História Amor de Primavera (Taegi) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Mikiuu, Suga, Taegi, Taehyung, Yoongi
Visualizações 199
Palavras 1.962
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Saga, Slash, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


É hoje

Capítulo 29 - Capítulo 29- Final.


Fanfic / Fanfiction Amor de Primavera (Taegi) - Capítulo 29 - Capítulo 29- Final.

Algumas semanas depois… 

➷ ➸ ➹

Sabem aqueles finais de filmes americanos com músicas calmas e momentos passando em câmera lenta como flashbacks, onde tudo se resolve? 

Podemos dizer que estamos em um desses momentos. 

Eu não faço ideia de por onde eu posso começar a explicar as coisas. 

Vamos por partes:

Depois de Kihyun finalmente se acertar com todos, ou quase todos, ele me disse que encontrou sua "paz interior" ou o qualquer outra coisa hippie dessas.

Eu o acompanhei até o aeroporto, onde nos despedimos como amigos e ele foi embora para Seul. Pegou o meu número, dizendo que me mandaria notícias de como estava sendo em Seul e de como ele estava progredindo. 

Finalmente ele havia deixado Daegu, e acertado as contas com todo mundo. Parecia uma nova pessoa, eu sinceramente me orgulho bastante dele. 

Hoseok se reaproximou aos poucos de nós, e os meninos o aceitaram super bem de volta, ele parece até mais feliz. Estamos finalmente todos juntos. 

Cory acabou por descobrir que a garota que ele gostava era, e sempre foi, a Jihyo. Que, por ironia do destino, foi sua namorada na quarta série. Eles se beijaram em uma das nossas noites de karaokê (sim, isso virou uma pequena tradição entre nós) e começaram a namorar semanas depois. 

Jooheon e Minhyuk continuam sendo o casal das baratas tontas que vocês respeitam. Eles se aproximaram mais da gente, e trouxeram com eles alguns amigos, ou seja, agora somos um grupo enorme. 

Lalisa e Rosé finalmente assumiram o namoro. Bom, pelo o menos assumiram para a gente, logo irão falar para seus pais, mas isso em um futuro bem distante, pelas palavras da Lalisa. 

Jimin e Jungkook? Eu nem vou falar nada. Esses dois são Romeu e Julieta, um completa o outro e não se desgrudam por nada. Eles resolveram se mudar para Busan quando a universidade acabar, Jungkook trabalhará como fotógrafo juntamente com Jimin para um catálogo de moda de Jin-hyung.

Por falar nisso, Namjoon e Jin voltaram para os Estados Unidos semana passada, mas disseram que com certeza voltariam aqui de novo e que queriam que fôssemos visitá-los lá algum dia. 

Eu e Taehyung estamos na mesma de sempre. Cada dia mais bobos um pelo outro, se amando, se tocando, às vezes temos nossas brigas e crises de ciúmes, mas isso faz parte de relacionamentos. 

Continuamos sendo os mesmos idiotas apaixonados (e safados) de sempre, e nosso namoro permanece com muito amor, carinho, e obviamente, sexo. 

Hoje é, finalmente, o tão esperado (principalmente pelo Jungkook) último dia de universidade. Depois daqui, cada um seguirá sua vida, trabalho, responsabilidades, e a ideia insistente da vaquinha de Lalisa. Eu dei dois wons para ela, confesso. 

Atualmente, estou na casa do Jimin ajudando-o a escolher um terno bonito. Já disse para ele mil vezes que nem que ele use havaianas na formatura ele vai continuar bonito, mas ele não me escuta. 

— Eu gostei daquele preto. — Falei, apontando para o terno em que ele segurava em sua mão direita.

— Jungkookie também gostou dele… — Ele parecia indeciso. 

— Se até seu namorado gostou, por quê não usa esse logo? — Perguntei, arqueando a sobrancelha.

— Vou de havaianas mesmo. — Ele riu sacana e eu revirei os olhos, rindo junto. — Tudo bem, vai ser esse aqui. Obrigado hyung! 

— Por nada. Agora podemos ir comer ou está difícil? Lalisa está me xingando horrores aqui dizendo que se nos atrasarmos mais meia hora ela vai cortar nossos testículos fora e fazer sopa com eles. — Falei e Jimin gargalhou alto.

— Eu não duvido nada que ela faça isso. Vamos logo então, quero preservar minhas bolas. — Falou e eu assenti, o acompanhando.

➷ ➸ ➹

Fomos até ao mesmo restaurante que sempre íamos, o do padrinho de Taehyung. Almoçaríamos bem rápido e voltaríamos para nos arrumarmos para o baile de formatura. 

