História Amor fraterno e mais um pouco - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Pinecest
Exibições 85
Palavras 535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu não sei o que colocar aqui. Mas por favor, comentem. Amos vocês. ♥♡♥♡

Capítulo 11 - Também te amo bro-bro


POV Mabel

Isso estava realmente acontecendo? Meu irmão finalmente me beijou? Eu sei que falar pode parecer estranho, mas eu adorei. Na começo eu duvidei que aquela fosse a primeira vez que o Dipper beijava uma garota. Ele era muito bemm em beijos pra ser a primeira vez. Eu entrei com a minha língua na boca dele e deixei ele entrar na minha. Era uma sensação incrível. O jeito como ele mexia os lábios e a língua já estava me deixando toda molhada. Depois de uns dois minutos, nós nos separamos pela falta de ar. Antes de separar completamente nossos lábios, ele me deu uma leve mordida que já foi suficiente para me arrancar um gemido. Ele olhou pra mim e sorriu. Eu retribui o sorriso. Nós dois estávamos muto vermelhos e com falta de ar. Por fim o Dipper disse:

-Vamos lá pra baixo. As meninas estão nos esperando. 

-Ok. Só... só me deixe (arfando) recuperar o ar.

-Então, o que achou? Eu beijo bem?

-Nada mau pro seu segundo beijo.

-Mas esse foi meu primeiro beijo.

-Não, não. Você se esqueceu do Mermando! -disse eu cantarolando o nome do Mermando.

-Ah, não! Não precisava me lembrar daquilo! Eca! Ele tinha gosto de atum!

-Tinha mesmo. Eu preferi o seu beijo. -disse isso dando um selinho na bochecha dele- Vem. Vamos voltar lá pra baixo.

-Tudo bem. E ahm, Mabel.

-O quê? 

-Eu te amo.

-Também te amo bro-bro.

POV Narrador

~~~~~~~~~~~~~~~~Time Break de dois dias~~~~~~~~~~~~~~

E algum lugar da floresta distante da cabana do mistério, Gideão estava fazendo um ritual para invocar Larry. Ele pegou um papel com algumas anotações dentro de seu bolso e fez um desenho na terra. O desenho consistia em três triângulos, dois de lado e um em cima, formando um triângulo maior, mas sem a parte do meio. Ele recitou o encantamento:

-"Pelos deuses ancestrais;

Eu invoco aquele com poderes sem iguais;

O poder de confundir a alma e provocar o caos;

O poder de dar força aos que se consideram mals!"

Assim que Gideão acabou de recitar o encantamento, seus olhos começaram a brilhar e ele começou a dizer coisas sem sentido:

-PMURT AROF!!! SGGE RETSAE!!! SATLUCO SNEGASNEM!!!

Então Larry apareceu bem na sua frente. Como de costume, o tempo parou e as coisas por lá perderam a cor.

-Por que me incomoda de novo, criança? -disse Larry.

-Larry! Já fazem dois dias e a Mabel ainda nâo me ama!

-Peço que tenha paciência. O amor não é como a raiva. Não se pode invocar com um simples estalar de dedos. É preciso um feitiço extremamente complica -Gideão o interrompeu. 

-Tá bem! Só me diz quanto tempo -Larry interrompeu Gideão de um jeito inusitado: literalmente, colocando um zíper em sua boca.

-Peço que não me interrompa. -disse Larry, parecendo calmo mas, por dentro, explodindo de raiva. -Como eu ia dizendo, um feitiço extremamente complicado que, como não estamos em minha dimensão, vou levar no mínimo duas semanas para preparar. Depois desse meio tempo, te cobrarei o favor que discutimos anteriormente. Enquanto isso, relaxe.

O zíper na boca de Gideão desapareceu.

-Não faça isso!

-Não me diga o que fazer. Devo lembra-lo de que eu mando aqui. Você ganhará o que quer e eu vou ganhar o que eu quero. Agora, não me incomode mais. Quando o feitiço ficar pronto, eu vou avisar. 

-Mas...

-Sem mas. Adeus.


Notas Finais


Me desculpe pelo encantamento bosta. Eu que fiz então não cobrem muito de mim. Mas eu posso garantir que o plano do Larry é terrível, mas genial.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...