História Amor eterno - Capítulo 84


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amizade, Amor, Original, Romance, Sexo
Exibições 9
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 84 - O retorno


Fanfic / Fanfiction Amor eterno - Capítulo 84 - O retorno

Assim que Michel voltou do trabalho seu telefone tocou era Eduardo,Michel lhe contou que seu pai havia ido lá lhe pedir para voltar e ainda deu uma bronca em Eduardo por contar onde eles estavam:

-Me desculpa,mas isso aqui tá um caos sem você e eu sou o primeiro a querer que você volte

-Eu não sei,depois de tudo que principalmente o meu pai me disse,eu não sei se é uma boa ideia voltar a empresa,se eu voltasse seria somente pela Naty,aí ela ficaria mais perto dos médicos e de tudo,acredita que meu pai comprou a minha ex casa e quer que eu volte pra lá

-Faz isso,para de ser teimoso

-Ele acha que é Deus,que pode decidir o futuro de outros,eu ainda não sei

-E a Naty o que acha?

-Ainda não conversamos bem sobre isso,mas ela disse que me apoia em qualquer decisão que eu tomar

-E como tá sendo viver aí,tá bom?

-Normal,só o ritmo que é mais lento,menos pessoas na rua e um marzão lindo para relaxar

-Já tá me dando saudade daí e de vocês também

-Qualquer decisão eu te aviso

-Ok,então até amanhã

-Tchau

Depois de tomar banho e conversar um tempo com Naty chegou a conclusão que voltaria:

-Então voltaremos,mas eu ainda tenho que pedir demissão e provavelmente só daqui a uns 15 dias

-Será assim então,não acredito que a empresa vá piorar tanto em 15 dias

-Mas faço isso por nós e pela minha mãe

-Acho que tem que perdoar seu pai,ele foi grosso e até estúpido,mas é seu pai

-Acha que ele já me perdoou?

-Não sei,mas você já se perdoou?

-Acho que o que eu fiz não tem perdão

-Para de bobagem,claro que tem e você já devolveu tudo,acabou

-Eu vou ligar para o meu pai e contar a ele a minha decisão

 

Uns dias depois...

No final de semana os pais de Naty foram ver ela,foi um final de semana ótimo para ambos e na segunda Michel pediu demissão,trabalhou mais alguns dias e depois voltaram para a capital:

-Voltamos para a nossa casa

-Meio vazia,mas...

-Amanhã,eu peço para trazer os moveis do deposito,tá cansada?

-Um pouco,já estava me acostumando com a vida lá

-Eu também;amanhã você tem médico

-E como tá grande esse meninão do pai,né -disse ele acariciando a barriga dela

-Tá enorme nosso bebê

-Te amo

-Eu também,amor!

-Fala

-Eu posso ir na empresa visitar as minhas amigas né

-E adianta se eu disser que não?Elas podiam vir aqui

-Há,eu queria ir lá

-Tá,amanhã eu te levo

-Jura!

-por isso eu te amo tanto -disse ela o beijando

-Por que eu não consigo te dizer não?

Ela riu -Também,bobo e sua mãe,vai ver ela?

-Vou,amanhã,hoje eu quero ficar em casa relaxando com você

 

No outro dia Michel e Naty chegaram na empresa,as secretarias ficaram surpresas e depois do susto correram para Naty,a abraçaram e cumprimentaram a ambos,foi uma festa:

-Meninas,MENINAS,se acalmem,eu vou para minha sala,cuidem da minha mulher e por favor não gritem

R -Sim,senhor

Ele saiu e elas e Naty continuaram conversando:

C -Que saudade Naty!

N -Eu também estava com saudades de vocês

L -Naty,o seu Michel falou que iria para a sala dele,por acaso,ele vai voltar?

N -Sim,meninas

Todas gritaram felizes

N -psiu,meninas,quanto tempo faz que a outra foi embora?

L -Tem mais ou menos um mês

Elas continuaram conversando por mais de uma hora,até Michel chamar Naty:

-Nossa,quanto papo,não esquece tem consulta as 11h

-Eu sei

-Eu vou te levar

-Eu posso pegar um táxi

-Não!Eu quero ir com você

-Está bem e já pensou que a Verônica pode retornar,ainda mais se souber que você voltou

-Isso é verdade,mas ela que não se atreva,por que vai me ouvir,mas esquece isso e vamos....

Já na consulta de Naty tudo estava bem,o tumor não havia mais apresentado nenhum crescimento e também estava tudo bem com o bebê,Naty já tinha completado a 33ºsemana,eles já saíram de lá com o cesariana marcada,Gabriel nasceria em 20 dias:

-27 de março,essa é a data,a data mais feliz da minha vida -disse ela feliz,o abraçando

-Vinte dias,como passou rápido -disse ele emocionado

-Eu vou ligar para Ana e contar a ela,que já vai tá aqui,nesse dia

-Eu vou ligar para o Eduardo

Ele contou a Eduardo que estava tudo bem e data do nascimento de seu filho:

-Você deve estar muito feliz né?

-Estou,muito,claro que eu me preocupo,tenho medo que aconteça alguma coisa com a Naty

-Não pensa nisso,o médico não disse que está tudo bem?

-Sim

-Então

-Adivinha com quem a Naty tá falando

-Com a Ana?

-é,acertou

-Ela volta na próxima semana

-Você deve estar feliz com isso

-Muito,eu tô com muita saudade dela

-Eu só vou levar a Naty para casa e depois eu volto para a empresa

-Tá,a gente conversa mais aqui,tchau

-Tchau

*Ligação off

-Vamos amor

-Tchau Ana,a gente se fala depois -disse ela desligando o telefone

-Vamos,eu mandei uma mensagem para minha mãe,depois eu ligo para ela

-As nossas mães,elas ainda não se conhecem

-A sua mãe é bem geniosa

-E a sua não fica para trás

-Só quero ver -disse ela rindo

Eles voltaram para casa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...