História Amor de Infância - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Bickslow, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Jura Neekis, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria
Tags Fairy Tail Nalu Amor Infância
Exibições 172
Palavras 1.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Estou de volta! Último capítulo do sábado. Boa Leitura 😘

Capítulo 50 - Capítulo 49


O sol brilhava e dizia que mais um dia havia se iniciado e seria um dia muito feliz, mas uma certa loira não estava nenhum pouco feliz ela andava em passos pesados em direção da mesa onde estavam a Lisanna, Jenny e o Loke que riam achando que seu plano havia dado certo.
-Você é uma vaca, mesmo né?- A Lucy falou olhando irritada para a Jenny.
-O que você quer dizer com isso, querida?-A Jenny perguntou com uma voz de quem não sabe de nada.
-Do que estou falando?- A Lucy perguntou com desdém.- Você fica por aí se esfregando no namorado das outras.
-Eu não me esfregou em ninguém, são os rapazes que me querem. O seu não foi diferente.
A Lucy soltou uma risada setica e olhou.
-O Natsu não precisa de você, uma loira oxigenada quando se tem alguém bem original e melhor que você.
-Me poupe, você não quer acreditar que o Natsu veio até a mim para lhe satisfazer, já que a namorada dele não pode fazer isso.
A Lucy meteu um tapa no rosto da Jenny que deixou até a marca.
-Talvez você aprenda, a não se meter com o namorado das outras. E aprenda a não precisar roubar o namorado dos outros pra se satisfazer ou achar que é superior.
A Lucy saiu andando e foi junto dos seus amigos. A Jenny estava abismada com aquilo, como aquela loira podia bater nela?
-Ela vai pagar.- A Jenny sussurrou.- Loke! Lisanna! Vamos acabar logo com esse casalzinho ridículo.
                                   *****
Três semanas se passaram, mas não foram tão fáceis e animadas para todo mundo não a Mavis ainda estava internada no hospital e parecia não ter melhorado nada. Mas não foi só nossa pequena loira que estava mal não, ultimamente a Lisanna andou vomitando e se sentindo mal e pra piorar sua menstruação estava atrasada o que só deixava a albina mais preocupada.
-Lisanna, você tem certeza que está bem?- A Mirajane perguntou para irmã.- Você anda vomitando.
-Tenho certeza sim.- A Lisanna falou sorrindo.
-Mesmo assim, vou te levar no médico. Precisamos ter certeza que não é nada grave.
-Tá bom.
A Mirajane pegou as chaves do carro e as duas saíram de casa, enquanto a Mira dirigia a Lisanna já imaginava o que ela tinha e isso não a agradava nem um pouco. Assim que a Mira estacionou de frente para o hospital, o coração da irmã menor já estava batendo rapidamente.
As duas logo foram atendidas por uma médica de cabelos laranjas e olhos verdes, a Lisanna estava sentada de frente para a doutora assim como a Mira.
-Então o que aconteceu? - A Doutora perguntou.
-A minha irmã andou vomitando bastante, nessas últimas semanas.- Mirajane disse.
-Entendo. E por a caso sua menstruação está atrasada?
-Sim.- A Lisanna respondeu.
-Preciso fazer um exame de sangue. Tudo bem?
-Claro.
-Venha comigo por favor.
A médica se levantou assim como a Lisanna e foram até o laboratório para fazer o exame, enquanto a médica tirava o sangue da albina a mesma já estava nos nervos com aquilo. Quando terminou as duas voltaram para a sala onde a Mirajane já as esperava.
-O exame vai ficar pronto no final do dia. Podem passar aqui para buscar.- A Doutora falou.
-Muito obrigada Doutora.- Mirajane falou sorrindo.
As duas albinas saíram do hospital, a Lisanna olhou pra irmã e sorriu.
-Mira-nee eu preciso ir na casa do Loke, então pode ir pra casa na frente.
-Está bem. Mas se passar mal pode me ligar.
-Vou sim.
A albina mais velha entrou no carro e foi embora, a Lisanna começou a andar em direção da casa do ruivo que não era tão longe a mesma já havia ido lá algumas vezes para ter relações sexuais com o mesmo. Assim que chegou na casa do mesmo, bateu na porta e não demorou para o ruivo atender, ele sorriu ao ver a albina.
-O que faz aqui, querida?-O Loke perguntou.
-Preciso te contar uma coisa.- A Lisanna falou séria.
-Vejo que o assunto é importante. Então entra.
A Lisanna entrou na casa do Loke e olhou para o mesmo que estava a olhando com  sorriso sedutor e seus braços cruzados por cima de seu peito nu.
-O que é tão importante assim?-O ruivo perguntou.
-Loke eu fui no hospital fazer um exame de sangue, porque nessas últimas semanas eu andei vomitando e a minha menstruação está atrasada.- A Lisanna começou a falar.
-E o que eu tenho a ver com a sua saúde?
-Loke eu posso estar grávida e essa criança também é sua.
-Grávida?
-É.
O Loke começou a olhar para a albina que agora estava séria, ele começou a rir o que deixou a albina estranhando esse comportamento. Ele não deveria rir era algo sério.
