História Amor Cristalino - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~TiaMinnie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin Seme, Jimin!top, Jungkook Uke, Jungkookbottom!, Principe, Sereiano
Exibições 43
Palavras 1.870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura <3

Capítulo 2 - Sentimentos desordenados


Fanfic / Fanfiction Amor Cristalino - Capítulo 2 - Sentimentos desordenados

Quando se aproximou do humano para resgata-lo, Jungkook não pôde acreditar em como o humano era lindo.... Os olhos entreabertos e o cenho franzido davam a entender em como estava em conflito dentro de si... Jungkook sentiu dentro de si, um impulso que o fez soltar sua delicada voz... O que era bem raro, já que o sereiano de olhos negros nunca gostara de soltar sua voz na frente de alguém, apenas quando estava sozinho, mas na frente daquele humano quase inconsciente era bem diferente...

Passou quase o resto da noite nadando pelo mar, claro que nadando mais na superfície para que o humano mesmo inconsciente conseguisse respirar.... Os primeiros raios de sol começaram a despontar no horizonte, quando finalmente o sereiano conseguiu avistar terra firme.... Com muito esforço, arrastou o humano para fora d’agua... Mas como sua calda pesava, e o humano também, foi um pouco mais difícil...

 Jungkook esteve preocupado com o humano durante todo o caminho, já que o rapaz de cabelos dourados nem sequer abria os olhos... Não sabia o que fazer... Não conhecia o organismo humano para poder ajudar o rapaz... Acabou por cantar novamente para o humano com esperança de que seu canto pudesse o despertar, o que acabou por dar certo já que viu as orbes se mexerem por trás das pálpebras do homem... Antes que o humano pudesse lhe ver se arrastou para o mar novamente, sentindo suas escamas secarem, e o desespero por água...

Por outro lado, estava com medo de que aquele humano lhe visse e tentasse matar-lhe a sangue frio. Ao alcançar a água, olhou mais uma vez para o humano que já estava de olhos abertos, o sereiano sentiu seu peito doer por ter que deixar o humano ali, já que algo dentro de si dizia para não deixa-lo sozinho.... Algo estranho dentro de si o fazia corar e bater as barbatanas em animação, o que era bem estranho...

 

***

 

Ao abrir os olhos, Jimin os fechou novamente devido à forte luz do sol que quase o cegou.... Quando sentiu sua vista se acostumar com a forte luz, se levantou e olhou ao redor tentando distinguir o local onde estava.... Suspirou aliviado ao perceber que estava em uma das praias de seu país, uma praia muito próxima de seu reino para ser mais exato...

Flashes da noite anterior passaram em sua mente... O momento em que a tempestade começara e que o navio foi tomado por chamas... Como se sentiu quase morrer ao afundar junto com o navio..., mas o que mais lhe chamou atenção era a canção que havia ouvido.... Será que era só uma alucinação?

Logo o príncipe se distanciou do lugar se aproximando mais do reino.... Algumas pessoas olhavam o estado de suas roupas, e o encaravam pasmos.... Ao chegar ao castelo, logo se sentiu abraçado por sua mãe que chorava em seu ombro enquanto o apertava mais em seus braços...

— Como se sente querido? Está machucado?

Logo Jisoo se soltou de seu filho começando a analisar seu estado e procurando possíveis ferimentos... Jimin estava com uma das mangas de sua camisa rasgada, em seu cabelo havia algo gosmento e verde, e quando Jisoo pôs a mão naquilo, pôde reparar que era alga marinha.... Em algumas partes de sua calça, havia algo vermelho que ao tocar percebeu que era áspero.... Eram escamas.

— Parece até que foi arrastado por um peixe...

Jimin nada disse, apenas observou como mais ao fundo, seu pai descia as escadas do grande salão vindo à direção dos dois...

— Jimin! Que bom que está bem meu filho...

Depois de várias indicações de seus pais para consultar um médico, o Park mais novo apenas disse que se sentia bem e que aquilo não era necessário...

 

***

 

                Ao chegar ao castelo de Atlanta, Jungkook foi recepcionado por guardas que tinham uma expressão de raiva em seus rostos... Mais ao fundo pôde ver seus pais com a mesma expressão e Yoongi e Jin que lhe olhavam preocupados e angustiados... O sereiano sabia que estava em apuros...

                — O que ta havendo?

                — Não venha com “O que ta havendo” Jeon Jungkook...

