História Amor em tempos de dor. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasunaru
Exibições 290
Palavras 1.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 10 - O dançarino parte 2.


Fanfic / Fanfiction Amor em tempos de dor. - Capítulo 10 - O dançarino parte 2.

O ritmo da musica escolhida era quente e sensual, o corpo do jovem loiro se movia sem problemas, sua mente totalmente focada na música, sem mais nada ali, sem medos, sem inseguranças, estava dançando para um estranho, mas como não o via diretamente nos olhos não se importava, no começo ficava super constrangido, tanto que após a dança chegava a passar mal, mas depois conseguiu um jeito de tornar isso mais fácil, ele imaginava que dançava para Sasuke, sim...Apesar de toda dor, ele o amava, tanto que ainda sentia a velha dor sempre que pensava nos cabelos negros, nos olhos profundos, e para eclipsar essa saudade toda dançava, e como dançava! De olhos fechados passava as mãos no corpo moldado a duras penas por horas e horas de treino em dançar, sensualizando quando na verdade só queria descansar.

Rodou sobre os pés e desceu o corpo até perto do chão, subindo devagar, se aproximou do vidro e colou o corpo ao mesmo, as mãos espalmadas no vidro, o rosto num sorriso largo, piscou para o desconhecido que nem ao mesmo via e voltou a rebolar, desta vez se afastou um pouco e deslizou a mão pelo peito até a virilha, dançando sensualmente e pronto...A música acabou, ele fez uma pequena reverencia e saiu da sala de vidro, iria descansar por meia hora e depois voltar, ainda dançaria mais duas vezes nessa noite, antes de poder ir embora descansar um pouco.

Sasuke por sua vez estava ofegante na sala, pegou o copo de suco gelado de limão e tomou um grande gole, tinha descoberto o paradeiro de Naruto, mas e agora? Não podia simplesmente aparecer e se apresentar, e se ele fugisse de novo? Iria investigar um pouco mais e ver como faria para aborda-lo.

Um pensamento lhe passou pela cabeça já perturbada, e se ele tiver alguém? Lindo desse jeito era bem provável não é?

Sasuke coçou a cabeça nervoso, saiu da sala e foi até Itachi e Rasa, que bebiam vinho em taças bonitas.

-É ele mesmo, eu nunca pensei que o encontraria aqui, e agora o que faço?

-Seria prudente descobrir um pouco mais sobre ele e ir embora antes que ele nos veja não é? 

Sasuke concordou, Itachi já conversava com o senhor Rasa, que por estar bem alto na bebida nem ligou, ele veria um dos dançarinos agora, e não era dança o que ele queria.

-Sasu, vou falar com o dono da boate, vem comigo, é lá nos fundos, parece que o seu loiro já está se preparando para a próxima dança dele, então temos tempo.

Com uma certa relutância Sasuke o seguiu, logo estavam sendo recebidos por um moreno alto, muito alto mesmo e completamente intimidador, mas que sorria de modo confiante (também com aquele posse e tanto quem não seria confiante não é?) ele os recebeu e os mandou sentar em poltronas macias de couro preto, logo Gaara entrou e foi até o moreno que o puxou pela cintura e lhe deu um beijo nada casto, o soltando depois e lhe mandando um olhar no estilo safado.

-Digam-me o que desejam? Falou Madara, sorridente.

-Bom, na verdade eu conheço um dos seus dançarinos e eu preciso de mais informações sobre ele, porque não o vejo a dois anos...Tentou explicar Itachi.

-Nossos funcionários tem suas vidas preservadas, sinto muito senhores...Falou Madara já se levantando, mas foi parado por Sasuke, que resolveu contar tudo, desde de o começo.

-Me deixe explicar por favor...E com calma contou tudo que aconteceu com Naruto e como ele sumiu por dois longos anos, até aquela noite.

-Nossa que história triste...Tá certo, eu vou ajudar! Falou Gaara todo comovido.

-Mas amor...Resmungou Madara, mas foi parado por uma mão suave e ao mesmo tempo firme que pousou em seus lábios.

-Isso meu querido é uma daquelas histórias de dorama sabe? Onde tudo dá errado, a gente chora mil litros de lágrimas e depois sorri feito bobo com o final feliz, mas nesse caso os protagonistas precisam de uma mãozinha...Me deixe ajudar tá bem?

Madara concordou e acabou sorrindo.

-Olha Sasuke, é o seguinte, seu loiro chegou aqui a quase um ano e meio, foi meio que por acaso, um dos meus clientes o descobriu numa lanchonete lavando pratos, e lhe ofereceu uma visita a boate, esse meu cliente queria que eu o visse e o ajudasse a ganhar mais dinheiro porque o rapaz estava quase sendo despejado na rua por falta de pagamento no aluguel de seu pequeno quartinho, imediatamente eu percebi o potencial dele, é claro! Mas o rapaz era tímido demais, foi difícil lhe ensinar a dançar no começo, embora ele tenha uma habilidade natural com a dança, sua timidez atrapalhava bastante, por fim tivemos resultados e ele começou a se apresentar aqui.

