, não sou uma criança, ok?-Riu e fez que não com a cabeça-

   -Namjoon-Hyung...-Tae murmurou, completamente envergonhado, fazendo seu irmão rir mais ainda.

  -Ótima hora para Omma e Appa viajarem. Não posso voltar para casa nesse breu-Disse Hoseok

  -Não quer passar a noite aqui?-Nam perguntou, e Hoseok assentiu, dizendo que ficaria se não fosse incômodo. Quase que Tae disse a ele que seria incômodo, mas manteve-se quieto-A cama do Taehyung tem um colchão embaixo. Nossos pais também não estão aqui, estão visitando nossos avós, mas não dá pra usar o quarto deles.-Explicou-Eu vou...Deixar vocês sozinhos. Quer dizer, pegar as velas.

~●~

   Taehyung estava deitado no gramado do jardim em frente a sua casa, observando as estrelas.

   Uma vela estava ao seu lado, em cima de um pote improvisado, ela queimava bem perto do rosto de Taehyung, fazendo-o se aquecer um pouco.

   Tae não percebeu Hoseok se aproximando e sentando perto dele, também examinando as estrelas.

  -Sabe o que é mais impressionante?-Perguntou, fazendo Tae dar um pulinho de susto, mas se recuperou e o encarou-Saber que todas elas já estão mortas-Ele apontou para as estrelas-São pequenos pontos que estamos vendo, mas ao mesmo tempo, são tão gigantes...São explosões de luz, que são do passado, na verdade. É assim que funciona o amor verdadeiro, TaeTae. Ele nasce, cresce, mas não morre. As pessoas que se amam morrem, pois são humanos, mas sempre deixam algum legado ou algo que faça os outros lembrarem-se deles e pensarem: Eles se amavam. E eu quero que pensem isso de nós,TaeTae. Por favor, me deixe te mostrar como o nosso amor pode ser muito mais brilhante e duradouro que essas estrelas.

"Caso esta seja a última coisa que eu veja

Eu quero que saiba que é o suficiente para mim

Porque tudo que você é é tudo que sempre precisei

Estou apaixonado"-Tenerife Sea/Ed Sheeran


Notas Finais


~corre~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...