História Amor de fã - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo
Personagens Christian Figueiredo, Personagens Originais
Visualizações 22
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - O dia D


Naquela segunda feira peguei meu dinheiro pra ir em São Paulo estava tão feliz mas um pouco nervosa

- vai pra aonde - minha irmã pergunta

- vou pra SP - arrumo minhas malas

- mas a prova e quarta feira - ela viu minhas coisas - o que você vai aprontar

- eu só vou ficar na casa de uma amiga - eu não queria que ela soubesse da minha ida pra lá

- ah a Lucia - tive que concordar - mas espera aí ela não mora em São Paulo ela mora em São Caetano

- mas é lá que eu vou ficar não é longe de lá - ela não estava convencida

- me fala o que tá acontecendo menina por favor - eu não estava muito afim de falar

- tá bom eu vou ficar na casa do Chris tá satisfeita - ela arregalou os olhos

- o menino do YouTube que você foi na peça - concordei com a cabeça

- ele mesmo - disse fechando a mala

- mas ele tem tantos fãs pra que ia te receber em casa - eu também me fazia essa pergunta

- é o que estava pensando também - fiquei vermelha

- por favor usa camisinha - fiquei horrorizada

- pqp menina vira essa boca pra lá - meu Deus minha irmã não tem noção

- só tô avisando quem avisa amigo é - ela saiu

Peguei a mala sai até a rodoviária passei pela sala e nem meu irmão nem minha mãe me deram bola fechei a porta e peguei o uber , primeira vez que ia pra São Paulo sozinha e ia ficar muito tempo lá , o máximo foi 2 dias agora uma semana e meia nunca

- por favor uma passagem pra SP - pedi pro atendente

- sim - ele me mandou escolher a poltrona

Peguei a passagem e fiquei esperando um tempo até o ônibus partir sentei na poltrona e fiquei esperando alguem sentar do meu lado mas o ônibus estava praticamente vazio só tinha 10 pessoas dentro

Quanto mais passava mais o nervosismo aumentava , peguei o celular pra ver o que as meninas estão falando

Alana : amiga pega pelo queixinho aproveite que ele está solteiro

Carol : vai lá e esvazia ele

Thalita : vai lá e mostra pra que veio

Vitória : ele vai querer te namorar menina fica de olho

Ana vitória : a lá a estrela

Ana : vocês são loucas meninas ele só quer me receber na casa dele por causa da prova

Mariana : que babado que a Ana vai na casa do Chris

Ana : gente vou andar de porche com ele e ir pra faculdade arrasando

Mariana : virou o Henry amiga

Ana : talvez 😂😂

Carol : tá bom vai lá com o Chris e esqueça os amigos

Ana : eu nunca vou esquecer vocês tá bom agora deixa eu ir por que já chegamos

Peguei minha mala que estava em cima do compartimento e pergunto ao motorista

- aqui e a última parada - ele concorda com a cabeça - então tenha um bom dia

- pra você também - ele fechou a porta do ônibus assim que sai

Fui até um dos bancos perto da entrada olhei pro lado e ele não estava em lugar nenhum , mandei mensagem

Ana : já estou em São Paulo tô te esperando na rodoviária

Chris : também estou aqui sabe a entrada então , segue reto e tem um jornaleiro é la que estou

Andei até o jornaleiro , e lá estava ele com uma camisa da coleção cabelo parecendo porco espinho

- Olá - dei um beijo na sua bochecha - tudo bom

- tudo e você - ele me abraçou - nossa como você está linda

- tô toda desarrumada não tô linda - disse timidamente

- você tá linda pode acreditar - ele pegou as milhas malas - vamos pra casa

- você que manda - abriu as portas do carro pra eu entrar

Ficamos em silêncio durante a viagem toda eu estava muito nervosa eu não sabia qual era a pretenção dele de verdade

- por que está tão quieta , eu não sou um pedófilo - ele tocou na minha mão

Senti meu corpo inteiro estremecer quando ele tocou na minha mão , olhei o sorriso dele percebi que ele estava iluminado

- o que houve - ele deu risada

- você está tão radiante eu que pergunto - nos dois nos aproximamos um do outro

- é que seu sorriso tá me contagiando - ele olhou no fundo dos meus olhos - você tem um olhar penetrante também

- que é isso eu só sou uma garota normal - sorri timidamente

- não é não - ele pegou meu rosto - você é única

Caraca nunca imaginei que ele ia falar isso me senti especial simplesmente dei o maior sorriso que podia dar

- você é galanteador assim mesmo Christian Figueiredo - me afastei dele

- só com alguém que eu amo - ele riu - principalmente você

- sou só uma das suas fãs entre tantas outras - ele não se cansava

- eu gosto de todas minhas fãs - ele olhou no fundo dos meus olhos

- então por que gosta tanto de mim - me surpreendi - não sou nenhuma Gisele tá bom

- você é muito linda - tentou me beijar

- pode me largar mocinho sou uma garota difícil - ele era muito sem vergonha

- então pare tá bom - mandei ele se afastar

- então você pode ficar aqui se quiser e só colocar do jeito que você quiser - ele me mandou entrar e tinha um quarto lá

- muito obrigada - entro lá dentro - vou arrumar as coisas aqui tá bom

- tá bom - ele me deixou sozinha

Me achei estranha naquele momento dentro da casa dele ainda mais quando se é fã não faço idéia de como esse menino acabou se apaixonando por mim , sou uma garota normal

- tá com fome - neguei com a cabeça - você tem certeza não tenha vergonha de pedir

- só um pouco - mexi no cabelo

- tudo bom então - ele foi até a cozinha

Voltou com uma bandeja de frutas , era o que precisava naquele momento , estava precisando de algo doce peguei e comi 

- Chris se não se importa posso ver o jogo - ele jogou o controle peguei com precisão

- você que manda Ana - ele deitou no sofá - quer mais alguma coisa

- não muito obrigado - fui até a cozinha e lavei o prato

- não precisa deixa aí - ele se virou para me olhar 

- ainda nem começou o jogo - guardei o pote no armário - Chris por que você nunca saiu do armário hein 

- engracadinha - mostrou a língua

- você não sabe do que sou capaz - me joguei no sofá 

- da pra perceber pelo FC tá - ele riu 

- então eu tenho prova quarta feira - me deito

- tá bom eu te levo

Nós dois ficamos rindo durante um tempão sobre bobagens e outras coisas

Estava tão feliz 




Notas Finais


Gente tomara que gostem
Um beijo Na teta esquerda e TCHA-AU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...