-Isso é ótimo.-O Loke falou.-Perfeito. Essa gravidez apareceu em ótima hora.
-O que quer dizer com isso?- A Lisanna perguntou.
-Que essa criança vai fazer o que a gente não conseguiu. Ela vai separar o Natsu e a Lucy.
-Como assim?
-Ora minha querida albina, você vai falar que essa criança é do Natsu.
-Eu e o Natsu já terminamos faz um mês e meio. Essa criança não poderia ser dele.
-Aí que você se engana, você irá falar pra ele que começou a sentir os sinais agora é que já está de nove semanas.
-Mas é mentira eu devo estar de quatro semanas.
-Isso não importa. E caso ele peça um exame de DNA, vai ser só quando a criança nascer, mas eu divido que o Natsu desconfie que você andou tendo um caso comigo.
-É, concerteza a Lucy vai terminar com o Natsu quando saber dessa gravidez. Eu topo.
-Você é muito esperta, vai ter o Natsu só pra você e eu a Lucy.
O Loke agarrou a cintura da albina e começou a beijar a mesma que retribuiu, o beijo era ardente e cheio de desejo.
O dia passou rápido e já era fim de tarde e com isso a Mirajane e a Lisanna, se dirigiam até o hospital para ver os resultados do exame que a Lisanna havia feito mais cedo. Elas entraram no hospital e foram até a recepcionista.
-Oi.- A Mirajane falou sorrindo.-Nós viemos ver os resultados do exame de sangue que minha irmã fez hoje.
-Claro.-Uma moça falou.-Como ela se chama?
-Lisanna Strauss.
-O seu exame está com a Doutora Mirian, vou avisá-la que estão aqui.
A moça ligou para alguém no telefone e logo depois disse que a Doutora estava esperando as duas em seu consultório, as duas albinas se dirigiram até o consultório bateram na porta e ouviram que podia entrar.
Elas entraram e viram a médica sentada olhando um papel, as irmãs se sentaram a frente da doutora que ergueu seu olhar para ver ambas.
-Esse aqui é o exame da Senhorita Strauss. -A Doutora falou.- Eu li e já sei o que você tem.
-E o que é, doutora?-A Mira perguntou preocupada.- Minha irmã está muito doente?
-Eu não diria que ela está doente.
-Não? Então o que é?
-Sua irmã está grávida.
-Grávida?
-Sim.
A Mirajane olhou para a Lisanna, que estava de cabeça baixa.
-Muito obrigada, doutora.- Mirajane disse.
-Você precisará ter uma alimentação saudável.- A Doutora falou olhando pra Lisanna.- Precisaremos começar o pré-natal.
-Pode deixar, vamos ter bastantes cuidados.- A Mirajane falou.
-E eu recomendo contar para o pai da criança.
-Vou fazer isso. - A Lisanna falou.- Hoje mesmo.
Assim que se saíram do hospital a Mirajane estava dentro do carro olhando pra frente, enquanto a Lisanna olhava pela janela.
-Quem é o pai, Lisanna?- A Mira perguntou.
-O Natsu, Mira-nee. Ele é o pai do bebê.
-Entendo. Vai contar pra ele?
-Claro. Ele merece saber que eu estou esperando um filho ou filha dele. Então você poderia me levar até o apartamento dele?
-Posso sim.
A albina ligou o carro e começou a dirigir em uma do hotel onde o rosado morava. No apartamento do Natsu ele a Lucy estavam aos beijos, o rosado passava as mãos pela cochas da Lucy e as apertavam fazendo a loira arfar. Ele retirou a blusa que a mesma usava e logo depois o sutiã da mesma, abocanhando seu seio direito e massageando o esquerdo a Lucy soltava gemidos, ele soltou o seio da loira e começou a dar o mesmo tratamento ao outro. A Lucy arrancou a calça do rosado e o mesmo começou a descer trilhas de beijos pela barriga da loira e chegou no shorts dela o tirou junto da calcinha da mesma, enfiou dois dedos na intimidade da loira e começou a fazer movimentos de vai e vem e a Lucy gemia. O Natsu beijou a Lucy e a mesma se agarrava ao mesmo, ele tirou seus dedos de dentro da Lucy e tirou sua cueca deixando seu membro a mostra e a penetrou ele dava estocadas rápidas e a Lucy gemia de puro prazer ela inverteu as posições e começou a rebolar por cima do Natsu que gemia, eles atingiram o orgasmo e a Lucy desabou no Natsu que saiu de dentro da loira.
Eles estavam deitados na cama ofegantes e suados, quando a campainha do apartamento do Natsu tocou, ele olhou pra Lucy e viu que a mesma já havia pegado no sono, ele se levantou com cuidado pra não acordar a namorada e vestiu uma roupa e foi atender a porta, assim que abriu viu a Lisanna.
-O que faz aqui? -O Natsu perguntou.
-Preciso te contar uma coisa muito importante.- A Lisanna falou.
-E o que seria?
-Posso entrar? Sabe esse não é um assunto para se conversar no corredor.
-Tudo bem. Entra.
A Lisanna adentrou o apartamento do Natsu e viu que havia algumas mudanças, as fotos que tinha dos dois foram substituídas por várias fotos da Lucy e do rosado e algumas com seus amigos, a Lisanna olhou pro Natsu e soltou um suspiro.
-Natsu, eu estou grávida. - A Lisanna falou. - E a criança é sua.


Notas Finais


Até sábado que vem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...