História Amor de Harley e Joker.


Escrita por: ~


Sinopse:
Sou um nojo de pessoa, não aturo mesmices, pessoas efusivas, sou simpático com quem eu quero, não me sinto obrigado a agradar ninguém. E o melhor, não ligo pro que os outros estão pensando.Tem pessoas que deviam comer maquiagem pra ver se ficam mais bonitas por dentro.Frio sarcástico e sem coração. Foi no que eu me transformei. E só agradeço à sociedade.Como diria meu cirurgião plástico: 'Se tiver que morrer, morra sorrindo!Você pode se vingar do mal, sem se tornar parte dele?Todos temos algo a esconder... Algo obscuro dentro de nós, que não queremos que o mundo veja. Então fingimos que está tudo bem.Eu nunca me importei muito com o conceito de inferno, mas se ele existe, eu estou nele.Nunca estou bem... Quando me perguntam "tudo bem?", sempre respondo sim. Mas na verdade sempre há algo me aborrecendo.Frio? Calculista? Não! Apenas analiso bem as situações antes de tomar uma atitude precipitada, agindo com sentimentalismo. Sou racional, impulsiono meus atos sob o controle da mente, não do coração; mas isto não quer dizer que eu não tenha sentimentos.E pra quem não tinha a intenção de sentir nada, eu estou sentindo é muito.Não vivo para agradar ninguém, pois quando for fazer as minhas escolhas terei de as enfrentar sozinho.Aí o tempo para e eu me acalmo, abro os olhos e encaro o mundo, e pela primeira vez vejo através dele e entendo a piada: Nada é real.O que não nos mata nos torna estranhos.Destruindo tudo que toca. Talvez seja assim que o mal funcione.Introduza um pouco de anarquia. Perturbe a ordem vigente e então tudo se torna um caos. Eu sou um agente do caos. E sabe, a chave do caos é o medo!Não sei amar, isso é um fato. Mas sei gostar demais, cuidar demais, me preocupar demais. Tudo em overdose.Cansei. Cansei de pedir desculpa por quem eu sou. Cansei de ouvir de todo mundo como é que se trabalha, se ama, se permanece, se constrói, cansei.De certa forma, é bom saber que não sou o único fingindo ser normal.- Já passou pela sua cabeça que esses amigos imaginários são coisas da sua cabeça?
- E já passou pela sua cabeça, Doutor, que somos somente coisas da imaginação deles?Não sou legal. Não sou simpático, quando eu era mais novo queria matar as pessoas... na verdade muitas eu ainda quero matar.Não sou mau. Tenho apenas um desvio de caráter, que prejudica as outras pessoas. Bem todo mundo tem um defeito não? O meu é esse, e se eu fosse você, tomaria muito cuidado.Vamos colocar um sorriso nesse rosto.Apenas confie em alguém que consiga ver estas três coisas em você:
a dor por trás do seu sorriso;
o amor por trás da sua raiva;
a razão por trás do seu silêncio.A honra e a moral deles são uma piada de mau gosto.
Coringa. Já estive morto uma vez. É muito libertador. Deviam pensar nisto como numa terapia.Por que tão sério?Riram da minha ida, vão chorar com a minha volta.As memórias são traiçoeiras! Num momento você está perdido num carnaval de prazeres com o aroma da infância, os neons da puberdade. No outro, elas te levam a lugares onde a escuridão e o frio trazem
à tona as coisas que você queria esquecer.Eu sou um agente do caos.Quando o mundo acabar, essas tais pessoas civilizadas vão comer umas às outras.E se eu tiver que morrer que seja sorrindo.Basta um dia ruim para reduzir o mais são dos homens a um lunático.O meu amor pelo Coringa é mais forte que as paredes de um asilo!
Arlequina.Às vezes a vida é dura. Você recebe choques e mais choques. Parece que querem derrubar o mundo sobre sua cabeça.
Por isso, sempre sorria!
Se tiver que morrer, morra sorrindo!
Se tiver que matar, mate sorrindo!
E sempre coloque um sorriso no rosto das outras pessoas.
Nem que para isso precise rasgar-lhes a face de orelha a orelha.O meu pudinzinho é meio temperamental, mas qual é o relacionamento que não tem seus altos e baixos?
Precisa de ajuda? Veio ao lugar certo. Recomendo uma lobotomia!Oh, vá lá, Pudinzinho! Você não quer acelerar na sua "Harley"? Vroom Vroom!Não gostaram do meu show, foi? Bem, tentemos esse então: "Quando os animais atacam pessoas que odeio!" É uma comédia.Não importa o quão insano você é. Existe sempre alguém para completar a sua insanidade.Você acha que me mete medo? Eu já conheci o medo, e você não tem o sorriso dele!Encontre algo que você ame, e deixe que isso mate você.
Às vezes você precisa juntar duas pessoas insanas para ter uma relação normal.Eu acredito que aquilo que não nos mata nos torna mais... estranhos.Não fale como um deles. Você não é! Mesmo que quisesse ser. Para eles, você é só um louco, que nem eu! Eles precisam de você agora, mas quando não precisarem mais, vão te jogar fora que nem um leproso! Entenda... a moral deles, o código, é uma piada ruim.Um pouco de conflito em você. Eu gosto disso.Me avise quando começar a levar as coisas mais a sério.
Isso é o que acontece quando uma força que não se pode parar encontra um objeto imóvel.E eu achava que minhas piadas eram ruins…Eu pareço alguém que tem um plano?O único modo razoável de se viver neste mundo é sem regras!Eu não sou um monstro. Só estou na vanguarda.Você tem todas essas regras e acha que elas vão te salvar.Pra eles, você é só uma aberração, como eu.Seja forte nos momentos ruins.Eu não quero te matar. Você me completa.Os criminosos nesta cidade costumavam acreditar em coisas. Honra. Respeito. Agora olhe para si mesmo! Em que você acredita? No que você acredita!

