História Amor Além de Irmãos (Imagine Park Jimin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Mamamoo
Personagens Hwasa, Jimin, Personagens Originais, Rap Monster, Solar
Tags Bts, Família, Incesto, Jimin, Rap Monster
Visualizações 1.410
Palavras 700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii :3

Olhaa eu aqui!!!
E como vocês pediram, teremos a fic😏
Deixarei o mais longo possível!

Boa leitura😯

Capítulo 1 - Papai.. Porque me deixou?


Fanfic / Fanfiction Amor Além de Irmãos (Imagine Park Jimin) - Capítulo 1 - Papai.. Porque me deixou?

LEMBRANÇA

SONHO

Papai prometeu me ensinar a andar de skate.. Mas mamãe não gostou nada dessa ideia maluca.

— Você perdeu o juízo? Ela só tem cinco anos!

— Querida, ela quer aprender, e você sabe que é uma das coisas que gosto, e se a nossa filha quer, ela vai aprender!

— Não! Eu já lhe falei! Ela ainda é uma criança! E isso influência, já imaginou quando for adolescente?

Eu estava escondida na sala, que é perto da cozinha, e escutei tudo...

— Isso vai depender dela.. Ela não vai ser como nós!

Como assim? Queria ser grande, pra falar com eles ou ao menos entender mais o que dizem!

— Esqueça isso..

— Como esquecer? Por mais que tenhamos passado o pior, não muda o fato de sermos irmãos..

Eu vi papai sair e pegar o carro.

Ainda por perto escutei um barulho alto, como se algo tivesse batido.

Corri para fora e mamãe veio junto, logo na esquina o carro de papai...

— PAPAI!!! -gritei chorando.

Mamãe correu até o carro e tirou papai de dentro o levando até a calçada.

O carro em qual bateu, deu a ré e saiu na maior velocidade.

— Papai acorda! Não é hora de dormir! 

Mamãe soltou papai no chão e veio até mim, logo ligando para a emergência.

— Papai!!! Você me prometeu! Por favor! .-digo com minhas mãozinhas em seu peito.

Escutei mamãe falar que a ambulância vinha em alguns minutos.

Olhei para o carro de papai, e estava destruído aparte da frente, não tinha como reconhecer.

{...}

Logo a ambulância chegou, e mamãe começou a chorar quando um dos homens falou com ela.

O outro homem cobriu papai com um pano branco, e o colocou na ambulância.

Mamãe veio até mim, ela soluçava, me pegou no colo e fomos para casa.

....

Acordei um pouco suada e assustada.. Que droga! Essa lembrança vai ser impossível de esquecer..

Estava ainda deitada olhando fixado ao teto, mamãe bateu em minha porta e logo entrou.

— Filha?

— hm?

— Já arrumou suas coisas? Vamos sair agora mesmo..

— Sim, mamãe já está tudo arrumado.

Me levantei e troquei de roupa.

Alguns minutos depois uns homens vieram pegar nossas coisas.

Já com tudo no caminhão, fomos ao aeroporto. Não era um avião grande, mas um específico, para levar algumas coisas de nossa casa.

Mamãe disse que conheceu um coreano na internet, ela parece Feliz e já faz uns três ou quatro anos desde a morte de papai.

{...}

Horas depois o avião já pousava na terra coreana..

Ótimo, vida nova.. Bom, eu espero que seja uma boa ideia termos nos mudado para cá..

Assim que descemos havia um homem nos esperando, mamãe foi até ele o abraçando e nisso eles deram um selinho.

— Senhor Park, essa é a minha filha (s/n)! .-ela diz sorrindo.

— Olá pequena, bem vinda.-ele diz sorrindo.

— Oi..-digo tímida.

Um garoto apareceu, ele parece ter uns 12 anos..

— Oi.-ele sorri, e comprimenta mamãe.

— E esse é o meu filho, Jimin! .-ele diz.

Encarei o mesmo, e ele sorri de canto. E vem até mim me abraçando, não me mexi, não quero uma nova família!

O empurrei e cruzei os braços, e mamãe me da um tapa.

{...}

Pegamos nossas coisas e fomos para um caminhão.

Passando por Busan, até um bairro com algumas mansões, não eram tão grandes.

O homem parou na frente de uma, e nós descemos.

— As casas por aqui são mobiliadas, mas com o tempo poderá mudar ela por dentro.-ele diz.

— Muito obrigada! .-mamãe diz sorrindo.

— Qualquer coisa, só me chamar, moro na casa ao lado.

Revirei meus olhos e entrei, vi que aquele menino me seguiu.

Entrei em um dos quartos, vi que mamãe disse sobre mim a ele então entrei no quarto certo.

— Aí..

— Quié?

— Parece que seremos irmãos..

— Grandes merda!

— Para uma brasileira, até sabe falar coreano muito bem!

— Meu pai, trouxe eu e minha mãe uma vez.. E consegui aprender algumas coisas, e nisso ele pagou algumas aulas.

— Legal.. E cade ele?

Abaixei a cabeça.

— Ele sofreu um acidente, quando eu tinha cinco anos..

— Sinto muito! Também perdi a minha.. Então, eu lhe entendo.. Mas, parece que seremos uma família agora..

— Nunca!

— Calma.. Eu garanto nossos pais serão felizes..

— Promete?

— Prometo! E também prometo, ser o melhor irmão mais velha que já teve.-ele diz sorrindo.

O abracei e ele contribuiu.

— Parece que vão se dar muito bem! .-diz mamãe.

Me soltei dele.

— Tudo irá mudar minha filha.. Seremos Felizes novamente!



Notas Finais


Criem suas expectativas depois desse começo🌚

Espero que tenham gostado!
E me desculpem estar curto logo no primeiro, está muito frio aqui e não sinto meus dedos 😓

Até a próxima :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...