História "Amor da minha vida" - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, D.O, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin, Youngjae
Tags Amor, Comedia, Jimin, Kim So Hyun
Visualizações 2
Palavras 1.549
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


annyonghaseyo meus biscoitinhos!! (eu sei, que péssimo apelido. Mas foi o unico que me veio a cabeça)
bom, eu espero que voces curtam o cap. de hoje. está com treta, só digo isso.

boa leitura!

Capítulo 4 - Minha vida cuzada


Fanfic / Fanfiction "Amor da minha vida" - Capítulo 4 - Minha vida cuzada

Depois de passar por tantas emoções hoje, ainda tive de pagar micão na frente do colégio. Hoje não foi mole não. Passei vergonha na frente da sala, tive de aturar uma menina chatinha pakas, gastei saliva com vacas que estavam pastando perto de mim, me encontrei com aquele garoto misterioso, Park e ainda caí de cara no chão. Legal né? Ótimo primeiro dia de aula.

 

Bom, vou contar mais ou menos como foi que aconteceu minha queda épica, que provavelmente não vai sair da mente das pessoas tão cedo.

 

Eu estava lá, andando a caminho do banheiro do colégio, quando eu esbarrei na sombra do satanás e acabei caindo de cara no chão. É serio, não tinha ninguém perto e de uma hora para a outra eu caio? Não mesmo, só pode ter sido o destino querendo que eu pague minha divida com o micão. Ele deve estar rindo de mim e perguntando “esse mico vai ser no debito ou no credito?”

 

Literalmente, TODO MUNDO RIU!

 

Sabe aquela multidão que estava nos jogos olímpicos, dentro do maracanã? Então, minha escola enche aquela bagaça e ainda sobra gente do lado de fora. Agora, imagina o maracanã inteiro rindo da minha cara suja? Pois é, a vida é fácil pra uns, pra mim, a vida é uma merda que está na merda.

 

Bom, eu estava lá caída no chão olhando para as desgraças rindo da minha cara, quando uma pessoa apareceu. Eu reconheci por ser Namjoon, aquele menino que eu conheci nos corredores da escola, quando estava perdida.

 

- Você precisa de ajuda? – Perguntou o menino. Não dava pra perceber não?

 

- Não, eu só estava vendo se eu passava do chão. – Falei na maior ironia. Acho que ele não captou a minha ignorância.

 

- Pensei que você tinha caído. Bom, acho que todos pensaram assim. – Ele olhou para trás.

 

- Só me ajuda a levantar e pronto. – Falei segurando sua mão. Levantei e percebi que meu braço estava doendo, quando fui olhar, ele estava sangrando e provavelmente estava com fratura exposta.

 

“Nossa, como sou exagerada”

 

- Ai meu Deus, eu vou morrer! – Eu meio que gritei isso. Quanto exagero. Misericórdia.

- Calma você só ralou. Tente não pensar na dor. Acho que isso funciona. – Olhei pra ele com a maior cara de cú que eu já fiz em toda a minha vida. Assim que ele falou isso, uma menina correu e pulou em cima dele gritando meu nome. – Ai, minha bunda! Go Ara!  – Tinha que ser.

 

- Tente não pensar na dor, acho que isso funciona. – Joguei a indireta no ar. Acho que ele percebeu, pois me olhou com uma cara de cú horrível. Kkkkk!

 

- Menina, o que houve com você? – Assim que a morena me viu, saiu das costas do amigo e veio me acudir.

 

- Estou bem. Bom, pelo menos agora eu estou.

 

- Olha, não me bate não, mas... Foi bem engraçado. – Quando ouvi isso, fingi que ia bater nela e comecei a rir. A reação deles foi bem mais engraçada do que minha risada de cabrita parindo.

 

[...]

 

Depois de todo o incidente, fui pra casa comer alguma coisa, pois já estava ficando de mal humor por conta disso.

 

Quando cheguei a minha caverna, a comida já estava pronta, mas o estranho era que meu avô não estava. Bom, pelo menos o coroa deixou comida pronta. Sem comida eu não vivo e muito menos respiro. Sim, sou esfomeada mesmo, me julguem. Não vai ser o primeiro, o ultimo, nem o único.

 

Minha personalidade assusta muito as pessoas, principalmente quando elas me conhecem direito. Tipo, a pessoa está longe? Esta tudo bem. Agora quando a pessoa está perto, eu não posso fazer nada. Vão ter que me aguentar. Não é só porque sou gótica que não tenho humor.

 

Gosto muito quando as pessoas se assustam com a minha aparência, pois na maioria das vezes, me julgam por aí mesmo.

 

Posso andar de preto o tempo todo, mas é porque gosto da cor e ainda por cima, me deixa magra. Então, acho desnecessário a pessoa pensar que só porque eu ando de preto sou gótica e sou serva de satanás. Ao contrario, eu e ele não nos batemos. Somos tipo cachorro e gato, rato e queijo. Sabe quando dois irmãos não se gostam, aí quando brigam parece até o Mortal Kombat? Então, sou eu e ele.

 

Depois de comer e quase morrer engasgada com o macarrão cru. Acho que da próxima vez, vou comer na rua. Fui para meu quarto ficar mexendo do celular que para falar verdade, não mexo desde que me mudei pra cá.

 

Tinha mais de quatrocentas mensagens. Todas dos meus amigos do orfanato. E todas de hoje.

