História Amor e ódio - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Castiel, Debrah, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais
Tags Castxnath, Nathxcast
Exibições 26
Palavras 1.588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


N/A:Desculpem a demora pra postar esse capítulo fiquei com criatividade 0
Cast: - mentira, ela só queria deixar vocês no suspense
N/A: CALA A BOCA CASTIEL!!!
Cast: - E se eu não quiser o que você fará? Você ja destruiu minha vida e reputação me colocando pra namorar o cdf almofadinha
Nath: - Eu to ouvindo tudo!!
N/A: HAAAAA CALEM A BOCA VOCÊS DOIS E VAMOS LOGO PARA A FANFIC!!! Em todo caso sejam bem vindos novos leitores
Cast: Olha só, a capetinha virou uma anjinho
N/A: SEEEEUUU!!!

Capítulo 5 - É complicado...


Fanfic / Fanfiction Amor e ódio - Capítulo 5 - É complicado...

Castiel pov's on

Aquelas palavras de nathaniel fizeram meu mundo ir por água abaixo

- Ma-mas... você vai desistir assim tão fácil? 

Nath: - É que... eu não quero que isso aconteça de novo...

- nath... 

Segurei as mãos do mesmo

- Eu ja disse que vamos superar isso juntos... Você não confia em mim?

Nath: - Claro que sim

- Então... se aqueles caras vierem fazer algo outras vez eu te protegerei e imperdir que você leve se quer um arranhão

Nath: Mas eu não quero que você se machuque de novo... e pior que se machuque por minha causa

- Ah... - suspirei

Dei um beijo em sua testa

- Não se preocupe tanto comigo

Nath: - Como posso não me preocupar? Eu te amo, não quero te ver sofrendo - diz ele com uma expressão triste no rosto

Eu odiava aquilo, não queria velo assim então pensei muito (o que foi chato e difícil) e consegui pensar em uma solução

- E se nós fugissimos? 

Nath: - O que!? Não podemos fazer isso

- Foi a única solução que consegui achar, veja bem... ficaremos longe da Ambre, daqueles caras nojentos e de qualquer pessoa que vier nos atrapalhar, como você é dedicado nos estudos poderia mudar de colégio, eu dava um jeito e fazia o mesmo

Nath: - Cast isso é loucura, nao temos pra onde ir e nenhum de nós trabalha, como iríamos nos sustentar? 

- Ahh mas eu não quero me separar de você - eu disse apoiando a cabeça do loiro no meu ombro e acariciando seus cabelos - Não quero ficar só novamente

Um silêncio foi estabelecido ali por alguns segundos

Nath: - tudo bem...- diz o menor que apoiava sua mão em meu peito levemente - Não te deixarei sozinho... Nunca...

Ele fechava os olhos levemente caindo no sono, o ajeitei na cama fazendo o máximo para não acorda-lo e o cobri com cobertor, estava muito frio então o abracei para nos esquentar, senti meus olhos muito pesados então também cai no sono

Castiel pov's off

Nathaniel pov's on

Acordei na cama de castiel, com o ruivo que fitava-me com o rosto bem próximo ao meu, pude sentir sua respiração quente próxima a minha face

Cast: - oi - diz ele sorrindo

- oi - retribui com um sorriso

Já estava ficando tarde, nós dormimos por um bom tempo

- Já esta tarde

Me levantei e peguei meu celular, eram 27, isso mesmo 27 chamadas perdidas da minha mãe

- AH NÃO!! MEU DEUS!!!

Cast: - Que foi?

- 27 chamadas perdidas da minha mãe!!!

Cast: - kkk acho melhor você ligar pra ela e avisar que não vai voltar hoje, eu não vou te deixar ir - diz o ruivo com um tom malicioso enquanto abraçava um travesseiro

Retornei a ligação para minha mãe

Mãe: Onde você esta? Ambre me disse que você não voltou do colégio e eu estou te ligando a horas feito louca!

- Nã-não precisa se preocupar, estou na casa de um amigo... estou bem

Ouvi Cast murmura "um amigo" fazendo aspas com os dedos

Mãe: - Você deveria ter avisado a alguém... Seu pai quer falar com você

- (ferrou...)

Pai: - NATHANIEL!!!

- Senhor...

Pai: - QUE MERDA DE HISTÓRIA É ESSA DE SAIR DE CASA DE NOVO SEM AVISAR!?

- Perdão pai é que...

Pai: - É QUE O QUE!?

- É que eu vim fazer um trabalho escolar da casa de um amigo meu e eu estava tão empolgado para faze-lo que acabei me esquecendo de ligar avisando

Pai: - ENTÃO TOME CUIDADO COM ESSES SEUS ESQUECIMENTOS OUVIU!!?

- Sim senhor

Pai: - Você vai dormir na casa desse seu "amigo"?

- Sim... posso?

Pai: ok mas tome cuidado...

Então ele encerra a ligação

- Ahh essa Ambre devia parar de se meter na minha vida...

Cast: - O que foi dessa vez?

- Ela ligou para minha mãe avisando que eu não tinha voltado do colégio

Cast: - Parabéns nath!

-Por?

Cast: Por ter a irmã mais enxerida, fofoqueira e chata do século!

- Ha-ha-ha

Cast: - Mas graças a você ter ligado pra sua mãe, você vai poder ficar comigo hoje - diz o ruivo me puxando pra cama

Ele me abraçou e selamos nossos lábios, mas logo depois ouvimos uma barulho estranho, era minha barriga roncando de fome

Cast: - Isso foi sua barriga?

- S-Sim (não sei porque mas que vergonha!!)- disse eu com as bochechas ruborizadas

Castiel riu (N/A: lindo como sempre) pegou uma calça e uma blusa do guarda roupas

Cast: - vou comprar algo pra você comer

- Eu vou com você! - O ruivo sorriu após ouvir isso

Compramos algumas coisas e depois nos sentamos para comer

- O que você vai fazer quando terminar o terceiro ano?

