História Amor doce; uma nova história - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Aventura, Fantasia, Romance
Visualizações 49
Palavras 429
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vou ver se vou conseguir postar hoje o outro capítulo é pq tenho que fazer um trabalho, por isso, bom fiquem com o capítulo espero que gostem bjs tchau.💙 💜

Capítulo 12 - Vc me salvou!


Fanfic / Fanfiction Amor doce; uma nova história - Capítulo 12 - Vc me salvou!

Chegando na casa do kentin, me deparo com uma casa tipo sabe? Clássica não tem muitas coisas decorativas pelo menos é limpa, algo bom.

Kentin: ele está ali!

Ele aponta para a casa do cachorro, e chama ele que vem em nossa direção, sento no sofá e pego ele no colo e vejo o que ele tem.

Harley: ele só está com febre! Vc tem remédio de febre?

Kentin: tenho! Vou pegar.

Ele foi até a cozinha pegar o remédio.

Kentin: aqui!

Harley: valeu!

Quebro no meio o remédio para ficar pequeno e ele consegui comer.

Harley: pronto! Agora é só da esse remédio, que nessa semana assim, ele fica bom.

Kentin: obrigada, Harley!

Harley: de nada.

Kentin: espere! Vc já vai?

Harley: sim! Já é tarde da noite.

Kentin: quer que eu te leve a sua casa?

Harley: não precisa, e obrigado mesmo assim!

Kentin: disponha!

Sai da casa do kentin já que era 23:43, a casa do kentin é como uma caminhada até o colégio, vou pegar um atalho para minha casa. Vou por um beco um pouco escuro, mas se eu for descendo posso ir para minha casa.

Tinha três garotos encostados na parede, porra eu não deveria ter vindo por aqui, mas. Passei na frente deles andando rápido.

Desconhecido1: ei! Gatinha! Está indo aonde assim?

Continuei andando e ignorando-o.

Desconhecido2: ei! Não ignore a gente!

Ele pega no meu braço, fazendo eu parar de andar.

Harley: me largua!

Desconhecido3: ela é Brasília, mas que coisa fofa!

Eles me jogam na parede com força, me machucando.

Harley: me deixe em paz!

Desconhecido2: tem uma pessoa aqui em baixo que quer brincar com vc!

Desconhecido1: seria divertido se fôssemos todos brincar, né?

Desconhecido3: que tál Agora?

Eles me deitam no chão um segurando o meu braço e o outro do outro lado segurando meu outro braço, e o outro cara bem no meio das minhas pernas.

Desconhecido2: vamos ver o que temos aqui!

Ele começa a botar a mão debaixo da minha camisa.

Desconhecido2: woau! São bem grandes!

Harley: por favor... Pare!

Começo a chorar de medo do que ia acontecer, por favor... Alguém, castiel!

??: ei! Tire suas mãos imundas dela!

Essa voz! É ele.

Castiel: vc não me ouviu? Tire essas patas dela filha da puta!

Desconhecido2: o que vc disse?

Ele foi pra cima do castiel, mas ele desviou e deu um murro no rosto dele. Os outros partiram para cima do castiel, mas tiveram o mesmo resultado, quando acabou ele vai na minha direção e estende a sua mão para me ajudar a levantar.

Eu me levanto, e ele me olha com um olhar frio e começa a arrumar a minha camisa.

Castiel: vamos!

Ele pega a minha mão e vai me puxando e eu ainda com lágrimas nos olhos(foto de capa só que de noite).

CONTINUA!!!









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...