História Amor de infância (malec) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Raphael Santiago, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Alec, Gay, Instrumentos Mortais, Magnus, Malec, Shadowhunter
Visualizações 138
Palavras 807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ficou curto. Mas tentarei aumentar nos próximos.

Boa leitura 💜💜

Capítulo 1 - Saudações e adeus


A noite era escura, crepúscula. Fria, como o corpo que estava em nas mãos de quem o amou até o último suspiro.

Alec chorava. Um acidente de carro mudou o destino de todo o resto de sua vida.

Ele acariciava a face de sua mãe, já sem vida, em seu colo, até a ambulância chegar.

O moreno conseguiu sair do banco do carona e tirar sua mãe de dentro do carro, as lágrimas e o sangue se misturavam em seu rosto ao ver que a mulher não respirava.

..........................

Mais um dia de trabalho, mais um dia de universidade.

Magnus estava exausto. Optará por um longo banho quente e um café bem doce. Mas antes de conseguir chegar no banheiro, seu celular toca.

"ALEXANDER" estava estampado em seu telefone. Magnus gelou e atendeu com um grande receio.

- Alexander.. - Magnus soou surpreso. Ouviu choro do outro lado da linha. - Você está bem? - perguntou rapidamente.

- A, A minha mãe.. - A voz de Alec era fraca e quebrada. - Ela morreu...

Magnus respirou fundo e se permitiu cair no chão, o telefone ainda em seu ouvido mas sem nenhum som saindo.

O silêncio virou sua música de fundo.

....................

Alec estava sentado na sacada de sua casa. A roupa suja de sangue, o rosto todo cortado e lágrimas embaçando sua visão.

Magnus andou calmamente até ele e se sentou ao seu lado, sem falar sequer uma palavra.

Alec o olhou, os olhos azuis que Magnus não via a tanto tempo pareciam mortos.

- Eu estou aqui.. - Magnus disse em um suspiro e o abraçou. - Vamos para o meu apartamento? - Alec assentiu.

...................................

Flash back; 10 anos atrás..

Alec estava sentado no sofá brincando com seu dinossauro, observou sua mãe ir na cozinha e voltar com as pernas fechadas, ela sorriu e saiu um menino de trás dela.

Era asiático. Usava uma roupa amarrotada. Ele sorria enquanto apertava um dinossauro igual o de Alec.

- Esse é Magnus, seu novo irmão.. - Maryse disse simplesmente.

Magnus sorriu fraco.

- Meu nome é Alec..

.......................

O caminho foi silencioso. Magnus queria conversar, fazia tanto tempo que não via Alec, anos.

- Você contou a Izzy? - Magnus quebrou o silêncio, fazendo Alec se assustar.

- Liguei pra ela, vai voltar no proximo avião.

Izzy sempre foi a filha do papai. Depois de Maryse e Robert se separarem, ela se mudou para Los Angeles com seu pai.

- Robert vem ao enterro? - Magnus tinha tantas coisas para perguntar, mas agora não era o momento.

- Não. - Alec disse como se fosse óbvio. - Ela gostava de você..

- Seu pai por outro lado..

Alec emitiu um ruido de dor. Magnus pareceu preocupado mas não quis tirar os olhos da estrada por muito tempo.

- Você está bem?

- Sim, relativamente, sim.

...............

Alec bateu a porta do carro e encarou o prédio. Ele sabia que Magnus morava em um apartamento mas nunca chegou a ir visitar.

- Vamos.. - Magnus chamou indo para dentro.

Os dois passaram pelo porteiro que fez cara feia, entraram no elevador onde Magnus apertou o botão do último andar.

Entraram no apartamento, Alec prestava atenção em cada detalhe.

- Melhor você tomar um banho. - Magnus disse. Chegou perto de Alec e secou suas lágrimas. - Vou preparar o sofá para você..

Alec sorriu. Não via Magnus a tanto tempo. Queria abraçar, contar novidades.. Beija-lo.

Alec então foi tomar banho. Colocou as roupas de Magnus, já que nem lembrou de levar as suas.

Quando chegou na cozinha, viu Magnus encostado na geladeira, encarando o café, estava chorando.

- Magnus.. - Alec o chamou meigo.

Magnus acordou do transe e rapidamente secou suas lágrimas.

- Arrumei o sofá.

- Eu acho incrível, com 20 anos, conquistar tudo isso.. - Alec falou para trocar de assunto. - Eu com 17, não conquistei nada. - Riu com a própria observação.

- Senti sua falta...

Alec não conseguiu se segurar; correu até o asiático e o abraçou com força, fazendo o café cair no chão. Mas eles não pareciam ligar. Ambos estavam grudados um no outro, sentindo o cheiro que sentiam falta.

- 3 anos separados.. - Magnus relembrou, sem soltar Alec.

- Minha mãe nunca te mandaria pra fora de casa. - Alec se afastou e encarou Magnus, que sorria de lado. Os olhos ainda vermelhos.

- Eu só ligava pra você.. - Alec sorrio e voltou a abraça-lo.

Era verdade. Maryse nunca o mandaria para fora de casa; mas Robert, por outro lado, na primeira brecha o mandou de volta para o orfanato. Onde não ficou muito tempo pois já tinha 17 anos. Não deu tempo nem de entrar no sistema.

Mas a pior parte foi se afastar de Alec. O motivo de ser expulso.

Mas que se foda! Lá estava Alec, em seus braços novamente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Tem mais por vir.. E sim eu explicarei melhor a relação deles 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...