História Amor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai, Tao
Tags Exo, Kao, Mamacumbafics, Obrigada Gi, Presente Da Omma Liza
Visualizações 26
Palavras 1.514
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


One shot feita pra Omma Liza❤ é um presente mesmo que eu não lembre de quê (acho que é por causa da formatura). ~Vou ser breve e agradecer a Gi que me ajudou com a sinopse. Ludy unnie, Xiao(vê se para de me arrasar com as suas fics), Omma Miyuki, Bianca, Feupa (é, mesmo depois daquilo no pv~) e Gi de novo por dizerem que a fanfic tava boa e era pra mim postar (no caso da Omma Liza, me ameaçou) devo tá esquecendo alguma coisa mas relevem. Se a formatação ficar ruim é porque eu tô postando pelo celular.
~XOXO

Capítulo 1 - Capítulo único


    Ele já não aguentava mais aquilo, não conseguia mais esconder todo o amor que eu sentia por Kim Jongin - ou Kai -, a pessoa mais gentil de todas, seu melhor amigo que sempre lhe ajudou nas suas piores fossas mesmo sem saber que o motivo era ele. Estava cansado de ser obrigado a esconder toda a gama de sentimentos que sentia pelo seu Nini, sentia amor por cada pequeno gesto dele, sentia saudades quanto o mesmo passava dias viajando com os pais e não podia falar consigo, sentia raiva por ele ser tão perfeito aos seus olhos, sentia desejo pelo garoto que roubara seu primeiro beijo num simples selar dos lábios que fora seguido de um pedido de desculpas, na verdade o mais novo nunca lhe roubou o primeiro beijo, ele escolheu dar-lhe.

 Vagava pelo parque deserto absorto em seus pensamentos que consistiam em diversos momentos que passou ao lado de Jongin, as festas do pijama de quando eram pequenos, quando iam para a casa da árvore brincar de piratas, quanto foram ao cinema sozinhos pela primeira vez, quando viajaram para o campo e se sentaram perto de uma plantação de tulipas para observar o pôr do sol deslumbrante, as diversas tortas de maçã deliciosas feitas pela mãe de Tao que compartilharam, a vez que derrubou sem querer o seu sorvete na calça de Jongin, este teve que voltar para casa com o casaco do mais alto para não perceberem a mancha enorme que o sorvete tinha deixado, estava tão afundado nas lembranças boas que não percebeu quando entrou na rua que levava à casa do amado, o instinto tinha o levado ali, continuou sua caminhada, agora com lembranças nem tão boas assim. Se recordou de quando se descobriu apaixonado pelo melhor amigo, o desespero de não ser retribuído e a vergonha por ceder a sentimentos que não poderia se permitir ter para com o amigo, percebeu que não teria chance quando o amado chegou esbaforido em sua casa e declarou que havia visto e falado com a mulher mais linda que um dia teve o prazer de colocar os olhos. Krystal, a mulher era realmente linda e Jongin estava perdidamente apaixonado por ela, viveram um belo romance por um ano e meio, até Jongin descobrir que a mulher o traía constantemente com Kim MinSeok, um dos mais queridos - até o momento da descoberta - amigos de Kai. Fora Tao que o consolara e o manteve forte para enfrentar o mundo, fora Tao que alegrou os seus dias mais miseráveis, e como Tao fora retribuído? Com a gratidão e o amor fraterno de Jongin. Não era esse o amor que o mais velho queria. Parou os passos na frente da casa do amado, uma casa simples porém bem charmosa. Bateu na porta e foi atendido pela senhora Kim, que quando viu o seu estado o mandou entrar e foi chamar Kai, voltou rapidamente e o acompanhou até o quarto do filho, visto que ZiTao estava estático no sofá. Tao sentia as lágrimas banharem a face e se perguntou quando as mesmas começaram a cair de seus olhos, era levado pela senhora Kim até o quarto de Kai, a mulher abriu a porta e foi levando o loiro até a cama, onde o sentou e lhe disse para esperar Jongin, que estava no banho. 

 Tao observou o moreno sair do banheiro já vestido com uma bermuda azul escura e uma blusa branca com a frase "Hello darkness, my old friend", pensou que deveria ser ele a usar aquela blusa. Viu Jongin andar até si com a expressão preocupada.