                Fora seu pai que lhe disse isso.... Antes que pudesse contestar, se viu sendo agarrado por dois guardas que o suspendiam tentando lhe imobilizar...

— Você desobedeceu às regras do reino Jungkook... O que passa em sua cabeça para sair do castelo em época de tempestade, ir à superfície e ainda se aproximar de um navio humano?

— O senhor fala como se fosse algo extremamente errado, e sem perdão...

— Porque é Jungkook! Tem noção do quão perigoso suas atitudes foram? Poderia ter sido seriamente machucado, ou até mesmo ter sido capturado e morto por humanos...

— Mas eles iriam morrer se eu não fizesse nada!

— Não me diga que estava preocupado por humanos sem escrúpulos que matam sem piedade os seres dos mares?

— E se eu disser que sim... O que o senhor fará?

O grito indignado do moreno ecoou pelo salão do castelo... Todos arregalaram os olhos devido à afirmação do jovem sereiano...

— O que esteve fazendo durante toda a noite?

A voz do rei JinHyun era fria e chegou até a assustar os presentes, exceto Jungkook que estava cego pelo ódio do momento...

                — Estava fazendo o certo.

— Eu vi quando você salvou aquele humano Jungkook...

JinHyun ergueu seu tridente dourado formando a frente de todos, um círculo mágico.... No centro do círculo era possível ver Jungkook arrastando pela superfície, um humano de vestes elegantes, apesar de rasgadas, cabelos loiros, e uma expressão tranquila... Todos no recinto conseguiram escutar a voz do moreno cantando uma suave melodia como se tentasse tranquilizar o homem em seus braços...

— O que significa isso? — TaeYeon, mãe de Jungkook gritou ao olhar a cena em frente a seus olhos.

— Por que está cantando para o humano Jungkook? — JinHyun interrompeu o surto de sua esposa— Todos aqui sabemos que você não gosta de cantar para ninguém, por que o fez para um humano?

Só agora Jungkook reparou que o que tinha feito era estranho... Era verdade que nunca se sentiu confortável para cantar em frente a ninguém.... Por que o fez para um humano no qual nem conhece? Diante de todos esses pensamentos, Eren se lembrou de como o humano havia lhe encantado.... De como havia se preocupado por ele.... De como não quis deixa-lo na areia da praia, e de como se sentia feliz com algo caloroso crescendo dentro de seu peito...

— Não sei... — Respondeu cabisbaixo.

Os olhos de TaeYeon encheram-se de lágrimas, sabia muito bem o que seu filho estava sentindo.... Esperou tanto tempo para que aquele momento chegasse, mas não que seu filho se apaixonasse por um humano... A mesma coisa acontecia com JinHyun.... Algo como uma decepção despontava em seu peito, e se perguntava o que havia feito de errado como pai, e acima de tudo como rei...

— Para seu quarto agora Jungkook, não sairá de lá até tomar juízo nessa sua cabeça, e até esse sentimento sair de seu coração...

As palavras de JinHyun haviam sido frias e grossas.... Logo os guardas levaram Jungkook até seu quarto, trancaram o jovem sereiano de olhos negros ali, ninguém sabia até quanto tempo ele permaneceria por lá...

 

***

 

Dias haviam se passado e Jimin estava mais ocupado que o normal.... Depois que voltou ao castelo, havia sido encarregado de resolver várias questões no reino.... Tudo aquilo que seu pai lhe mandava fazer, era um teste para ver se Jimin era mesmo capaz de se tornar rei logo que Cho-a morresse... O loiro estava prestes a desistir de tudo aquilo.... Não conseguia se concentrar naqueles papéis a sua frente, e a senhora que tentava lhe explicar sobre a economia de alguns países da América do Sul.

— Senhora, poderia me dar alguns minutos sozinho? — Perguntou o príncipe com sua expressão de sempre.

— Certo príncipe Park, daqui a pouco estarei de volta.

A senhora logo saiu do quarto, deixando Jimin sozinho...

Ao se ver sozinho no local, o príncipe logo retirou o lenço que havia em seu pescoço, aquilo parecia estar lhe sufocando gradativamente.... Aquela melodia voltou a soar em seus ouvidos como um canto persistente de algo que lhe chamava com mais insistência.... Sabia que o dono daquela voz era um homem e não conseguia entender como aquilo lhe atraia tanto... Claro, Rivaille não podia sentir atração por algo que não conhecia e poderia até mesmo nem existir, e pior ainda, sendo um homem...

