História Amor a... Segunda vista! (Akai Ito) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Calipso, Frank Zhang, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper Mclean, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano
Tags Colegial, Percy Jackson, Romance
Exibições 418
Palavras 2.231
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


FINALMENTE DE VOLTA AO PC!

Por enquanto só vai sair 1 cap por dia, a falta do PC atrasou na criação dos outros cap, ai agora só estou a dois capítulos em frente ao que estou postando. Vou tentar correr o maximo que posso...

Obrigada por esperarem...

Capítulo 21 - CAP 21 - Me senti a Bella do Crepúsculo.


Meu final de semana não foi como eu imaginei, depois que voltei para casa as seis da manha, minha mãe me recebeu com um sorriso, ela sabia o que Percy tinha ido fazer e, ficou satisfeita pelas coisas terem ido melhores do que ela havia imaginado. Porem, eu ainda tinha a questão das notas para recuperar, ou ficaria encrencada com relação a minha bolsa de estudos, então não pude passar o final de semana com meu namorado, para poder adiantar alguns trabalhos.

Combinamos de irmos juntos a escola na segunda e, como sempre Percy estava ali cumprindo sua promessa, ele não se importou de ter sido contra mão vir a minha casa e, depois voltarmos para escola e, isso acabou custando um pouco mais de tempo. Quando chegamos, a entrada já estava lotada, o ronco da moto era chamativo o suficiente para que as pessoas notassem e, eu estava nervosa por isso.

Sabe o filme Crepúsculo, onde a Bela e o Edward, chegavam de carro na escola como um casal e, todo mundo começou a olha-los surpresos? Foi exatamente igual, porem ao invés de um carro, era uma enorme moto, eu literalmente me sentia a Bella do Crepusculo. Percy me ajudou a descer e, entrelaçou seus dedos aos meus. Ele não tinha vergonha de mostrar as pessoas que estava comigo, já eu... Estava ficando vermelha por ver o quanto as pessoas nos encaravam.

- Eu tenho aula de química agora – Ele disse quando entramos. Ele pegou o capacete da minha mão, para guardar em seu armário. – Já estamos um pouco atrasados.

- Eu vou levar os trabalhos no departamento de cotas, preciso prestar contas das pendencias – Eu expliquei.

- Você já terminou tudo?

- A maioria – Dei de ombros – Adiantei muita coisa, não quero ficar passando todos os finais de semana ocupada fazendo trabalhos.

- Não quer? – Percy brincou com uma cara de espanto – Isso por o caso tem alguma coisa a ver comigo?

- Não tem nada a ver com você – Eu revirei os olhos.

Percy riu.

- Ok, sabidinha... Nos vemos mais tarde! – Ele se despediu com um leve beijo.

- Para tudo! – Selena gritou – Eu vi mesmo isso?

- Ah... Viu! – Eu escondi meu rosto até o nariz com um dos meus cadernos.

- Então é verdade que chegaram juntos como um casal? Pessoal está comentando... Não acreditei – Selena riu. – Finalmente conseguiu perceber, meu Deus... Eu já estava perdendo as esperanças para você...

- Você tinha esperanças? – Eu perguntei confusa

- Você ainda tem uma imagem ruim de mim? – Selena riu – Bem... Não importa – Selena deu de ombros.

Eu suspirei.

- Desculpa – Eu disse a ela – Eu realmente tenho feito uma imagem ruim de você todo esse tempo, mas preciso agradecer a você por muitas coisas... Se não fosse por você, eu não teria percebido a questão da Piper e, do Jason. Obrigada também, por amenizar as implicâncias da Caly comigo e, por ter me defendido algumas vezes em relação a... Você sabe, meu trauma. É muito difícil saber de que lado você está, você muda de humor muito rápido... E anda com pessoas que não são legais – Eu me ousei a comentar.

- Eu estou do meu lado, eu gosto de fazer as coisas que me dão vontade, quando eu quero ser legal, eu sou, quando eu não quero ser legal, eu não sou... Simples, assim! – Selena deu de ombros – Eu odiava a Annabeth que vivia rodeada de livros e, se achava a melhor estudante da escola, você menosprezava as pessoas que tinham dificuldades de aprender mais rápido e, isso me irritava, mas depois do que você fez em relação ao meu segredo que, se fosse descoberto poderia me custar as chances de estar com o Charles, eu comecei a deixar de te odiar.

- Pelo menos, você é sincera. Então... Não me odeia mesmo? – Eu quis ter certeza

- Claro que não – Ela sorriu – Mas isso não quer dizer que eu goste de você. – Ela riu em um tom brincalhão.

Eu não pude deixar de rir também.

Selena cruzou os braços e, me fitou. Depois ela olhou para trás e, deu um sorriso sem graça.

- Apesar de se achar inferior as pessoas desse colégio, você tem sorte... Tem coisas que o dinheiro não pode comprar – Ela me deu um olhar triste e, se virou para sair.

