História Amor Cruzado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Exibições 42
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, esse é o segundo capítulo da fic, obrigada a quem está acompanhando e boa leitura.

Capítulo 2 - Sorvete com amigos


-Adrien- 

Eu estava no meu quarto jogando videogame até que recebi uma mensagem da Alya. Ela perguntou se eu poderia ir até a sorveteria com ela, Nino e Mari, claro que eu disse sim já que estou com a tarde toda livre.

- Adrien! Eu estou com fome!! -Plagg aparece gritando em meu rosto.

- Pare de gritar Plagg! E fala sério, eu acabei de te dar queijo.

- Não interessa garoto! Vai logo!

- Você não vai parar de me encher se eu não for né?

- Correto meu caro.

Eu bufei e fui em direção à cozinha. Peguei o queijo fedido do Plagg e voltei pro quarto. O mesmo começou a comer e eu fiquei pensando em My Lady. Ela é tão linda, fofa e corajosa. Como alguém pode ser tão perfeita? Eu quero muito me declarar pra ela mas não sei como fazer isso e a mesma sempre me rejeita. My Lady não sabe mas...ela acaba me machucando. Só que eu não vou desistir dela pois eu a amo de verdade. Só tenho que pensar em um jeito de me declarar. Eu quero que seja algo especial, ela realmente merece.

- Pensando na sua Lady, Adrien?

- Como você sabia?

- Você sempre fica com essa cara de bobo apaixonado quando está pensando nela.

- Eu quero me declarar pra ela, mas não sei como.

- É só dizer: "Oi Ladybug, eu gosto de você" e pronto.

- Eu quero que seja algo especial Plagg.

- Você é muito estranho garoto! Fica aí pensando nessas besteiras ao invés de apreciar essa delícia. -Plagg disse abraçando o seu queijo.

- Não são besteiras Plagg! E eu nunca vou comer esse queijo fedido que você chama de bebê.

- Não fale assim dele garoto!

Eu bufei e revirei os olhos, quando olhei para o relógio vi que já era duas e cinqüenta. dei um pulo e fui me arrumar para ir até a sorveteria. Logo já estava pronto e saí correndo de casa, felizmente consegui chegar a tempo e todos já estavam lá. Notei que a Mari estava linda, assim como hoje de manhã. Não sei porque, mas às vezes ela meche comigo.

-Marinete- 

Como já era duas horas decidi começar a me arrumar, então fui ao banheiro, tomei banho e escovei os dentes. Voltei para o quarto a fim de escolher uma roupa, mas não sabia o que usar.

- O que foi Mari? -perguntou Tikki.

- Não sei o que eu uso Tikki.

- Por que não usa aquela blusa que você fez na semana passada?

- Boa ideia. -eu sorri e beijei a cabecinha dela.

A blusa era realmente linda. Era azul e a parte de cima de renda preta. Coloquei também uma saia preta e uma sapatilha azul que tinha um pequeno laço preto. Fiz um coque despojado já que estava calor e  coloquei um gloss rosa.

- E aí Tikki, como eu estou?

- Está linda Marinete. O Adrien vai amar.

- Estou um pouco nervosa.

- Não se preocupe, vai dar tudo certo.

- Tomara Tikki.

Eu olhei para o relógio e vi que era quase três horas. Peguei minha bolsa e alguns cookies para a Tikki, depois me despedi dos meus pais e fui para a sorveteria. Quando cheguei lá só estava a Alya.

- Oi Mari. Tá linda, arrasou. -ela disse sorrindo e me abraçou.

- Obrigada, você também tá linda. Aposto que o Nino vai adorar.

- Para de falar bobagens Mari. Eu e o Nino só somos amigos.

- Ok, vou fingir que acredito.

Nessa hora o Nino chegou. Nós ficamos conversando por um tempo até que o Adrien chegou correndo em nossa direção.

- Desculpe o atraso, eu perdi a hora. -ele falou tentando recuperar o fôlego.

- Oi cara, tá parecendo até a Marinete. -todos nós rimos com o comentário.

Adrien se sentou na mesa com a gente aí pedimos nossos sorvetes. Eu pedi de baunilha, Nino de chocolate, Alya de menta e Adrien de morango. Conversamos e rimos bastante enquanto tomávamos nossos sorvetes, foi bem divertido. Até que Alya e Nino saíram da mesa e deixaram eu e Adrien sozinhos. Estou muito nervosa.

- Mari, já que estamos só nós dois, eu queria te dizer uma coisa.

- O quê Adrien?

- Você está linda.

- O-o-obrigada. -tenho certeza que fiquei vermelha.

Depois ficamos conversando várias coisas aleatórias sobre games, livros e seriados. Ele é tão FOFO! Logo depois Nino e Alya chegaram.

- E aí, onde vocês estavam? -perguntou Adrien.

- Nós só fomos resolver umas coisas do Ladyblog. -respondeu Nino.

Depois que acabamos de tomar sorvete, decidimos passear um pouco pela praça. Quando deu cinco e meia, cada um foi pra sua casa.

- Ei Mari. Quer que eu te acompanhe? -perguntou Adrien.

- N-não p-precisa Adrien... q-quer dizer, se você... -não completei a frase pois o mesmo me interrompeu.

- Eu não me incomodo. -ele disse e eu sorri.

Em seguida fomos caminhando até a minha casa. Ficamos conversando sobre desenhos e moda.

- Acho muito legal você usar suas próprias criações Mari.

- Obrigada. Eu amo costurar e quero muito ser estilista.

- Eu sei. Você fez um ótimo chapéu naquele concurso da escola. Você tem talento. -ele disse levemente corado.

- O-obrigada.

Então chegamos na minha casa e antes de ir o Adrien me deu um beijo na bochecha (acho que vou morrer).

- Até amanhã Mari.

- A-a-até a-amanhã Adrien. T-tchau.

Ele sorriu e foi embora enquanto eu ficava com cara de boba olhando pro nada. Mas logo eu percebi e entrei em casa. Minha mãe logo percebeu que eu estava bem feliz.

- Como foi o passeio filha? Você está bem contente, deve ter sido divertido. -minha mãe disse com um sorriso.

- Foi muito legal mãe.

- E o Adrien? Como foi com ele?

- Não teve nada de mais mãe. -menti.

- Ok então. O jantar está quase pronto.

- Certo.

Depois da conversa com a minha mãe eu dei um beijo em meu pai e subi para o meu quarto. Fui conversar um pouco com a Tikki.

- Aí Tikki, não acredito que o Adrien me beijou.

- Foi só um beijo na bochecha Marinete. -Tikki disse rindo.

- Acredite, pra mim isso é um grande passo. -eu disse e nós rimos.

De repente ouvimos alguns gritos e altos barulhos, pareciam carros sendo jogados.

- Um akuma. Tikki, transformar!

Logo já estava transformada em Ladybug e pulava entre os prédios com meu ioiô. Parei em cima de um prédio para ver melhor akuma. Era uma mulher alta, ela usava um vestido preto com desenhos de pequenos raios dourados,b otas douradas e ela tinha um bastão preto com um  raio dourado no topo. Chat Noir apareceu do meu lado logo depois.

- Olá My Lady. -Chat disse se curvando e beijando a minha mão, eu sorri e revirei os olhos.

- Oi Chat. Tá pronto?

- Sim, descobriu alguma coisa sobre o akuma?

- Ainda não, só estava observando.

- Certo, vamos lá?

- Vamos.

Eu disse é joguei o meu ioiô e Chat o seu bastão.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Obrigada por lerem o capítulo, em breve eu estarei postando o próximo capítulo, bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...