História Amor em Poucas Palavras - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Drama, Família, Sasuhina, Sexo
Exibições 70
Palavras 1.604
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Queria agradecer a todos que favoritaram e comentaram <3
Boa leitura!

Capítulo 6 - Primeiro abraço


Fanfic / Fanfiction Amor em Poucas Palavras - Capítulo 6 - Primeiro abraço

Primeiro abraço


 

Nos tornamos um segredo, aquele lugar onde seguramos a mão um do outro pela primeira vez passou a ser o local dos nossos encontros. À vezes ficávamos apenas jogando pedrinha no rio, mas o silêncio entre nós nunca foi um incômodo, era mais como uma paz do resto do mundo.

 

No começo eu achava que Sasuke era o homem mais forte que conhecia. Até que devagar foi me mostrando suas fraquezas, na verdade ele é um homem de camadas. Esconde a dor do passado no mais fundo de si, para que ninguém mais possa ver.

 

Só falou sobre a morte de seus pais, de como os perder foi o ponto de mudança mais importante de sua vida. Gostava de lembrar os momentos bons, de contar sobre Mikoto e Fugaku. Apesar de falar de Itachi com uma mistura de raiva, amor e adoração não foi naquela época que me contou a verdade, só faria isso anos depois.  


 

ーVou sair em missão amanhã ーjogou uma pedra que quicou quatro vezes.

 

ーVai demorar para voltar? ーJá estava acostumada em o ter todos os dias naquele nosso esconderijo.

 

ーTalvez, não se preocupe. Prometo que vou voltar ーolhou me com seu sorriso que era debochado.

 

ーSei que vai ーabaixei os olhos, ele conseguia me deixar vermelha.

 

Já estava tarde quando me acompanhou até a mansão, sempre seguimos por ruas secundárias. Esconder nossos encontros em uma vila ninja parecia cada vez mais difícil. Nós passamos a gostar disso, de sermos discretos o máximo possível para que ninguém fosse capaz de nos encontrar.

 

Nunca houve uma despedida mais do formal, cada um ia pelo seu caminho. Ao mesmo tempo que criamos um código de olhares, um encontro com mais pessoas e às vezes ele me fazia rir e ninguém entendia nada.

 

Parecia impossível dormir toda vez que ele falava que partiria em missão. A morte de Neji surgia na minha mente como um pesadelo, então eu chorava de soluçar. Por mais que as pessoas não me culpem sinto dentro de mim uma remorso por aquele dia.

 

O cheiro de sangue, seus olhos se fechando e uma guerra que deixou marcas profundas. Respirei fundo, Sasuke iria voltar e por mais que não tínhamos compromisso algum já estava me segurando nele como porto seguro.

 

Fui ao treinamento do time 8 que durou a manhã toda, Kurenai já havia voltado da licença maternidade e assumido outro time de genin. Ser mãe e perder Assuma a deixou ainda mais forte, gostava quando ela passava para ver o quanto evoluímos.

 

Ela me chamou para almoçar já que os garotos não poderiam, aceitei. Ela sempre se preocupou comigo, mesmo na época que meu pai havia desistido de mim. Não cuidou só do meu treinamento como ninja, mas também da minha evolução pessoal.

 

Caminhamos juntas, ela gostava de falar sobre Mirai, do crescimento da filha. De como o pai ficaria orgulhoso da garotinha que não pode ver crescer. Quero contar a ela que estou apaixonada, que dessa vez não é como os sentimentos que tinha por Naruto, é algo maduro, algo que vai além de admiração.

 

ーPodemos passar na feira? Tenho que comprar umas frutas para levar para a casa ーKurenai diz quando estávamos a uma rua do restaurante onde iríamos almoçar.

 

ーHinata ーouço a voz de Sakura, virei-me em direção a voz.

 

ーVamos almoçar com a gente? ーIno nunca me chamou para almoçar, estranho esse convite.

 

ーNa verdade estou indo almoçar com Kurenai ーsinto me agradecida por isso, algo no convite delas é estranho.

 

ーNão se preocupe Hinata, vá com suas amigas ーsei por que ela faz isso, nunca consegui me enturmar na academia ou com outros ninjas que não fossem Kiba e Shino.

 

ーOuviu ela. Vamos ーSakura passou o braço pelo meu, aquilo era como um sequestro.

 

Queria sair correndo, mas se o fizesse despertaria ainda mais curiosidade nelas, não pude ao menos me despedir de Kurenai. As duas escolheram uma mesa afastadas das outras, Sakura sentou na minha frente, Ino ao meu lado.

 

ーO que anda fazendo Hinata? ーSakura não perguntou, interrogou.

 

ーTreinando ーapertei minhas mãos de nervosismo.

 

ーVou sair em missão hoje com o Sasuke ーquando disse isso, soube que ela sabia de algo ou tinha uma desconfiança muito grande.

 

ーNão assuste a garota Sakura ーIno disse rindo como se não tivéssemos a mesma idade.

 

ーEstá saindo com o Sasuke? ーIno olhou fundo meus olhos, senti que estava presa aquelas duas.

ーN-não ーapertei mais minha mão ainda, elas estavam disposta a me matar.

 

ーEu falei, o que o Sasuke veria nela ーIno voltou se para o menu se esquecendo de mim.

 

ーSabe que gosto do Sasuke ーdessa vez a voz de Sakura foi de desespero, acenei que sim. ーDevia estar tendo algo com o Naruto.