Cast: - Sei lá... Não penso muito nisso

- Ja era de se esperar isso de você kkk... por falar nisso as provas finais serão daqui a um mês, eu ja deveria ter começado a estudar

Cast: - ahh eu acho que estudar é um verdadeiro saco... - diz o maior em um suspiro

- Que novidade você dizer isso - ironizei

Depois de termos comido fomos para a sala, cast se sentou no sofá e me fez sentar nos seu colo depois selou nossos lábios

- O que você quer fazer? 

Cast: - Comer você - disse o mesmo maliciosamente

Senti minhas bochechas ruborizarem então afundei meu rosto no peito de castiel

Cast: - kkk por que essa reação tão tímida?

- E-eu só estou um pouco envergonhado

Minha voz estava abafada pelo fato de meu rosto estar afundado no peito do ruivo

Cast: - Ah... Nathaniel... não precisa ficar envergonhado... Faça eu me sentir louco como só você consegue - sussurrou o maior em meu ouvido

Lentamente comecei a rebolar em seu colo e aos poucos fui aumentando a velocidade arrancando algums gemidos do ruivo

Cast: - Nh... mm...

Levei minha boca a seu pescoço distribuindo beijos, mordidas leves e deslizando minha língua, entrelacei meus dedos em seus cabelos vermelhos os apertando levemente, pude sentir uma ereção se formando entre minhas nádegas e comecei a roçar minhas nádegas em uma velocidade mais alta 

Cast: - Nh... mm...

O ruivo apertava minha cintura de leve e depois acariciou minhas nádegas e as apertando arrancou alguns gemidos meus

- Mhh... - tirei sua camisa e deci seu corpo aos beijos até me agachar e chegar em sua calça, abri os botões e o zíper deixando uma bela visão de seu membro rígido dentro do box, joguei sua calça no chão e levei minha língua a seu membro fazer o ruivo gemer

- Ahhh

Retirei seu membro para fora do box o involvendo por inteiro na boca o maior entrelaçava seus dedos no meu cabelo segurando minha cabeça aumentando a velocidade da sucção, minha língua passeava por ali enquanto eu sugava, aumentei a velocidade fazendo com que cast deixasse escapar um gemido mais longo e mais alto

Cast: - Aa-ahhh!

Ele havia se desfeito em um jato dentro da minha boca e eu engoli, era um gosto estranho, levemente salgado, cast me olhou e sorriu, me puxando para um beijo, ele pediu passagem com a língua e eu rapidamente concedi

Cast: - eu te amo... - sussurrou o mesmo

- eu também te amo - respondi sorrindo

Castiel vestiu apenas sua box e sua calça, me deitei em seu peito e o ruivo me fazia cafuné, ficamos conversando alí ja que estava anoitecendo... No dia seguinte acordei mais cedo pra poder ir pra casa e depois ir pra escola, Castiel me levou até minha casa e ficou me esperando em seu carro numa esquina, ao entrar me deparei com meus pais e ambre tomando café na cozinha

Pai/mãe: - bom dia - disseram meus pais quase em coro

- bom dia

Subi as escadas em direção ao banheiro, tomei um banho, vesti mimhas roupas, peguei minha mochila e desci as escadas, quando voltei Ambre ja havia ido pro colégio e meus pais estavam saindo pro trabalho

- Ja estou indo, o meu amigo vai me levar tchau

Rapidamente sai de casa e corri até o carro de castiel

 - Vamos logo, ja estamos atrasados - eu disse colocando o cinto

Ele bocejou e começou a dirigir 

Cast: que pressa, não vai acontecer nada se nos atrasamos um pouquinho

Ele estacionou o carro no estacionamento e fomos pra dentro do colégio quando bati com a Ambre (isso foi bem macumba!)

- Ah, me desculpe... Ambre!?

Ambre: -hunf. nathaniel... - disse ela antipática (N/A:como sempre!) 

Como sempre ela estava acompanhada do seu grupinho de amigas (N/A: Falsianes!) desprovidas de muita inteligência 

Ambre: - Então vocês decidiram se assumir né? Que desperdício - falou a loira olhando para cast - Você sempre soube que eu gostava de você Castiel... Por que?...

Ela estava com uma expressão tristonha que me causou um pouco de pena

Cast: - Você sempre gostou de mim mas eu não gosto de você, como eu poderia gostar de você? Uma mimada que esta sempre atrás de foder com todos os outros só pra conseguir o que quer... Eu nunca vou gostar de você...

Ambre: - Castiel...?

- (ele foi um pouco rude com ela mas essa é a verdade...)

Ambre abaixou a cabeça e parecoa que ia chorar

- Ah, poderia me deixar sozinho com a minha irmã? - suspirei

Ambre: - Eu não quero falar com você

- Qual é, Ambre? Nós não podemos deixar as coisas assim

Ela suspirou e Castiel, li e Charlotte saíram

- Olha Ambre, eu sei o quanto você gosta do Castiel, mas ele não gosta de você e nós estamos juntos... mesmo que eu me separe dele nada vai mudar

Ambre: Mas... - pude ver uma lágrima escorrer no seu rosto - ele não pode me trocar por você.... Eu... Eu... EU TE ODEIO! Ambre saiu correndo pelo corredor me deixando ali plantado, eu senti pena dela mas ela deve aprender a superar isso e começar a gostar de outras pessoas mas fazer ela entender tais coisas não será tão facil, tudo vai depender dela...


Notas Finais


Com todo respeito a quem gosta da oxigenada... Bem feito sua bith-chan!! Há e... me desculpem pelos meus eps terríveis


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...