História Amor de Dragon Slayer - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~RedDragonKing

Postado
Categorias Fairy Tail, High School DxD
Personagens Acnologia, Akeno Himejima, Aquarius, Aries, Asia Argento, Cana Alberona, Chelia Blendy, Doranbolt, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Grandeeney, Happy, Igneel, Issei Hyoudou, Levy McGarden, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rias Gremory, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Yuuto Kiba, Zeref
Tags Nawen, Wentsu
Exibições 285
Palavras 1.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vai ter gente querendo me matar depois desse capítulo...

Capítulo 11 - 011- O desespero de uma fada


Capítulo 011- O desespero de uma fada

Todos olhavam para Romeu tensos. Ele usava um sobretudo, que não permitia se ver nada por baixo do mesmo. Natsu havia se levantado, e Wendy estava atrás dele, mas em posição de combate. No lugar de onde deveria estar a marca da Fairy Tail, havia uma parecida com a da Fairy, porém uma lança cortava essa fadinha. Ele bateu a mão no braço onde estava carimbado esse brasão.

—Então gostaram do brasão da Fairy Hunter? - Todos olhavam para ele com raiva. - Quem eu vou começar a caçar hoje?

—Some daqui, seu pirralho maldito - Disse Gajeel ficando ao lado de Natsu. - Você não vai encostar a mão na minha imouto.

—Heh? - Romeu parecia entediado. - Eu não vim pegar a Wendy. - Todos olharam para ele desconfiando. - Não hoje. Eu vim apenas para testar meus novos poderes. Pode ser com vocês, dragões fracos, podem vir os dois.

Natsu e Gajeel se irritaram, e pularam na direção do garoto, que sorriu, vendo que eles haviam caído na provocação.

TETSURYUKON! - O braço de Gajeel virou um bastão, e ele tentou atingir Romeu com ele que desviou sem dificuldades.

—É só isso, Dragão de Ferro? Metalicana deve estar tão decepcionado… - Disse ele irritando ainda mais o moreno.

KARYUU NO TEKKEN! - Natsu não perdeu tempo, e com a mão cercada de chamas, e ele atingiu Romeu no rosto, o jogando longe. - Cale a boca, maldito!

—Só isso? - Perguntou Romeu andando lentamente como se não tivesse sido atingido. - Que lixo…

—Não abaixe a guarda! - Romeu olhou para lado vendo Gajeel correr na direção dele - TETSURYUSO! - O braço do Dragon Slayer virou uma lança, e ele tingiu Romeu no rosto, fazendo um corte. Romeu deu alguns passos recuando e Natsu aproveitou.

KARYUU NO YOKUGEKI! - Exclamou e ele com os braços rodeados de chamas, que estavam no formato de asas de um dragão. Ele atingiu Romeu, causando uma explosão. - Isso é pra… O QUÊ!?

Romeu saiu da fumaça andando parecendo emburrado. Ele passou a mão no rosto onde Gajeel havia cortado.

—Vocês me irritaram. - De repente o garoto sumiu, deixando Gajeel e Natsu alertas.

—Onde o maldito tá? - Gajeel olhava para todos os lados.

—Bem aqui. - O garoto aparece atrás de dele, e com o punho rodeado de chamas roxas ele socou Gajeel nas costas, que voo na direção de Natsu. O rosado conseguiu segurar o outro, que se recuperou, e ficou de pé. Romeu sorriu de lado, e sumiu novamente.

—Merda. - Disse Natsu olhando para todos os cantos. De repente, eles várias chamas roxas aparecem, cercando Natsu e Gajeel, deixando os dois alertas. Romeu aparece novamente, e estrala os dedos. As chamas começam a se mover com velocidade na direção dos Dragon Slayer. Sem ter como desviarem, os dois são atingidos várias vezes, já que tinham mais de cem chamas daquelas. Natsu e Gajeel caem enfraquecidos, quando Romeu vai até eles, e saca uma espada de chamas negras, e começa a atingi-los com a mesma. Todos assistiam sem fazer nada, pois estavam paralisados. Wendy manda um rugido, que quando chega em Romeu, o garoto move a espada, e o rugido atinge Natsu e Gajeel. Deixando a garota de olhos arregalados.

Logo Romeu bate neles com a espada jogando eles para cima. E quando ia dar o golpe final, um trovão atinge ele, o jogando longe, e Natsu e Gajeel caem no chão desacordados. Nisso entra Laxus, com faíscas saltitando de seu corpo.

—Que merda é essa? - Ele olha para Natsu e Gajeel quase destruídos no chão. - Como você ficou tão forte…?

—Laxus? - Romeu sorri maldosamente - Que honra ver você. - Ele se abaixa em reverência, mas ergue o rosto com uma expressão maldosa.

Logo onde o loiro estava, uma forte chama negra o engole, assustando a todos. Um raio destrói a chama, e mostra Laxus ofegante, e com parte de suas roupas destruídas. Romeu começa a andar na direção de Laxus, porém para quando ouve uma voz feminina.

FAIRY LAW! - Mavis estava com as mãos juntas, um selo mágico com o brasão da Fairy Tail no centro surge, e um clarão é direcionado a Romeu. O clarão chega no menino, e logo todos tem sua visão ofuscada, sendo obrigados a fechar os olhos.

Quando conseguem reabri-los, veem Romeu e uma loira olhando para todos eles. A loira usava um sobretudo igualmente Romeu, seus cabelos estavam bem maiores, e nas costas de seu sobretudo o mesmo brasão do braço de Romeu. Lucy estava com os olhos vermelhos. E Romeu parecia entediado.

