História Amor Complexo - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Lovely Complex, Namjin, Vhope
Exibições 508
Palavras 1.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Viagem escolar (part 2)


Fanfic / Fanfiction Amor Complexo - Capítulo 8 - Viagem escolar (part 2)

   Passei a noite em claro, não consegui pregar o olho e ter uma boa noite de sono pelo simples fato de que sempre que eu fechava minhas pálpebras a imagem dele  aparecia. Eu estava chocado com minha capacidade de fazer merda. O que vem agora ? Depois que me declarei da forma mais ridícula possível ?

   Só agora parei pra pensar nisso, não sei o que vem depois, e se ele me achar estranho ? Ah não seja idiota Jungkook, ele já acha isso. O pior será se ele parar de falar comigo, por que eu não penso nas consequências dos meus atos antes de fazer alguma coisa, mas que bela merda.

   Pelo fato de eu não conseguir dormir, acabei pegando no sono extremamente tarde, o que resultou num Jungkook atrasado. Sim, eu sou um fodido completo. Meu cabelo estava completamente bagunçado, não deu tempo de arrumar, eu não parava de correr um segundo sequer, eu estava mais ou menos uns 20 minutos atrasado. E o metro iria dar partida a qualquer minuto. Estava com uma mochila nas minhas costas contendo os salgadinhos que compramos ontem. Chego na escola e praticamente derrapo pra entrada, o diretor estava parado na porta da escola com os braços cruzados com o que eu deduzo ser um olhar mortal. Paro na sua frente e tento recuperar meu fôlego, escuto barulho de alguém correndo e olho para o lado, Jimin vinha com tanta pressa quanto eu, ele estava atrasado também.

— Parece que os Debi&Loide's não cansam de fazer burrada, vocês perderam o metro. — Disse ríspido. — Arsh, teremos que pegar um outro. Venham.

— Sim... — Respondemos na mesma hora de cabeça baixa. Eu estava tão envergonhado por estar ao seu lado, era um clima muito tenso, constrangedor de fato, estava horrível.

   Fomos para a estação e o diretor foi comprar as nossas passagens, deixando nós S-O-Z-I-N-H-O-S, tá tudo conspirando contra mim. Eu estava sentado na cadeira e ele estava ao meu lado, nenhuma palavra era trocada, nem mesmo olhares, éramos como completos estranhos. Coisa que eu nunca imaginei que iria acontecer comigo, com nós, que sempre estamos discutindo ou estamos se xingando por alguma bobagem.

— Então... — Resolvo quebrar o silêncio desconfortável, mas não tinha idéia do que falar, eu estava vermelho, tenho certeza, e o pior é que nada saia da minha boca, eu não conseguia pensar em nada pra falar.

— Jungkook. — Jimin me chama baixo.

   Minhas mãos gelam e meu coração dispara, meu olhos miravam no chão, fora levemente levantados para que eu conseguisse o olhar melhor, ele não me olhava, estava fitando alguma parte do chão também. 

— Eu... Sobre o que você disse ontem. — Pareceu pensar antes de falar, eu observava cada palavra com o coração na mão. — Eu vou pensar no que me disse, está bem ? — Eu estava tão nervoso, mas ainda sim, assenti positivamente com com a cabeça.

   Logo o professor chegou e pegamos o metro, ainda não trocávamos nenhuma palavra o que me deixava meio magoado, será que ele mudaria comigo, isso já faz a minha animação morrer como se tivessem me dado um tiro. Não demoramos tanto para chegar, Seokjin tinha me mandado um milhão de mensagens, a metade era xingamento por eu ser burro, a outra era perguntando se eu estava bem, afinal eu tinha contado o que tinha acontecido ontem e ele floodou minha rede social de mensagens. Olhei para meu celular e abri o chat.

[8:20] Seokjinzão : Jungkook aonde inferno você está. Cadê o Jimin ?

   Revirei meus olhos bufando.

[8:23] Eu : Acabei de chegar estou em frente a uma espécie de papelaria. E você está aonde ?