 "Taozi, você está bem?" falou e o loiro sentia a preocupação dele em cada palavra proferida "Por que eu estaria?" disse frio para o moreno, mesmo que sentisse vontade de o envolver com seus braços e nunca mais o soltar. "Você sabe que pode me contar o que quiser Taozi" disse passando os dedos nas bochechas do loiro, num carinho delicado "Posso mesmo Jongin?" o mais novo se sentou na cama ao lado do maior e somente assentiu. "Se eu posso contar tudo então me deixe começar dizendo que eu te amo, mesmo que você seja um imbecil que só sabe quebrar o me coração. Eu te amo Jongin, eu descobri que o que sentia por você ia além do amor fraternal quando tinha 14 anos. Foi difícil sabia? Um tempo depois você apareceu com a notícia de que estava apaixonado por Krystal e o meu mundo caiu. Eu não te culpo por destruir meus sentimentos Jongin, porque você nem mesmo tinha conhecimento deles. Você se lembra do cordão Yin e Yang que eu te dei? Ele é especial pra mim, representa você. O bem e o mal que você me faz estão equilibrados." fez uma pausa e fungou, o choro se tornando mais abundante quase o impossibilitando de falar. "Tudo se sente frio e estou incluso, assustado pelo céu claro Sé você não esta aqui, eu sou apenas um corpo, como respirar? Dói, sempre estou chorando, chorando, chorando." fez silêncio por um tempo até que voltou a falar "Essa letra me define, eu me sinto completamente perdido e vazio sem você Jongin, sinto como se tivesse arrancado um pedaço do meu coração e houvesse um buraco nele, que só o seu amor pode ajudar a cicatrizar. Mas você não pode me ajuda com isso, afinal entre nós só há amizade não é?" sorriu triste. "Não quero que tenha pena de mim por ter caído num clichê como esse, só vim aqui para lhe dizer que vou me mudar, vou fazer um intercâmbio nos EUA. Estou cansado disso tud-" foi interrompido por Jongin que virou o rosto do loiro para que lhe fitasse e em seguida o beijou. O mais velho no começo ficou estático, se perguntando se aquilo era um fruto de sua imaginação, quando percebeu que era real levou as mãos até a nuca do moreno e adentrou seus dedos nos fios macios, se virou para ele e rapidamente correspondeu o beijo, sentiu as mãos de Jongin descendo de seu rosto até a sua cintura, a essa altura do campeonato já estava completamente entregue aos toques delicados do mais novo. Gemeu descontente quando o mais novo interrompeu o ósculo, se afastaram minimamente, um fio de saliva ainda os conectava e isso fez que Jongin deixasse um selar molhado em seus lábios. "N-Nini, p-por que fez isso? Não brinque com os meus sentimentos assim" disse choroso e o moreno lhe olhou incrédulo. "Não sabe o que isso significa Taozi? Eu te dei esse beijo para mostrar que eu correspondo seus sentimentos" disse com um sorriso nos lábios fartos, com a mão esquerda na nuca de ZiTao e a direita deixando carícias discretas na pele quente do mais velho "V-você gosta de mim?" o semblante se torna confuso por não acreditar que era correspondido "Eu não gosto de você Taozi, eu te amo. Te amo mais do que eu amo fast food, te amo mais do que qualquer coisa, porque você é a pessoa mais importante da minha vida Huang ZiTao." sorri e deixa mais um selar nos lábios do mais velho "Isso é sério mesmo? Porque eu não 'tô conseguindo digerir a idéia de que você me ama" remexia os dedos no colo, estava bastante inquieto com a declaração de Jongin "É claro que isso é sério Taozi, acha mesmo que eu mentiria sobre uma coisa dessas? E-eu só não lhe contei antes porque tinha medo de você me rejeitar. E você tinha Kris antes, eu pensei que você o amasse e não queria atrás seu relacionamento" diz um pouco corado. Este era outro fator da vida de ZiTao. Wu Yifan - ou Kris para os mais próximos - foi namorado de Tao por um ano, foi o ano que o loiro tentou resistir ao seus sentimentos por Jongin, assim arranjando um namorado, o que não durou muito porque Kris descobriu os sentimentos de Tao, naquela época o moreno era muito apaixonado pelo loiro, então tentou o ajudar a esquecer Kai, o que não funcionou. "E-eu amo muito você Kim Jongin, mais do que tudo. Você não faz idéia do quanto doía ver você com outra enquanto tudo o que eu queria era estar nos seus braços, sentindo o seu calor, o seu cheiro, o seu amor." aproximou os rostos e encostou a testa na semelhante do outro. "Eu só quero ser feliz com você Taozi, pra sempre. Não me importo com a opinião dos outros sobre nós ou com o que vão falar, você sabe que o meu lema é 'nada é impossível' né? Pois saiba que a única coisa impossível pra mim, é viver sem você." ZiTao que não conseguia conter as lágrimas, agora de felicidade, se jogou em cima de Jongin, subindo no colo do mesmo e rodeando o pescoço do moreno com seus braços "Eu te amo muito Kim Jongin, tanto que nem todas as palavras do mundo seriam capazes de descrever o que eu sinto." deu um sorriso repleto da mais pura felicidade, um sorriso cheio de amor. 

                 Fim



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...