História Amor em tempos de dor. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasunaru
Exibições 338
Palavras 1.519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas lindas, estão calminhas comigo??? Porque o capítulo anterior foi bem sofrido para meu loiro lindo, resolvi escrever logo o próximo, porque eu sou uma boa pessoa, juro! Boa leitura...

Capítulo 8 - O futuro incerto e suas novas surpresas.


Fanfic / Fanfiction Amor em tempos de dor. - Capítulo 8 - O futuro incerto e suas novas surpresas.

Shikamaru levou seu amigo desacordado para a enfermaria, não queria fazer isso, mas na verdade não podia deixar o rapaz caído no chão no corredor, era pouco provável que eles descobrissem que ele estava ainda sob efeito da droga que lhe deu na noite anterior, menos provável ainda que descobrissem o que ele fez com ele enquanto estava inconsciente, afinal o cara que vendeu a droga afirmou que a vítima em questão não iria lembrar absolutamente de nada mesmo.

Mas quando a enfermeira examinou o jovem notou suas pupilas dilatadas, o suor frio, o pulso fraco e logo chamou uma ambulância para a faculdade, avisando em seguida o senhor Fugaku da gravidade da situação, diante disso Shikamaru resolveu dar uma saidinha dali só para sua segurança mesmo, vai que alguém desconfia não é? E depois ele tinha que ir ao banco ver o seu dinheiro, é claro!

Já no hospital depois de medicado, os médicos constataram evidencias de uma droga potente como a Cetamina que deixa a pessoa grogue e totalmente a mercê do seu agressor, normalmente é usada para roubos ou estupros, nesse caso é conhecida como "rape drugs".

Fugaku já estava lá, a esposa estava viajando a negócios então era mesmo só com ele, mas para seu alívio Itachi chegou, completamente desesperado ao saber que seu irmão caçula estava internado, ao ver o pai ficou sem graça, já faziam meses desde de que se desentenderam e o mesmo o mandou embora.

-Desculpe pai, eu vou ficar ali longe do senhor, só quero saber informações sobre meu irmão...Não quero atrapalhar, desculpe...Pediu o jovem de cabeça baixa, sempre foi muito gentil e um filho obediente, quando o pai o mandou embora e lhe falou para nunca mais lhe dirigir a palavra tencionava cumprir suas ordens.

Fugaku se sentiu tão mal com isso, se aproximou do filho amado e o envolveu nos braços, chorando como nunca chorou na vida, sentia saudades da alegria do filho, de seu sorriso espontâneo e fácil, do modo como era doce e gentil com todos, e como conseguia conduzir todos na empresa com atenção, da maneira com cuidava do irmão caçula...Mas principalmente em como ele demonstrava seu amor com todos.

-Perdão meu filho...

-Pai? É sério? Mas o senhor me mandou ir embora, falou que nunca mais queria me ver na vida...Eu manchei o nome da família namorando um homem...

-Calado! Eu sou seu pai, posso retirar tudo que disse, você não manchou o nome da família, sua ausência manchou minha alma meu filho, eu me arrependi de tudo, não ligo se estiver com aquele rapaz, posso até conhece-lo, podemos ser amigos, mas nunca mais se afaste de sua família!

Itachi chorou no ombro do pai, ele se sentiu uma criança de novo, mas então lembrou de Sasuke, soltou-se do pai e o olhou sério.

-Pai, depois a gente fala disso, mas e o Sasu? Me diz ele está bem? O que ouve?

-Não sei...estou aguardando os exames e...

Nesse momento um dos médicos surgiu, ele vinha com mais duas médicas, todos pareciam preocupados e um pouco temerosos, afinal aquele ali era Fugaku Uchiha, um dos donos daquele hospital.

-Como está meu filho?

-Senhor...Bom, gostaríamos de saber se autoriza um exame  mais detalhado de seu filho, achamos que ele foi vítima de estupro.

-Como é que é? Perguntou Fugaku, perdendo a força nas pernas e sendo segurado pelo filho mais velho, também chocado.

-Nos exames detectamos altas concentrações de uma substância muito usada em casos assim, notamos manchas roxas no pescoço e ombro, parecem mordidas ou chupões, é bem claro que ele foi vítima dessa agressão, e além disso ele não lembra de muita coisa, ainda está bem grogue, mas podem entrar se quiserem.

-E-eu autorizo, mas posso ver ele antes?

-Me acompanhe senhores. O médico os levou até Sasuke, ele estava pálido, sentado na cama, o olhar meio perdido ainda, quando viu o pai e o irmão juntos sorriu de forma genuína.

-Os dois juntos? Isso é uma boa coisa não é? Falou sorrindo minimamente, pois se sentia tonto e fraco, sem falar que agora sentia dores no corpo todo.

-Filho! E Fugaku o abraçou ternamente.

Itachi pegou em sua mão com carinho, o olhando por um tempo.

-Irmão quem fez isso com você?

-E-eu não lembro de muita coisa...Na verdade eu lembro de ter falado com o pai mais cedo, mas não acredito que o Naruto seja uma pessoa má, eu gosto dele, de verdade...Depois eu tomei vinho com Shikamaru, acordei grogue...Acho que fui para a faculdade...Mas então tudo fica estranho, eu lembro de estar muito triste, nervoso, lembro de ver Naruto chorando...Naruto! Pai, onde está o Naruto! O que ouve com ele?