-Sabe é engraçado, seu loiro se chama Naruto Namikaze e mora perto daqui, num apartamento, mas agora ele também conseguiu um emprego numa empresa de certo nome na cidade, como estagiário eu acho, claro que ele não pode ainda largar a boate, graças aos deuses porque ele é meu melhor dançarino, o que sei dele é pouco, vive sozinho, não tem parentes, e nem namorado ou namorada, não se envolve com os clientes, muito embora tenha sofrido já dois atentados por conta de clientes que o desejam a todo custo.

-C-como assim atentados? Perguntou Sasuke intrigado.

-Ah, um doido o agarrou na saída e acabou rasgando sua roupa, ele felizmente foi socorrido pelo segurança, e na outra um cara com uma faca tentou machuca-lo, alegando que o jovem loiro era dele e de mais ninguém, são coisas da profissão...Vai fazer o que né?

-É verdade que ele não é mesmo garoto de programa? Perguntou Itachi, meio desconfiado.

-Olha senhor Itachi, nós aqui não obrigamos ninguém, o que os garotos fazem é por livre e espontânea vontade, certamente se o Naruto quisesse já estava rico com seu belo corpo, mas ele tem seus princípios que não me cabe julgar, até porque eu já fui um dos garotos de programa desse lugar, até me apaixonar por ele...Respondeu Gaara, olhando para Madara.

-E foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida...Rebateu Madara feliz.

-Tá, entendi...Desculpa. Respondeu Itachi.

-Quanto a Naruto, ele é divertido quando está aqui, mas sempre é arredio, recentemente um dos seguranças o leva até a saída e fica de olho até ele ir embora, é mais seguro assim, mas confesso que o loiro não conta muita coisa, ele é bem fechado, parece ter sofrido muito na vida, uma frase que ele sempre diz é que o amor não existe, então ele nunca vai amar de novo.

-Obrigado Gaara, eu vou tentar me aproximar dele com calma...Respondeu Sasuke apreensivo.

Madara mandou um dos seguranças os guiarem até uma saída lateral, para evitar contato com o loiro.

-Ita, o que foi que eu fiz? Como vou recuperar meu loiro?

-Bom, já sabemos onde ele está, isso é um avanço, vamos dormir e descansar, amanhã vamos pensar em algo...Temos uma empresa para gerenciar, não se esqueça disso, e amanhã seremos apresentados formalmente aos funcionários, precisamos estar bem.

-Tem razão...Obrigado Itachi...

O moreno mais velho sorriu, e eles foram embora, na manhã seguinte depois de um café da manhã gostoso, um bom banho, os dois estavam arrumados, terno e gravata, lindos de morrer, certamente causariam um certo rebuliço na empresa quando fossem apresentados aos funcionários, ao chegar na empresa, entraram pela porta giratória e foram sendo encaminhados pelos corredores, chegando a ala dos funcionários...

Um dos gerentes, no caso o gerente de pessoal se adiantou, e falou alto, chamando a atenção de todos, que se viraram e olharam a perfeição da natureza dupla, parada ali na frente deles, ouviu-se resmungos abafados, todos eles certamente sobre a beleza dos chefes, é claro, e no meio de tanta gente Sasuke viu os cabelos loiros, não pode ser!!

Naruto estava tentando pegar uns papéis que tinham caído no chão, ainda não o tinha visto, por isso Sasuke se adiantou ficou frente a ele, o loiro percebeu o silencio na sala e olhou para os pés do chefe a sua frente, engoliu em seco e se levantou envergonhado, quando subiu os olhos e viu quem o encarava ficou branco como uma folha de papel, suas mãos tremiam ligeiramente e ele ficou parado sem saber o que fazer.

Sasuke por sua vez agradecia aos céus pela oportunidade, estendeu a mão ao loiro sorridente.

-Olá Naruto, a quanto tempo...

Naruto tremendo ainda pegou a mão oferecida, a sua estava gelada, seu corpo inteiro se arrepiou ao toque de seda da mão de Sasuke, e ele ficou sem graça...Mas o choque foi tão intenso que ele sentiu suas forças se dissiparem, sentiu a cabeça leve, os olhos turvos e então...Caiu no chão com um baque surdo.

-Naruto!! Naruto!!! Alguém por favor chame uma ambulância! Gritou Sasuke apavorado.


Notas Finais


É isso, logo teremos um Sasuke tentando recuperar a confiança num certo loiro, que não vai ser fácil minha gente. se tiverem alguma ideia ou pedido especial mandem, se eu puder faço.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...