História Amor Encarcerado - Capítulo 14


Escrita por: ~

Exibições 268
Palavras 2.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Drama (Tragédia), Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eita cheguei <3 <3
Aproveitem a leitura mozões <3

Capítulo 14 - This Taegguk's gonna hurt.


Fanfic / Fanfiction Amor Encarcerado - Capítulo 14 - This Taegguk's gonna hurt.

Finalmente chegou o dia mais aguardado por Jeongguk, quinta-feira, dia do seu aniversário, ele tinha ótimas lembranças de todas as suas comemorações e até mesmo as memórias de seus pais durante esse dia o deixavam feliz, apesar de que todos os dias ele se esforçava para manter seu humor o melhor possível, especialmente hoje ele só queria fazer o que lhe deixasse bem, ele merecia.

-Acorda, acorda, acorda, acorda! É um lindo dia! Levanta daí!- o moreno pulou na cama ao lado e começou a balançar o corpo de seu colega desacordado.

-A única coisa que eu vou levantar é a minha mão pra dar na sua cara- Chim falou friamente sem abrir os olhos.

-Não seja tão amargo! Você está lindo hoje, seu cabelo está mais brilhante, ou é impressão minha?- Jeongguk continuava radiante, mas parou de atormentar o mais velho com os balanços.

-Sério, se você não calar a boca eu vou quebrar seus lindos dentinhos de coelhinho- Chim continuava na mesma posição e com a voz rouca devido ao sono.

-Porque você está assim hoje? Você sempre acorda tão animado... Algum problema com o dia de hoje?- Jeongguk falou indignado e voltou para sua cama.

-É, eu acordo animado, quando eu acordo na hora certa! Você levantou duas horas antes, mas isso não significa que eu tenho que levantar junto, esse é meu único problema no dia de hoje- Chim abriu os olhos com certa dificuldade e encarou o moreno com um olhar furioso.

-Você sabe que horas são? Como sabe?- Jeongguk o encarou surpreso e confuso.

-É só olhar pra janela, a sombra indica- Chim novamente deitou-se e cerrou os olhos.

-Mas não tem sombra- Jeongguk caminhou até a pequena janela quadrada e tentou ver através dela.

-Exatamente! Não tem sombra porque o sol nem sequer bateu na janela! Jeongguk por favor, se você me deixar ter as minhas duas lindas horas de sono que faltam, eu faço tudo que você quiser, quando eu acordar- Chim novamente encarou o moreno, dessa vez com a expressão quase desesperada.

-Tudo bem... E o que eu faço enquanto isso? Eu já escovei os dentes e me troquei, não vou conseguir dormir de novo- Jeongguk perguntou derrotado e se lançou em sua cama de qualquer jeito.

-Não importa coelhinho, contanto que eu durma agora você pode fazer o que quiser, mas se me acordar de novo sua cabeça voa pela grade- Chim cobriu o rosto com o fino lençol branco e novamente apagou.

Jeongguk passou alguns minutos deitado olhando para o teto, ele certamente não conseguiria dormir de novo, mas sem nada para fazer, sua única opção era permanecer ali, até que involuntariamente ele começou a cantarolar baixinho sua música preferida, mas  sem perceber seu volume vocal tomou forma e ele passou a cantar mais alto, ele se mantinha de olhos fechados e um sorriso aberto nos lábios, ele só não sabia que outras pessoas estavam o ouvindo.

-Com licença senhor Jeon, alguns presos estão reclamando do barulho- Taehyung apareceu na porta da cela.

-Nossa, eu nem percebi! Desculpa oficial, vou parar- Jeongguk abriu os olhos rapidamente e falou de forma envergonhada, mas animada.

-Não precisa parar... Só canta mais baixo- Taehyung falou de repente e desviou o olhar.

-Acho melhor eu parar, se Chim acordar minha cabeça voa pela grade- Jeongguk falou ironicamente e gargalhou.

-Como quiser, vou indo- Taehyung novamente instalou sua face séria quando percebeu a proximidade com o moreno e saiu rapidamente dali.