— Ah graças à santa HyunA! — Lalisa fez um gesto agradecendo enquanto olhava o céu. 

— Não exagere, só demoramos uns vinte minutos. — Jimin riu e sentou ao lado de Jungkook, o dando um selinho.

— Taehyung não veio? — Perguntei, fazendo um biquinho. Segundos depois o mesmo apareceu com um sorriso quadrado nos lábios, me olhando, e me beijou rapidamente.

— Desculpe a demora, tive que pedir ajuda da Jiwoo para escolher um terno bonito. — Ele se sentou ao meu lado e pegou o cardápio.

— Preparados para o último dia naquele inferno? — Lalisa perguntou animada e pediu um spaghetti. 

— Preparado é pouco. — Jungkook sorriu como uma criança que acabou de aprontar algo. — Mal vejo a hora de fazer o que eu gosto sem precisar de um professor falando no meu ouvido. 

— Ah vai, eu vou sentir saudades… — Falei sorrindo de canto. — Esse ano foi bem complicado, mas eu encontrei muitas pessoas boas. E não poderemos mais ser idiotas, porque adultos idiotas são estranhos. 

— Responsabilidades, trabalho até morrer… — Taehyung suspirou. — Pelo o menos vamos estar juntos.

— Ou quase… — Lalisa nos olhou com uma expressão cabisbaixa. — Jimin e Jungkook vão se mudar. 

O garçom chegou com os pedidos e cada um pegou seu prato, começando a comer. 

— Ainda podemos manter contato por telefone, e sempre viremos aqui visitar vocês. — Jimin disse e continuou comendo. 

— Sabe do que eu vou sentir falta? — Jungkook disse e eu o olhei. — Das nossas noites de karaokê. 

Lalisa riu em concordância.

— Se pararem para pensar… as coisas deram certo, de alguma forma. — Jimin comentou. — Kihyun foi embora, Hoseok voltou a andar com a gente… 

— Parece até final de dorama, credo. — Falei e Taehyung me deu um peteleco na orelha. — Aish! Aceita que é verdade.

— Não fui eu que ficou chorando com o final de Descendants of Sun. — Ele disse e eu o belisquei. 

— Você chorou? Pelo amor de deus Yoongi! Nem eu chorei com aquilo. — Lalisa disse, limpando a boca. 

— Me respeitem, eu sou emotivo. — Falei dramaticamente, fazendo-os rir.

 

➷ ➸ ➹

Noite de formatura.

— Meu menino já é um homem. — Minha mãe fingia chorar enquanto arrumava minha gravata. — Parece que foi ontem que eu te deixava na escolinha primária, e agora olha você, se formando em fotografia. — Ela beijou minha testa e eu sorri. — Estou orgulhosa.

— Aish… vai me deixar sem jeito, mãe. — Sorri de lado sentindo as bochechas quentes. 

— E cadê esse menino que não chega? — Ela perguntou, referindo-se à Taehyung; que marcou de vir aqui me buscar como fazem nos filmes clichês, e como Taehyung é um amante de todo esse tipo de coisa, ele obviamente não perderia a chance. 

— Deve estar chegand-... — Fui interrompido pelo som da campainha. — Chegou. — Sorri levemente ansioso. 

Fui até a porta e abri, perdendo o fôlego ao ver Taehyung de terno, estava elegante. Ele segurava uma florzinha com um alfinete, e tinha uma igual presa no terno. 

— Oi gatinho, você vem sempre aqui? — Fez uma voz de galã, rindo logo em seguida. Prendeu a flor em meu terno e me deu um beijo calmo. — Olá Sra.Min! 

— Olá Taehyung. Cuide bem do meu menino, Ya? — Minha mãe disse em tom brincalhão e Taehyung assentiu animado. — Tenham juízo!

— Pode deixar, mãe! — Falei enquanto saía de casa com Taehyung. Rimos um para o outro e entramos no carro que reconheci ser de Rosé.

— Olá meus queridos. — Rosé sorriu para nós, Lalisa estava ao seu lado. — Preparados?

— Vou beber ponche até não aguentar mais! — Lalisa riu descontraída e ligou o som. — Vamos, vamos. 

➷ ➸ ➹

Por mais que eu não esperasse, muitos alunos conseguiram de fato se formar. A decoração do ginásio estava muito bonita, dei meus parabéns à Jihyo, que foi a responsável por tudo. 

Nos sentamos na mesa junto com o pessoal, bom, quase todo o pessoal, já que Jooheon e Minhyuk estavam na pista de dança com algumas pessoas.

— Oi hyung. — Hoseok veio calmamente até mim com um sorriso nos lábios. 