 

*WatsApp on*

 

                       #O bonde do Orfanatinho#

 

                                            HOJE

 

- AMIGA! Como foi a viagem?! Nem contou pra gente! Nossa quanta consideração... – Kate 06:07

 

- Vdd. Nem fala mais com os migo antigo. Já deve estar cheio de gente por perto... – Will 06:08

 

- Do jeito que a So Hyun é, deve estar cheio de ratos em volta dela e não pessoas. – Davi 06:09  

 

- Nossa, você é uma doçura Davi. – Rian  06:10

 

- Sou mermo, obrigada pelo elogio. –Davi  06:10

 

- Não acredito que eu saio por dois dias e vocês já saem falando mal de mim pela costa! Que feio! – Eu 06:11

 

- Apareceu!!! – Bob 06:11

 

- UHUUUUUU!!!!! – Richard 06:11

 

- Pensei que tinha morrido! – Kate 06:13

 

- Eu morri e as vacas não foram no meu enterro né?! Indignada! – Eu 06:14

 

- Olha o respeito, sou mais velho que você. Me chame de oppa. É assim que as meninas chamam os meninos mais velhos aí né? – Will 06:14

 

- Aff! – Eu 06:15

 

watsapp off”

 

Depois de conversar com as pestes da minha vida que mais amo, dei uma cochilada rápida, pois tinha de estudar para uma prova. Como cheguei no meio do ano, tenho que fazer uma prova para provar que sei tudo e estou habilitada para estar fazendo parte do ano em que estou.

 

[...]

 

Assim que acordei, percebi que tinha um barulho vindo da cozinha e claro, como sou meio preguiçosa, fiquei com uma preguiça do caramba de ir lá ver o que era.  

 

Uns minutos depois, entrou um cara no meu quarto arrombando a porta e gritando “mãos pra cima! Mãos pra cima! Isso aqui é um assalto.”

 

- Olha meu amigo, eu estou com preguiça, fome e sono. Vai roubar a casa de outra pessoa, por favor. – Falei nem levantando a cabeça do travesseiro.

 

- Se tá malukona garota?! Perdeu o juízo?! Levanta já dessa cama! Eu quero dinheiro! – Falou o carinha.

 

- Eu também quero, posso procurar com você? – Falei levantando da cama. Quando se trata de dinheiro ou comida, aí eu deixo minha preguiça de lado. Afinal, é dinheiro né. Estou precisando.

 

- Olha aqui docinho... – Ele falou passando a mão em meu rosto. Esse coroa está testando a minha paciência. – Ou você coopera com nós, ou você perde os miolo. – Péssimo dia para saber falar coreano.

 

- Olha aqui docinho... – Peguei a mão do desgraçado e torci ela para trás. – Ou você coopera comigo, ou VOCÊ perde os miolos. E vê se fala certo da próxima vez. Odeio pessoas que não tem o mesmo vocabulário que o meu. – Olhei o velhinho nos olhos e o larguei. Pronto, deixei meu recado.

 

- É agora que tu morre novinha. – Ele pegou a pistolinha de merda que tinha e já ia aperta o gatilho quando...

 

- Errou de novo. Você vai morrer. – Antes de o carinha soltar bala em mim, fui até ele como um ninja e apertei uma simples veia, que faz com que a pessoa durma. Isso me daria tempo para ligar para a polícia. – Já disse que era para ter falado certo arrombado do cacete.

 

Quando olhei pela janela, percebi que ele estava sozinho e sem nenhum carro ou algum automóvel para fugir. Não acredito que sujei minhas mãos com pessoas como essa.

 

Liguei pra policia, que por pura coincidência, chegou junto com meu avô. Relatei o ocorrido para eles e os policias e Inseong, ficaram de boca aberta. Não acreditaram quando falei que tinha derrubado um cara com um simples aperto em uma veia perto de seu pescoço.

 

- Para uma menininha, você é bem valente. A maioria das meninas da sua idade iriam se esconder e tentar ligar pra policia desesperadamente. Bom trabalho soldada. – Disse um dos policias.

 

- primeiramente: não sou uma menininha. – Disse de forma seria. – Segundamente: pessoas do tipo MFSV, não são párias para mim. – Falei por final.

 

- Do tipo MFSV? – Perguntou o policial com curiosidade.

 

- “Merda, Ferrado e sem vocabulário”, era assim que meus amigos do orfanato chamavam gente como esse cara.

 

- Gostei e aderi. – Falou o policial por fim.

 

Depois dessa noite, está escada eu nem ir para o colégio amanhã. Como não estudei e tenho a bendita prova, só acho que estou muito ferrada.

 

Bom, uma comida da lanchonete e uma boa dormida, acho que posso acordar disposta amanha. Posso levantar um pouco mais cedo e dar uma estudada na matéria. Como sou uma nerd, sou boa na matéria.

 

watsapp on”

 

- Amanhã tenho aula galera. Estou muito ferrada e ainda tenho prova. Bom, eu amo vocês e nunca esqueçam de mim. Bjs! – Eu 20:34

 

watsapp off”


Notas Finais


E esse foi o cap. de hoje. adorei a treta que So Hyun arranjou com o ladrao. preguiçosa ela não? kkkkk!

até o proximo cap. meus biscoitinhos!

bjs! Annyeong!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...