Jeongguk também estranhou de início o fato de ele ter falado normalmente com o oficial, mas não deu muita importância afinal, ele tinha consciência da indecisão de Taehyung e por vezes até o entendia, só não entendia sua arrogância e seus maus tratos ao moreno. Passaram-se as longas duas horas por quais Chim tanto lutou e finalmente o loiro acordou por vontade própria, já com um sorriso contente nos lábios.

-Agora sim! Como duas horas de sono fazem toda diferença! Bom dia coelhinho!- o loiro levantou-se devagar enquanto esticava os braços e o tronco.

-Ótimo dia! Dia maravilhoso!- Jeongguk levantou-se e cumprimentou o menor com um beijo no rosto.

-Não to entendendo essa sua animação repentina, geralmente você é o cara que não gosta de acordar cedo- Chim parou em frente ao moreno e lhe encarou confuso.

-Eu não gosto mesmo nos outros dias, mas hoje é um dia especial! Hoje esse lindo ser humano com o qual você tem o prazer de conviver, está completando 21 anos!- Jeongguk andava pela cela de forma convencida.

-É seu aniversário? Parabéns coelhinho! Temos que fazer uma coisa especial pra marcar você!- os olhos de Chim brilharam ao lembrar do famoso ritual de aniversário.

-Que coisa especial?- Jeongguk falou e uma expressão confusa se fez em seu rosto.

-Espera só pra ver- Chim sorriu animado, depois caminhou até a grade de sua cela- AÍ PESSOAL! ATENÇÃO AQUI TODO MUNDO! É O PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DO JEONGGUK AQUI NA NOSSA CASA, ENTÃO ELE TEM QUE SER INICIADO! VAMOS LÁ!- o loiro gritava para fora da grade como se quisesse que todo a cadeia escutasse e rapidamente recebeu sua resposta com vários gritos por todo lado.

-A COMEMORAÇÃO É AQUI NA MINHA CELA!- uma voz grossa e desconhecida vinda do lado leste se manifestou entre gargalhadas.

-SE FOR AQUELE MORENO GOSTOSINHO QUE DIVIDE A CELA COM O CHIM, A COMEMORAÇÃO VAI SER AQUI NA MINHA!- outra voz foi ouvida do outro lado e as risadas vinham de toda parte.

-CALEM A BOCA! NINGUÉM VAI INICIAR NINGUÉM, NINGUÉM VAI PRA CELA DE NINGUÉM COMEMORAR NADA! VOCÊS NÃO ESTÃO EM UMA TABERNA! VOLTEM AOS SEUS AFAZERES!- Taehyung começou a andar furioso por entre as celas enquanto batia com sua arma em cada uma delas.

-A gente só ia cantar parabéns... O Coelhinho merece essa homenagem- Chim falou indignado quando o oficial chegou até sua cela.

-Você acha que isso é uma homenagem? Esse tipo de coisa?- Taehyung falou ainda irado, mas diretamente para Jeongguk.

-É só brincadeira... Desejar não tira pedaço, pelo menos eles me acham gostoso- Jeongguk usou do seu poder de provocação para deixar Taehyung ainda mais irritado.

-Não interessa! Aqui não é qualquer lugar pra fazer esse tipo de palhaçada- Taehyung falou tentando manter a calma e se afastou da cela.

-Alguém precisa aprender a controlar o ciúmes- Chim falou sarcástico e gargalhou.

-Quem vê, diz que é o cara tradicional, general do exército coreano- Jeongguk acrescentou, também entre risos.

-Engraçado como as pessoas mudam quando são confrontadas, está tudo bem até alguém tocar na ferida, deve ter algo por trás da defensiva dele, algo que vai muito além do que cabe a nós- Chim falava seriamente e mantinha seu olhar perdido em pensamentos.

-Mas eu não quero gastar meu dia pensando nele, é meu aniversário, quero pensar nas pessoas que estão me fazendo feliz agora- Jeongguk falou firmemente e sorriu.

