História Amor é Guerra - Capítulo 21


Escrita por: ~ e ~Mese-chan

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Red Velvet
Personagens Irene, J-hope, Jimin, Jin, Joy, Jungkook, Rap Monster, Seulgi, Suga, V, Wendy, Yeri
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jikook, Namjin, Red Velvet, Romace, Vhope, Yaoi
Exibições 14
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa não estar postando, é q estou totalmente sem tempo ;-;

Capítulo 21 - Planos e Ações



( Irene ) 
           Quando eu e Wendy chegamos em casa, ela logo pegou o celular dela e se trancou no quarto, eu definitivamente não me importei com a atitude dela, nada do que ela fizesse me importaria. Fiz o almoço e a chamei, mas ela disse que não estava com fome, então fui tomar um banho e avisei que ia sair, eu não falei pra onde ia, pelo que eu saiba... Eu não devo esclarecimentos á ela... Acho que ela também não iria querer saber algo relacionado á mim. 
              Eu sabia que hoje era folga da Joy, Seulgi iria trabalhar até ás 17:00 e iria fazer hora extra, por conta do cansaço era capaz dela até mesmo faltar no dia seguinte. Quando eu cheguei Joy estava toda atarefada, estava arrumando a casa e disse que não era pra eu me importar com a bagunça. Eu perguntei se ela não queria ajuda... Mas foi por pura educação mesmo, mas ela disse que não precisava, sua mãe dormia no andar de cima enquanto ela arrumava tudo no andar de baixo, logo pergunta: - Então Irene... O que te traz aqui hoje?
               - É que eu queria começar com os meus planos... Em relação aos meninos, mas como a Seulgi não está aqui acho que não vai dar pra fazer isso... Ou você acha que dá? 
               - Se quiser contar tudo pra mim e depois eu conto pra ela por mim tudo certo. 
               - Então tá tudo certo... Bem eu queria começar com o Jimin e o Jungkook... Se é que você já percebeu mas... A relação deles tá pegando fogo sabe... Eu quero apagar essa chama que arde no coração dos dois... Concorda comigo? 
                - Olha Irene... Concordar com o que quer fazer eu não concordo, não vou esconder isso de você e nem a Seulgi vai mas... Você sabe muito bem que é urgente o motivo que precisamos de dinheiro então... Só vou fazer isso pelo que preciso... E o que nós duas precisamos fazer? 
                  - Eu ia começar com a Seulgi, mas como ela tá trabalhando hoje não vai dar então... Vamos começar com você... Eu acabei descobrindo onde é a casa do Jimin, por que quase todos os dias eu encontro com ele no caminho e um dia desse saí mais cedo e vi ele saindo de casa... A essa hora ele vai estar em casa, vai na casa dele fingindo chorar, dando a desculpa que brigou com um garoto que você tá gostando e que foi desabafar com a Seulgi e ela deu uma bronca dizendo que você não devia ter ido atrás deste garoto e como estão brigadas não quer ficar debaixo do mesmo teto e então... Pede pra passar a noite na casa dele...
                     - Mas Irene... Ele nem me conhece direito... Isso não vai dar certo...
                     - O Jimin é uma manteiga derretida querida, qualquer um que aparece chorando ele vai querer ajudar... Nunca reparou isso? 
                     - Não muito mas... Se você diz né... E deixa eu te perguntar uma coisa... Amanhã ainda tem aula... Eu vou pra casa dele, só com a roupa do corpo e aí? Como faço pra ir pra escola depois? Não me deixar entrar nem ferrando. 
                     - Querida, falte se for preciso, como eu vou amanhã te passo tudo que precisar, a Seulgi também vai faltar, do jeito que ela anda cansada demais.
                      - Então ta bom... Isso precisa ser ainda hoje? 
                      - Claro, deixe Seulgi chegar, assim sua mãe não fica sozinha.
                      - Seulgi só vai chegar 22:30. 
                      - Você quer o que precisa ou não... ? 
                      - Está bem então... 


( Joy ) 
                          Eu não aceitava as atitudes da Irene, eram infantis, ficar querendo abalar o relacionamento dos outros era perca de tempo... Mas ela era daquelas pessoas que esse tipo de coisa era entretenimento então eu não podia nem sequer ficar questionando o motivo dela ser assim. Se eu e Seulgi tivéssemos condição não estaríamos nos sujeitando á esse tipo de coisa mas não temos escolhas... Tomara que em um momento nós duas possamos esclarecer tudo á todos de forma clara... Por que isso caí como um grande peso encima de nós.
                           Após um tempo Irene foi embora, esperei Seulgi chegar do trabalho e eu me arrumei e saí, eu tinha que chegar lá chorando então fui lembrando de vários fatos: Meu pai ter me abandonado quando eu tinnha 9 anos e Seulgi tinha 10, nossa mãe doente, eu e Seulgi estarmos abalando a vida das pessoas... Eu sempre fui muito sensível, pensanr em todas essas coisas me abalava, finalmente cheguei no endereço que Irene me deu e eu realmente chorava. Eu toquei a campanhia, com esperanças que Jimin não estivesse em casa, que estivesse com o Jungkook menos ali. Eu não queria fazer isso, mas não podia deixar minha mãe doente eu só podia continuar.
                                Logo após escuto sua voz pedindo pra esperar um momento, depois ele abre a porta todo sorridente e logo que me meu semblante abalado logo pergunta: - Filha do céu o que aconteceu? Entra agora. 
                                  - Peraí você nem sabe quem eu sou... Quer ajudar um desconhecido? Eu só vim perguntar uma coisa.
                                  - Eu não vou negar ajuda, entra agora. - Ele me puxou pro interior da casa e logo fomos pra sala, e ele pergunta: - Seu nome é Park Soo Young né?

