História Amor-Doce Vampiros - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Exibições 11
Palavras 324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Um "Bom" Começo


Nesse tempo , os vampiros foram condenados e amaldiçoados pelos homens o transformando em culpados e os expulsaram das cidades. Todos os vampiros foram ter que morar em outro local pela sua própria sobrevivência. Óbvio que foi difícil para a maioria.
    Eu já estava encrencada , fui inventar de andar pela cidade. Estava sendo perseguida , consegui fugir até o final de uma floresta onde consegui avistar uma mansão. Meu objetivo era pedir ajuda. Porém , esses marginais conseguiram me encurralar. Era contra as regras matar humanos , então eu só tentei me soltar. Todos os vampiros tem uma força incrível. Mas eles me bateram e me cortaram , estava fraca demais para conseguir fugir de alguém. Eu comecei a gritar por ajuda , eles prenderam minha boca , meus braços e pernas num tronco de árvore imenso me deixando sem jeito para escapar. Eles saíram correndo depois do "sucesso" por eles realizados. Estava quase desmaiando , eu sentia minha cabeça ferver enquanto via meu sangue escorrendo. Avisto a sombra de alguém ao meu lado , levanto a cabeça e vejo um garoto. Mais ou menos mesma idade que a minha , ele tinha cabelos brancos e era heterocromático. Ele vestia roupas da época vitoriana , ele me viu e pela sua expressão , devia estar mesmo preocupado. Quando eu ouvi as palavras mais idiotas do mundo: 
-a senhorita está bem??!!
   Eu precisei manter a calma , disse que sim. Ele me ajudou a sair , eu acabei caindo no chão. Ele me pegou no braço e disse:
-eu vou te levar pra minha casa
    Eu não tive como recusar , eu não conseguia me mexer direito. Ele entrou na mansão e cuidou dos meus machucados. Depois perguntou novamente
-está se sentindo melhor??
-sim... muito obrigada 
     Ele sorriu. Nesse instante eu sorri também , automaticamente , e senti uma coisa estranha. Nunca tinha sentido aquilo em toda minha vida. Mas , quem era ele.......??

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...