História Amor e Crime - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Karin, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Naruhina, Sasusaku, Vingança
Visualizações 75
Palavras 1.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura amores ❤❤

Capítulo 10 - Capítulo 10.


Autora on.

No meio da noite Sasuke acordou, ao vê que Sakura ainda dormia, levantou-se devagar, se vestiu e antes de sair deixou sua corrente com o símbolo dos Uchihas em cima do criado mudo logo em seguida saiu, olhou as horas e ainda era 21:30, entrou no carro e seguiu para sua casa, que pra sua surpresa sua mãe, seu pai e Itachi estavam na sala assistindo tv.

Fugaku: Onde estava? - falou ainda focado no que assistia.

Sasuke: Não importa.

Mikoto: Seja mais delicado com ele Fugaku, onde estava bebê?

Sasuke: Fui dá uma volta, vou pra meu quarto. - ele se virou.

Mikoto: Espera... Sasuke porque está sangrando?

Sasuke: Tsiick. - ele rangeu os dentes.

Fugaku: Nossa! Quem foi essa?!

Sasuke: É...

Itachi: Eu não acredito, irmãozinho achei que você era gay. - ele provocou.

Mikoto: Calem a boca, quem foi essa insana Sasuke? Olha só isso, Fugaku tem marcas de unha aqui.

Fugaku: Mikoto, deixa ele, normal isso acontecer.

Sasuke: Posso ir agora?

Mikoto: Não antes de dizer quem foi essa garota.

Sasuke: Não mesmo...

Shizui: Olá família. - ele interrompeu entrando junto com Óbito.

Itachi: Onde estavam?

Óbito: Temos uma ótima notícia.

Sasuke: Jura, qual? - ele seguiu até a mesinha de drinks, pegou un whisky e deu um gole.

Shizui: Sabemos quem é o assassino ou melhor assassina. - ele sorriu vitorioso, Sasuke ainda de costas arregalou os olhos minimamente.

Itachi: Como... Podem ter certeza disso? - ele percebeu que o irmão deve ter ficado tenso ao receber a notícia.

Óbito: Sabe aquele hotel onde teve uma troca de tiros, então fizemos uma visitinha lá e procuramos alguma pista, tinha fios de cabelo lá, eram de uma mulher.

Shizui: O sangue também era dela, claro que não deixamos a polícia pegar esses dados primeiro.

Mikoto: Parabéns queridos, o pai de vocês ficaria orgulhoso.

Sasuke: E quem é a mulher? - enfim se virou e os encarou sem expressão alguma.

Shizui: Sakura Haruno. - olhou em um papel na sua mão. - 19 anos, mora com a irmã adotiva Karin, ela tem 21 anos, o pai foi assassinado, trabalha no famoso café Byakugan e ten cabelos rosa acredita.

Fugaku: Haruno, Haruno? Ela é filha de Kizashi?

Óbito: É sim porque?

Fugaku: Eramos amigos, companheiros de sela, bebida, jogos, assassinatos, mulheres... - ele parou ao vê o olhar mortal da mulher ao seu lado. - Foi antes de te conhecer rsrs. - falou coçando a nuca.

Itachi: Quando descobriram tudo isso?

Shizui: Ora essa, ficamos essa semana toda investigando isso, só falta mostrar isso a polícia, pega-la e pronto pegar nossa grana.

Fugaku: Me sinto mal por ter que prender a filha de um amigo, mas fazer o que.

Sasuke: Eu vou dormir... Parabéns pra vocês. - por dentro ele quis dizer: Ainda vou matar vocês dis como fiz com seu pai. Ele subiu para o quarto, deu um soco na parede tão forte que fez uma rachadura. - Maldição.

Itachi: Sasuke. - disse encostado na porta do lado de fora, Sasuke fez o mesmo. - O que vamos fazer?

Sasuke: Não sei Itachi.

Itachi: Não quero que Karin seja presa.

Sasuke: Também não quero isso pra Sakura, não depois de saber que ela sente o mesmo por mim, do jeito dela. - deu um sorriso que depois se desfez.

Itachi: Eu não gosto muito de desobedecer nossos pais.

Sasuke: Nem eu, mas pela Sakura... Eu mato qualquer um.

Itachi: Certo. Te espero em frente ao prédio.

Autora off.

Sakura on.

Eu acordei sentindo dor em tudo que é canto do meu corpo, aquele verme vai vê só quando ele aparecer. Me virei para o lado e agradeci por ele ter ido embora antes que eu acordasse, vi um algo refletir com a luz do sol em cima do criado mudo, peguei e era sua corrente com o símbolo dos Uchihas.

Sakura: (*suspiro*) Aquele idiota. - deixei no mesmo lugar e me levantei pra fazer minha higiene matinal, ao terminar fui para a cozinha onde Karin preparava o café. - De pé tão cedo.

Karin: Hã... Bom dia Sakura. - sorriu maliciosa. - Dormiu bem?

Sakura: Do que está falando?

Karin: Não vem com essa não, eu vi quando ele saiu do seu quarto, pegou pesado em fera.

Sakura: Tsiick, não foi nada demais.

- Se eu fosse você não deixava aquele Uchiha escapar. - eu conhecia essa voz, muito bem por sinal, me virei e a vi atrás de mim, minha mãe.

Sakura: Mebuki?

Mebuki: Não vai me dá um abraço?