 

ーMas aquele idiota é apaixonado por você Sakura ーIno não tirou os olhos do menu ao dizer isso.

 

ーEle não sabe a diferença entre mim e o ramen ーSakura suspirou. ーSó está tranquila assim porque está saindo com o Sai.

 

ーSasuke agora é problema seu, Sai é um homem compreensivo que está sempre tentando entender o que estou sentindo ーIno se decidiu e fez sinal para o garçom.

 

ーAs garotas estão ali ーNaruto disse alto demais e todo o restaurante olhou para ele.

 

ーSasuke ーSakura acenou como uma garota desesperada.

 

ーPodemos dividir a mesa? ーNaruto foi quem correspondeu ao aceno ainda mais empolgado.

 

Aquele encontro forçado ou planejado estava acabando comigo, olhei para Sasuke que parecia ainda mais perdido do que eu no que estava acontecendo. Ele se sentou na cadeira da ponta ficando entre mim e Sakura, Naruto sentou se ao lado dela.

 

ーQue conhecidencia. Queria ir comer ramen, mas o Sasuke quis vir aqui ーele pode ser um homem, mas continua o mesmo menino de sempre.

 

ーEncontramos com Hinata na rua e resolvemos a convidar ーSakura olha cada movimento que faço.

 

ーO que vão pedir? ーO garçom é capaz de cortar um pouco o clima pesado da mesa.

 

Depois que o coitado consegue anotar todos os pedidos nos deixa desconfortável novamente. Naruto é único que fala, Sasuke fica olhando pela janela, Sakura para ele e Ino parece entediada. Enquanto eu estou aterrorizada.

 

Os pedidos parecem demorar uma eternidade para chegar, quando finalmente estão na mesa. Quero comer o quanto antes para poder sair da mesa, Sasuke sabe que estou nervosa, encosta a perna a minha e seu toque passa tranquilidade.

 

ーVocê quer provar isso Sasuke está uma delícia ーSakura leva o hashi a boca dele.

 

Por mais que ele não aceite essa é a primeira vez que sou possuída por um sentimento novo. Uma angústia, com medo, insegurança e vontade de bater em Sakura. Nunca senti isso por Naruto, é completamente novo para mim.

 

Um egoísmo de não querer que ela se aproxime dele. Afasto minha perna da dele, sei que não é sua culpa, mas algo dentro de mim está fazendo a comida ficar com um gosto ruim. Não entendo bem o que está acontecendo.

 

Levanto para ir ao banheiro, lavo meu rosto e logo as duas estão entrando atrás de mim. Realmente não era o meu dia. Ficam observando com curiosidade o meu rosto pelo espelho.

 

ーNão acho que você faça o tipo do Sasuke, não acho que ele tenha um tipo ーIno parece estar muito certa da sua opinião e se aproxima de mim descendo o zíper da minha blusa. ーVocê é bonita devia usar umas roupas que mostrasse um pouco mais o corpo.

 

ーNão atrapalha ainda mais isso ーSakura tira a mão dela de mim e agradeço por isso. ーSó fique longe do Sasuke.

 

Não respondo nada, não posso mais ficar longe dele. Ao mesmo tempo que não acho certo dizer isso antes de uma missão. Não consigo esperar pela sobremesa, levanto assim que consigo comer a tigela de arroz. Peço desculpa pela minha pressa. Recebi um olhar ambíguo de Sakura, Naruto acena alegre e Ino sorri.

 

ーVou com você ーSasuke não se preocupa com o que vão dizer. ーVejo vocês daqui a uma hora nos portões da cidade.

 

Sabia que estava fazendo tudo errado, mas o que iria dizer a Sakura. Que estavamos nos vendo, mais ela não precisava se preocupar que ainda não éramos nada um do outro ou que para ela ficar longe dele.

 

ーEstá brava comigo? ーSasuke perguntou assim que chegamos em uma rua deserta.

 

ーNão ーnão saiu um eu agradável, só estava confusa sobre o que éramos.

 

A mão dele puxou a minha, ele ofereceu a mim um olhar sério. Acabamos escondidos debaixo de uma escadaria. Essa foi a primeira vez que senti seus braços envolta do meu corpo. Ele estava encostado na parece e me olhava desconfiado.

 

ーNão precisa se preocupar ーapertou ainda mais o abraço, como se eu fosse fugir a qualquer momento. ーGosto de você Hinata.

 

ーEla gosta de você Sasuke ーe mesmo sabendo disso passei meus braços pelas costas dele, era gostoso estar próxima ao seu perfume.

 

ーNão posso mudar isso ーele ergueu meu queixo para que eu pudesse ver seus olhos, um escuro outro assustador.

 

ーMas eu gosto de você ーnão queria a magoar, mas não posso mudar o que estou sentindo.

 

ーEntão continue gostando cada vez mais ーseus lábios beijaram minha testa.

 

Dessa vez deixei meu rosto cair em seu peito, o apertei ainda mais, não queria afastar-me do seu cheiro e calor. Sasuke beijou meus cabelos, dentro da indefinição do que éramos acabamos nos tornar tudo.


             Ele partiu, e aquele primeiro abraço só fez com que eu sentisse ainda mais saudades a cada dia que passava. Sasuke tornou se dono dos meus pensamentos vagos, sai em missão naquela semana, retornei três dias depois e ele ainda não havia voltado.


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...