História Amor em Poucas Palavras - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Drama, Família, Sasuhina, Sexo
Exibições 99
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fic são momentos estão mistura passado, presente e futuro.

Capítulo 5 - Sentimentos


Fanfic / Fanfiction Amor em Poucas Palavras - Capítulo 5 - Sentimentos

Era uma festa lotada, Naruto falava muito, Sakura brigava com ele e segurava o braço de Sasuke. Kakashi-sensei segurava um copo de saquê e mesmo com a máscara era possível ver sua felicidade.

 

Eu estava ao lado de Kiba que também falava muito e Shino um pouco introspectivo. Mesmo assim estava observando Sasuke. Quando nossos olhos se encontraram desvie rápido, minha face começou a arder. Pela primeira vez não estava seguindo Naruto como costumava fazer, o motivo de ter ido a festa era o ninja que um dia foi renegado.

 

Fez se silêncio quando o olhei de novo e ele fixou se em meus olhos. O rinnegan era assustador, ainda mais da forma como me observava. Seus lábios fizeram uma fina curvatura quando fiquei atrapalhada com o copo que tinha nas mãos.

 

Meu coração saltou dentro do meu peito, não conseguia o controlar, até mesmo parei de respirar. Virei para o lado, meus companheiros de equipe quiseram saber o que estava acontecendo, não conseguia dar uma explicação lógica.

 

ーPreciso de ar ーtodas aquelas vozes estavam me confundindo ou apenas Sasuke estava mexendo com minhas emoções, não tinha respostas.

 

ーVou com você ーKiba disse apressado, apenas coloquei a mão em seu peito e fiz sinal que não.

 

Entendeu que queria privacidade. Amei Naruto em silêncio por tanto tempo sem receber nada em troca, que o olhar de Sasuke na minha direção tirou todas as minhas certezas.

 

ーEi Hinata está bem? ーA voz estridente do homem à minha frente, Naruto já não era o garotinho sofrido que amei, mas um homem que conquistou os seus sonhos, estava feliz por ele.

 

ーAcho que vai ter que controlar a bebida do Kakashi ーSasuke apareceu também na minha frente, aqueles dois homens estavam fazendo minha face queimar.

 

ーEstá com febre Hinata? ーNaruto levou a mão até minha testa.

 

ーNão ーagradeci por não gaguejar. ーEstou indo tomar ar ーnão esperei respostas, apenas os deixei o mais rápido possível.

 

Respirei fundo quando cheguei do lado de fora, o que estava acontecendo comigo. Sempre pensei que sem a chance de ter Naruto nunca me casaria com outra pessoa, mas sinto que todos os meus sentimentos por ele estão mudando.

 

E como se agora eu o olhasse como um irmão, como um amigo muito querido. Pensei só está confusa, mas quando Sasuke estava caminhando em minha direção, meu peito não sabia se controlar, meu coração passou a bater descontrolado.

 

Olhei para todos os lados tentando uma saída, mas não havia para onde correr. Eu estava encostada em uma parede e ele estava se aproximando devagar. Fixei os olhos no chão, ainda sim podia ver seus passos.

 

ーNaruto mandou de dar um copo com água ーentregou o copo e nossos dedos se tocaram.

 

ーO-obrigada ーaquele toque ainda estava entre nós, seus dedos roçando os meus.

 

ーSasuke! ーSakura apareceu do nada, foi o primeiro olhar estranho que recebi dela de muitos. ーO que estão fazendo?

 

ーEu-eu não estou me sentindo bem, vou para casa ーacabei derrubando o copo e o vidro se partiu em pedacinhos. ーDesculpa. ーAjoelhei para recolher os cacos, não tinha a menor ideia do que estava fazendo.

 

ーVou levar ela para casa, fale para alguém cuidar disso ーSasuke foi bruto quando segurou meu pulso para erguer-me.

 

Não tive coragem de olhar para Sakura, mas sei que aquela cena deve ter ferido seu coração tanto como fiz com o copo. Ao mesmo tempo que minhas pernas não sabiam mais andar, a pressão da mão dele em meu pulso era firme e queimava.

 

Não me soltou, e também não queria isso. Seu toque foi capaz de formigar todo meu corpo, de criar entre nós um silêncio reconfortante. Encontramos alguém na rua e isso o fez se separar de mim.

 

ーEstamos indo para o lado errado ーparei na rua e olhei para trás para onde deveríamos estar indo se fosse para a mansão.

 

Ele não respondeu, quando o encarei apenas se virou e continuou andando na direção contrária a minha casa. Não sei exatamente porque o acompanhei, mas continuei a andar ao seu lado sem saber onde estávamos indo.

 

Caminhamos até a floresta, à margem do rio. Sasuke sentou-se jogando pedrinhas na água. Fiz o mesmo, ainda não sabia porque estávamos ali. Quando fui colocar minha mão sobre a grama fresca senti que na verdade estava tocando sua pele.

 

ーDesculpa ーdisse assustada, tirando minha mão da dele.

 

Sasuke puxou minha mão ao mesmo tempo que não consegui desviar de seus olhos. Pousou nossas mãos na grama, era quente, reconfortante como uma noite com fogos de artifício.

 

ーAinda não entendo o que estou sentindo por você ーao dizer isso encaixou seus dedos aos meus.

 

ーEu também não sei ーmas estávamos ligados mais do que nossas mãos.

 

Em algum momento não precisamos mais das mãos unidas, Sasuke estava me contando sobre sua infância. Estava contando para ele que mantinha o meu cabelo curto apenas porque era a única que não gostava dele.

 

ーAgora gosta? ーEstava próximo demais de mim, sua mão desceu por meu cabelo, fez todo meu corpo se arrepiar.

 

ーGo-gosto ーnão podia o olhar, meu rosto estava corado.

 

ーIsso é irônico, a única menina que não foi apaixonada por mim desde a infância é a mulher que estou gostando ーsua mão tocou toda minha face, segurou meu queixo para erguer meu rosto, só o toque de seu dedo na minha boca estava me enlouquecendo.

 

ーJá está tarde ーcomeçava a escurecer e os pássaros já estavam buscando abrigo para a noite.

 

    Sasuke se aproximou ainda mais de mim, meu corpo se encolheu. Tinha uma ideia do que ele estava planejando. Pude o ver sorrir antes de tocar minha testa com os lábios. Toda confusão se dissolveu como bolha de sabão e depois voltou com um furacão. Apaixonada por Sasuke Uchiha é certa que isso causaria muitos problemas.

 

ーVou te levar para casa, dessa vez vou acertar o caminho ーsegurou minha mão para que eu levantasse.

 

Caminhamos lado a lado, até a parte da floresta de mãos dadas. Depois o medo de sermos visto nos separou. Dessa vez conseguimos chegar até a mansão, Sasuke não chegou muito perto dela, despedimos nós uma rua antes.

 

ーPodemos nos ver amanhã? ーNão podia o ver se afastando de mim, por isso perguntei em impulso.

 

ーNo mesmo lugar na parte da tarde? ーSe virou e fiz que sim para seu olhar assustador.

 


Notas Finais


Preferem capítulos como esse ou como os anteriores?
Obrigada pela atenção <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...