[8:24] Seokjinzão : Estou no museu com o Namjoon, vou terminar de tirar algumas fotos e nos encontramos no centro. Boa sorte com seu mozinho rs ~

   Aquela última mensagem quase me fez entrar no celular e enforcar Jin até a morte, como ele consegue dizer uma coisas dessas argh. O diretor tinha nos deixado lá, afinal, o objetivo dessa viagem, era que passeamos pela cidade para conhecer a vizinhança, até que era um bairro bonito, as casas eram bem decoradas e continha várias lojas e bastante árvores, o que particularmente eu adoro.

   Eu estava odiando o jeito que estava sendo tratado pelo Jimin, ele estava indiferente ao extremo, e o sorriso que sempre foi presente em nossas conversas, o sorriso que eu tanto adorava, não estava mais presente, eu estou tão arrependido de ter falado que gostava dele, eu estraguei nossa amizade.

— O Jin falou que vai nos encontrar no centro da cidade daqui a pouco. — Falei coçando a nuca e ele murmurou um "hm".

"Hm" meu cu

Responde direito porra

                                                                                     Por favor

   Caminhávamos pela rua com a maior animação do mundo (sqn), Jimin chutava algumas pedrinhas e eu nem ousava falar nada, afinal ia ser respondido da maneira mais fria possível, aquilo estava insuportável, nem parecia o Jimin que eu conheci e... que eu gosto.
   Ele de repente parou de andar e ficou olhando para frente com a boca levemente aberta, eu o olhei confuso e tombei a cabeça para o lado, resolvi olhar para frente novamente e captei o que os olhos dele tanto almejavam.

Uma carroça puxada a cavalo.

   Eu nunca tinha visto um cavalo de perto, meu sorriso foi tremendo, e o do Jimin não foi diferente, praticante corremos para a carroça, era uma volta pela cidade por 30 reais, pagamos na hora, sem mais, era a gente e a carroça, tem coisa melhor ? Como eu amo nossos ataques de crianças.

— WAAA ELE ESTÁ CORRENDO MUITO RÁPIDO. — Jimin falou rindo e eu comecei a rir junto, ele nem estava tão rápido, mas dava a impressão de estarmos voando.

— SIM, ISSO É MUITO DIVERTIDO. — Gargalhei e ele me acompanhou, havia um homem na frente da carroça guiando o cavalo, e nós dois estávamos atrás aproveitando aquele momento maravilhoso, como eu estava com saudade de seu sorriso. Todos nos olhávamos, pois estávamos meio que surtando, nada de diferente né ?

   Quando estávamos passando por uma rua pouco movimentada passamos por ninguém mais ninguém menos que Jin e Namjoon que estavam de mãos dadas e nos olharam incrédulos mas com um sorriso assustado no rosto, nós ríamos bastante, era muito divertido, o cavalo era veloz, muito veloz, e pedíamos para o cara ir cada vez mais rápido.

   Repetimos o ato umas cinco vezes se não me engano, foi muito bom, me lembrem de comprar um cavalo quando eu for adulto, não tem nada melhor do que andar em um. Quando descemos no centro da cidade após nossa última corrida, estávamos quase roucos de tanto que gritamos, somos retardados, mas quem liga ? Somos felizes assim.

   Nós dois não cessamos a risada por nenhum segundo, recordavamos de cada detalhe da carroça e do grande cavalo branco, igual ao dos filmes. O clima ruim tinha ido embora, a sensação boa e divertida de estar com ele tinha voltado, e isso era muito bom.

   Mas de repente ele parou de sorrir quando olhou para mim e ficou sério de novo, estava parecendo pensativo, não sei dizer, aquilo me partiu o coração, eu não quero esse Jimin, quero o meu Jimin de volta.

— Jungkook um amigo meu pediu para eu comprar um curry para ele, vi que tem uma loja ali que provavelmente vende, eu vou indo. — Falou seco e deu de ombros.