-Vou me aprontar, quero ficar bem gatinho pro meu Kill- Chim falou sorridente e começou a arrumar os cabelos olhando ao pequeno espelho quebrado na parede.

-Como se tivesse muita coisa pra fazer, aqui nesse lugar ou você é bonito naturalmente ou fodeu, porque não tem mais nada pra te ajudar- Jeongguk falou irônico e também se dirigiu até o espelho.

-Verdade, mas pra mim é fácil, eu poderia me cobrir de lixo que ainda ficaria maravilhoso, porque olha pra mim, eu sou tudo de bom- Chim arrumava os cabelos com cuidado enquanto falava convencido.

-Eu até te zoaria, mas é verdade- Jeongguk sorriu fraco e novamente se jogou em sua cama.

-Tá na hora do café, saiam- Taehyung novamente voltou a cela.

-Tão educado... – Chim ironizou e saiu da cela.

-Senhor Jeon, aniversariantes tem direito de receber cartas- Taehyung segurou no braço do moreno e falou sério.

-E eu vou receber cartas de quem? Eu não tenho família, oficial, eu não tenho ninguém- Jeongguk falou indiferente e frio, olhando nos olhos do policial.

-Eu sinto muito- Taehyung falou com uma ponta de culpa em sua voz.

-Não Taehyung, você não sente- Jeongguk desviou o olhar irritado e saiu dali.

Jeongguk caminhou cabisbaixo até o fim do corredor para ir em direção ao pátio, mas quando passou pelo portão que dava acesso ao corredor principal ele foi surpreendido.

-Saengil chukhahamnida, saengil chukhahamnida, saranghaneun Jeon Jeongguk, saengil chukhahamnida!- todos os membros de sua gangue apareceram e cantaram em um único coro, inclusive o líder.

-Cadê o bolo?- Jeongguk ironizou, mas estava visivelmente surpreso.

-Muito engraçado! Agora, sério, parabéns Jeonggukie!- Taeyang abraçou o moreno com força.

-Parabéns Tokki!- Yixuan também o abraçou em seguida.

Parabéns cupido!- Jack foi o próximo a abraçar.

-Que você siga forte até o fim- G-Dragon falou sempre sábio e apertou a mão direita do moreno.

-Meu presente eu vou dar mais tarde, de qualquer jeito, parabéns meu amor, espero que nós possamos ficar juntos pra sempre- Yibo aproximou-se sorridente e beijou o mais novo.

-Vocês são a melhor gangue de todas! Muito obrigado!- Jeongguk falou animado e sorridente.

-Vocês podem ir agora, eu quero levar Jeongguk em um lugar- Yibo falou impaciente e segurou a mão de seu namorado.

-É tradição o café em grupo, depois pode arrastá-lo a qualquer lugar- Taeyang falou indignado e sério.

-É amor, eu to com fome- Jeongguk falou nervoso e começou a caminhar em direção ao refeitório, ele sabia o que Yibo queria dizer com aquilo.

.

.

.

-Já, vamos, eu quero te dar teu presente- Yibo falou impaciente um tempo depois que Jeongguk havia terminado de comer.

-Tu-tudo bem... – novamente o nervosismo do moreno voltou, mas mesmo assim ele levantou-se e pegou na mão do mais velho.

-Você já deve ter entendido o que nós vamos fazer né?- Yibo falou preocupado.

-Eu acho que sim... – Jeongguk falou fraco.

-Então está tudo bem pra você?- Yibo continuou a fala preocupada.

-Por que você está perguntando isso?- Jeongguk falou tentando retirar sua resposta do assunto.

-Eu quero que você me permita fazer isso, desde que a gente começou a namorar nós nunca chegamos a fazer sexo e se for uma coisa sua eu entendo, mas eu preciso dizer que eu to me segurando- Yibo falou derrotado e sorriu fraco.

-Yibo eu... Tá tudo bem, vamos... – Jeongguk queria fugir dali, mas teria que fazer o que fosse preciso para continuar com Yibo.

-Eu só quero que saiba que eu amo você- Yibo falou de forma carinhosa.

