História Amor do inferno - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Demonios, Gay, Inferno, Lemon, Yaoi
Visualizações 11
Palavras 1.787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Explicações


 Todos os olhares da sala se mentiam atentos Dominik, atentos a suas palavras, palavras que sentiam que viriam carregadas de significados, sentimentos e talvez um pouco de drama. Mansherry que de primeira nem estava preocupada agora demonstrava um pouco de preocupação.

-Vai demorar muito, Domi?- Hitory perguntou já impaciente.

-Calma, porra! To escolhendo as palavras certas.- Dominik expulsa Hitory de seu ombro.

Todos se olharam, mas ficaram quietos a espera das palavras de Dominik.

-Sabe vou ser bem direto com vocês...

-Vai falar que quer ser humano?- Carline diz toda estirada no sofá.

-Não, é que tem um negócio dentro de mim que vocês não sabem, e eu tenh....

-Pode parar, não foi você que disse que ia ser direto?- Nona o interrompe.

-Porra! Deixa eu fazer um pouco de drama.- Dominik encara sua avó.- Mais bem, a coisa é simples, e é bem... Muito provável que eu tenhava segunda metade de Lúcifer 1° em meu corpo.

Ele se encosta na poltrona tentando controlar o nevorsismo, medo e ansiedade pela reação deles. Todos estavam perplexos diante da revelação que para eles era demais para processar. Deus mal consseguia se mexer, mas logo se levanta e sai da sala, depois Nona e então seu pai, não sabia por que seu pai saiu junto, achou estranho, mais estranho do que a cara de preocupação e surpresa de sua mãe.

-Tá tudo bem?- Dominik tentava manter a imagem de que estava despreocupado.

-Você... VOCÊ GUARDA UM NEGÓCIO TÃO IMPORTANTE COMO ESSE E PERGUNTA SE ESTÁ TUDO BEM???- Mansherry pergunta histéricamente.

Antes que Dominik pudesse dizer algo, Deus entra na sala fazendo um enorme estrondo assim que a porta dupla se choca contra a parede.

-Ainda bem que Richard agora está em seu devido lugar... MAS VOCÊ SABE COMO ISSO PODERIA TER CAUSADO UMA CATÁSTROFE ENORME?!-Deus grita com Dominik que apenas se encolhe seu lugar.

-Na verdade, ele não sabia.- Lúcifer interrompe.- Eu fiz questão de não contar-lhe, até porque ele nem sequer prestaria atenção.

-O pior dessa história toda é você.-Disse apontando para Lúcifer.- Sabia da existência da metade de seu mestre em seu filho e NEM SEQUER NOS AVISOU!!!

-Ele não estava se manifestando constantemente, então não vi motivos para fazer alarde.- Lúcifer se explicava, sem direcionar seu olhar para Dominik, pois sabia que o mesmo o olhava furioso.

-VOCÊ SABIA DESSA PORRA TODA E NUNCA TENTOU ME AJUDAR?! É ISSO MESMO?!- Dominik se levanta totalmente furioso com seu pai.

-EU LHE AJUDEI SIM, mas indiretamente!- Lúcifer levanta a voz para competir com a de seu filho.

-Dá para parar de gritar, desse jeito vou ficar surda.- Carline resmungava deitada no sofá onde antes ela e Dominik estavam sentados.

-Pois fique... Espera um pouco... Como assim Lúcifer 1 é mestre do Lúcifer 2? Para começo de conversa, por acaso seu nome realmente é Lúcifer?- Mansherry pergunta se sentando novamente.

Deus, Lúcifer e Nona se olharam, a mais velha pôs a mão em um de seus ombros e Deus em outro ombro, os dois acentiram dando-lhe permissão para contar a verdade sobre si.

-Não, meu nome verdadeiro não é Lúcifer. Assim que surgi meu nome foi dado de Yekun, braço direito de Lúcifer, e por ser o seu braço direito eu tomei o lugar dele quando ele foi dividido.- Lúcifer agora Yekun, abaixa a cabeça esperando uma bronca daquelas de Mansherry por ter escondido a verdade.

