História Amor à vista - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Rolu, Stincy
Exibições 164
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Ela não está?


#12

Virei-me e vi um lindo homem loiro de olhos azuis, fez me lembrar muito o Sting, eram muito parecidos. 

- Olha a educação Weiss...

- Desculpa-me futura Rainha. Sou Weisslogia, marido de Néfin. Dragão da Luz e sou eu que te treinarei agora. 

- Ok, só por favor não me chames futura rainha. Só Lucy.

Ele assentiu e começamos a treinar. Afinal eu queria acabar o treinamento para ir ver os meus amigos. 

 

Sting Pov

O Mestre da Fairy Tail entrou na nossa suite e eu fui chamar o Rogue enquanto ele tomava uma cerveja que eu lhe tinha servido. 

Rogue estava deitado no sofá a ver tv com o Frosch. 

- Ei, está aqui o Makarov, mestre da guilda das fadas. 

Rogue também ficou surpreso e logo veio comigo em direção à cozinha. 

- Que bom que estão os dois aqui. – O velhote olhou para o pequeno exceed à beira do meu companheiro. – este deve ser Frosch. 

- Sim Frosch gosta que o chamem de Fro. 

Makarov sorriu e depois voltou o olhar para nós. – Eu fiquei a saber por um amigo que queriam entrar na minha guilda. Posso saber o motivo?

Olhei para o Rogue, nós sabíamos que não seria fácil entrar assim como nao seria explicar. 

- Nós os dois nos apaixonamos pela mesma pessoa. 

- Isto já faz muitos anos, as estrelas já tinham determinado a nossa junção milénios atrás. – Completou Rogue. 

- Por isso nós viemos para dela. 

- E posso saber quem é?

- Lucy Heartfilia, maga celestial. Falamos ao mesmo tempo. – Nós iremos conquista-la e protege-la contra tudo e todos. 

O velhote sorriu. – Bem vindos à guilda. 

- O que?

- Vocês tem o espírito que cada mago da Fairy Tail tem, proteger aqueles que mais amamos. 

- Eu pensava que não nos ia deixar, devido ao que aconteceu nos jogos. – Falou baixinho o Rogue. 

- O que vocês fizeram está no passado, agora é o presente e vocês estão determinados a proteger aquela que vocês mais amam. 

Nós assentimos aliviados e com esperança. 

- Bom onde querem a marca? 

- Quero no peito direito branca. – Makarov concentrou a magia no meu peito e de seguida apareceu a marca onde eu pedira. Rogue pós no peito esquerdo em preto e Fro verde nas costas.

- Bom, apenas à um pequeno problema. – Makarov ficou sério. 

- Diga...

- Lucy está fora. Em missão não sei quando ela volta. 

- NANI?! – O mundo desapareceu debaixo dos meus pés. A blondie não está cá? 

 

Lucy Pov

Durante todo este tempo, Weisslogia mostrou.me ser um bom dragão e não apenas um arrogante e convencido que nem o filho. 

- Lucy, como sabes falta apenas uma parte do treinamento. 

- Sim, Weiss. 

- As tuas guardiãs da Luz, são cinco. 

Peguei na primeira chave. – Abre-te portão do guerreiro da Luz, Haru. 

Apareceu um jovem bem mais novo que eu, loiro e de olhos azuis, assim como o Weiss. 

- Olá Lucy-sama sou Haru, o guerreiro da luz, e o braço direito do Weiss. Chama-me quando precisares. 

E desapareceu. 

- Tens um braço direito? 

- Tenho e está bem preso ao meu corpo. 

- Não era isso. 

- Sim, Haru é um bom amigo, apesar da sua aparência jovem ele tem mais anos do que demonstra. 

- Ah ta bem. 

Continuei o chamamento. 

 - Abre-te portão do outono da luz, Mikela. – Apareceu uma linda menina, que vestia um quimono saia branco e vermleho, os seus cabelos eram ruivos. 

- Weiss... – Ela saltou para os braços dele. E depois olhou para mim. – Tu não és Néfin... Nem Lexi... Quem és tu sua lerda?

Lerda? Já me haviam chamado muitas coisas menos isso. 

Weiss ficou muito atrapalhado. – Mikela, olha a língua, ela é a nova rainha, Lucy, filha de Layla. 

Vi o rosto de Mikela ficar branco. Ela separou-se de Weiss rapidamente e ajoelhou-se perante mim. 

- Perdoe-me minha rainha. Eu não queria ofende-la. Por favor castigue-me como quiser eu aceito qualquer punição. 

- Levanta-te. 

Ela de cabeça baixa assim o fez. 

- Não te castigarei apenas te peço a tua amizade e a tua proteção. 

Ela sorriu. 

- claro. 

E desapareceu. De seguida peguei noutra chave. 

- Abre-te portão do inverno da luz, Gaki. – Apareceu uma linda jovem, cabelos cinzentos e olhos roxos, assim como Mikela, Gaki usava um quimono, porém este era branco e roxo. 

- Lucy, sou Gaki, e a protegerei de tudo. Chamai-me quando quiser. 

E nem deu tempo para eu falar nada. 

Voltei a pegar noutra chave. – Abre-te portão da primavera da luz, Teila. – Apareceu uma moça de cabelos marrons claros, olhos azuis e vestida de maid. 

- Luxy-san Sou Teila, espero que aqui o Weisslogia te tenha tratado com respeito se não o fez eu devia castiga-lo. Continuando, eu sei lidar muito bens com os animais e flores. Chama-me sempre que precisares. 

E desapareceu. Por ultimo peguei na ultima chave. – Abre-te portão do verão da luz, Jila. – Apareceu uma criança de cabelos meio axulados meio esverdeados baixinha. 

- Olá Lucy-nee, eu sou Jila tenho 7 anos. Mas Weiss diz que sou forte. 

- Oh Jila, só 7 aninhos. 

- Sim. 

Fiquei a conversar um pouco mais com ela e depois desapareceu.

- Todos tem a função de te proteger, assim como nós. 

- Weiss... eu acho que sou capaz de me proteger sozinha. 

- Ninguém disse o contrario. Vamos tenho que te levar para o próximo treinamento. 

Caminho até um lindo campo de rosas vermelhas. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...