-Eu também amo você- Jeongguk disse essas palavras com a garganta seca, respirando fundo e tentando esconder sua vontade de morrer.

-Chegamos! Ah eu estava tão ansioso por esse momento- Yibo falou quando eles adentraram a um pequeno galpão no subsolo, parecido com o de seus rivais.

-Então vocês também tem um... – Jeongguk sussurrou, mas sua fala não deixou de ser audível.

-Os idiotas não são os únicos a terem seus truques, mas deixe eu me concentrar eu você, ah meu amor... Você é tão perfeito... Eu esperei tanto tempo pra ter o seu corpo pra mim... – Yibo falava encantado enquanto distribuía beijos carinhosos no pescoço do moreno assustado.

Jeongguk apenas sorriu tentando esboçar o máximo de felicidade que conseguia, Yibo voltou-se para os lábios do moreno e agarrou seu corpo com força, eles trocaram alguns beijos desejosos, o mais velho parecia extasiado com o fato de finalmente ter Jeongguk para si, enquanto que o moreno só queria fugir dali, e fugir para bem longe.

-Yibo eu... E-eu... Me perdoa, me perdoa por favor- Jeongguk não pôde evitar, com os olhos marejados ele correu dali, seu coração acelerou ao pensar que Yibo ficaria furioso, mas ele não conseguiu conter seu corpo, ele não podia ficar ali.

Yibo apenas correu atrás de seu amado, ele não entendeu o que aconteceu, mas ele não iria deixar Jeongguk escapar, não com todo amor que o mais velho tinha para lhe dar, não era justo que ele perdesse o moreno por uma coisa dessas, ele esperaria o tempo que fosse, até que Jeongguk se sentisse confortável com ele e só aí tentaria de novo, mas por hora ele só precisava que o moreno lhe perdoasse, em sua mente a culpa era toda sua.

Mas para Jeongguk a história não era bem assim, ele sentia-se culpado por ter deixado Yibo para trás, mas era contra seu próprio corpo se entregar ao mais velho tendo dado seu coração meses atrás para Taehyung, ele não conseguiria, seria muito mais doloroso do que mesmo prazeroso, era melhor fugir e correr o risco de morrer, do que deixar que qualquer outra pessoa que não fosse o oficial, possuísse seu corpo. Após correr por alguns corredores ele viu a luz no fim do túnel, mas antes disso esbarrou em uma figura óbvia, era quase seu perseguidor.

-Por que você está correndo desse jeito?- Taehyung falou assustado.

-Me ajuda oficial, me esconde, por favor, eu juro que nunca mais te peço nada, mas me ajuda a sumir daqui- Jeongguk falou ofegante enquanto algumas lágrimas desciam por sua face.

-Vai me explicar o que tá acontecendo?- Taehyung encarou o menor sério, mas nervoso.

-Eu não tenho tempo! Me ajuda, por favor!- Jeongguk estava desesperado e ficou mais ainda quando viu a figura de Yibo passar por um corredor próximo ao dele.

-Tudo bem! Entra aqui- Taehyung abriu a sala de controle e Jeongguk rapidamente entrou e deitou-se próximo a uma mesa.

-Oficial! Você viu meu namorado? Ele deve ter vindo por aqui, eu preciso acha-lo!- Yibo apareceu também ofegante e segurou Taehyung.

-Eu não vi ninguém, melhor você voltar ao pátio, ele deve estar lá- Taehyung falou o mais sério possível e Yibo assentiu, indo embora rapidamente.

-Finalmente! Ai meu Deus onde eu fui me meter... Acabei de assinar os papéis da minha morte- Jeongguk falou desolado enquanto mantinha as mãos sobre a face e chorava.

-Agora eu preciso saber o que acabou de acontecer aqui- Taehyung sentou-se em uma cadeira que estava encostada na parede perto da porta.

-Você quer mesmo saber? É pessoal- Jeongguk tentou desviar o assunto e começou a enxugar as próprias lágrimas.