Mesmo eles sendo demônios, eram honestos, demônios era iguais aos humanos, poderiam ser honestos ou não, mas quando se trata de família ele havia prometido que não esconderia nada, mas era necessário.

-Quantas coisas mais você escondeu de nós? -Mansherry o olha com uma expressão muito incomum, era tristeza, algo quase nunca mostrado por ela.

-Se a gente fosse citar tudo que escondemos demorarios um dia ou mais para dizer tudo. -Nona dá um passo a frente.

-Até você mãe?? Deus só falta você me dizer que você não é você.

-Mansherry, as vezes você me assusta, tudo isso é intuição? Pois você esta certa. Eu não sou eu, sou a parte boa de sua mãe.- Deus diz como se não fosse nada.

-É o que? -Hitory e Dominik fizeram coro.

Todos na sala ficaram quietos, não acreditando no que ouviam, tudo era tão inacreditavel, tudo que viveram forá debaixo de mentiras, Mansherry não sabia mais o que fazer, Dominik com a cabeça enterrada nas mãos se perguntava silenciosamente, como tudo aquilo aconteceu tão rápido? Como uma explosão de informações pode ter caido dessa forma? Joey, Carline e Fannon ainda permaneciam em seus lugares quietos, apenas observando todas aquelas informações, processando como deveriam reagir diante daquelas pessoas de agora em diante. Hitory estava apenas observando tudo silenciosamente, e planejando como iria consolar seu mestre depois de toda aquela conversa.

-Acho que devemos muitas explicações a vocês, mas irei poupar saliva e irei resumir tudo.- Todos agora olhavam em direção a Nona.- Eu e minha irmã, a vida, eramos e ainda somos donas dos lugares hoje chamados de Céu e Inferno, como dá para notar eu sou dona do Inferno e a Onan do Céu. Nós tinhamos uma grande rivalidade, e nisso todos os dias lutavamos, corpo a corpo, apenas eu e ela. Mas cansamos, então fizemos as pazes, e então fizemos a Terra e os humanos para nos divertir. Nossas armaduras transformaram-se em humanos e a Terra, meu escudo virou a lua e a espada dela virou o sol, minha lança se tornou o vento e as águas, tanto oceanos como lagos e rios, o escudo de Onan formou a vegetação e as grandes colinas e montanhas.

-Quer dizer que todos os humanos, técnicamente, são parte de vocês? -Dominik pergunta

-Técnicamente... Acho que sim. Mas continuando, eu e ela não estavamos satisfeitas, então fizemos algo e apenas nós podemos reverter. Eu retirei a maior parte de mim que é boa e a dei vida, e então Deus surgiu, o mesmo fez Onan, ela retirou grande parte de sua maldade e criou Lúcifer, a partir dai deixamos tudo nas mão deles. E sinceramente eu gostei, me divirto muito indo ao mundo humano e minha irmã se diverte comendo. -Nona termina sua explicação e percebe que todos estão com um turbilhão de pensamentos em sua cabeças.

-OK, acho que entendi, mas por que vocês dividiram Lúcifer e colocaram Yekun no lugar??- Hitory pergunta quebrando o silêncio.

-Simples, ciúmes excessivo, até demais.- Deus diz, vendo a cara de confusão de todos até de quem se mantia calado, ele completa.- Eu e Lúcifer somos amantes, na verdade ex. Ele tinha um ciúmes que não era normal, qualquer coisinha era motivo de discução, se uma alma me olhava, pronto, fazia o purgatório pior que o inferno.

-Isso é verdade, nesses milhares de anos sem ele por perto foi uma paz que só.- Nona completa.