   Aos poucos, ele sumiu da minha vista, aquilo estava me cortando por completo, eu não quero que ele me trate assim, quero que me trate como me tratava antes. Eu queria apagar esse maldito sentimento de amor, só estragou nossa amizade. Mas... Talvez não seja tarde de mais para concertar meu erro, se falar para ele esquecer tudo isso, que foi apenas uma brincadeira de mal gosto.

Tudo se resolveria

E eu teria meu Jimin de volta

Eu só preciso disso

   Sai em disparado atrás dele, sim, tudo pode se resolve, eu só preciso "desmentir" essa história idiota. Afinal, eu nao quero saber sua resposta. Cheguei na tal loja que não ficava muito longe de onde estávamos, ela tinha vários alimentos, mas seu foco era vender doces. Jimin estava o segundo corredor todo esticado tentando pegar uma lata que estava escrito "Curry", mas ele não alcançava. Isso me lembrou da primeira vez que nos falamos, o que me fez dar um largo sorriso, estendi meu braço atrás dele e peguei a latinha, ele ficou meio surpreso mas quando viu que era eu murmurou um "obrigado".

— Ya nem parece o Jimin que conheço, vamos me xingue de girafa. — Disse brincado, seus dedos batucavam a lata.

— Sabe Jungkook, eu, eu pensei muito sobre o que você disse. — Meu coração estava muito acelerado. — Eu já tenho a minha resposta.

   Eu não consegui dizer nada, não conseguia nem me mexer.

— Por tanto tempo, fomos os Debi&Loide's, não é por você ser um garoto

Não, eu não quero escutar

— Eu gosto muito de você. Mas

Por favor, não...

— Eu não consigo te ver dessa maneira.

Não não não não não

— Me desculpe. Mas eu não posso retribuir seus sentimentos.

O meu coração acaba de ser quebrado

   Eu estava em choque, não que eu não esperasse essa resposta, eu, acho que no fundo, eu já sabia. Somos diferentes de mais, mas eu me sinto tão... triste. Meus olhos estavam grudados nele, não consegui desviar o olhar por nenhum momento, quando me toquei, comecei a rir.

— Era sobre isso que eu vim, falar — Disse apressado. — Esqueça esse assunto. É besteira. — Comecei a rir ainda mais. Mas Jimin continuava com semblante triste.

— Jun-

— Eu vou encontrar o-os garotos, você já é muito feio para ficar com essa cara triste, anime-se, bom eu já indo, digo, já estou andando, quer dizer... argh tchau. — Falei dando um tapa em sua cabeça e saindo correndo para fora da loja, escutei ele me chamando mas não virei. O sorriso ainda estava em meus lábios. Eu corri muito, até chegar no centro, onde estava Jin e Namjoon que mais avistaram.

— Jungkookie. — Jin disse chegando perto. E Namjoon o acompanhou — Cadê o Jimin ?

— Ah ! Ele... — Eu não estava conseguindo mais segurar e o sorriso estava morrendo dos meus lábios. — Ele foi... — Meus olhos estavam se enchendo de lágrimas e embaçando minha visão. — Curry... — Lágrimas começaram a escorrer pelas minhas bochechas e meus olhos ardiam. — C-curry...

— Que Curry Jungkook ? — Jin falou preocupado. — O que aconteceu ?

— Curry.. — Eu já estava chorando muito, estava soluçando, não conseguia terminar a frase pelos soluços, a única coisa que consegui fazer, foi murmurar a palavra "Curry" várias vezes. Jin não intendeu mas começou a me abraçar e acariciar meus cabelos, apoiei minha cabeça em seus ombros e chorei, ah como eu chorei. Eu estava muito magoado.

— Agora.. eu fiquei com vontade de comer Curry. — Namjoon falou enquanto eu chorava e Jin me consolava.

— Namjoon, só cala a boca. — Seokjin disse acariciando minhas costas.

Enquanto eu desabava em lágrimas por um amor não correspondido


Notas Finais


Gente, eu fiquei bem triste pelo Kookie, porra Jimin, não fode ;-;
Esse capítulo acabou comigo ._. até o próximo pessoal <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...