O Coringa: Acredito que tudo que não nos mata simplesmente nos torna mais... estranhos.Em um relacionamento corra sempre ao lado, jamais corra atrás.É necessário deixar para tras tudo que te impede de seguir em frente.Ser louco é ser original nesse mundo de replicas.Nem todos nascem com as mesmas oportunidades. Mas isso não quer dizer que você não pode alcançar seus objetivos.É fácil inveja a vitória de um guerreiro, difícil é inveja a experiência q ele teve na guerra.Meu objetivo é ir alem do que eu possa imagina, é muito alem do que a correria possa me proporcionar.
Joker and Harley Quinn
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Harley Quinn, Joker
Exibições 4.083
Comentários 65
Palavras 9.534
Terminada Sim

Fanfic / Fanfiction Amor de Harley e Joker.
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
O começo de tudo.
0
338
423
 
2.
Presente para o Coringa
0
308
583
 
3.
Que comece a loucura!!
1
267
680
 
4.
Tanque de ácido
1
237
263
 
5.
Novo estilo
3
240
485
 
6.
Treinamento, amor, sinceridade e boate
2
238
401
 
7.
Puddin está com câncer???
4
226
391
 
8.
Eu morreria por ele
3
191
404
 
9.
Cirurgia
2
184
258
 
10.
Uma nova amiga
4
180
328
 
11.
Amiga de crime
3
172
331
 
12.
Gravidez???
3
194
408
 
13.
O Pedido
5
178
503
 
14.
Ultrassom
3
172
417
 
15.
Bella e Henri
3
165
533
 
16.
Parque, Sorvete e Morceguinho
6
152
648
 
17.
A morte do Morcego
5
141
244
 
18.
14 anos...
5
135
730
 
19.
Tortura
3
120
826
 
20.
Praia
3
119
501
 
21.
Forever (final)
6
126
177

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

O autor dessa História ainda não destacou nenhum comentário.