                        - Sim... Mas me chame só de Joy certo? 

                       - Certo... E o que aconteceu pra ter vindo aqui neste estado?

                       - É que... Eu briguei com minha irmã... Mas acho que o motivo da briga foi tão besta e eu só vim aqui perguntar se você sabia onde é a casa da Irene mas já que você me convidou pra entrar então tá bom...

                       - E por que você brigou com ela? Pode desabafar comigo flor.

                       - É que eu gosto de um garoto na escola e eu fui dizer isso e ele simplesmente disse que tá com outra, que eu não tenho corpo o suficiente pra ficar com ele e eu fui desabafar com a minha irmã e ela... Brigou comigo, dizendo que eu não devia ter falado com ele, que foi perca de tempo... Achei desnecessário ela ter gritado... 

                       - Quer um chá ou uma água com açúcar? Por que você tá nervosa demais pra simplesmente pensar em uma solução pro problema... Com desespero não vai chegar á lugar algum sabe... 

                       - Obrigada... Obrigada mesmo viu... 

                       - De nada, tô aqui pra isso.

                       - Posso pedir um favor?

                       - Pode.

                       - Posso passar a noite aqui? 

                       - O que... ? 

                       - É que minha irmã ficou nervosa demais comigo só por que eu fiz isso e eu não quero ficar debaixo do mesmo teto de quem não quer nem me ver... Não posso? Eu ainda não sei onde é a casa da Irene .

                       - Não é bem isso... É que o Jungkook pode vir aqui e como hoje tô sozinho em casa, se ele chega e descobre que você ta aqui... Talvez ele possa ficar desconfiado né... E agora que tá tudo lindo e maravilhoso entre nós eu não quero atrapalhar isso... Mas não tem problema nenhum em ficar aqui essa noite ok? 

                        - Tem certeza que não tem problema? 

                        - Claro, se ele aparecer eu explico o que aconteceu  com você, não se preocupe tá? 

                        - Ta bom... Posso tomar um banho? Eu trouxe umas roupas e como eu ia perguntar onde fica a casa da Irene eu trouxe, mas já que vou ficar aqui não tem problema. 

                        - Claro, primeira porta á esquerda. - Peguei minha mochila e subi, um enorme sentimento de culpa estava sobre mim mas era por uma causa importante que eu estava fazendo então eu só tinha que continuar. Tomei um banho e coloquei uma roupa pra dormir, ela uma camisola até que sensual por sinal e era da Seulgi mas Irene insistiu por tudo nesse mundo que eu usasse essa, pra despertar algum desejo nele, mas eu tinha quase certeza que não ia funcionar... Como não funcionou mesmo, mas ela me perturbou pra usar isso então eu acabei usando. Ele fez uma rápida janta, achou que Jungkook iria vir, mas acabou não vindo, jantamos e ele me mostrou o quarto que eu podia ficar.

                             Fechei a porta, tirei uma foto de como eu estava vestida e mandei a seguinte mensagem pra Irene e pra Seulgi no grupo: - Era assim que eu devia estar vestida? Então só falta tirar a foto com ele... Sinceramente eu não queria fazer isso, mas é pela maior causa que faço. - Desliguei o celular e esperei o tempo passar mais um pouco, quando eu vi que deu 1:34 da manhã, eu morria de sono, saí do meu quarto, procurei o quarto que Jimin estava, procurei silenciosamente e acabei o achando dormindo, ele tinha mesmo que estar dormindo sem camisa? Isso não em ajudava muito sabe. Nem com o barulho da porta e dos meus passos ele acordou, pelo visto seu sono era muito pesado, com calma deitei ao seu lado e peguei seu braço e o coloquei sobre a minha cintura com o maior cuidado do mundo. 

                               Tirei a primeira foto, depois eu fiquei um pouco mais acima, encaixando sua cabeça no meu pescoço e tirei a segunda foto. Depois saí silenciosamente e ele nem acordou. Voltei pro meu quarto e guardei o celular... Eu devia mesmo fazer isso? Abalar a vida deste garoto? Eu percebia mais que ninguém que ele amava Jungkook mais do que tudo... Eu não sabia o que fazer... Apenas me cobri com o lençol e dormi... Todo cansaço foi maior que minha preocupação... Quem sabe como seria o dia de amanhã...
 


Notas Finais


FINALMENTE SAIU! AMÉM! ALELUIAAAAAAAAAAAAAAA!
Ai mds que emoção... Espero que tenham gostado e até mais ^^
Bjs no kokoro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...