Fugaku entendeu tudo agora, pois já sabia que a conta corrente do email era na verdade de Shikamaru, então tudo se encaixou.

-Filho, acho que sei o que ouve, mas primeiro preciso lhe pedir perdão, acho que falei de seu namorado sem conhecimento, ele foi uma vítima nessa história toda, na verdade foi Shikamaru quem armou tudo, o email, o pedido de dinheiro, e também as drogas que você ingeriu muito provavelmente no vinho...E também preciso lhe dizer que acho...Acho que ele abusou fisicamente de você...Eu vou encontra-lo, ele será preso...Eu juro que farei tudo ao meu alcance para manda-lo para a prisão...

Sasuke sentiu uma pontada na cabeça, o vídeo tinha sido o próprio Shikamaru quem mandou? Ele armou para Naruto e...

-Itachi, ache o Naruto pra mim, por favor, em nome de tudo que é mais sagrado, eu preciso ajuda-lo acho que eu falei um monte de asneiras pra ele enquanto estava drogado, e acho que fiz algo muito errado pra ele...Eu não lembro! Mas o Shikamaru postou um vídeo de nós dois...Ah...Um vídeo constrangedor, e o Naruto é tímido, e ele deve estar muito mal, nem imagino como ele está, por favor traz ele aqui, preciso explicar tudo pra ele...

Itachi se levantou e sorriu para o irmão.

-Me de o endereço dele e me fale como ele é, eu vou lá, fique calmo tá.

Sasuke olhou para o pai meio desconfiado ainda.

-Pai, desculpa, quando eu disse que não fui pra cama com o Naruto é verdade, eu só fiz...Umas coisinhas com ele, mas não passou disso, e eu sei que o senhor não aprova nada disso, eu peço perdão, mas eu estou apaixonado por ele de verdade...

-Filho, fica quietinho e me escuta, tá bom? Eu amo você e seu irmão, nada disso importa, eu quero te ver feliz, agora no momento eu quero mesmo é dar uma surra no infeliz do Shikamaru.

Sasuke suspirou, ele estava chocado com tudo isso, conhecia Shikamaru desde de criança, era muito para assimilar.

Logo alguém pigarreou na porta, era Lee.

-Oi, posso entrar senhor Fugaku, quero ver o Sasuke.

-Pode sim...Lee sabe do Shikamaru?

-Sei que ele tá muito ferrado, isso eu sei...Sasuke quero lhe dizer que salvei o Naruto quando você o deixou no banheiro junto com aqueles idiotas, olha eu não sou de julgar ninguém e sei que você não parecia bem, mas deixar o garoto ali com aqueles brutamontes foi maldade cara! Eles quase estupraram ele, se eu não tivesse chegado a tempo...

-O que??Como? Quando foi isso? Eu não lembro!!! Se desesperou o pobre moreno, foi com muito custo que Fugaku o acalmou depois disso, foi preciso até mesmo uma das enfermeiras lhe aplicar um leve sedativo.

Depois que Lee entendeu a situação toda e Sasuke já estava mais calmo que ele continuou seu relato.

-Então calma tá amigo, olha eu peço desculpas, eu não fazia ideia de tudo isso, mas você precisa entender que foi chocante pra mim descobrir que você, o cara que eu admiro ter deixado o pobre Naruto lá a mercê daqueles três foi demais...Mas eu levei o Naruto pra casa dele, só que vim te avisar que a coisa foi feia pra ele, acho que ele planeja ir embora, me falou que vai ser expulso da faculdade, que a vida dele acabou, que eu devia cuidar de você...Olha, eu acho que ele vai sumir. 

Sasuke colocou a mão nos cabelos, os puxando de forma dolorida, tudo era um pesadelo, isso não podia estar acontecendo, não com ele!

-Pai...

-Calma, vamos acha-lo, eu prometo.

Mas não foi bem assim que aconteceu, Naruto sumiu, deixou seu apartamento com todas as coisas, até mesmo seu notebook, viajou com pouca coisa, provavelmente somente o necessário, e não foi possível localiza-lo.

Os exames constataram abuso sexual, Shikamaru fugiu, mas foi preso logo tentando embarcar num avião para a Coréia, foi acusado de estupro, chantagem entre outras coisas, mas como Naruto sumiu e não testemunhou a pena não foi tão grande.

Sasuke foi para a casa quando teve alta, e Itachi voltou para cuidar do irmão, os dias se tornaram semanas, e as semanas meses, os meses correram e logo haviam se passado dois longos anos sem notícias de Naruto.

................................................................................................................................................................................................................................................

Itachi entrou no escritório do irmão sorrindo.

-Vamos para a China maninho.

-Sim, estarei pronto...

Sasuke olhou para a janela vendo a luz do fim do dia.

"Onde você está meu loirinho?" Pensou triste.


Notas Finais


Gente, é isso, espero que tenham gostado, logo saberão o que ouve com Naruto. Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...