História Amor e ódio (amor doce) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Dimitry, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel
Exibições 26
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


uhuull!
falei que ia voltar, tentei fazer grande. tentei, mudei digamos que um pouco. mudei, mas quem não gosta de historias longa?

fiquem com o novo capitulo ( logo eu excluo o outro)

Capítulo 16 - Piloto (reescrito)


Fanfic / Fanfiction Amor e ódio (amor doce) - Capítulo 16 - Piloto (reescrito)

Eram aproximadamente 21h30min da noite, e adivinha oque eu estava fazendo? Comprando comida, não é nem um pouco legal passar fome sabe... Rs. Já tinha comprado tudo que precisava. Comecei indo pra casa da Rosa, eu moro com ela como eu não tinha ninguém então ela me deixou ficar. Ainda bem, se não fosse isso e algumas outras coisas nós nunca seriamos melhores amigas.

Depois de um tempo andando cheguei perto de um beco, pelo que eu via era sem saída. Apesar de estar escuro vi alguém ali e logo ouço uma voz

 

- Psiu!! 

- Q...Quem esta ai? – disse com certo receio

- Não reconhece mais a minha voz, Amor?

- você de novo? O que quer dessa vez, me trancar em seu quarto?

- qual é, vamos conversar! – disse pegando em meu braço e me puxando para aquele peco horroroso.

- ME SOLTA! M... E...

-xiu, cala a boca! Ou vão acontecer coisas ruins.

- não!

“eu preciso sair daqui, pensa Mia pensa.”

- VADIA!!

Eu consegui me virar e chutei suas partes intimas, ele disse algo, mas nem dei atenção apenas corri o mais rápido que podia. Passei por uns dois quarteirões, estava chorando o que aconteceria se eu não tivesse saído dela á tempo?  Sai de meus pensamentos quando acabo esbarrando em alguém

 

-MAS QUE PORRA!! Olha por onde anda garota!

- m...me d...esculpe – falei as soluços pois ainda estava chorando

Tentei me levantar, já estava saindo para ir embora quando esse desconhecido me segura pelo braço.

- é... Espera! o que aconteceu?

- porque eu deveria te dizer? Eu nem te conheço!

 

Quando ele ia falar alguma coisa, alguém o interrompe. Parecia uma voz família, “a não”.

- posso saber o que merda está fazendo com a minha namorada?

- o que?  Calma cara eu não sabia que ela era de alguém!

- COMO NAÕ SABIA PORRA, ela estava acompanhada, saia daqui AGORA!

- ok caralho! Precisa ficar nervosinha não!

“ririri essa foi boa, pena que eu já sei o que vai acontecer”

- DAKE NÃO!

É eu definitivamente sabia o que ia acontecer, Dakota ia bater nele, tudo isso por causa de mim e nem estamos juntos, “espera não estamos juntos, ai não”.  Ele ia me levar para outro lugar de novo.

-PARA! Para de ser idiota, solta ele Dake, nós iremos para “casa”

- está bem!

- a garota disse que já pode me soltar!

-SAI!

-nervosinha – disse quase como um cochicho

- algum problema?

-nada não, tchau!

“e lá vai começar a vida de prisioneira, como se eu fosse uma”.

-agora você vem comigo!

- como se eu tivesse escolha, mas me leve como uma pessoa normal. Não um como um animal selvagem.

- eu levo você como eu quiser!

- NÃO! Você não me leva como quiser, você não é meu dono!!

- CALA A BOCA!! – disse me dando um tapa no rosto.

 - C-c-como é que e-existe alguém como v-você? – disse choramingando

 

*******POV DESCONHECIDO (VCS SABEM QUEM É)******

 

Sai de lá pensando sobre aquele “casal”, aquela garota até que era bonitinha, mas o que será que aconteceu com ela? Deve ser aquele namorado dela, se é que aquilo é namorado. Ela não parecia nem um pouco contente com a presença dele. E eu achando que era uma péssima pessoa aquele idiota vence.

“por que diabos eu to pensando nela, que viadagem Castiel”.

Eu posso parecer meio sem coração, mas estou com medo daquele, como é  o nome? A Dake, como eu falei a garota não parecia gostar dele. Resolvi ficar esperando um pouco pra ver o que acontece “eu e meus sentimentos”.

Não demorou muito pra acontecer alguma coisa, a garota estava tentando gritar, só pode ser ele. Dei uma corridinha pra ver, e me assustei um pouco com a cena. Ele estava puxando-a pelo  cabelo e gritando com ela de uma forma horrível. Não consegui evitar a raiva naquele momento, senti o meu sangue ferver, como alguém pode fazer isso?

-O QUE PORRA ESTA FAZENDO? VOCÊ É DOIDO CARA?

-O QUE TE INTERESSA? Não te devo satisfações!

- a mim não, mas a policia você deve! Ou pensa que vai acabar ileso dessa?

- se conseguir me pegar! – disse e logo saiu correndo

“eu poderia mata-lo ou a essa garota com teve coragem de ficar com ele, deve ser mais uma puta também”.

- você esta bem?

-m-me tira d-daqui, por f-favor! – disse um pouco chorosa

- quer ir pra minha casa?

- t-tudo b-bem...

 

Eu nunca achei que veria isso de novo, é meio estranho saber que existem pessoas assim, se matar não fosse crime ele não estaria mais aqui, a que ódio desse filho da puta, deveria estra morto e não fugindo pelas ruas. Eu vou encontrar ele uma hora ou outra eu encontro, e vou o fazer pagar, mesmo que ela não seja nada na minha vida eu vou fazer ele pagar, custe o que custar!!

- Nós vamos a policia, agora!

-NÃO, por favor não, se ele já faz isso comigo sem que eu conte a policia imagina depois!

- MAS QUE CARALHO! Você é idiota garota!

- VOCÊ QUE É IDIOTA, EU ESTOU TENTANDO SOBREVIVER E PARECE QUE VOCÊ QUER ME MATAR!

- EU ESTO TE AJUDANDO MERDA!

- SE ISSO É AJUDAR ENTÃO ME DEIXE AQUI NO MEIO DO NADA E VÁ SEGUIR SEU CAMINHO!

- tudo bem então, até nunca mais!

-o que? N-não posso! E se ele vier?

- É POR ISSO QUE EU QUERO IR A DELEGACIA!

- NÃO DÁ! Você não entende? E-eu não p-posso. – disse se encostando-se ao muro e chorando

-é só ir, depois eles resolvem!

- ta b-bom!

 

Consegui fazer ela a aceitar. Às vezes fico me perguntando como alguém pode ser tão burro como ela? Puta que o pariu é só ir, eles que se resolvam depois, não podem simplesmente mandar ela pra rua onde começou isso, não é? Aff em fim aguentar ela durante um dia, preciso parar de ser tão bonzinho principalmente com gente que eu nem conheço.

 

*CONTINUA...


Notas Finais


gostaram?
eu sei que vcs gostaram, pode cofessar!

byee bitches! kisses -A


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...