História Amor e/ou loucura - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Romance
Exibições 34
Palavras 519
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Slash, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não sei oq falar. Só leiam aí .

Capítulo 18 - Fuga


Fanfic / Fanfiction Amor e/ou loucura - Capítulo 18 - Fuga

Não sei como, mas consigo dormir na cadeira em que estou amarrada. Sem sonhos, sem pesadelos, só durmo. Acordei com Yoongi passando a mão em minhas pernas, o que me assustou um pouco. Ele se afasta e pergunta :

- Eu te assustei?

- Um pouco - respondo com a voz sonolenta - Yoongi, posso te perguntar uma coisa?

- Claro meu amor.

- O que você vai fazer comigo?

- Ah, S/n. Eu não vou te machucar. Eu só quero te ajudar. E, em troca, você vai me ajudar também.

- Hmm ... Ajudar exatamente no que?

- Vou te contar uma história. Você já percebeu que o Jimin está namorando, certo? Então, a namorada dele é minha irmã. Eu sei de muita coisa e posso te ajudar a se vingar dele.

- E como você pretende fazer isso?

- Machucando ele em todos os sentidos. Emocionalmente,  psicologicamente, etc.

- Você vai querer o que em troca? - pergunto olhando em seus olhos - Quer dizer, você disse que eu também ia te ajudar. Como faço isso?

- Simples, S/n. Você vai me ajudar a relembrar os velhos tempos. Você vai me fazer feliz que de novo.

-  E, por acaso, eu tenho a opção de recusar? 

- Ai ai, S/n. Você já percebeu que sou louco? Você não tem essa opção. - ele responde rindo - agora, eu vou te soltar e você não vai fazer nada contra mim.

- Ok, senhor Min Yoongi.

Ele desamarra minhas mãos e minhas pernas e me ajuda a levantar da cadeira, já que minhas pernas estão dormentes. Eu olho para meus punhos, que estão doloridos e marcados por conta das cordas, e Yoongi os acaricia levemente. Eu o olho intensamente e dou um abraço, minha ação repentina o assusta e ele simplesmente retribui me abraçando da mesma maneira. Me afasto para o olhar novamente e pergunto :

- Yoongi. Eu ... Eu posso te dar um beijo?

- Claro, delicinha - senti falta de quando ele me chamava assim

Logo, ele foi se aproximando lentamente e iniciou um beijo calmo, doce como ele. Seu beijo parecia um algodão doce, era muito bom. De certa forma, eu senti falta disso, porém não quero de novo. Aquilo era inesquecível, mas eu não quero ele, eu quero o Taehyung. Aquele beijo não foi por vontade, e sim necessidade. Eu tinha necessidade de sair daquele lugar e tinha que fazer o que ele quisesse pra ficar mais fácil. Ele se afasta e diz segurando minha cintura :

-  Senti falta da sua boca. Olha, eu vou no mercado e você pode ficar aqui, andando pela casa, ok?

Eu apenas concordo com a cabeça e nós dois saímos do quarto e ele me leva até a sala, na hora, percebo onde estou. Era a casa do Yoongi. Eu conhecia aquele lugar e sabia como sair de lá. Ele sai pela porta e eu começo a vasculhar o local, até que lembro que tem uma janela na cozinha que nunca fica trancada. Me direciono a mesma, que por sua vez estava do jeito que eu esperava. Olhei em volta e decidi pulá-la. Estava do lado de volta, só precisava escalar o muro e sar correndo.


Notas Finais


Cabooou. Realmente não tenho nada a dizer, então vlw flw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...