História Amor de Infância - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles
Personagens Jared Padalecki, Jensen Ackles, Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Gay, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Padackles, Romance, Wincest
Exibições 236
Palavras 1.960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - O cara novo


Jensen acordou sentindo dores fortes na região abdominal, abriu os olhos, ainda estava de madrugada. 
Ele se remexeu na cama, tentou ignorar a dor e voltar a dormir, mas aquilo estava sendo quase impossível. Talvez sua mãe tivesse algum remédio guardado, ela sempre tinha. 

Jensen se levantou da cama com um pouco de dificuldade, não queria fazer barulho para não acordar Jared, desceu as escadas em direção a cozinha. Com cuidado saiu fuçando o armário até encontrar a caixinha de remédios de sua mãe, tinham tantos, ela dizia que era por precaução, caso algum deles ficasse doente durante a madrugada. 

Procurou por algum remédio que o aliviasse da dor, pegou alguns compridos, leu alguns rótulos e... talvez aquilo ajudasse. 
Sem medo, Jensen engoliu os compridos com água, agora só tinha que esperar. 

Demorou algum tempo até que a dor passasse, mas foi aliviando aos poucos e Jensen conseguiu voltar a dormir. 

De manhã quando acordou, notou que Jared ainda estava aborrecido, ele - Jared - levantou-se da cama e não lhe deu bom dia, no café da manhã Donna não pôde deixar de notar que os filhos estavam quietos demais, não perguntou o que aconteceu, eles não eram mais crianças, não era como se ela pudesse colocá-los de castigo até que fizessem as pazes, mas que havia algo errado ela não tinha dúvidas. 

- meninos, hoje vocês vão ter que ir de ônibus, eu já estou atrasado, não dá tempo de deixar vocês na escola. - disse Roger.

- tudo bem, pai. - disse Jensen.

- tudo bem pra você, Jared? - Roger perguntou. 

Jared pareceu não ouvir, estava distraído demais enquanto brincava com a comida.

- Jared?!

- oi. - ele respondeu num susto quando Jensen chamou sua atenção.

- tudo bem se vocês forem de ônibus pra escola hoje? - Roger perguntou de novo. 

- sim, claro pai, por mim tudo bem. - ele disse. - eu já vou indo, não quero me atrasar. - Jared pegou sua mochila e saiu sem esperar por Jensen. 

- que bicho mordeu ele hoje? - Donna perguntou para Jensen.

- não sei, ele deve está de TPM. - Jensen disse.

- Jensen! - ela o repreendeu. - você não está atrasado? 

- é estou, eu já vou indo então. 

                                * * * 

Quando desceu do ônibus na porta da escola a primeira pessoa que Jensen viu foi Misha. Ele estava parado a porta, com uma mochila nas costas e um olhar ansioso, parecia estar a procura de alguém. 

Abriu um sorriso ao ver Jensen descer do ônibus. 

- estava esperando por você. - ele disse.

- é? e qual é a notícia importante? 

- eu quero que você me diga, e então o plano deu certo? 

- é... eu acho que sim. - disse Jensen, sem muita animação. 

- como assim "eu acho", diz logo, deu certo ou não?

- eu não sei Misha! Ele parece estar com raiva de mim... talvez a gente deva acabar com essa mentira.

- o quê?! justo agora que as coisas estão começando a ficar interessantes. - ele disse. - ele ficar com raiva é um bom sinal, um ótimo sinal, nós vamos continuar com o plano. - Misha sorriu com entusiasmo. 

                                 * * * 

Jared viu Jensen descer do ônibus e correr até Misha, com certeza iria falar sobre a nova namorada, ele estava tão irritado, não era pra estar, Jensen é seu irmão e tem o direito de viver, mas ele simplesmente não podia evitar. 

Quando atravessou o portão passou pelos dois  - que não notaram sua presença. 
Jared caminhou até o corredor onde ficam os armários, Chad estava lá e parecia distraído enquanto conversava com Matt Cohen. 

Ele se aproximou chamando a atenção dos dois.

- Chad

- hã... oi Jay

- há quanto tempo você voltou? 

- eu cheguei ontem

- hum. Por quê não me ligou? 

- não temos mais nada para conversar.