Eu queria perguntar o que ela queria dizer com aquilo, mas fui impedida por abraços apertados sobre mim. Então eu entendi, ela se referia a amizade, a verdadeiras amizades. Piper e, Hazel estavam dando uma mine comemoração para a noticia que percorria na escola. O cogitado, gênio e, popular Percy com a, nerd sem graça Annabeth? Babado para o resto do ano inteiro.

Na sala Hazel gesticulava os dedos impacientes, ela estava em uma carteira ao meu lado e, eu já estava ficando nervosa por ela.

- O que foi? – Perguntei

- Faltam menos de quatro meses para o fim das aulas, eles vão começar a mexer nas turmas – Ela resmungou – Não quero acabar indo para uma turma desconhecida.

- Hazel... Eles não vão mudar a turma, as turmas vão deixar de existir, teremos aulas por matéria agora, porque daremos assuntos específicos, escolheremos matérias especificas, para nosso curso da faculdade.

- Então, eu ainda tenho chances de ficar na mesma sala que você? – Ela perguntou receosa

- Sim, mas não todas as matérias... E pode pegar matérias com Piper também, ou com o Frank – Eu a lembrei.

- Isso seria maravilhoso – Hazel disse em excitação.

- Algum problema Hazel? – A professora perguntou

- Não professora – Ela se encolheu. A sala riu.

Na hora do intervalo nos encontramos com a Piper e, fomos a direção solicitar nossa grade.

- Quais matérias você pegou? – Piper me perguntou

- Eu eliminei todas as matérias básicas de matemática e, português e, eliminei geografia, história e, artes...

- Você eliminou as matérias básicas? – Hazel puxou minha grade – Como pôde ter feito isso, sua traidora... Como ficará minha vida sem você nas aulas?

Piper esticou o pescoço para espiar minha grade nas mãos da Hazel.

- Temos matérias juntas – Ela deu um sorriso – Biologia.

- Mesmo horário? – Perguntei

- Sim... – Ela respondeu

- Você só pode estar brincando... Onde eu me encaixo nisso? Não gosto da ideia de vocês estarem juntas sem mim... – Hazel fez uma careta – Ah... Temos Sociologia e, química juntas – Ela pareceu se acalmar

- Também tenho química no mesmo horário que vocês – Piper disse

Ficamos nós três, uma conferindo a grade da outra, totalizaram-se duas matérias sozinhas com Piper, uma matéria sozinha com a Hazel e, duas matérias com as duas juntas. Não foi muito legal saber que eu iria ter matérias sozinha, eu estava acostumada a viver grudada com minhas amigas.

- Seminário interdisciplinar, literatura e, produção textual, Fundamentos da matemática, Auto Cad... Isso por acaso são matérias? – Hazel resmungou

- São sim... – Puxei minha grade de volta – Eu farei Arquitetura, são matérias que fazem a ponte para meu curso.

- Eu também tenho matérias de ponte, Hazel – Piper mostrou – Psicologia é meu ramo.

- Eu ainda não sei o que fazer – Hazel suspirou

- Vamos encontrar algo que combine com você – Eu a confortei. – Nos encontramos daqui a pouco, vou me inscrever em um programa da escola.

- Qual? –Piper perguntou

- Programa de reforço, para quem ainda vai fazer provas de vestibulares... Irei dar aula, ganharei 40% de comissão pela escola. – Eu disse satisfeita – E, ganharei ainda essa semana o valor das matriculas.

- Isso é perfeito – Piper comemorou

- Já que todas as tardes estará ocupada, podemos marcar um dia a noite para comprarmos as roupas da festa de aniversario da Selena? – Hazel perguntou.

- Ah... Sobre isso...

- Não tente escapar Annie, você agora tem um namorado e, vai com ele a uma festa sim... – Hazel me fitou.

Eu corei. Eu tinha um namorado. Ai meu Deus, eu tinha um namorado, é claro que eu vou a festa.

- Vamos na sexta então – Eu sorri.

***

Enquanto eu me inscrevia vi que o numero de pessoas era razoável, daria para eu comprar um vestido com meu próprio dinheiro. As aulas começariam ainda hoje e, eu estava pensando em passar um tempo com o Percy, mas acho que ele entenderia.

Assim que eu ia saindo da sala que já estava vazia, ouvi vozes pelo corredor, quando percebi que era o Jason e, o Percy fiquei um pouco ansiosa, mas suspirei e, me senti confiante. Apenas uma palavra fez minhas pernas tremerem...

- Caly? – Jason perguntou surpreso.

Eu fiquei que nem uma estatua tentando ouvir o que eles estavam falando dela.

- É... Não é tão inesperado assim, é? – Percy perguntou sarcasticamente.

- Na verdade não... Ela foi embora mesmo? – Jason perguntou

- Não sei, mas...

