História Amor Esquecido - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Christa, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz"
Tags Drama, Mistério, Subaru
Exibições 45
Palavras 859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiii meus sorvetes!

Gente, muito obrigada pelo apoio, os comentários me ajudaram muito para continuar a fic.

Mas agora vamos para o capítulo...

Boa leitura ^^

Capítulo 3 - Diferente


Fanfic / Fanfiction Amor Esquecido - Capítulo 3 - Diferente

 

Após Subaru ter socado a parede, um silencio se espalhou pelo local. Os vampiros estavam surpresos pela sua nova noiva ser tão quieta e comportada. Ela não havia dito nada desde que chegara à mansão, apenas o seu próprio nome.

- É importante que você saiba, primeiramente, a sua posição nesta casa. – Disse Reiji de forma autoritária e fria. Haya direciona seu olhar para o moreno que começara a falar. Sua expressão desde que chegara era calma e serena, parecia que estava cansada ou algo do tipo. Não imaginavam eles que ela nunca expressava o que sentia em sua face.  – Você irá obedecer ás nossas ordens, irá ser apenas uma bolsa de sangue. Fui claro?

A garota apenas assente com a cabeça. Todos os irmãos se impressionam pelo fato de Haya não protestar e nem amenos perguntar o que é ser “uma bolsa de sangue”. Ela continua com a mesma serenidade do começo.

- Ei panqueca. Você sabe o que somos? – Pergunta Ayato com um sorriso de deboche no rosto. Ele estava ansioso para ver a reação da garota quando soubesse que eles são vampiros, o ruivo nunca se cansava de ver o sofrimento dos outros. Ele a havia chamado de “panqueca”, mesmo o mesmo sabendo que ela não era tão tábua assim. Haya possuía um corpo moderado, com seios medianos, curvas bem modeladas e coxas também medianas.

Haya nada respondeu. A garota estava confusa, não entendera direito a pergunta que o rapaz havia lhe feito. Em sua mente estava claro que eles eram humanos. Então, em sua cabeça, veio a seguinte pergunta:

“Eles não são humanos?”

A garota apenas negou com a cabeça, fazendo certos vampiros sorrirem, pensando na reação de Haya quando ela soubesse que eles são vampiros. Subaru, por outro lado, apenas mencionou um “Tsc” por achar tudo aquilo uma grande bobagem. Ele voltou a sua atenção novamente para a janela, na qual estava olhando há um tempo.

- Nós somos vampiros, sua sonsa! – Diz Ayato ansioso para ver a reação da garota. Todos os irmãos ali presentes se focaram na garota, esperando a sua reação.

Haya permaneceu a mesma coisa, calma e serena. Laito, Kanato, Ayato e Shu se decepcionaram muito, mas também ficaram chocados, pois nenhuma noiva da sacrifício havia ficado neste estado, mesmo que fossem as mais fortes. Reiji não sabia o que pensar daquilo, pois nunca esperara uma reação assim. Subaru havia ficado muito impressionado e se questionou se aquela garota era realmente humana, mas depois voltou a olhar a noite através da janela.

- Bom... Irei lhe mostrar seu quarto, me siga. – Disse Reiji voltando ao normal e quebrando aquele silencio. Começo a andar saindo da grande sala.

Haya, não tendo muitas escolhas, se virou e caminhou em passos lentos e calmos seguindo Reiji. Quando a garota saiu da sala, os cinco vampiros que ali restarem se entreolharam ainda meio surpresos pela personalidade curiosa da jovem. Após ficarem um tempo ali, todos sumiram e foram fazer as suas atividades diárias.

Já um pouco longe da sala de estar, a nova “boneca” estava seguindo Reiji que a estava levando para seu quarto. O caminho todo foi percorrido em completo silêncio. Para algumas pessoas aquele silêncio poderia ser considerado constrangedor ou desconfortável, mas para Haya, aquele silêncio era confortável, pois sua mente já estava bagunçada o suficiente para ela começar a conversar com alguém. Ela nunca foi de falar muito, pois seus atos já mostravam o suficiente sobre o seu caráter.

Depois de um tempo, o moreno parou em frente à uma porta de madeira. Estrava claro que este seria o quarto da garota. Reiji lhe explicou os horários das refeições e ela apenas fez um gesto com a cabeça, mostrando que havia entendido tudo o que o moreno havia lhe dito.

- E não se esqueça, se tentar fugir, será morta. – Diz Reiji de forma assustadora. O curioso é que em nenhum momento havia passado pela cabeça da garota, a ideia de fugir dali.

Ela assentiu com a cabeça e abriu delicadamente a porta de seu quarto. O moreno se virou e desapareceu da vista da garota. Isto não a havia assustado, pelo contrário, a garota estava habituada a estar sozinha, se sentia mais confortável assim.

Entrou no quarto e começou a o olhar. Era um quarto grande, praticamente todo rosa. Mesmo a morena amando a cor azul e branca, havia gostado do quarto, mesmo que apenas em sua cabeça, pois a sua expressão continuava a mesma. Sua mala já estava no quarto, mas ela nem teve o trabalho de pensar em como ela havia chegado ali.

Enquanto a morena começava a guardar as suas roupas no grande armário de seu novo quarto, um certo albino estava andando pelo jardim. Ele estava olhando a beleza daquelas lindas rosas brancas que ele mesmo havia cuidado durante tantos anos. Mas em sua cabeça não saía a imagem de uma certa pessoa. Aquela garota havia deixado ele curioso. Sua voz e sua aparência lhe eram familiares, mesmo ele tendo certeza que nunca a havia visto em toda a sua vida. Ele pensou com sigo mesmo:

“Esta noiva deve ser diferente... Mas eu não me importo..."

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo.

Comentem o que acharam, me ajuda muito!

Até a próxima sorvetes ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...