- Chad...

- Jared, não, por favor não vamos ter essa conversa de novo.

- droga,por que está fazendo isso comigo? - Jared perguntou.

Chad não respondeu,  baixou o olhar e Jared entendeu que não adiantaria tentar uma conversa. 

- então... terminou mesmo com ele? - Matt perguntou para Chad assim que Jared saiu.

- é terminei.

- então tudo bem pra você se eu...

Chad o interrompeu, sabia que Matt tinha uma quedinha por Jared, mas nunca se  tentou nada porque eles namoravam. 

- vá em frente, e boa sorte na hora de competir com o Jensen. - Chad disse e saiu deixando Matt confuso. 

                                   * * * 

Na hora do intervalo Jared quis ir até a mesa onde Jensen estava, mas viu Katie se aproximar e beijar seu irmão. 

                                   * * * 

- Katie, ele está olhando para cá, beija o Jensen. - Misha disse.

- como é? - Jensen perguntou.

- agora! 

Katie fez o que Misha disse.
Sentou-se ao lado de Jensen e o puxou para um beijo. 

O loiro ficou vermelho, ele sempre ficava quando isso acontecia. 

- Misha, eu acho que...

- shii, você não acha nada, o plano está dando certo, eu vi a cara que ele fez, Jared está morrendo de ciúmes. 

- eu estou começando a me arrepender de ter topado esse plano maluco. 

- eu beijo tão mal assim? - Katie fingiu estar ofendida.

- não! Katie claro que não, não é por sua causa é que... Jared está magoado comigo, eu não quero brigar com ele.

- querido, brigas fazem parte e as melhores são aquelas que terminam na cama. - Katie disse fazendo Misha e Jensen rirem. 

Depois das aulas os rapazes foram até o Monet's (1)  - a lanchonete que ficava próxima à escola. 

- por que as nossas reuniões tem que ser aqui? - Katie perguntou.

- porque o milk-shake daqui é muito bom. - Misha respondeu. - e qual o problema daqui? 

- o Henry trabalha aqui.

- e...? Você devia estar feliz em ver ele.

- ele acha que eu estou namorando o Jensen. 

- mas como? ele nem estuda na nossa escola.

- mas ele tem amigos que estudam lá, as notícias correm amigo.

- relaxa, eu resolvo isso pra você depois. Agora nos temos que pensar no que vamos fazer para deixar o Jared com mais ciúmes. 

Misha disse. 

A porta do Monet's se abriu fazendo os sinos balançarem, Jensen ficou olhando sem piscar para a porta. Misha parou de falar e virou a cabeça para olhar na mesma direção do amigo. 

                                   * * * 

Jared tinha acabado de atravessar o portão, caminhava com a mochila nas costas e a cabeça baixa, andava em passos lentos, não queria ir para casa, não queria ver Jensen. 

- Jared! Jared espera! - ele ouviu

- Matt? Aconteceu alguma coisa com o Chad? - perguntou preocupado

- o Chad? não, não ele está bem, na verdade eu queria falar com você.

- pode falar 

- será que podemos ir para outro lugar? O Monet's está bom para você?

- claro, vamos. 

Matt puxava assunto com Jared enquanto caminhavam até o Monet's, ele até conseguiu fazer o moreno dar umas boas risadas, mas Jared ficou tenso quando chegaram à lanchonete.

ficaram um tempo ali parados, Jared e Jensen se olhavam como se fossem dois estranhos, aquilo estava tão tenso que Matt se arrependeu de ter levado Jared ali. 

- Jared? - chamou atenção do moreno

- oi.

- vai ficar aí parado? - Matt disse. 

Segurou a mão de Jared e o levou até a mesa.

Misha e Katie arregalaram os olhos, Jensen fechou a cara, mas não disse nada. 

- Matt, o que foi isso? - Jared perguntou

- me desculpe, é que... você estava parado como se estivesse em transe, aconteceu alguma coisa?

- não, não aconteceu nada. 

- hm, então...  você sabe que o Chad é meu amigo não é? 

- sei

- e eu respeito muito ele por isso só estou me aproximando de você agora e...

- Matt...