 

***

 

O quarto estava escuro e silencioso... O jovem sereiano estava deitado em sua concha aberta podendo ter a visão do teto de vidro do palácio.... Já fazia dias que estava trancado ali e nem sequer havia visto Yoongi e Jin... Com certeza seus dois amigos foram transferidos para outro quarto para que o deixassem sozinho naquele quarto que estava mais parecendo uma cela... O jovem sentiu seus olhos arderem e algo escorrer por seu rosto se misturando com a água do mar...

Jungkook franziu as sobrancelhas nervoso.... Não sabia o que era aquilo que saia de seus olhos.... Aquilo que saia e logo se misturava com a água do oceano, sentia seus olhos arderem e um sentimento tomar conta de seu peito.... Não sabia o nome daquilo, mas era uma sensação estranha que lhe fazia sentir-se péssimo... Sons estranhos começaram a sair de seus lábios à medida que aquele líquido ia escapando de seus olhos.... Será que estava desidratando pelos olhos?

O que Jungkook não sabia é que o que saia de seus olhos eram lágrimas... E o sentimento que sentia era algo terrível que se chamava tristeza...

Deixou que aquela sensação toma-se conta de seu peito sentindo os espasmos que seu corpo dava.... À medida que se deixava levar por aquele sentimento estranho se sentia mais aliviado e uma sonolência pesar em seu corpo.

Mas antes que pudesse se entregar ao sono, escutou batidas na janela de vidro do quarto.... Passando as mãos nos olhos, o jovem foi até a janela que havia sido aberta por Yoongi e Jin.

— O que fazem aqui? Se meu pai vir vocês aqui, podem se encrencar.

Suga logo entrou no quarto sendo seguido por Jin que olharam preocupados para o amigo de calda vermelha.

— O que é isso em seus olhos Kookie? Estão vermelhos... — Jin perguntou preocupado.

Jungkook logo foi ao espelho que havia encima de sua concha e viu a vermelhidão que tomava conta de seus orbes.

— Eu não sei...

Os dois amigos logo abraçaram o moreno que voltou a chorar sendo que agora nos ombros de seus melhores amigos.

— Será que ele está doente Jin?

— O que sente Kookie?

— Sinto um sentimento desconhecido, mas não é como se estivesse doente. Em todo caso, é melhor vocês irem.

Jin olhou para Yoongi que parecia nervoso como se o incentivasse a dizer-lhe algo.

— Jungkook... Eu e Jin estávamos conversando, e resolvemos que você não pode mais ficar aqui.

— Como assim?

— Ouvimos seus pais dizendo que você sente algo muito forte por este humano que acabou de conhecer, e eles querem tirar isso de dentro de você a qualquer custo. — Jin explicou.

— Você tem que procurar o feiticeiro dos mares para poder encontrar esse humano e esclarecer tudo o que sente. — Yoongi disse nervoso — E nós vinhemos aqui te ajudar a escapar.


Notas Finais


Primeiramente, se algum nome como Eren, Levi, Mikasa ou Armin tiver aparecido no capitulo, saibam que é culpa minha KKKKKKKK Como ja tinha dito, eu ja escrevi essa fanfic só estou passando para a versão Jikook, então a fic ta quase pronta <3

Vamos as explicações, é importante que leiam aqui, pq eu devia ter explicado algumas coisas no capitulo anterior, mas a burra esqueceu ;-;
Primeiro de tudo
Eu sei que o termo certo é sereia e tritão, não estou -muito - louca de drogas 7u7
Sendo que, na minha cabeça demente, faz mais sentido usar Sereiano e Sereiana
Eu odeio Tritão, acho um termo muito bruto '-'
E sereia é um termo feminino KKK

Segundo: Terão algumas coisas bem diferentes das outras estórias de sereias - nem tanto masok - Tipo o capitulo de hoje, os seres marinhos não conhecem muito bem a questão dos sentimentos, para eles é somente a questão de reprodução e ponto. O JinHyun e a TaeYeon sabem por serem os reis de Atlanta, então eles tem mais informação. Terão outros capitulos em que o Jungkook vai parecer um cego em tiroteio com essa questão de sentimentos.

Só demorei para atualizar por questões de internet, mas fora isso a fic ta quase pronta, com uns 20 e poucos capitulos por ai...

Espero que tenham gostado <3 Obrigada aos comentarios do capitulo anterior e tambem aos favoritos, vcs são demais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...