-Eu ajudei a te esconder, mereço uma explicação, sendo pessoal ou não, vocês estão sobre minha responsabilidade- Taehyung disse num tom sério e fitou os olhos vermelhos do moreno.

-Bom... É meu aniversário e Yibo me levou pra me dar “meu presente”, você já deve imaginar o que é, só que eu não consegui e acabei fugindo, ele deve tá furioso comigo, eu simplesmente deixei ele lá, eu sou muito burro... – Jeongguk fitava o nada e falava com a voz trêmula.

-Espera aí, você tá me dizendo que fugiu porque não conseguiu fazer sexo com seu namorado? E ele vai te matar por isso?- Taehyung não conseguiu segurar o riso.

-É idiota, eu sei, mas também sei as razões pelas quais eu não consegui e acredite, não são idiotas- Jeongguk jogou um olhar sugestivo sobre Taehyung.

-É muito fácil, você só namora com ele porque ele te protege, acontece muito isso aqui- Taehyung falou convencido.

-Vai muito além disso Taehyung, muito além- Jeongguk levantou-se sério e aproximou-se do oficial.

-Não vai me dizer que você é virgem e ficou com medo- Taehyung falou debochado e sorriu sarcástico.

-Ah acredite, se tem uma coisa que eu não sou é virgem- Jeongguk riu convencido.

-Mas tem cara- Taehyung falou desafiador.

-A partir de agora, nada mais me convence que você é hetero- Jeongguk se aproximou ainda mais, deixando seu corpo frente a frente com o do oficial.

-O que você tá querendo dizer com isso? Ficou maluco? Sai daqui agora!- Taehyung mudou sua expressão de repente e levantou-se assustado da cadeira.

-Agora eu vou provar pra você! Olha pra mim! Olha no fundo dos meus olhos e me manda ir embora de novo! Fala com todas as palavras que você me quer longe! Fala na minha cara que você me odeia! Fala Taehyung! E se você não falar, eu vou beijar você, vou beijar como você sabe que a sua mulher nunca vai, vou beijar como você gosta, como você quer! Mas se você tiver coragem de dizer que você não me deseja, que você não me ama, eu atravesso aquela porta e eu me mato, mas eu nunca mais chego perto de você!- Jeongguk encostou o oficial contra a parede, com toda a convicção e força que seu corpo tinha.

-Eu... Eu... Jeongguk você não... Eu não posso... – Taehyung estava nervoso como nunca esteve em sua vida, ele sentiu uma lágrima quente escorrer por seu rosto e seu coração acelerar, ele não conseguiria rejeitar Jeongguk, ele tinha certeza disso.

-Eu sabia... Você pode até me tratar mal agora, pode me rejeitar, pode fazer o que for, mas eu sei que você me ama, eu sei Taetae, só não demore pra saber também- Jeongguk sussurrou docemente no ouvido do oficial, depois juntou seus lábios aos dele lentamente e à medida que a tensão do corpo de Taehyung desaparecia o beijo se intensificava e ficava cada vez mais cheio de amor e desejo, Taehyung segurou o corpo de Jeongguk delicadamente e o moreno começou a acariciar os cabelos lisos e castanhos do oficial, ele se permitiu sorrir no meio daquele doce beijo, ele novamente sentiu o que ele amava sentir, o que ele precisava sentir, mas a incerteza da parte de Taehyung ainda se estabelecia, apesar de o oficial parecer tão envolvido quanto ele, e ele realmente estava, mas como sempre, o universo parece conspirar contra.

-Jeongguk!? O que tá acontecendo aqui? Ficou maluco?


Notas Finais


GEENTE DO CÉU, EU ESTOU SENTINDO UMA TRETA HAUAHAUAHU
Quem será que chegou? Agora a treta vai ficar maligna pessoal, tenho é pena kkkkk
Será que o Taehyung vai assumir e botar a purpurina pra jogo? Ou vai afrouxar de novo?
Minha nossa nós já somos quase 90! To pulando de alegria, tá acontecendo tão rápido, quero amar vocês gente, me abracem <3 <3
Até o próximo
Saranghae <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...