—Lucy-nee, por que não deixou…

—A Fairy Law é mortal para inimigos como nós - Disse a loira sem sentimento algum ao ver seus antigos nakamas. - Isso te mataria, e eu teria problemas com o mestre, portanto seja menos imprudente.

Romeu bufa de tédio. Lucy ergue uma mão na direção do céu, e um forte clarão amarelado surge dali, mostrando em seguida que os dois haviam sumido. Wendy e Levy correm até Natsu e Gajeel, enquanto Laxus cai de joelhos, parecendo fraco.

—Natsu, acorda - Ela implorou enquanto curava o rosado. Ela colocou uma mão em cima de Natsu e outra em cima de Gajeel, e ambas as mãos emitiram um brilho esverdeado. - Acordem, por favor… SE LEVANTEM, ACORDEM, GRITEM, BRIGUEM, FAÇAM ALGUMA COISA, MAS NÃO MORRAM! - Todos assistiam aquilo desesperados, mas sem poder fazer nada. - Por favor… - As lágrimas desciam sem controle pelos olhos da Dragon Slayer - Por favor…

Mira estava ajudando Laxus a se levantar, enquanto observavam o desespero de Wendy. O loiro apertou o punho nervoso. Não podia aceitar aquela derrota, assim como não entendia o que estava acontecendo ali.

—W-Wendy… - Murmurou Natsu se levantando devagar. A azulada grudou no pescoço dele e o beijo em desespero.

—Não morra, você prometeu! - Wendy chorava em desespero. - Não morra, não morra, eu não permito…

Gajeel e Levy assistiam a cena querendo fazer algo pela azulada.

—Eu to aqui, calma - Natsu abraçou ela escondendo o rosto dela em seu tórax. - Que merda…

—Como ele… - Gajeel estava com a voz falha de tanta frustração que ele sentia naquele momento. Levy escondeu seu rosto no tórax do moreno, que sentiu as lágrimas dela. - Levy…

Os Exceed se aproximaram, e ficaram do lado de seus donos. Laxus olhou para Makarov, que estava de cabeça baixa tremando de ódio.

—Vovô - Disse o Dreyar mais novo sentindo um pouco da raiva de seu avô. - O que aconteceu enquanto eu estive fora?

—Mirajane, explique tudo pra ele. - Disse o Mestre da Guilda. - Eu vou tentar saber algo da Fairy Hunter. Primeira, a Guilda está em seu comando enquanto eu não voltar.

—Macky… - A loira olhou tristemente para o homem que ela escolheu o nome há oitenta anos atrás.

Antes que alguém pudesse fazer algo, Makarov saiu dali, sumindo nas ruas de Magnólia.

Wendy dormia, sob efeito de um calmante que Lisanna tinha arrumado para dar para ela. Natsu estava sentado no balcão, com Laxus e Gajeel, os três frustrados por causa daquela derrota.

—Como ele ficou tão forte? - Natsu estava furioso. Ele deu um soco na madeira do balcão.

—Ele e o inútil do pai dele... - Disse Laxus nervoso. - Quem diria que iriam ser traidores?

—Filhos da puta isso sim - Resmungou Gajeel. Mira sorriu tristemente para os três, ela sabia que Dragon Slayer, primeira ou segunda geração eram bem orgulhosos. Ela olhou para Wendy que dormia com a cabeça no colo de Erza, enquanto essa fazia carinho na mesma. - Imouto…

Ela percebeu que os três olhavam para Wendy. Natsu sentia raiva por ter sido derrotado tão facilmente. Como ele protegeria ela, se não podia nem derrotar o pirralho que um dia foi seu fã?

Sem que eles percebessem, Mavis chega até eles. A loira se senta do lado dos Dragon Slayer.

—Vocês estão bem? - Perguntou a loira olhando para os três.

—Fisicamente sim… - Começou Laxus.

—Mentalmente já é outra história. - Continuou Natsu debruçado no balcão da Guilda. Mavis olhou para baixo. Se ao menos a magia dela tivesse acertado…

—Acho que vamos ter que ficar mais fortes para enfrentar eles. - A primeira mestra olhou para os três que assentiram. - Amanhã, se vocês s estiverem melhor eu vou começar um treinamento com vocês.
Natsu, Gajeel, Levy, Erza e eu iremos morar com você e Wendy a partir de hoje.

Os três olham para a loirinha surpresos. Ela se levantou dali, e subiu para o escritório de Makarov. Laxus deu um meio sorriso, e se levantou.

—Bom, então até amanhã. - O loiro saiu da Guilda antes que alguém falasse mais alguma coisa.

Natsu olhou para o loiro, que saia da Guilda, provavelmente na direção de sua casa, que o rosado não sabia bem onde era. Ele voltou a se debruçar no balcão, enquanto Gajeel observava Levy e Erza conversando. De repente Natsu se levantou rapidamente, quando finalmente percebeu o que Mavis tinha dito. Gajeel pareceu perceber junto com ele.

—Ela quer que nós vamos morar todos juntos? - Perguntou Natsu surpreso.

—Sim… - Gajeel pareceu não entender bem. - O QUE?!

Mavis ouvia tudo da escada, e deu uma risada ao ver que os dois Dragon Slayer tinham percebido direito o que ela tinha dito. Ela se lembrou de algo.

Se tudo der certo… Eu vou poder voltar a vida… No meu corpo.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...