- Com o que você está preocupado? – Jason o interrompeu

- As coisas que a Hazel suspeita, isso é... Não consigo acreditar, Caly é mimada e, autoritária, mas ela não teria coragem de fazer isso...

- Você vai mostrar essa mensagem a Annabeth? – Jason perguntou

Mensagem? Caly mandou mensagem para o Percy? Para o meu namorado?

- Não sei – Ele disse.

Como assim “não sei” ele não pode esconder isso de mim.

- Boa sorte! – Jason disse em um ar de riso

As vozes foram se afastando, ainda comentando sobre o assunto. Fiquei nervosa no mesmo instante. Porque eu sempre tenho que estar em lugares que não devia e, escutar coisas que eu não devia? Porem a coisa que eu não devia escutar vinha de alguém importante e, seja lá o que era, se fosse algo sobre a Caly, antiga namoradinha dele, eu tinha que saber, não tinha?

Não conseguia tirar a ansiedade e, a preocupação da minha cabeça, durante o almoço nós seis sentamos juntos, eu sorri algumas vezes e, conversei coisas sobre o assunto atual, mas Percy era bom em detectar algo errado em mim.

- Algum problema? – Ele sussurrou para não chamar atenção.

- Nada demais – Eu dei um sorriso falso. Eu não queria perguntar a ele, se ele não queria me contar, eu só podia imaginar algo ruim vindo disso.

Percy não insistiu, mas segurou minha mão por baixo da mesa. Eu fiquei tão distraída depois disso que não percebi que o assunto tinha entrado na zona de desconforto.

-... E ela foi embora do nada – Hazel estava dizendo.

Não peguei o inicio da conversa, mas eu sabia que era sobre a Caly.

- Então basicamente você está querendo dizer que ela tem alguma coisa a ver com isso? – Jason perguntou

- Talvez, isso é suspeito... Vocês não podem negar – Hazel fitou cada olhar.

- Admito que sim – Piper disse em um tom triste.

Jason e, Percy se encararam, mas não disseram nada. Percy não a defendeu, mas também não concordou.

- Eu sou a vitima do ocorrido e, acho que esse assunto deveria ser encerrado – Eu disse de mau humor – Caly ter tido ou não a ver com isso, não importa mais, o objetivo foi alcançado, eu fiquei na merda por três semanas, minha mãe quase perdeu o emprego, eu quase perdi a bolsa e, agora tenho que estudar mais do que o necessário, finalmente eu consegui me livrar do peso nas costas, eu não quero ter que ficar lembrando disso toda hora... É constrangedor – Eu murmurei.

Todos ficaram em silencio por alguns segundos. Percy apoiou o braço sobre a mesa e, suspirou.

- Ouviram a Annie, ninguém mais toca no assunto e, essa história acaba aqui. – Percy disse um pouco serio. Ninguém falou mais nada.

Porem, eu me chateei, ele não queria tocar no assunto porque ele escondia algo sobre a Caly, escondia algo de mim e, eu odiava isso.

O restante das aulas passaram devagar, mas eu precisava manter o foco, hoje seria meu primeiro dia para dar aula em um reforço, precisava estar com uma cara boa.

- Quer que eu te leve em casa? – Percy me perguntou

- Eu vou dar aulas de reforço – Eu o lembrei

- Quer que eu venha te buscar?

- Não – Disse rispidamente

- Você está chateada com alguma coisa que eu fiz, ou alguma coisa que eu não fiz, ou alguma coisa que eu deveria ter feito? – Ele fez uma careta e, minha cabeça fez um nó?

- O que? – Perguntei sem entender – Não... – Eu disse impaciente. – Até amanha...

- Ei, ei, ei – Ele impediu minha passagem – Não posso deixar você sair assim, finalmente estamos juntos, não pode me tratar assim... Annie, depois de tudo que já passamos, pode pelo menos me dizer o que deu em você?

- Não, eu não posso...

- Não pode ou não quer? – Ele continuou obstruindo a passagem – Olha pra mim... – Ele segurou meu rosto firme – Você não pode me tratar dessa forma, depois... Por favor, não faz isso.

- Percy... Eu vou me atrasar – Eu o fitei furiosamente e, me afastei. Ele abriu a passagem finalmente desistindo de tentar conseguir algo de mim.

Não olhei para trás, mas eu sabia que ele me seguia com o olhar, era minha primeira vez como namorada de alguém, era minha primeira vez com todos esses sentimentos, paixão, raiva, medo de perder, ciúmes... Cobrar exatidão das minhas ações seria injusto. Ele tinha que entender isso. Eu sabia que minha atitude o estava magoando, ainda mais agora, que estamos juntos, mas ele tinha que me entender também, ele escondia algo e, isso não era justo.


Notas Finais


A Annie não para de fazer merda hem?!

- PROXIMO CAPITULO: Sermão amoroso vindo do Jason? Quem diria!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...