História Amor Cristalino - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~TiaMinnie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin Seme, Jimin!top, Jungkook Uke, Jungkookbottom!, Principe, Sereiano
Exibições 106
Palavras 2.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esta é uma adaptação Jikook da minha fanfic do Otp Riren: Sea of feelings
Espero que gostem <3

Indico que leiam escutando a música Jellyfish song - Clear é a música da fanfic <3

Capítulo 1 - A cauda vermelha


Fanfic / Fanfiction Amor Cristalino - Capítulo 1 - A cauda vermelha

Em meados do século XIX, uma grande caravela navegava pelos mares com destino a Coreia, à frente da embarcação, estava o príncipe e seu braço direito... Estavam voltando para casa depois de uma longa negociação com a Inglaterra... Park Jimin, mais conhecido como apenas Jimin, era um distinto príncipe, que estava a ajudar o pai com o reinado, já que era o próximo na linha de sucessão ao trono.

Nos últimos quatro meses, seus pais haviam lhe dado a chance de conhecer alguma garota do país que lhe encantasse para que pudesse casar... Se quisesse assumir o trono teria que casar antes disto... Mas Jimin não havia encontrado ninguém que lhe interessasse, não iria se casar com uma garota qualquer, iria se casar com alguém na qual valesse a pena compartilhar toda sua vida...

— Príncipe Park! — Um homem se aproximou do convés procurando o príncipe.

O príncipe que estava no convés superior do navio, olhou na direção que havia sido chamado.

— Hwan, acho que já te disse para me chamar só de Jimin.

Sua expressão era ilegível, Jimin sempre fora assim, sempre inexpressivo, como se estivesse de mau humor, ou com tédio... Mas todos sabiam que aquela era sua habitual expressão.

— Desculpe senhor, força do habito.

— Entendo... — O Park disse se virando para olhar novamente o sol que estava a se pôr no horizonte.

— Desculpe a intromissão senhor, mas é que como voltamos com sucesso na nossa missão, organizamos uma pequena festa, para celebrar... Claro! Se o senhor assim quiser.

Jimin olhou para o homem a sua frente, Hwan sempre fora seu amigo e também braço direito, apesar das manias estranhas de cheirar as pessoas e sorrir logo em seguida... O homem a sua frente sempre teve seu respeito.

— Entendo Hwan, claro que não me incomodo de celebrar, seria desperdício deixar uma oportunidade dessas...

 

···

 

Enquanto isso, nas águas mais profundas do mar... Dois rapazes nadavam ao redor de um navio afundado há alguns anos... Aquele era o lugar que eles sempre iam para brincar e se divertir longe de todos... Aquele era com certeza um dos lugares favoritos de ambos...

Eles não eram garotos comuns, apesar de no mundo humano, as pessoas não acreditarem... No fundo do oceano, mais especificamente em uma cidade submarina chamada Atlanta existiam seres que eram considerados mitológicos... Criaturas metade humana, metade peixe... Mais especificando, Sereianos...

— Ei Kookie, não acha que devemos voltar? — Um dos sereianos se pronunciou.

Jin era um sereiano de cabelos dourados e olhos de tonalidade escura, o garoto sempre teve seu corpo bem magro, e apesar de já ter 24 anos, Jin ainda parecia ser uma criança.

— Que nada Jin, ta’ cedo.

O garoto de cabelos e olhos negros como a noite se chamava Jungkook... Jungkook tinha um corpo mais forte que o de Jin, mas não exageradamente... Sua calda era de uma tonalidade mais avermelhada que a dos outros sereianos, o que destacava mais...

— Estamos aqui há muito tempo, e seus pais já devem estar nos procurando.

O moreno parou de revirar os destroços do navio naufragado e olhou para o loiro que tinha um olhar de apreensão... Apesar de sempre irem aquela parte desconhecida do oceano, ambos haviam sido proibidos de nadar suas barbatanas por aquela área... Mas Jungkook sempre fora um sereiano teimoso, sempre gostou de explorar navios naufragados e colecionar objetos humanos que não sabia para que serviam...

— Está bem Jin, é melhor voltarmos mesmo...

— Pelo menos uma vez na vida você me escutou!

— Não exagera loiro... — Lhe bateu com a calda.

Entre risos e mais brincadeiras, ambos os sereianos fizeram o caminho de volta para Atlanta, que não se encontrava muito longe.

