História Amor doentio ( romance gay) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Esporte, Família, Gay, Manipulaçao, Masoquismo, Meu Amor, Traição
Visualizações 12
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


esperamos que gostem será que é neste capitulo que raptor do john ira aparecer ?
leiam e descubram

Capítulo 13 - Sem fuga


Fanfic / Fanfiction Amor doentio ( romance gay) - Capítulo 13 - Sem fuga

Henry- como sabes

Pai- eu e a mãe do henry nso tornamos amigos a alguns anos e ela tinha me dito que iria fazer uma viagem para resolver os problemas com o marrido , e ontem ela me disse que iria se divorviar dele

Henry- mas o que o Miguel tem haver com isso

Pai-eu so sei que o vizinho da frente dels revelou uam coisa muito perturbadora para eles

Henry -eu sabia que tinha sido ele- logo a policia chegou e nos mostramos o vídeo eles disseram que iriam contactar os pais e  iniciar as buscas eu sabia que tinha de avisar os amigos dele afinal de contas isso era o certo mandei uma mensagem a cada um deles e logo eles vieram todos para a escola, e resolvemos falar no escritório do meu pai

Daniel- o que aconteceu ao certo

Henry- o Miguel raptou o John a saída da escola com a ajuda de um outro homem

Angie- pobre John o que sera que ele fara com ele

Mel- sinceramente e melhor nem pensar nisso , pois ele é louco e imprevisível

Rafa- eu sei mas acho que não foi o Miguel a cabeça desta operação – certo eu chamei mesmo o rafa e o caio afinal eles se tornaram grandes amigos do John e nos podiam ajudar

Caio- porque dizes isso

Rafa- o Miguel não é la muito esperto e facilmente influenciável,

Henry- tu achas que alguém convenceu o miguel a fazer isso

Rafa- sim , mas podes mostrar o vídeo porfavor –logo mostrei a todos o vídeo e o daniel se surpreendeu

Daniel- esse rapaz loiro trabalha com o pai o John

Henry-serio

Daniel- sim ele é o assistente dele

Mel - mas porque ele raptaria o John

Angie- se alguém o obrigasse

Rafa – como

Angie- um dos meus tios foi obrigado pelo próprio pai a raptar  o meu pai e meus amigos e ainda o próprio irmão , e ele não tinha escolah o meu avo era perigoso e podia lhe tirar tudo o que ele tinha por isso ele ajudou mesmo assim ajudou o meu pai e os seus amigos e irmão a fugir do meu avo

Caio- tu achas que ele pode estar a ser obrigado

Angie- sim pode ou então pago por alguém

Henry- mas quem faria isso

Rafa- alguém que queira vingança dele

Daniel- ou alguém que esteja louco por ele

Henry- porque dizes isso

Daniel- tipo alguém que se tenha apaixonado pelo John e ele apenas o usou ou em sequer isso e agora o quer so para ele

Rafa- boa se formos atrás de todos os homens que ele já dormiu o que se apaixonarem com ele iremos demorar muito vocês já o viram ele , eu já conheci umas 15 pessoas que já gostaram dele

Daniel- 23

Angie- 24

Mel-  quem é que tu conheces que nos não conhecemos

Angie-  hora o tiago

Mel- ele já se apaixonou pelo John

Angie- já

Henry- ok isso não importa

Angie- claro que importa alguém se lembra do mais obsessivo

Mel- sem ser o Miguel nenhum

~John narrando~

Aquilo era horrível aquele maldito quarto minúsculo  e a duvida ainda pairava no ar quem era esse admirador quem era esse demente que me quer aqui , derepente a porta se abriu e o rapaz loiro apareceu agora o vendo de perto o reconheci era o assistente do meu pai o Jorge ele tinha uma bandeja com uma sanduiche e um sumo de laranja

Jorge- trouxe te um lanche

John- porque tas a fazer isto Jorge quem te obrigou

Jorge- ainda te lembras de mim

John- sim

Jorge- eu cria  muito te dizer mas não posso afinal estamos a ser vigiados

John- como

Jorge- presta atenção – eu olhei em volta e vi uma coisa preta em cada esquina do teto

John-o que e aquilo

Jorge- digamos que esse tarado – ele disse cheio de raiva- adora ver te

John- então porque o fazes

Jorge- eu so tenho a minha filha e ela tem cancro eu trabalho noite e dia para pagar o tratamento dela ,e não posso me arriscar a alguém a tirar lhe a vida

John- deve estar a fazer bluff e tu ainda tens a tua mulher

Jorge- tinha ele a matou quando contei a um policia e também matou o policial e agora me obriga a isto eu não posso perder a minha princesa ela e tudo o que tenho

John-porque não falas com o meu pai-ele se assutou e apenas disse de uma forma que parecia cheio de medo

Jorge- não posso , acredita não posso

John- eu sei que meu pai não presta mas ele é advogado ele pode te ajudar

Jorge- acredita que não pode agora come porfavor-ele saiu e eu resolvi comer afinal não podia morrer a fome naquele citio felizmente não fizeram nada com a comida , depois de ter comido fiquei a andar de um lado para outro mas quem seria ele logo a noite tinha chegado e eu iria dormir quando  a porta voltou-se a  abrir desta vez era o Miguel  ele usava uma camisa de botões chadrezada vermelha aberta e e uns boxers pretos apertado e tinha um copo de vinho na mão e mais nada ele entrou no quarto e fechou a porta  e veio ate mim e me agarrou

John- nem tentes

Miguel- vala eu sei que tu gostas e afinal ele quer muito ver isso- ele disse apontando para as câmaras

John- vocês são loucos

Miguel- eu sou louco sim

John- sim por mim

Miguel- tu te achas mesmo eu quero la saber de ti se estiver perto dele ele me leva as nuvens com aquele lindo pau mas sei o quanto ele gosta de me ver fuder-te por isso que o faço

John- então porque te irritaste quando eu te trai

Miguel- eu gosto de ti e amo ele não quero ser traído por nenhum dos dois

John- hipócrita-eu disse e cuspi na cara dele ele se irritou e tentou me bater mas logo ouvimos uma voz que vinha da parede 

Voz- não podes bater nele so fude lo

Miguel- por ti tudo-logo Miguel tirou os boxers e veio para mais perto de mim eu sabi bem o que iria acontecer e por mais que tentei fugir não consegui ele usou e abusou de mim obrigou me a fazer sexo com ele e ainda gozou na minha cara , depois bateu uma punheta para mim fasendo com que o meu esperma fosse para a cara dele ele se deitou ao meu lado e disse –anda ca nos estamos aqui ao teu dispor- o migeul se levantou abriu a porta saiu e voltou a entrar já limpo e com uma toalha e uma agulha me deu a toalha para eu me limpar e eu o fiz mas logo aproveitei isso e atirei a toalha  cara dele depois de me limpara e corri mas o Miguel veio atrás de mim e espetou a agulha no meu braço não sei o que er mas me deixou louco eu nem sequer via como se deve ser  o Miguel me levou ate a cama e disse – estamos prontos amor logo a porta abriu e ele apareceu 


Notas Finais


esperamos que tenham gostado e digam nos o que acharam
e porfavor não nos matem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...