— Hoseokie! — Dei-lhe um abraço apertado. — Você disse que não viria, mudou de ideia?

— Nah, resolvi aproveitar essa oportunidade para ver todo mundo, já que provavelmente ninguém vai se ver depois. — Ele deu de ombros e bebeu um cole de ponche. — Onde estão os outros?

— Taehyung deve ter ido dançar com os Joohyuk, e o resto espalhado por aí. — Falei. 

— Oi gente tudo bom? — Kai se apoiou no meu ombro e no de Hoseok, ficando no meio de nós. — Sabem quem é aquele ali? — Ele apontou para um garoto de cabelos negros que estava encostado na parede.

— Kyungsoo? — Hoseok o olhou e ele sorriu de leve. — Já está de fogo com o menino e nem deu onze horas ainda, Kai? 

Ele deu de ombros.

— Nah, não tem hora para essas coisas não. 

— Toma cuidado com ele, uma vez, na aula de educação física, no ensino médio, ele jogou água nas minhas costas. — Falei e Kai franziu o cenho. 

— Gosto de garotos difíceis. — Ele sorriu e parou de se apoiar em nós. 

— Aposto um sanduíche que ele vai te dar um belo de um fora. — Hoseok falou e Kai o olhou desafiador.

— Apostado. — Girou os calcanhares, indo em direção ao garoto. 

— Ele vai apanhar bem feio. — Ri para Hoseok. 

Taehyung saiu da pista com a respiração ofegante e um sorriso no rosto. Colocou a mão envolta de minha cintura e mordeu meu lóbulo da orelha, me causando arrepios. 

— Aish… — Ri envergonhado enquanto ele beijava meu rosto. 

— Oi Hobi. — Disse quando parou. Hoseok sorriu malicioso para nós dois. 

— Usem camisinhas, crianças. — Ele disse antes de sair correndo até Yuju, que estava na mesa de DJ

— Hoseok não presta, cara. — Taehyung riu e andou comigo até a pista de dança.

Pude ver o mesmo falando com Yuju e ela sorrindo para ele, e colocou uma música lenta em seguida. Hoseok colocou os polegares para cima sorrindo e piscou para mim, eu revirei os olhos, o agradecendo mentalmente. 

Senti as mãos de Taehyung em minha cintura, me puxando contra seu corpo, coloquei as mãos em seus ombros e o encarei com um sorriso tímido. 

— Eu… n-não sei dançar isso. — Falei e Taehyung levou sua destra até minha mão, e entrelaçou nossos dedos.

— Muito menos eu. — Riu para mim e se aproximou, deixando uma distância mínima entre nossos lábios, onde eu fiz questão de quebrar, o beijando com intensidade a medida em que dançávamos calmamente. Não pude deixar de sorrir entre o beijo, sentindo uma felicidade absurda de estar finalmente realizando o meu sonho com a pessoa que eu mais amo. — Eu amo você.

— Amo você. — Respondi entre o beijo, e mordi seu lábio inferior — Obrigado por isso…

— Pelo o que?

— Por ter me mostrado seu amor em diferentes estações. — Ele sorriu de volta para mim.

— E qual a sua favorita?

— Sem dúvidas a primavera. Mas, eu continurei te amando, mesmo no inverno. — Falei e Taehyung me selou nos lábios, com os olhos marejados.

— Obrigado por tudo, Taehyung. 

E nos beijamos mais uma vez naquela noite.

Quando deu exatas onze e meia, a cerimônia começou. Ficamos todos em ordem alfabética, indo um por um pegar o diploma. Quando chegou minha vez, meus amigos fizeram questão de gritar meu nome e bater palmas feito uns doidos. 

Peguei o diploma e agradeci aos diretores, dei um sorriso satisfeito e desci com o diploma em mãos, pulando com meus amigos e gritando que finalmente havíamos nos formado.

E que finalmente aquela jornada tinha acabado.

Bom, pelo o menos uma parte dela.

Sei que ainda tem muitas primaveras por vir. E eu faço questão de passá-las com Taehyung. 

Eu o amo no inverno, no outono, na primavera e no verão. 

O amo em vermelho, azul e roxo.

Meu amor por Kim Taehyung é, de fato, em todas as  cores e estações. 

E se eu consigo o amar em todos os tons e estações, é graças a ele, que estava disposto a me apresentar todas elas.

Então eu digo apenas obrigado, Taehyung. 

Obrigado por me deixar fazer parte da sua primavera.

Obrigado por ser o meu amor de primavera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fim.


Notas Finais


Meus agradecimentos vão no próximo capítulo, eu amo vocês <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...