— Jungkook! SeokJin! Já ia mandar procurar vocês... Já não disse para não sumirem desse jeito? — Uma sereiana de longos cabelos castanhos disse puxando as orelhas dos sereianos.

— Ai manhê! Nós não fomos muito longe — Mentiu Jungkook.

— Conheço vocês, principalmente você Kookie!

— Ta mãe! Já não estamos de volta?

— Ainda bem que voltaram a tempo... O oceano ultimamente tem estado bastante revolto já que uma tempestade se aproxima...

— Vamos ter que nos trancar no quarto com o Suga de novo?

— Ordens do seu pai Jungkook!

— Ta bem... Ta bem! Só acho isso meio desnecessário...

O que o moreno não sabia, era que em épocas de tempestade, navios na maioria das vezes afundavam no fundo do mar... E para que não houvesse acidentes, a maioria dos sereianos, especialmente crianças e adolescentes, se trancavam em suas moradias... Apesar de Jungkook não ser mais um adolescente, e já ter 20 anos... Sua mãe sabia como ele era teimoso, e por isso, continuava o tratando desta maneira.

Logo Jungkook e Jin foram para seus aposentos, aonde se encontravam suas conchas e seus pertences... Jungkook nadou emburrado para sua concha, a abrindo em seguida se deitando dentro da mesma...

— Emburrado de novo? — Yoongi sussurrou para Jin.

Yoongi era um belo sereiano, de belíssimos cabelos azulados, olhos escuros e puxados, ele havia sido adotado pelos pais de Jungkook quando ainda era uma criança de seis anos...

— Você sabe que ele sempre fica assim, quando é trancado em época de tempestades...

— Teimoso como sempre... — Bufou.

 

···

 

— Viva ao príncipe!

Vários marujos do barco erguiam suas cervejas brindando a vitória que haviam alcançado... A animação era tanta, que todos do barco começaram a cantar músicas conhecidas e a dançar animadamente... Alguns pegavam os fogos de artificio e explodiam no céu formando um espetáculo de luzes e cores...

Enquanto todos comemoravam animadamente, Jimin estava no convés superior do barco... Encontrava-se sozinho no recinto enquanto os marujos comemoravam no convés inferior... Poderia até ser um príncipe, mas ele não se importava de tomar cerveja, ao invés de vinho ou champanhe... Aliás, para Jimin, a cerveja era melhor que o vinho...

A noite estava linda e o loiro olhava para o céu maravilhado... Havia milhares de estrelas e constelações a sua frente... A lua estava cheia e o céu um pouco nublado, o que não podia ser um bom sinal... A luz do luar refletia nas águas que estavam calmas e reluziam fleches de luz...

Uma melodia suave começou a tomar conta de sua mente, parecia estar a alucinar, mas Jimin não deu importância a isso, estava focado nas estrelas no céu e na melodia que soava em sua mente...

Repentinamente, o céu estava a nublar-se mais e mais, ocultando as belas estrelas e a enorme luz no céu... Uma leve garoa começou a cair do céu mudando de intensidade, e logo o príncipe foi tirado de seu transe indo até o convés inferior...

— Tempestade a vista! — Anunciou o príncipe.

Logo toda a música parou e todos os marujos começaram a executarem o plano de emergência quando havia tempestade... A chuva estava começando a se tornar torrencial, trovões começaram a serem ouvidos, assustando os tripulantes do navio... O príncipe estava a todo vapor a tentar controlar o navio enquanto as ondas mudavam de proporção balançando o navio...  Raios começaram a se fazerem presentes, iluminando o escuro céu e assustando o príncipe, que não esperava uma tempestade tão repentina.

 

···

 

Horas antes...

O mar estava em silêncio, o que podia significar que praticamente a maioria dos seres do oceano estava a dormir seu sono profundo da noite... Exceto um sereiano de olhos escuros...

Jungkook não conseguia dormir... Virava a todo instante as suas barbatanas dentro de sua concha... Algo estava a prender a sua atenção... Era uma tentação, uma forte vontade de sair de seu quarto... De sair do castelo, e ver o que estava a acontecer na superfície... Empurrou a tampa da enorme concha que o envolvia, para que pudesse sair... Ao conseguir, silenciosamente começou a nadar pelo quarto observando se Yoongi e Jin estavam dormindo, e logo pôde confirmar que sim... Saiu do quarto lentamente, observando se ao redor havia guardas... E ao confirmar que todos estavam dormindo, conseguiu sair do castelo marinho, nadando até a superfície...