- não, me escuta, por favor. - Matt disse. Jared ficou em silêncio esperando ele falar. - eu... eu gosto de você Jared, acho que sempre gostei, mas você namorava o meu amigo então eu fiquei na minha, mas agora... agora você está solteiro e eu pensei porque não? - Matt estava uma pilha de nervos, não parava de mexer a perna e morder os lábios. 

- Matt, você é um cara muito legal, e você é bonito, mas eu ainda não esqueci o Chad e eu também estou muito confuso em relação a outra pessoa eu não sei se essa seria uma boa hora para me envolver com alguém. - Jared disse 

- eu sei que você ainda não esqueceu o Chad, quanto a essa outra pessoa, bem... Eu não estou te pedindo em namoro, nós podemos ir com calma, nos conhecer melhor e quem sabe talvez você se interesse.

Jared ficou relutante, olhou para Jensen que estava na mesa à frente da sua. O loiro olhou e virou o rosto. 

- tudo bem. - Jared disse.

- vai ter uma festa na casa do Louis quinta-feira a noite, você quer ir comigo? 

- quero, claro você pode me buscar?

- claro, eu passo lá as oito.

- tudo bem.

                                  * * * 

- droga! tá dando tudo errado. - Jensen passava as mãos pelo cabelo, estava nervoso e com raiva. - você ouviu o que aquele cara disse pra ele? Ele se declarou, eu ouvi ele dizendo que sempre gostou do Jay e...

- Jensen pára! Assim você vai acabar abrindo um buraco no chão do meu quarto! - Misha disse. - fica calmo tá.

- como você quer que eu fique calmo? eu estou perdendo ele de novo! e... - Jensen parou de falar quando sentiu uma forte dor de cabeça, ele soltou um gemido de dor.

- Jensen? Hey olha para mim, o que houve?

- nada, estou bem. - ele respirava pesado, ainda sentia dor. - foi só uma dor de cabeça, eu estou bem

- você quer algum remédio?

- não, eu vou para casa, a minha mãe deve ter feito o jantar.

- tudo bem, tem certeza de que está mesmo...

- eu estou bem, não se preocupe.

Jensen voltou para casa, ainda sentia dor de cabeça, mas não quis preocupar ninguém. Pegou outra vez a caixinha de remédios de sua mãe e procurou algum que ajudasse. 

Jensen sabia que aquilo já estava passando dos limites, sabia que não podia ficar se auto medicando assim, mas porque ir ao médico por causa de uma bobagem daquelas? Era só uma dor de cabeça, todo mundo tem dor de cabeça. 

Ele pegou de volta sua mochila que tinha deixado largada em cima do sofá e subiu as escadas em direção ao quarto. 

Jared estava pendurado no telefone com alguém que Jensen presumiu ser Matt. 

O moreno desligou o telefone assim que notou a presença de Jensen ali.

- quem era no telefone?

- hã... é... o Matt

- Matt? Está saindo com ele agora? 

- estamos nos conhecendo melhor 

- hm...

- ... e a Katie?

- o quê que tem?

- como ela está? 

- bem, ela está bem... nós estamos.

- hm... vocês parecem felizes. - Jared disse com o olhar baixo. 

Jensen encarou Jared por mais um tempo, não disseram mais nada. 
Aquilo tudo estava se tornando insuportável. Jared estava distante e Jensen pensou que talvez fosse melhor desistir dessa ideia de conquistá-lo, ele achava que Jared estaria melhor se ainda estivesse com Chad porque assim ele ao menos estaria feliz. 

Mas Jared não estava triste, ele estava confuso, ele está confuso. Divido entre pensar que ainda sente algo por Chad e que está descobrindo novos sentimentos por uma nova pessoa. 

 

CONTINUA...


Notas Finais


Olá meus amores ♥
Trouxe mais um capitulo pra vcs ♥ espero que tenham gostado.
Mais uma vez me desculpem pela demora, estou meio atarefada com escola e amigos pegando no meu pé porque eu não saio de casa :3.

1 - Monet's = nome tirado do livro 'Os 13 Porquês', no livro esse nome também é dado a uma lanchonete.
quem nunca leu eu recomendo muito e quem leu sabe que o livro é bom.

por hoje é só galerinha ♥
um beijão e até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...