Sakura: Não, conheço você, é bem capaz de me derrubar nesse chão.

Mebuki: Esperta. - ela entrou na cozinha e se sentou, eu me sentei também e Karin em seguida.

Sakura: Quando voltou?

Mebuki: Hoje de madrugada.

Karin: Não sei como mas ela entrou pela janela. - não me surpreende em nada, estamos no 20º andar, nada parece difícil pra ela.

Sakura: O que veio fazer aqui?

Mebuki: Vim... - a maldita porta começou a ser batida com força, Karin foi abrir com uma arma na mão, nunca se sabe.

Karin: Vocês aqui tão cedo?

Itachi: Vocês precisam vazar daqui agora.

Sasuke: Quem é a velha? - imbecil, olhei pra ela que já segurava uma faca na mão.

Karin: Nossa mãe e mais respeito.

Sasuke: Mebuki Haruno? Nossa prazer em conhece-la.

Mebuki: Prazer é meu genrinho.

Sakura: Que papo é esse de genro?

Sasuke: Vocês precisam sair daqui.

Mebuki: Porque?

Itachi: Nossos primos descobriram quase tudo sobre você Sakura, logo vão chegar com a polícia aqui.

Sakura: Maldição.

Karin: O que faremos?

Mebuki: Vamos para minha casa, lá eles não vão te achar tão cedo.

Karin: Itachi e vocês?

Mebuki: Vão vir junto. - eu não mereço isso.

Começamos a arrumar as mochilas, pegamos apenas o que era necessário, não acredito que eles descobriram tão rápido, esses Uchihas são realmente perigosos e espertos, mas ao mesmo tempo parecem tão... Idiotas.

Sasuke: Tá pronta?

Sakura: Claro.

Sasuke: Toma. - ele me estendeu sua corrente que eu deixei no mesmo lugar.

Sakura: Por que eu aceitaria?

Sasuke: Não to pedindo, coloca logo. - eu nem sei porque raios aceitei. - Vamos logo. - saímos sem que ninguém percebesse, porém vários carros de polícia estavam perto, assim que entramos Itachi acelerou o carro, os policiais começaram a nos seguir e atirar.

Mebuki: Esses filhos de uma puta. - Ela pôs seu famoso óculos escuro, abriu o teto do carro e começou a atirar, eu abri a janela para fazer o mesmo.

Sakura: Não me impeça.

Sasuke: Longe de mim tentar. - ele pegou outra arma e se juntou a minha mãe, começamos a atirar, uma troca de tiros se formou no trânsito.

Sakura: Ei Uchiha tá querendo ser deserdado? - falei enquanto recarregava a arma e ele fazia o mesmo.

Sasuke: Humpf, sabe muito bem por que estou fazendo isso. - o encarei e ele voltou a atirar.

Sakura: Maluco. - quando enfim conseguimos despita-los já estavamos fora de Konoha, em uma estrada com paisagem deserta.

Itachi: É muito longe?

Mebuki: Estamos quase chegando.

Sasuke: Da pra acelerar essa droga Itachi. - eu olhei pra ele, estava estranho foi quando eu percebi.

Sakura: Seu desastrado, imbecil.

Itachi: O que foi?

Sakura: Ele levou um tiro.

Sasuke: Relaxa rosada eu não vou morrer... Eu acho. - dei um cascudo na cabeça desse idiota. - Ai, por que fez isso?

Sakura: Cala boca se não te dou um soco bem na ferida.

Mebuki: É temos que tirar isso garoto. - ele está respirando ofegante, pra piorar está perdendo sangue.

Quando chegamos ao local saímos do carro, era uma mansão bem afastada da cidade mas ligada a outra, ninguém iria se atrever a chegar perto, só se quisessem morrer, levamos o Uchiha para o quarto enquanto Karin foi chamar o Kabuto, eles chegaram em 3min.

Kabuto: Que problemão hein?

Karin: Ai que fome, vem Ita. - ela o levou pra fora, minha mãe saiu junto com eles, eu fiquei no quarto olhando tudo, eu amo quando Kabuto faz esse tipo de coisa, vejo desde pequena.

Kabuto: Isso vai doer um pouquinho. - ele tirou assim que terminou a frase, issoe pareceu de propósito.

Sasuke: AAI!!

Sakura: Deixa de frescura.

Sasuke: Fala isso... Porque não é você... Aqui.

Sakura: Pra sua informação, eu já levei um tiro e só tinha 12 anos. - falei encarando pra fora da janela.

Kabuto: Acabei, não era tão sério assim.

Sakura: Obrigada Kabuto.

Kabuto: Não foi nada. - ele ajeitou seus óculos e saiu.

Sasuke: Ele não gostou de mim.

Sakura: Pra ele você é uma ameaça. - voltei a fitar o jardim pela janela.

Sasuke: Porque?

Sakura: Descanse Uchiha.

Sasuke: Ué não vai ficar comigo?

Sakura: Que?! Claro que não!

Sasuke: Você não negou isso ontem. - sorriu provocativo.

Sakura: Sabe quando vou deitar com você de novo? N-u-n-c-a, nunca.

10 minutos de insistência depois

Sakura: Chantagista.

Sasuke: Cala boca e dorme irritante.


Notas Finais


Não sei se ficou lgl gente, vcs decidem, um bjão de brigadeiro pra vcs 😘❤😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...