O caminho até a superfície era bem longo já que Atlanta se encontrava no fundo do mar... Mas o jovem sereiano, não cansou as barbatanas... Ao contrário, se sentia mais disposto a nadar até aonde se encontrava o céu estrelado... Ao colocar a cabeça para fora da água... Pôde ver luzes e cores no céu... O jovem sereiano arregalou os olhos impressionado com o espetáculo a sua frente... Mais adiante, havia um navio que era de onde eram lançadas as cores e luzes... Antes que pudesse se aproximar mais do navio, sentiu sua calda ser puxada... Olhou para baixo e logo viu olhos negros e cabelos loiros...

— O que está fazendo aqui Jungkook?!

— Não é obvio Jin? Estou assistindo a isso!

Logo o moreno apontou para o céu iluminado e o loiro pôs a cabeça para fora da água também olhando.

— Isso é loucura Kookie, tem um navio logo a nossa frente... Se nos avistarem...

— Relaxa! — Interrompeu — Eles não vão nos ver, estão ocupados não vê?

Apesar da distância, os sereianos conseguiam ver detalhes bem nítidos há quilômetros de distância.

— Seus pais vão se zangar Jungkook... E se o Yoongi souber...

Um trovão interrompeu a fala do loiro que logo se assustou... As ondas começaram a se agitar, e ambos começaram a se distanciar... Jin logo pegou na mão do amigo o puxando para que fossem ao fundo do mar novamente...

— A tempestade começou é melhor irmos...

Mas Jungkook não estava disposto a sair dali... De longe podia ver a agitação dos humanos dentro do barco, e, sobretudo, um baixinho de cabelos loiros que parecia comandar o navio... Eles iriam morrer se o sereiano não ajudasse...

— Não! Pode ir à frente Jin, eu vou ajuda-los...

— Kookie isso é loucura...

Antes que pudesse impedir, o sereiano de calda vermelha começou a nadar até o navio que era balançado constantemente pelas ondas... O sereiano ajudou a que o navio se equilibrasse, e logo viu algo cair no mar... O jovem desconhecia o que era aquilo, mas logo viu os humanos começarem a pular e entrar naquela coisa estranha e amarela... Vendo que finalmente todos estavam a se salvar, o sereiano se afastou do navio, mas algo parecia lhe puxar de volta... Era uma sensação estranha...

Escondido dos humanos que estavam flutuando sobre aquela coisa estranha, Jungkook pôde ver que ainda havia alguém dentro do navio, e que estava encurralado pelo fogo que havia na embarcação...

O navio começou a se desestruturar aos poucos, e parecia estar a afundar... Os humanos que estavam a salvo, pareciam se desesperar pelo homem que ainda se encontrava dentro do navio que ia afundando...

Logo o homem sumiu da vista daqueles humanos, que pareciam desaminar.

 

···

 

Jimin sentia uma sensação estranha tomar conta de seu corpo... Quando os marujos começaram a saltar para o bote salva-vidas, ele continuou no navio ajudando a todos a saírem... Quando todos já estavam a salvo no enorme bote, o Park se viu encurralado pelas chamas que havia no navio... Uma das velas do navio caiu por cima dele prendendo suas pernas... Ele não estava conseguindo sair e se não saísse logo, o navio afundaria e ele morreria afogado... Quando o navio finalmente afundou, Jimin continuou consciente por algum tempo, mas não conseguia associar nada ao seu redor... Estava debaixo d’agua, ainda preso por aquela vela...

Antes que perdesse a consciência... Ele pôde ver algo como se fosse à calda de um enorme peixe... Logo sentiu como se a vela começasse a sair de cima de si... Mas não conseguia mover nenhuma pajerte de seu corpo para nadar... O oxigênio lhe faltava e ele estava a fechar os olhos... Uma melodia começou a soar ao seu redor, lhe tranquilizando enquanto sentia ser puxado, por delicadas mãos... Seu corpo relaxava escutando a melodia que parecia ser uma canção de ninar... A voz suave e masculina entrando em seus ouvidos era realmente relaxante...

Balança, balança, balançando.

Entre as ondas do mar...

Brilha, Brilha Brilhante!

Esta voz só pode ser um sonho distante...

Águas vivas sonhando cantar uma canção...

Dormindo suavemente no mar...

E em algum momento

Esta canção soará do outro lado do eco...

Ir a algum lugar e fazer trocas de cores...

Esta voz só pode ser um sonho distante...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...