História Amor e Segredo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Sasusaku
Visualizações 83
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Usada.


Fanfic / Fanfiction Amor e Segredo - Capítulo 4 - Usada.

Me lembro de ter chegado em casa as 4 horas da tarde, fechei a porta atrás de mim e respirei fundo, afinal eu não sabia se havia alguém em casa ou não, lentamente subi as escadas e entrei no meu quarto, fechei a porta do mesmo e caminhei até o guarda-roupas, tirei uma roupa qualquer dali, naquele momento eu só queria tomar um bom banho e relaxar mais antes que eu pudesse fazer isso Sasuke entrou no meu quarto de uma só vez, quando o vi ali meu coração disparou, ele estava sério, rapidamente ele fechou a porta.

 

-O que você quer? Perguntei a ele.

 

Ele me olhou em silêncio e lentamente trancou a porta.

 

-Onde você estava? Perguntou ele sem rodeios.

 

-Isso não e da sua conta Sasuke.

 

-O que? Perguntou ele incrédulo. -Está andando com aquele marginal e agora resolveu falar como ele.

 

-Eu só acho que não lhe devo satisfação do que faço ou deixo de fazer.

 

Quando disso isso pude ver o ódio percorrer os olhos dele, ele rapidamente veio caminhando em minha direção.

-ONDE VOCÊ ESTAVA?

 

Fiquei em silêncio.

 

-Você tranzou com ele não foi?

 

-Isso não e da sua conta.

 

-Me responda, seja mulher e assuma os seus atos, porque eu aposto que vocês não ficaram só em uma festa durante todo esse tempo, me responde.

 

 

-Quer saber, sim nos tranzamos.

 

Disse isso sem pensar nas consequências que isso teria ou na raiva que despertaria nele, eu achava que ao ouvir isso ele simplesmente iria embora, me deixaria quieta, mais foi tudo ao contrário do que eu havia pensado, assim que ele me ouviu e digeriu tudo o que havia acabado de sair dos meus lábios, eu pude sentir o peso de sua mão sobre o meu rosto.

 

-Você e uma vagabunda.  Ele foi curto e grosso, o ódio estava dominando cada célula de seu corpo, isso estava bem visível. –PORRA SAKURA! Disse ele ao me dar um forte empurrão que me fez bater as costas violentamente contra a parede, ele rapidamente se aproximou de mim, quando vi o punho dele se aproximar do meu rosto fechei os meus olhos e logo ouvi um forte barulho, abri os olhos e vi o seu punho sobre a parede, ele estava fora de si.

 

- O que você está fazendo? Gaguejei sentindo as lágrimas quentes escorrerem levemente sobre meu rosto. Confesso que eu estava começando a ficar com medo de Sasuke. – Porque essa reação você namora com a Karin.

 

- Por que? Disse ele ao fechar os olhos com força, eu podia jurar que ele ia chorar junto comigo, o que estava acontecendo com ele?

 

-Eu não entendo você.

 

- Por que?  Repetiu ao abrir os olhos. –Porque você estragou tudo? Porque ficou com Sasori?

 

Eu não estava compreendendo a reação dele, talvez isso fosse porque essa era a primeira vez que ele havia me visto com outro cara, eu não sei.

 

-Sasuke eu .....

 

- CALA A BOCA!  Gritou ele.

 

Sasuke rapidamente segurou em meu braço e me jogou contra a cama, quando ele fez isso o medo tomou conta de mim.

 

-Sasuke o que você vai ....

 

 

-Cala a boca- Disse ele ao subir em cima da cama e tampar a minha boca com força. –Vai se arrepender de ter começado tudo isso…. Vai se arrepender de ter saído com Sasori.

 

Ele começou a puxar meu short para baixo sem tirar a sua outra mão da minha boca, tentei me debater, mas não adiantou, ele era bem mais forte que eu. Ele então tirou meu short com um movimento rápido, se antes eu havia chorado por um pequeno susto agora eu estava em pânico as lagrimas escapavam inevitavelmente dos meus olhos, eu estava me odiando, como pude me apaixonar por alguém como ele?

 

-Sasuke não faz .....pedi com a voz tremula, ele havia tirado a mão da minha boca, talvez por ter certeza de que eu não causaria um escândalo.

 

Ele rapidamente rasgou a minha calcinha e penetrou dois dedos na minha intimidade e como se ele soubesse que eu iria gritar tampou minha boca abafando o som. Ele penetrou mais um dedo, a velocidade aumentava cada vez mais, eu tentei fechar as pernas mais ele me impedia, ele era ágil, ele sabia exatamente onde ir. Ele tirou seus dedos e começou a massagear meu clitóris com uma rapidez insana.

 

-Sasori tocou você desta forma? Perguntou ele.

 

E lá estava eu a mercê dele, eu nunca havia me sentido tão suja, tão nojenta, eu estava me sentindo um lixo, algo descartável que ele sempre usaria e depois descartaria.

 

Sasuke colocou a cabeça no meio das minhas pernas, enquanto a sua mão direita ainda tapava a minha boca, a língua dele tocou o meu Clitóris, ele sabia o quanto eu gostava dele, ele sabia que poderia me controlar facilmente por que eu sou estúpida e invulnerável.

Sua língua veio subindo pelas minhas coxas, até chegar a barriga, eu estava desesperada, eu não estava acreditando que ele ia mesmo continuar com isso, eu estava prestes a ser estuprada pelo meu irmão?  Com a mão que estava livre ele começou a subir a minha blusa e pela primeira vez eu tentava fugir dos seus braços. Sasuke puxou o meu sutiã para baixo e abocanhou os meus seios e começou a suga-los como se eles fossem muito mais apetitosos do que qualquer outra coisa na face da terra, a mesma mão que subiu a minha blusa estava agora em minha intimidade, me penetrando novamente enquanto malditos gemidos escapavam dos meus lábios.

Sasuke tirou a sua mão de minha boca e calmamente começou a desabotoar a calça, tentei me levantar mais ele me empurrou e novamente senti o peso de sua mão em meu rosto.

 

-Não ouse. Disse ele.

 

Ele tirou suas calças, ficou de pé próximo a cama e puxou as minhas pernas para si e em instantes seu membro estava dentro de mim, virei o rosto para o outro lado e permaneci imóvel, enquanto as lagrimas ainda escorriam pelo meu rosto. Ele estava estocando com todo o seu ódio, eu estava sentindo tanta dor, tanto física quanto psicologicamente, Sasuke fez o que quis comigo, me usou, me profanou, me senti uma prostituta naquele momento.

Quando ele terminou vestiu as suas calças e calmamente saiu do meu quarto como se nada tivesse acontecido e eu fiquei ali, largada sobre a cama, me sentindo a pessoa mais desprezível da face da terra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...