História Amor e fé - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Conquista da Honra, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Compaixão Etc
Visualizações 4
Palavras 849
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Famí­lia
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostam

Capítulo 2 - Andar


Fanfic / Fanfiction Amor e fé - Capítulo 2 - Andar

A escuridão não sabia se estava morta ou oque era aquilo mais estava alí por um tempo e não  havia a tal luz no final do túnel, não havia Deus nem, nada, nem ninguém logo sinto uma dor imensa em meu coração e alí  estava eu acordada deitada em uma cama de hospital olhando para o teto, quando olho para o lado o médico entrou pela porta e disse:

—Ola Alice está  se sentindo bem? 

—Sim estou. 

—Consegue ficar em pé? 

—Sim consigo. 

Então  me levanto n sentia dor alguma até não sentir nem um dos ossos do meu corpo e cai ele foi mais rápido e me ajudou, me olhou e disse:

—Eu sinto muito mais o tiri a tingiu a sua coluna vertebral e talvez  não  ágora mais tarde não vai conseguir mexer nenhuma parte de seu corpo, oque resta fazer é  tomar os seus remédios e vitaminas e tentar viver eu sinto muito. 

Ele sai da sala mais eu não sabia o que fazer nem o que pensar, sem me mover com o tempo não  isso não as lágrimas em meu rosto descem e eu só queria que aquilo não  fosse verdade ,fico alí parada por um breve instante até  Lissa entrar pela porta o seu olhar era de pena e eu odiava aquele olhar e então falo:

—Oi não  é  nada grave quando vão  me liberar?

—Hoje mesmo você já  passou uma semana aqui logo vamos para casa e em questão do assalto e de você não ser dos EUA vai receber um bom dinheiro do governo. 

—Isso é  bom e a Elisabeth? 

—Esta em casa com o Jackson não estava bem quis dormir você a salvou sabe disso não  é? 

—Sim  mais n vou ir mais mora com vocês vou alugar um apartamento quero viver sozinha. 

—Não  não pode. 

—Posso sim já  não basta o que passei não quero ficar com Elisabeth nem com você. 

Aquilo doeu tanto mais não queria que ela ficasse em roda de mim e que Betti deixasse sua infância por mim, ela saiu chorando e eu também  fiquei  alí  por um tempo logo assinei os papéis e fui para uma pensão eu conseguia andar mais a dor que sentia era imensa, nunca havia sentindo algo assim, podia andar mais n muito ganhei muitos remédios para tomar, mais nada da quilo me importava com o tempo n ia me mover mesmo. Deito e durmo, levanto como alguma, coisa e tomo os remédios  eram horríveis uma semana se passou e aquela era a minha rotina até  que ouvi um problema no banco e só  eu podia resolver, então  vou o taxi me deixa na frente, entro e não  era nada grave quando sai notei uma praça alí em frente então resolvo ir até  ela ando um pouco e logo me sinto muito cansada para e sento em um banco, e ví todas aquelas pessoas felizes alí  em frente com uma vida as lágrimas cairam do meu rosto eu já  nem notava mais quando quis ir em bora um rapaz senta em meu lado e diz:

—Oi meu nome é  Mark está  bem?—Sim ótima. 

—Qual é  seu nome?

—Porquê  se interessa? 

—Porque lhe achei muito nova e bonita para estar chorando ainda mais se está ótima. 

—Alice. 

—Nome bonito mais a final porque não  procurou Deus ?

—Como assim ? Quem é vc ?

—No mesmo dia que acordou no hospital eu estava ao quarto do lado ninguém acreditava que você iria acordar e ágora está aqui .

—Deus ,Deus não é tão bom assim sei o que vai me dizer que ele fez isso porque tem um propósito maior em minha vida e tudo oque ele faz é para ensinar,mais aprender com a dor não é bom ,ele poderia ter enpedido aqueles meninos no dia .

—Era para acontecer.

—É mesmo esse Deus que se diz tão maravilhoso tirou minha vida e se não fosse eu ele tiraria a vida de um inocente de um 1 de idade isso não me parece bom ,não parece glorios ou o tal amor por seus filhos .

—Pra quem não crê você sabe de mais .

—Eu vou morrer e eu não acredito em milagres porquê deveria crê em ?

—Porque quando você o aceitou como senhor e salvador em seu coração ele mudou sua vida n ele não tirou a dor que você guarda aí no fundo mais te abraçoue a amou .

—Eu não creio mais nesse Deus ele n me responde e você nem me conhece .

—Tudo bem mais eu vou ir quando  precisar sabe onde me achar se cuida e quero que saiba Deus sempre lhe amou ,você é o orgulho dos olhos do pai.

—Então diga a ele que n sou mais a sua filha amada e que ela nem se quer vai ter uma vida e que ele fique com todo esse amor pra ele mesmo.

Me levanto com raiva de tudo aquele papo e pego um taxi para casa na quele dia pude notar que estava ficando cada vez pior e ainda alguém tem coragem de falar de Deus como se não bastasse a dor,chego em casa tomk mais e mais remédiose então durmo.


Notas Finais


Espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...