História Amor e Ódio... - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Tags Hentai, Hyungwon Hetero, Monsta X
Exibições 19
Palavras 765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá aqui estou eu de novo,e atrasada novamente,obrigado pelos favoritos e por estarem lendo♥

Capítulo 5 - Novo lar...


POV Dara

Me acordei com alguém me balançando,a fala sério...nem quando estou em casa longe do hyungwon eu posso ter paz?

-Qual foi?  -perguntei tentando abri meus olhos para eu poder ver o desgr...-

-Seu pai disse que era pra mim lhe avisar,que você vai hoje morar com seu noivo... -era minha noona,na verdade ela era governanta da casa mas sempre cuidou de mim então eu a amo-

-Oquê?Mas já?Eu não quero ir noona -falei manhosa e ela sorrio logo depois se sentando ao meu lado na cama-

-eu também não queria que você fosse...mas já está na hora de você se tornar uma mulher e não é o fim do mundo querida -ela falou pondo uma mecha do meu cavelo atras da orelha-

-Mas eu odeio o Hyungwon e ele é super chato e também não me suporta -falei fazendo bico e empinando o nariz,precisava arranjar uma desculpa para não ir-

-Olha que quem tanto briga é porque se Am... -pus meu dedos em seus lábios a impedindo de terminar a frase-

-Aish...nem ouse falar isso -tirei meus dedos dos labios dela e afundei minha cara no travesseiro-

Depois de um tempo ela acabou saindo do quarto e eu continuei na cama,como eu posso morar com alguem que eu odeio e ele tem um filho,eu não levo o minimo jeito com crianças,além doque eu nunca vou saber ser uma "esposa"

-Aish...eu não tenho nenhuma escolha -falei me levantando e indo pegar algumas malas vazias dentro do meu closet-

Comecei a colocar todo que era necessário pra mim até que terminei as malas e desci para o terreo da casa,acabei encontrando meu pai na sala.

-Olá "papai" -falei com uma voz de psicopata-

-Ah oi querida -ele não me deu importância-

Eu podia muito bem agir como uma adulta e aceitar a realidade ou arrajar uma desculpa muito boa pra não ir

-Por favor pai,eu te imploro não me deixe ir morar com aquele Chae chato,eu fico até de joelhos se quiserrr!! -falei como quando uma criança faz birra por um brinquedo de uma loja-

Meu só me olhou de lado com desdém e balançou a cabeça em negação.

-Para de criancices Dara,você já é uma mulher e tem que se casar uma hora ou outra -ele falou ainda me olhando-

Eu estava morrendo de raiva e remorço por dentro,meu pai não ligava pra mim e ele passou a me odiar desde que a minha mãe morreu

-Se a minha mãe estivesse aqui,ela nunca permitiria isso -falei me levantando-

-MAS ELA NÃO ESTÁ!! -ele gritou-

-...

-E ela se foi por culpa sua,ela era bem melhor que você,e seria melhor se você tivesse morrido e não ela -ele falou friamente-

A essa altura do campeonato eu já não conceguia conter as lágrimas que teimavam cair dos meus olhos,a única coisa que eu queria era sair dali,agora eu não tinha mais nenhuma dúvida sobre meu pai sempre ter me culpado pela morte da minha mãe.

-Não se preculpe...de agora em diante você não me verá mais aqui,então eu estarei morta pra você  -falei logo depois saindo dali e fui até alguns empregados para mandar eles pegarem minhas malas e colocarem dentro do carro-

Alguns minutos depois os empregados já pegavam as malas e colocavam onde eu tinha mandado,me lembrei que eu ainda estava com roupas de dormir então fui até meu quarto e pus um vestido com estampa florida e um salto preto,peguei uma bolsa com o que toda mulher precisa e desci até o carro,aparentemente eles já haviam terminado

-Senhora já podemos sair -meu motorista falou abrindo a porta do carro para que eu entrasse-

Entrei no carro e fechei a porta,eu dispensei muitas despedidas até porquê eu odeio isso,o caminho inteiro foi silencioso mas não por falta de papo com meu motorista que alias era um grande amigo,mas o clima estava muito ruim.

-já estamos chegando? -perguntei ao motorista-

-Huhum -ele sussurrou e depois voltou a atenção para a estrada novamente-

Passaram-se alguns minutos  e eu aproveitei para ver um pouco do bairro que eu iria morar,tinha casas e mansões muito bonitas e as ruas eram bem limpas,nada de surpreendente afinal era um bairro rico

-Chegamos -o motorista parou o carro e desceu para abrir a minha porta-

Nossa tenho que admitir que a mansão do Chae Hyungwon era muito bonita e luxuosa,mas de repente meus penssamentos foram cortado pois do portão vi uma criança brincando em uma espécie de parquinho,era um menino lindo aparentemente precia ser o tal filho de hyungwon,a criança era linda,lindo pra ser mais especifica ele é um menino

Continua....


Notas Finais


Eitaaa,eu realmente espero que estejam gostando e muito obrigado pir lerem, XOXO ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...