-PORRA!!!! LÚCIFER NÃO ME DIGA QUE VOCÊ É O YEKUN BAIXINHO E FORTE QUE NAMOREI?? - Mansherry obviamente não estava prestando atenção em nada que foi dito por eles, mas logo ela recebe um asceno de cabeça confirmando sua pergunta.- Tá de brincadeira?? Como aquele baixinho se tornou num cara alto como você e magricelo?

-Olha aqui querida, não sou tão magricelo não.- Yekun desabotoa a camisa social mostrando seu corpo defenido a deixando de boca aberta assim como Carline estava.

-Richard tinha o corpo mais definido.- Dominik comenta.

-Verdade.- Hitory concorda, o que desanima um pouco Yekun, que para fingir não ligar joga seus cabelos negros para trás.

-Bem, como não importa mais o que eu disse sobre Lúcifer estar em mim, acho que vou pro meu quarto descansar.- Dominik se levanta.

-Quem disse que não é importante?? Mas se você conseguiu suporta-lo até agora, não há problemas, porém... Nunca mais chegue perto de Richard, o que você pode estar chamando de amor por esse humano, pode ser também apenas a tração das duas metades os influenciando para se juntarem novamente.- Deus o impede de sair da sala.

-Sabe acho que não.- Hitory pousa sobre o ombro de Deus e lhe fala no ouvido.

-Ué, mas se eles já chegaram a esse ponto as metades deveriam ter se unido... Na verdade acho que sei por quê, Richard não sabe da existencia da outra metade de Lúcifer, portanto ele tem pouco influência em Richard. Mas mesmo assim fique longe dele, pode acontecer um belo desastre se ele voltar.- Deus diz saindo da frente Dominik.

-Fazer o que, estou indo para meu quarto, té mais.- Dominik sai da sala deixando-os conversar mais um pouco.

Fannon sai da sala um tempo depois e vai atrás de Dominik a passos ascelerados. Fannon queria lhe alertar sobre o tamanho da besteira que iria fazer, mas não deu tempo, assim que o viu ele entrava em seu quarto tentou correr mas ele já havia trancado a porta, bateu o chamando mas fois totalmente ignorado. Tentava a todo modo que Dominik abrisse a porta, até mesmo Hitory que sempre foi tão prestativo e gentil estava o ignorando.

Do lado de dentro, Dominik se mantia totalmente concentrado em fazer o desenho perfeito no chão de seu quarto, proferiu algumas palavras e então o desenho feito no chão se transforma em um lago de águas azuis brilhantes que logo viraram cristalinas, porém no fundo havia a imagem de Richard andando cansado pelo corredor da universidade onde estuda, ao chegar em seu quarto, limpo e arrumado como gosta, apenas jogou os livros em cima da escrivaninha e a mochila em um canto qualquer, com um giro se jogou na cama caindo de costas naquele local totalmente macio.

Aqui esta, é a hora que Dominik passa pelo lago e rapidamente está no quarto de Richard, sem Hitory óbviamente, precisava daquele momento sozinho com seu amado.

-Você realmente veio.- Richard diz com o braço em cima dos olhos, estava apenas esboçando seu belo sorriso.

-Como?? Você não estava dormindo? E você não havia perdido a memória??- Dominik pergunta surpreso.

-Ryouko disse que haveria uma grande probabilidade de você aparecer, então apenas esperei. E esse lance de memória, acabei recuperando, m-e-s-t-r-e.- Richard retira o braço e o olha de canto com um sorriso no rosto.

-Então, essa será a última vez que me chamara de mestre, e também será a última vez que sentiremos o corpo um do outro, então por favor faça desse momento incrível.- Dominik se direciona a cama e se senta na virilia de Richard um pouco corado.

-Não era você que disse que seria o ativo?? Com uma carinha dessas é impossivel não querer meter em você.- Richard se levanta e passa a mão pela cintura fina de Dominik que reage com um pequeno gemido, e logo o abraça.

         -Eu te amo tanto Richard, você não faz idéia. -Dominik o aperta forte.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...